AS MAIS
LIDAS!

11 Looks da Camila Queiroz Por Aí

23/02/2017  •  Por Thereza  •  Celebridades, Estilo, Moda

Mais uma brasileira na nossa tag #PorAí e essa é uma angel the mônia! Camila Queiroz é musa desde as passarelas de Verdades Secretas, passando pela roça de Eta Mundo Bom, até as ruas dessa cidade, logo, nada mais justo que um apanhadão dos seus looks. Recentemente a atriz cortou o cabelo numa mudança radicale muito certeira, mas ainda não tivemos looks Por aí dessa nova fase, então foca na fase anterior!

Camila-Queiroz-Look

Camila é básica, mas isso não impede de ser muito estilosa. O look acima define um pouco seu estilo, jeans + jeans + tênis branco = tem como dar errado?

Camila-Queiroz-Look

Não tô dizendo que o jeans+tênis rege seus looks casuais. Acima tem mais uma amostra da duplinha eficiente e sem esforço.

Camila-Queiroz-Look

Ok, dessa vez ela variou o sapato, mas o aerolook segue implacável no quesito conforto.

Camila-Queiroz-Look

Para um evento, look na pegada seventies!

Camila-Queiroz-Look

Outro evento, dessa vez um macacão clássico e sem erro!

img_6618

E quando o assunto é evento ela sobe no salto e sai do óbvio. Poderia ser um vestido , mas o styling foi mais preciso e apostou nesse look sofisticado, curti!

Camila-Queiroz-Look

Num tô dizendo, nada de vestido, eis um conjuntinho fofo  e a sandália vermelha só pra variar!

Camila-Queiroz-Look

Ok, vestido, mas esse não é um qualquer, é super cool, assimétrico e com acessórios fora do óbvio.

Camila-Queiroz-Look

Agora vamos ao momento girlie sim numa versão Barbie muito gracinha, mas o que eu amei mesmo foi esse scarpin bordado belíssimo!

Camila-Queiroz-Look

Falei bordado e pintou esse look curto super poder!

Camila-Queiroz-Look

Pra finalizar, momento lúdico! Camila Queiroz é dessa nova geração de atrizes da Globo que fazem sucesso dentro e fora da telinha, com isso, seu Insta/Snap bombados refletem sua vida real e prato cheio pra gente se inspirar nos looks!

Curtem o estilo da Angel?!

O segredo do loiro da Khloé Kardashian!

22/02/2017  •  Por Thereza  •  Cabelos, Celebridades

Se tem uma coisa que, sendo loira de carteirinha há 18 anos, posso arfirmar: não dá pra ficar loira de um dia pro outro. Até dá, mas você pode correr o risco de perder o cabelo (ou gastar muito dinheiro) logo depois, afinal é química e tudo muito agressivo, daí porque ficar loira se você vai ter que viver refém do boné?

E o exemplo de hoje é com a nossa sister mais gente boa, Khloé Kardashian. Li uma entrevista super legal da Tracey Cunningham – cabeleireira dela e também de dúzias de famosas – para a revista Allure, na qual ela revela segredos dessa transição capilar e como mudar com louvor, tudo ilustrado com o histórico da Khloé, que mudou a olhos vistos nos últimos 10 anos

“Saiba acima de tudo que ser loira demanda tempo, não é recomendado você mudar de uma hora pra outra, se você quer ter um cabelo saudável e com nuances bonitas, é necessário meses entre as colorações”.  No cabelo de Khloé, Tracey começou com babylights, balayages bem fininhas que ajudam a criar dimensão e brilho aos fios. Não tem impacto, mas uma mudança suave e na medida. Com o tempo, aumentou-se o volume e, voilá, sem segredo, mas muita paciência e perseverança.

Tracey acrescenta uma reflexão ao tema, “pergunte-se quanto tempo e dinheiro você tem pra gastar/investir para sustentar a cor desejada, seja no salão ou em casa, é preciso desses itens pra ter um loiro progressivo assim”. E ela ainda completa com um “teste” pra saber se você ficaria bem loira: pegue fotos suas da infância, se tinham algumas mechas claras e naturais, já é um bom indício, mas se não, sem problemas, sempre vai ter uma nuance certeira pro seu tom.

khloé kardashian

Passada a teoria, a melhor parte! A cabeleireira revelou alguns dos produtos que usa na Khloé para manter o loiro bonito. Na hora de pintar, além do Redken Flash Lift Lightener, ela usa Olaplex para proteger os fios e garantir a cor ideal que o cabelo permite. Eu uso Olaplex há 1 ano e posso dizer de fato que ele muda sua experiência de cor, já falei dele aqui.

E para manter a cor, seus produtos favoritos para casa são os “color-depositing”, Tracey recomenda o Blonde Idol Custom-Tone da Redken. Tem a versão para loiros frios e platinados, que ajuda a neutralizar o amarelado, e também para cabelos loiros quentes com pigmentos dourados, que promove hidratação e brilho extra. Nunca usei esse produto, mas sou doida pra experimentar, tem aqui na Beleza na Web.

