AS MAIS
LIDAS!

Qual é a sua relação com máscara facial?

22/06/2020  •  Por Thereza  •  Pense

Primeira resposta possível: obrigação de usar! Há meses é sabido sua necessidade, seja pra autocuidado, cuidado do outro, bom senso e por aí vai. Mas agora partindo pro lado, digamos, estético, sei que é extremamente difícil traçar um paralelo mínimo entre pandemia e “moda”, mas venho por meio desse post realizar: esse é o maior gesto do tal novo normal. Incorporaremos a máscara à nossa rotina.

Aproveito o tema para ilustrar o post com ela, Olivia Palermo andando por aí com sua máscara básica, mas também com um lenço improvisado. Lembrando que essas fotos são em Nova York, o Lockdown é diferente e as fotos são recentes.

Enquanto não houver uma vacina segura (e disseminada), as máscaras vão nos acompanhar e, se no início, houve um frenesi para se produzir máscaras básicas, hoje tem uma enorme oferta. Seja a mais simples, a super eficiente, a estilizada, diy, improviso, alto luxo, criativa, divertida, tem espaço pra tudo isso?

Tenho saído uma vez por mês apenas pras minhas consultas médicas e mal ando pela rua pra observar, mas o pouco que vejo, seja ao vivo ou pela internet, houve uma mudança da nossa relação com as máscara.

Com o tempo, as pessoas descobriram novos tecidos, formatos que se ajustam anatomicamente ao rosto, algumas estampas e outras, digamos criatividades.

No início, confesso que julgava um pouco, parecia um pouco de deboche, mas hoje em dia o que temos pra julgar? Se vamos ficar pelo menos 15 meses (vamos supor que a vacina chegue aqui em junho do ano que vem) usando tal acessório, que de repente eles sejam de acordo com nossa personalidade e até espírito e humor de acordo com cada dia.

Falo tudo isso, mas ainda sigo com minha máscara branca básica e com um face shield por cima. Mas creio que vale refletir e saber como vamos inserir mais um acessório ao nosso corpo e dia a dia. Qual é a sua relação com máscaras faciais?

 




Deixe seu comentário!
*Preenchimento obrigatório (seu email não será divulgado).
Quer que a sua foto apareça no comentário? Clique aqui e cadastre-se!

12 Comentários
  1. Avatar
    Helô Prado - 22/06/20 - 15h58

    As minhas máscaras são bem básicas, algumas comprei no supermercado. rs Vou testando pra achar algumas que sejam mais confortáveis, que dê pra respirar melhor. Sobre aparência, ainda não me peguei pensando nisso. Vamos ver se com o passar dos meses vou me interessar mais.

    Responder
  2. Avatar
    Andréia - 22/06/20 - 16h17

    Eu acho o uso de máscara bem desagradável, mas como é obrigatório, acho válido a usarmos de forma um pouco divertida. Já que se tornou um acessório presente nos nossos looks diários e irá permanecer por um bom tempo, vamos brincar um pouco com isso pra não ficar tão chato né.

    Responder
  3. Avatar
    Fêh Zenatto - 22/06/20 - 16h22

    Ai, The, eu sinceramente não consigo internalizar máscaras cheias de brilhos, paetês etc.
    Ao meu ver, desvia muito! Vejo as pessoas cobrando mais caro por essas máscaras estilizadas e fashion mas falando pouco da eficiência dela pro que realmente interessa – como a história de ter 3 camadas de um tecido específico que proteja mais de pequenas partículas, vedamento adequado nas laterais e parte superior (porque tem umas que vamos combinar!).

    E sei que esse movimento de colocar personalidade na máscara é natural e humano mas, sei lá, pra mim não rola!

    BLOG COISA E TAL

    Responder
  4. Avatar
    Aline Nunes - 23/06/20 - 07h56

    Não gosto da ideia de ser um acessório de moda, simplesmente porque não é um acessório. Façam o que quiserem para ser mais fácil as usar, para lembrar e incomdar menos, agora a tentativa de lucrar,de criar um mercado em cima duma pandemia, que mata e que tem a sua gravidade por consequência das falhas sistémicas do sistema capitalista, me parece cruel.

