O futuro do perfume será artesanal

04/01/2021  •  Por Thereza  •  Moda

Se tem um assunto que amo e, para meu trabalho enquanto criadora de conteúdo ajuda muito, é futurologia! Pensar no futuro, mais precisamente nas tendências de mercado, hábitos de consumidores, movimentos da sociedade, tudo no universo que me cabe: moda, beleza, decor e universo feminino em geral.

Quem acompanha os podcasts do Fashionismo sabe que esse é um assunto recorrente e agora na minha viagem para Paris, percebi um “novo” movimento, logo, resolvi transformar em post escrito! Nós nunca mais encararemos os perfumes como antes! Como? Explico!

Nossa relação com perfumes tem 2 vertentes, um quê de herança, aquele perfume que a gente sentia da mãe ou da amiga e herdava essa “influência” pra gente. Mas também tem aquele lado “assinatura”, um perfume que a gente usou uma vez muito tempo atrás, adotamos e incluímos à nossa personalidade!

Quem não tem um perfume que usa há pelo menos mais de uma década e vai recomprando? Ou aquele perfume que alguém te deu ou você sentiu um cheiro numa ocasião especial e adotou de vez? Resumindo, perfume é memória e história, mas isso tudo vem mudando.

perfume

Lembro que em 2012 conheci a Le Labo, uma marca nova iorquina super descolada, pioneira e que fazia perfumes “sob medida”, com foco em 1 ingrediente (o meu é o Jasmin 17, AMO!) e com tudo preparado na hora, do seu jeito e até com o seu nome. Achei aquilo o máximo, mas não fazia ideia que no futuro (hoje) esse formato de perfumaria seria mais e mais comum.

Nesse viagem de férias, um tipo de loja me chamou a atenção: as lojas de perfumes customizados, fragrâncias artesanais, perfume sem um rótulo pop, mas com um cheiro que bastasse! E se o país do perfume já difundiu esse movimento (só no Marais vi uma dúzia de lojas assim), vale ficar de olho e, acima de tudo, refletir!

Perfume é personalidade, é o que conta a sua história e estilo com uma sprayzada. Perfume é conforto, aquece a alma, levanta a autoestima. Perfume é um ~cosmético que muda um dia, incremente uma noite… LOGO, ele não pode ser qualquer um.

Lembra que uma vez entrevistei a Thaila Ayala aqui pro blog e, ao perguntar sobre seu perfume, ela disse, “segredo!”… e não mentiu. Muita gente inclusive não revela sua “fonte” e trata perfume como caso sério, ou seja, as fragrâncias cada vez mais serão únicas, personalizáveis e instransferíveis.

Seja os populares mundo afora, Chanel No5, La Vie est Belle da Lancôme ou todo e qualquer da Carolina Herrera, ícones que atravessam geração e estão sempre no topo dos mais vendidos do mundo, mas cada vez mais veremos que essas estatísticas mudaram e não necessariamente teremos novos nomes fortes, mas pequenos grandes nomes! Marcas locais, propostas diferentes, fragrâncias únicas e sob medida.

Lá fora a perfumaria já vem se renovando, a própria Le Labo afirma em seu site que “O futuro do luxo da perfumaria reside no artesanato”, ou seja, nos perfumes mais personalizados, íntimos e pessoais. Acredito que aqui no Brasil vejamos mais e mais desse formato em breve e, quem sabe numa viagem mais próxima, ao invés da gente fazer o check na lista e recomprar o perfume x, podemos descobrir novas marcas, fragrâncias e se encantar por um perfume y!

11 looks da Nicole Kidman por aí

23/11/2020  •  Por Thereza  •  Estilo, Moda

Nicole Kidman é daquele tipo de atriz que a gente conhece antes de acompanhar tapete vermelho e vestidos de festa, Nicole é atemporal e icônica! Agora se nos red carpets conhecemos seu jeito sempre impecável, pelas ruas o estilo é diferente, logo, merece um por aí pra chamar de seu!

Quando rola um evento formal, mas nem tanto, um belo blazer e um jeans impecável são suas escolhas.

Clássica!

Ainda no estilo, mas numa versão mais casual, ainda elegante e discreta.

Out and about

Mas também rola uma vibe florida!

E totalmente à paisana

Extremamente florida e vaporosa

Tão elegante na praia, pois eu sou a pura farofa kkkrying

Protegidah e com o marido

Feliz ano novo!

E no tapete vermelho do jeito que a gente gosta: perfeita!

