Bolsas pequenas e quadradas

05/10/2020  •  Por Thereza  •  Acessórios

Foi-se o tempo – mesmo – que Victoria Beckham e cia ostentavam aquela giga bolsa que cabia até a mãe, 2 cachorros e um lanche dentro, hoje em dia as bolsas estão cada vez mais diminutas!

E foco nesses 3 lançamentos que são as grandes apostas das respectivas marcas pra essa nova temporada (pra eles o ano meio que começa em setembro). Repare, as 3 tem um shape parecido, são compactas e com logo discreto!

Em maio, em meio à pandemia e quarentena, a Louis Vuitton fez um lançamento ousado, colocou dúzias de atrizes e influencers pra andar com sua PONT 9 por aí, na época repercutiu de forma um pouco polêmica, mas a bolsa veio pra ficar.

O nome Pont 9 é uma homenagem à ponte mais antiga de Paris, chamada Pont Neuf, que atravessa o Rio Sena e fica justamente em frente à matriz da maison francesa.

Acho muito interessante a LV estar querendo variar cada vez mais do seu monograma clássico e tentando novos estilos e formatos. o modelo em questão aqui no Brasil está na faixa de R$18.500 beijoseboatarde

Em julho foi a vez da Dior lançar seu novo modelo chamado BOBBY, criado por Maria Grazia Chiuri, o nome é uma homenagem ao cachorro de Christian Dior, cujo nome batizou diversos outros looks da marca ao longo de décadas.

O modelo é mais um aceno da marca ao público mais jovem, já o preço é bem adulto, lá fora não sai por menos de 3200 euros, o que convertendo aqui oo Brasil custa uns 2 milhões?

Por fim, e minha marca favorita no quesito bolsa, a YSL lançou recentemente o modelo SOLFORINO, que segue essa onda de bolsas compactas e discretas. O modelo lá fora sai à partir de 1900 euros.

Partindo pra vida um pouco mais real, vale a pena ficar também de olho em versões tropicalizadas de bolsas compactas e utilitárias feito essas.

Sandália fio dental, que tal?

17/08/2020  •  Por Thereza  •  Acessórios, Compras

Desculpa gente, mas vai ser assim que vou chamar essa sandália, de fio dental! Lá fora as Thong Sandals são hit há um tempinho e só – ainda – não emplacaram aqui porque estamos quarentenados e o único fio dental que a gente usa é no dente rsrs.

Quem viveu a juventude no inicinho dos anos 2000 vai lembrar desse modelo de sandália e a Gisele Bundchen acima na Vogue de 1999 tá aí pra provar. O modelo vinha na versão tamanco e só com duas tiras e tipo um chinelo de salto, tinha versão amarrada, trançada, minimalista ou gladiadora. E fazendo essa engrenagem da moda acelerar, essa tendência voltou.

Na história mais recente, a onda voltou com a Bottega Veneta que vem se reinventando e se tornando a hitmaker dos últimos tempos. Ano passado falamos aqui da sandália com a frente quadrada – e foi um dos posts mais lidos do ano – e agora acrescente aí as tiras fininhas e decotadas, feito um fio dental.

Kim Kradashian e Rosie Huntington-Whiteley amam e são entusiastas do modelo. Confesso que não acho uma sandália fotogênica, pois longe de mim fazer opressão no pé alheio, mas se tiver um calinho ali, um joanete acolá, essa sandália nem disfarça rs. No mais, é um modelo que segue essa onda minimalista e de sapatos ousados e, sim, esquisitos.

Lá fora, quem vai às ruas ou faz o look do dia em casa já ostenta seu modelo e que tem dos 4 dígitos até a Zara mais próxima. Sei que é difícil ter expectativa com qualquer tendência, mas será que essa moda pega numa era, digamos, pós vacina ou ainda bem que temos nossas havaianas?

Usariam a sandália fio dental?!

Creepy dress, a tendência da vez é meio esquisita!(?)

05/03/2020  •  Por Thereza  •  Tendência

Bom, creepy dress sou eu que estou chamando, mas com todo o respeito! Na realidade, o modelo de vestido é mais chamado de baby doll dress, nesse caso com o twist das mangas bufantes, meio largão e geralmente num tecido semi armado de algodão, tricoline e popeline. A cor pode ser branca branquinha ou com estampa mini floral, o ideal abaixo está na moda, mas explico o motivo pelo qual o chamo de creepy (assustador).

As fotos acima são da campanha mais recente da Zara e, honestamente, me lembra vestido de criança. E criança grande, aquela criança de filme de antigamente, sei lá. Postei no Twitter meu legítimo incômodo com o vestido e logo endereçaram a razão:

Chaves, mais precisamente Chiquinha e Popis, e Castelo Rá Tim Bum. O modelo de vestido me lembra adulto fantasiado de criança, sabe?! Rindo, mas preocupada! É um pouco bizarro e ainda com um quê fascinante, afinal, quem inventou essa moda? Ok, parece até confortável, fresquinho, mas é também meio complexo ao se analisar profundamente.

creepy dress

Não sei se curto essa infantilização da moda, ma ela está por todos os lados e acho que vai ser uma das apostas de 2020. Seja o modelo de algodão, babados, drapeados, bufante e romântico, tem um quê girlie e com muitas adeptas pelas redes sociais, só jogar baby doll puff sleeves dress no Pinterest e encontrar uma geração de mulheres na pegada teen.

Semana passada a atriz Sophie Turner usou um modelo clássico do creepy dress, acho que o dela ficou mais “temático” ainda porque ela colocou uma bolsa de… pelúcias! Já no streetstyle, a onda segue um pouco discreta, mas com styling mais possível.

Longe de mim falar mal de uma tendência e, apesar de achar bizarro sim, creio que um vestido nessa pegada pode funcionar bem com um contraponto mais cool ou masculino. Um sapato mais pesado, acessórios menos girlie, enfim, uma estética que se distancie ao máximo desse ideal adulta vestida de criança.