    Responder
    • Avatar
      Thereza - 23/06/20 - 13h26

      Eu concordo com você, mas sabe que a maioria das máscaras que vejo – e que me fez refletir pro post – são de pequenas empresas, juntas locais, costureiras e marcas mais reais que usaram da construção de algo tão simples pra tentar sobreviver diante da pandemia, acho que essas sim merecem um reconhecimento. Eu sigo usando a minha branca de tecido, mas tb consigo agora não julgar quem se sente minimamente bem em usar uma de bandana estampada ou colorida, desde que seja nessa pegada e não uma com cristais swarovsky ou com logo da louis vuitto

  5. Avatar
    Bianca - 23/06/20 - 13h00

    Super adotei as máscaras como um complemento do look. Acabo encarando alguns modelos como sapato, sabem? Tem as confortáveis, tem as que são mais chatinhas de usar mas ficam lindas no rosto… admito que fui até atrás de umas inspirações asiáticas. Pessoalmente, não acho que faz sentido comprar uma grifada, o importante (pra não dizer fundamental) é a proteção, depois o conforto e, se der, o estilo. Um modelo que eu gostei bastante e indico pra quem é trabalhadora essencial e precisa ficar longas horas, são as máscaras da malharia Don Carli… o preço é meio salgado mas elas são bem confortáveis. Único porém é que esquentam um tiquinho.

    Responder
  6. Avatar
    Caroline - 24/06/20 - 11h35

    Não vejo problema em variar a estampa da máscara, desde que ela sirva ao propósito de proteção. Como alguém que continuou trabalhando fora durante o distanciamento social, e que está usando máscara todo dia durante horas há meses, digo que precisei arrumar um jeito de deixar essa obrigação mais leve e menos incômoda do que já é. E o meio que eu achei foi buscar máscaras diferentes. Felizmente, encontrei uma costureira local, de bairro periférico, que produz máscaras adaptadas ao rosto, de bons tecidos e com preço justo. Então, além de proteger a mim e aos outros, dar um alívio pro meu desalento de usar, ainda apoio alguém que está vivendo disso e sendo produtiva durante a pandemia. E aos “fiscais de máscara estampada dos outros” só posso dizer: descansa, militante.

    Responder
  7. Avatar
    Glaucia - 24/06/20 - 12h39

    Sem querer polemizar, mas as três camadas da máscara foram recomendadas pela OMS no último dia 05.06, ou seja, bem recente. Vivemos em um país capitalista, compra a máscara de bichinhos e frufruzinho quem quer, quem quiser comprar a máscara branca, tudo bem também!! Somos livres!! Bem como vc disse, Tereza, a maioria dessas máscaras coloridas que vejo são de lojas de confecções locais, qual o problema em vender e ter lucro com a venda de máscaras nessa época? Os boletos não param de chegar, gente! Existe o mundo ideal e o mundo real e é nesse que a gente pode fazer a diferença!!

    Responder
  8. Avatar
    Milena - 24/06/20 - 14h14

    Oi, The! Então eu trabalho desde o início da quarentena e eu uso aproximadamente de 4 a 6 máscaras por dia (tem que trocar de 2 em 2 horas) Eu agora já sei o tipo que eu prefiro e tenho várias. Das básicas as super estampadas. Meu uniforme é preto então qualquer uma fica legal.

    Responder
  9. Avatar
    Thais - 25/06/20 - 08h36

    Thê, eu sou dentista e to acostumada a usar máscara diariamente.. Mas com a falta de insumo, tive que aderir as máscaras de tecido pra quando estou fora do consultório, e encontrei muitos problemas, o principal: elásticos muito apertados!
    Tomei uma decisão e comecei a fazer minhas próprias máscaras. Achei tutorial de costura de máscara a mão no YouTube e fiz! Minha família se interessou pelo conforto delas e fiz pra eles tbm.. A demanda cresceu e criei coragem de comprar minha máquina de costura( sempre tive vontade, desde quando assistia Project Runway, mas nunca tomei esse passo) e agora faço doações e vendo pros vizinhos e colegas de trabalho. E o bom que agora eu faço meus próprios ajustes nas minhas roupas.. Comecei também a fazer toquinhas pra trabalhar, lenços, “scrunchies”.. aprender hobby novo na quarentena é tendência né?
    E sim, com isso eu tenho uma máscara de cada cor e estampa kkk Quando enjoar é só trocar..

    Responder
  10. Avatar
    Glaucia - 25/06/20 - 23h06

    Adoro o blog, sou leitora assídua, uma pena ver que um simples comentario em uma postagem não foi aceito

    Responder
    • Avatar
      Thereza - 29/06/20 - 13h00

      Oi Glaucia, seu comentário já foi aprovado! É que o WordPress tem um filtro de segurança anti-spam, que retém comentário pra aprovação quando é de um ip ou email que comenta pela primeira vez, o que foi o seu caso. E eu tenho que aprovar manualmente, o que não pude fazer no final de semana e fiz hoje.
      No mais, eu concordo com seu comentário super e, mesmo se não concordasse, aprovaria. Bjs!