Depois de todo o tempo e cuidado necessário, o que devemos evitar? Segundo Tracey, é importante fugir do cloro, manter cortes regulares e diminuir chapinhas e secadores. E se for usar – o que é mais que natural – ela recomenda um sérum protetor. O favorito da cabeleireira é o John Frieda Frizz-Ease Heat Defeat Protective Styling Spray, tem aqui na Sephora.

E ela finaliza, “encontre um cabeleireiro que você se identifica e que te trate como amiga, afinal, uma transição de cor precisa ter carinho e responsabilidade!”.

New York Política Fashion Week

21/02/2017  •  Por Thereza  •  Fashion Week, Moda, Pense

Alguém tem alguma dúvida que a moda é uma ferramenta poderosíssima para falar de assuntos que abrangem um universo muito além do look do dia? Pois bem, nessa última New York Fashion Week, dezenas de estilistas mostraram que não estão satisfeitos com algumas questões que tangem nossa sociedade.

E é impossível não falar de Trump! Seu posicionamento contra a imigração foi um dos principais assuntos dos protestos vistos nas passarelas, afinal, muitos dos estilistas são imigrantes, trabalham com imigrantes e tem amigos imigrantes, ou seja, que a roupa seja a voz contra essa intolerância.

Junto a isso, vimos cada vez mais espaço ao movimento feminista. Se em outubro passado, Dior falou “We Should All Be Feminist” (título do livro da escritora nigeriana, Chimamanda Ngozi Adichie), nessa edição várias marcas endossaram o movimento, seja através de t-shirts, looks inteiros, detalhes, músicas, enfim, desde quando a moda é fútil? Não só movimenta uma indústria riquíssima, como nos abre espaço pra debater. Vamos aos destaques!

moda-feminista

TOMMY HILFIGER O estilista inaugurou a temporada, lá em Los Angeles, com um desfile repleeeto de insta-top-models e uma mensagem, mesmo que discreta, importante. O “Tied Together” é uma campanha criada pelo site Business of Fashion com o intuito de movimentar a indústria da moda em solidariedade a imigrantes e minorias.

A ideia é que seja “um movimento silencioso e não necessariamente uma declaração política, mas sim de positividade em apoio à humanidade, incentivando  entusiastas da moda e  pessoas de fora da indústria a participar”. Topa?

moda-feminista

PRABAL GURUNG Sem dúvida o manifesto de Prabal Gurung foi o de maior impacto da temporada. O estilista, nascido em Singapura, levou à passarela dezenas de modelos e t-shirts com mensagens da vez e palavras de ordem.

Ele contou que participou da Marcha das Mulheres – manifestação que rolou no último mês em várias cidades dos EUA e mundo – e os cartezes que viu o inspiraram pra criar essas camisetas. Pra completar o movimento, o estilista foi um dos poucos a se preocupar com inclusão de outro tema cada vez mais falado, trazendo modelos plus size à passarela.

moda-feminista

JONATHAN SIMKHAI O estilista sensação do red carpet, que veste nomes como Kylie Jenner e Emily Ratajkowski, não só encerrou o desfile com sua camiseta “Feminist AF” (af = as fuck = %#&!@*), mas também distribuiu pra todo o frontrow do evento.

Melhor maneira de propagar a mensagem entre influencers selecionadas, que logo botaram em prática pelas ruas da cidade.

moda-feminista

ALICE + OLIVIA, CREATURE OF COMFORT E CINQ À SEPT Sejam em camisetas ou moletons, a ideia é passar a mensagem. “Seja a mudança que você quer ver no mundo”, “Somos todos seres humanos” e “Eu amo todo mundo”, mensagens simples, mas com endereço certeiro.

moda-feminista

PUBLIC SCHOOL Já a super cool e alternativa, Public School, substituiu a ex-célebre e agora famigerada frase dita por Trump, “Make America Great Again”, por “Make America New York”, numa referência ao fato da cidade ser sempre receptiva e viver em harmonia com todos o tipo de raça, gênero, gente, simples assim.

LÍNGUA FRANCA Paralelamente à NYFW, uma marca foi lançada justamente pra dar voz em formato de looks às mensagens da vez. A Língua Franca tem uma coleção bordada que destaca a luta dos imigrantes, a saudade do Barack e ainda um possível grito de liberdade pra Melania.

THE ROW A marca das gêmeas Ashley e Mary Kate Olsen também deram voz ao manifesto. Assim como sua marca, super cool e minimal, o recado foi bordado de forma discreta em detalhes das roupas. Palavras como “diginidade”, “liberdade” e “esperança”, como deve ser!

moda-feminista

CHRISTIAN SIRIANO Por fim, Christian Siriano foi simples, mas certeiro e reproduziu o título de uma música do Depeche Mode, afinal, ~gente é gente e como a letra diz “Pessoas são pessoas, então porque é que você e eu temos que nos dar tão mal?”. Aliás, o estilista segue cada vai mais inclusivo – teve post assim sobre ele aqui – e mostrando um casting bastante heterogêneo, ponto pra ele!

Vale dizer que basicamente todas essas camisetas tem venda revertida pra instituições que falam sobre mulheres, imigrantes ou basicamente lutam contra Trump. Sabemos que o feminismo é a pauta da vez, muita gente acaba surfando na onda, mas se no final todos estão falando e quem precisa está colhendo frutos, o saldo é mais que positivo!

Página 1 de 1.95612345Última »