Pra inspirar: rabo de cavalo perfeito

29/07/2016  •  Por Thereza  •  Beleza, Cabelos

A ironia da minha vida capilar: durante a semana, eu vivo de rabo de cavalo pra esconder o mafuá, mas é só eu fazer uma escova, ter um evento, algo mais elaborado que é solto e ponto final. Coitado do rabo de cavalo, pelo menos comigo é um penteado que é resumido a improviso pra ficar dentro de casa. Vocês também são assim?

Bom, pensando nisso, vamos levantar a bandeira do rabo de cavalo para festas, eventos e afins! Não sei se é impressão minha, mas tenho visto mais dele por aí e por aqui compartilho umas imagens inspiradoras!

Ponytail

Rabo sleek! Aquela coisa lisa extralisa, sem um fio fora do lugar! Muito bonito, talvez não muito real, mas gosto dessa ideia de perfeição geométrica, como se fosse um traço capilar.

Agora o que é o mais importante de reparar é o acabamento na hora de prender, seja com o próprio cabelo ou com algum acessório, com elástico jamais (aquela que tem elásticos espalhados por todos os cômodos da casa)!

ponytail rabo de cavalo

Rabo bojudo! Aí sim um pouco mais vida real, muito charmoso e super feminino! Gosto quando a raiz é certinha e penteada, mas também quando há uma bagunça milimétrica.

E não tem jeito, rabo de cavalo é rejuvenescedor, você usa e parece mais novinha na mesma hora!

rabo de cavalo 2

Rabo famoso! E claro, ele segue forte no red carpet. As rainhas do pop usaram outro dia e repare, o rabo foi lá pro topo, ficou tipo um chafariz capilar, é ousado, mas muito certeiro. Por fim, mais rabo liso e com ondas tipo old hollywood!

rabo de cavalo kim kardashian

Bônus, rabo da Kim! Atualizando o post com o rabo de cavalo que a Kim usou hoje e eu achei que ela ficou outra, o rabo da uma rejuvenescida e o visual fica garota esperta, curti!

E você, também é adepta só dos rabos casuais ou também aposta para ocasiões especiais?!

Qual é o seu estilo de vinho?

28/07/2016  •  Por Rodrigo  •  Moda, Vinho, Vinho de Quinta

Qual é o tipo de vinho que mais lhe agrada? Um tinto encorpado? Um branco fresco? Um Rosé delicado? Talvez nem você mesmo saiba ao certo, e isso é muito comum. Pra definir preferências de vinho, é importante que você tenha experiências variadas, ou seja, que prove diferentes estilos para ver os que mais apetecem seu paladar. Pode parecer simples, mas não é, afinal, que tem disponibilidade de sair comprando vinhos a torto e a direita, errando e acertando, até encontrar o Santo Graal da bebida?

Beyoncé-Confirms-Jay-Z-Cheated-On-Her-During-Ohio-Concert-Video

Escolhas de vinhos que não estejam de acordo com o seu gosto em um determinado momento certamente trarão um um afastamento natural e até mesmo um sentimento de culpa, principalmente pelo fato de que no Brasil, vinho não é barato. Aí o que ocorre? Você acaba generalizando sem ao menos ter a idéia de que existe uma infinidade de estilos para todos os tipos de pessoas.

Já ouvi gente dizer que não gosta de vinho por diversos motivos, muito pesado, muito ácido, muito seco, doce, alcoólico e etc… Então, entendendo aquilo do que se gosta, fica mais fácil de acertar e com o tempo migrar o paladar para outros tipos, de forma natural. Posso dizer por mim mesmo, que vários vinhos que eu não gostava quando comecei, hoje são os meus prediletos.

Vamos tentar entender um pouco o paladar?

WS13D0307

Frescor e mineralidade: São vinhos delicados e que trazem uma certa refrescância. O frescor se dá em virtude de uma acidez mais acentuada, aquela sensação picante na lateral da língua que deixa a boca salivando, ótimo para quem curte sabores cítricos.

Vinhos minerais são aqueles que remetem à aromas que lembram maresia ou asfalto molhado. São bons para serem degustados como aperitivo e com alimentos mais leves. Se você gosta de vinhos brancos, a uva Sauvignon Blanc produz vinhos nesse estilo, como o Wave Series, já para os tintos, uma boa pedida são os Pinot Noirs. Os Vinhos Verdes de Portugal também, fazem bonito, super leves e delicados.

Frutados e Macios: Estilo muito popular, pois tem sabores de frutas maduras e paladar de textura sedosa. São vinhos mais redondos e que agradam muito que está iniciando. A uva Merlot, geralmente faz vinhos bem macios como no caso do Luis Felipe Edwards Gran Reserva Merlot, saboroso, com aromas de cereja e baunilha.

Para os brancos, procure por vinhos da uva Chardonnay, envelhecidos em madeira, como o Santa Helena. Como saber se vou gostar? Se você é fã de frutas vermelhas ou frutas amarelas em calda, esses vinhos são pra você.

Potentes e encorpado: Vinhos com mais estrutura, corpo e peso. Trazem uma sensação de suculência e o sabor das frutas frescas dá lugar à geléia e compota. Muitos Malbecs argentinos e Cabernets chilenos são bons representantes do estilo. Geralmente são vinhos com amadurecimento em madeira, que muitas vezes aparece de forma presente com aromas de cedro, tostado e chocolate.