 

10 dicas sobre amamentação que aprendi com vocês

19/10/2020  •  Por Thereza  •  Moda

Quando o assunto é gravidez, o tema que mais me chama atenção e que dediquei tempo, também pudera, diante de tanta informação sobre ele -, foi o que também mais me assustou: a amamentação. Seja pelas experiências que ouvi das amigas, que li nas redes sociais e ainda, pelo fim necessário daquela romantização digna de filme Sessão da Tarde que busquei. A amamentação desconstruída de hoje em dia nos ajuda a buscar informação, a aprender mais. Mas, confesso que ela também assusta um pouquinho! Talvez, até mesmo, pela expectativa para que dê tudo certo.

Nesse período da gravidez, a Philips Avent foi uma super parceira do Fashionismo e me enviou um enxoval praticamente completo de itens que vão me ajudar no cuidado e crescimento da Maria Eduarda, desde o inicinho da sua vida, passando pelos primeiro anos.

Do esterilizador de mamadeira (que nem sabia que existia, mas agora acho simplesmente tudo!) ao Extrator de leite elétrico silencioso, e é sobre isso que quero falar! Tive uma aula com a Avent sobre seu famoso – e mundialmente recomendado, sim, ele é do babado! – extrator de leite e entendi todo um universo de amamentação tão importante para mães de primeira viagem!

Mês passado fiz um post no Instagram aproveitando o que o Fashionismo me deu de melhor: a troca de ideias com as leitoras mais queridas de todas! E perguntei às mamães de plantão, “se você pudesse me dar uma dica sobre amamentação, qual seria?” e foi chuva de dicas incríveis, preciosas, algumas polêmicas (rsrs já entendi que a maternidade tem dessas), simples e essenciais que transcendem tecnicidades x ou y e nos faz realizar que agora somos mães, mas ainda mulheres em busca do bem-estar do bebê e também nosso!.

Abaixo fiz um TOP10 de dicas que colhi de vocês e que me chamaram a atenção pra essa parte teórica da minha vida, às vésperas de colocar na prática (faltam dias ou semanas rsrs!).

1) Não desista, persista! No início, amamentar tem um certo desconforto. Se doer durante a amamentação, ajuste a pega do bebê que pode estar errada. Se ainda assim a dor persistir, procure uma consultora em amamentação para te auxiliar, mas não desista. Você não vai se arrepender!

2) Leia, estude, busque informação. Procure contratar uma consultora de amamentação para te orientar desde o início.

3) Tenha uma rede de apoio, se não puder contratar uma consultoria, busque conversar com amigas que passaram pela experiência e tenham a mesma visão que a sua. Procure uma rede de apoio pra se sentir acolhida e também que seja empática para compartilhar que tal problema x não acontece só com você

4) Faça livre demanda. Muita extração de leite, não controle a mamada, esqueça o relógio, que tudo vai fluir como deve ser, como ela quiser!

5) Não caia na tentação – ou obrigação – de seguir “fórmulas mágicas” ou regras alheias bem sucedidas. Você ouvirá casos e casos (e muitos deles opostos), mas só o seu coração saberá o que funcionará para vocês duas. Amamentação não deixa de ser técnico e engenhoso, mas muitas vezes a intuição de mãe e filha fará a diferença. No mais, não tenha culpa e nem neuras.

6) Siga seu instinto, simples assim. Com o tempo sua afinidade com o bebê também será o guia mais importante desse relacionamento a dois. Faça esse momento especial, crie um clima no quarto, ouça uma playlist que gosta!

7) Não deixe que a amamentação te tire o prazer de ser mãe.

8) Prepare todo o entorno para que o tempo dedicado à amamentação seja integral. Caso não consiga ter uma rede de apoio, tenha comida congelada pra sempre se alimentar bem e, o principal, beba muita água! Ela é fundamental pra amamentação e, claro, pra você. Com um copão e um canudo ao lado da cadeira de amamentação (outro item importante nesse entorno) você estará segura e bem servida. E além da bomba extratora elétrica, tenha uma manual compacta para aqueles momentos que você passa muito tempo na rua.

9) Relaxa que vai dar certo!

10) Pode ser que você ame, que você odeie. Pode ser que você consiga, pode ser que não. Pode ser que doa, pode ser que seja surpreendentemente tranquilo. E TÁ TUDO BEM, não se sinta culpada, sua filha vai ficar bem e você precisa ficar bem também.

 

Publicidade