Outra coisa pra reparar, são os taninos… mas que diabo é tanino? É uma substancia da casca da uva que dá aquela secura na boca, como se estivesse comendo banana verde, o que nossos pais chamavam de “rascante”. Entretanto, quando o vinho, por mais seco que seja, é bem equilibrado, apresenta taninos mais doces e agradáveis. Por isso, são perfeitos para harmonizar com pratos mais fortes, carnes vermelhas e queijos com mais gordura pra amaciar o aspecto seco.

Uma boa maneira saber se esse tipo de vinho casa bem com você, é fazer uma analogia com perfume. Você prefere fragrâncias mais florais e frescas ou amadeiradas e fortes? Se a segunda opção é a sua, você tem mais chances de se dar bem com esses vinhos. Que tal começar com um alentejano especial, o Paulo Laureano Vale da Torre Reserve?

Elegantes e Complexos: Uma categoria tradicionalmente destinada somente aos clássicos, como os grandes Bordeaux, Borgonha, Barolos, Brunellos e tantos outros caríssimos, porém, atualmente tem chegado ao Brasil belíssimos rótulos  elegantes, das mais variadas regiões, por preços acessíveis. E o que faz de um vinho elegante?

Mais camadas de aromas e sabores mais complexos, com mais informação. Flores, couro, tabaco, especiarias são algumas das características que podemos encontrar. Esses vinhos harmonizam bem com uma gastronomia mais elaborada. O francês Chateau Pesquié é um exemplo de vinho elegante, mas bem fácil de beber e de agradar, sem estourar o orçamento. Muito floral, com aromas francos de frutas silvestres e pimenta.

Docinhos: Se o seu paladar ainda não está no clima de vinhos secos, não tem problema, há muita coisa pra se experimentar além dos tradicionais vinhos suaves. Tem muita gente que adora vinhos de sobremesa ou vinhos do Porto, mas acho que eles tem um perfil mais digestivo, para acompanhar doces ou o final de um jantar.

Portanto, se você não abre mão daquela doçura, mas prefere um vinhozinho mais fácil pra bebericar, pode procurar pelas uvas Riesling ou Gewurztraminer. Alguns produtores da América do Sul elaboram bons vinhos desta casta, como o Adobe Gewurztraminer Reserva, leve, com notas de rosas e um sabor adocicado de lichia e maracujá.

degustar vinho

Espero que tenham gostado do post. Se tiverem alguma dúvida sobre estilo ou algum tipo de sabor que agrade ou não, é só deixar um comentário!

À Procura da Blusinha de 2 dígitos [Tema: Meu estilo]

27/07/2016  •  Por Thereza  •  Compras, Moda

Do jeito que a inflação está e a falta de criatividade dos estilistas também, vamos mudar nossa tag pra “blusinha de ok 3 dígitos, mas não muito”, tá muito difícil! Mas não impossível, eu corri atrás, até presencialmente e encontrei brusinhas legais. Seguindo nosso ideal de tema, o de hoje é: meu estilo pessoal.

Brusinhas

Porque eu até não faço look do dia, mas é cada blusinha que a gente veste :)) A wishlist de hoje é com looks que usaria na vida real, porque tem uns que a gente acha lindo e tal, mas na prática usa outra coisa!

Antes de caçar online, fuxiquei algumas fast fashions e encontrei essa blusa da Riachuelo por R$89 (ela entrou no nosso último post) e ao lado Renner por R$99 (é linda, mas queria preta). Prometo que na próxima edição tiro foto da blusinha por inteiro, mas dá pra ter uma ideia dos modelos e de que eu gosto de um ombro de fora rsrs! Vamos às outras selecionadas de hoje.

BRUSINHA 2 DIGITOS FASHIONISMO

Três | C&A | Zattini | Dafiti1 | Dafiti2 | Riachuelo | Amaro | Oqvestir1 | Oqvestir2 | StyleMarket | Dzarm | Dafiti

Vejam bem, eu adoro um bom decote, foco no colo e preto, esse é meu modus operandi de estilo, junto a isso algumas cores (roxo, laranja), listras e oncinha, claro! Achei esse primeiro trio bem legal e com preço no limite do aceitável.

A Loja Três é uma marca carioca nova e gostei bastante do estilo deles, esse decote traseiro é poder! Já a C&A tem a famosa cadarcet versão body, gostei do decote profundo. E ainda nos ombros trabalhados, pirei nessa blusa da Zattini!

Na Dafiti (eles tem muita variedade), mais ombro a ombro bonito e essa de manga comprida achei chique e com bom preço! Eu raramente uso branco (aprendi aqui com minha consultora de estilo rsrs, recomendo), mas esse body da Riachuelo é gracinha, curti.

Outra coisa que uso muito, blusa de alcinha, coringa ótimo que cai bem com coletes e blazers que também amo. Essa da nova coleção da Amaro é linda e super coringa. Já no OQVestir, a Market33 tem esses dois modelos bonitos e baratos.

Por fim, pra variar, camiseta jeans na Style Market, camisa com decote bonitão na Dzarm e uma blusa de oncinha baratex pra sempre ter por perto! Daquele tipo de blusas que funcionam bem sempre.

 
Siga a pasta Meu Estilo de Fashionismo no Pinterest.

Por falar em estilo pessoal, aqui nesse meu painel do Pinterest tem tudo que eu usaria djá, tipo minha cara, amo e irei proteger todos esses looks!

Gostaram da seleção da vez? Básicos, clássicos e ousados! Sigo aceitando sugestões de temas marcas que vocês recomendam pra boa pechincha dos 2 dígitos, diz aí!

Página 1 de 1.83412345Última »