3 produtos de cabelos que a Blake Lively usa!

27/11/2018  •  Por Thereza  •  Cabelos

Se tem uma coisa que amo fazer aqui no Fashionismo, são os posts investigativos com os segredos de beleza das famosas, sim, sou facilmente influenciada digitalmente! E quando o assunto é cabelo, meu bem, amo uma dica alheia!

cabelos blake lively

Outro dia lendo uma matéria com Rod Ortega, o cabeleireiro da Blake Lively, ele revelou os segredos de beleza da sua pupila! Rod afirma que é mais minimalista e não gosta de usar muitos produtos num dos cabelos mais famosos de Hollywood, “eu não vario muito nos produtos, gosto de focar em construir um cabelo saudável, bem hidratado e usar somente o necessário”.

O segredo pro cabelo da Blake aguentar tantos penteados e ousadias? Segundo Rod, “óleo nas pontas, um pouco de spray para volume e um finalizador em locais estratégicos e dependendo do tipo de penteado e só!”.

cabelos blake lively

O produto favorito da dupla? Tome nota que vende no Brasil: Kiehl’s Silk Groom Serum! Rod aplica nas pontas dos fios, pois ele não só protege, como ajudar a dar brilho, “O objetivo é não saturá-lo com silicone e álcool. Ele tende a secar o cabelo e puxar a umidade para fora. Quando você seca, o calor vai ajudar a penetrar a umidade do soro no cabelo”. Aqui no site da Kiehl’s atualmente está soldout, mas vale uma visita à loja da marca.

Outro produto queridinho da dupla (esse, infelizmente, não vende no Brasil), é o Christophe Robin’s Instant Volumizing Mist with Rosewater. Esse ele usa na raiz para dar um leve volume, depois ele seca o cabelo dela só com as mãos ou usa um difusor de leve. O produto é super leve e tem água de rosas, adorei!

E pra segurar tudo? O absoluto e mundialmente famoso, L’Oréal Paris Elnett Satin Hairspray! Sério, esse laquezão é sem igual, gosto muito e pra mim é implacável e com selinho Blake de qualidade, melhor ainda!

Espero que tenho gostado dos segredos capilares da adorável Blake!

 

 

 

 

11 Looks da Blake Lively – de calça! – por aí!

15/09/2018  •  Por Thereza  •  Moda, Tendência

Pela primeira vez temos um #PORAÍ temático e graças à Blake Lively. É que a atriz está out-and-about na divulgação de seu novo filme, “A Simple Favor”, e o figurino da sua personagem envolve muitas calças uma coisa tomboy sofisticada, logo, Blake resolveu levar pra vida real!

Nos últimos dias foram 11 calças, umas eu amei mais, outras bem menos, mas o que eu gosto mesmo é que a atriz se joga no fashionismo autêntico, monta à sua maneira, sem influência de stylist e o resultando envolve até erros, mas muitos acertos. Abaixo listei dos melhores aos piores!

Blake Lively calça

Meu favorito! Amei esse Roland Mouret rico nos mínimos detalhes! Gosto da calça e blazer oversized, da gravatinha, mas com o broche pra “feminilizar”, gosto da bolsa e gosto muito da trancinha lateral pra deixar tudo com cara de casualidade, mas num look BOLD.

Blake Lively calça

Esse foi o look da première do filme, um Givenchy da coleção masculina e eu achei UAU! Toda a “masculinidade” foi deixada de lado pela transparência super sexy, pela cauda, pelo sapato. Eu nem amei o sapato, mas o conjunto é muito interessante.

Blake Lively calça

Esse Brunello Cucinelli é uma lindeza super cool, adorei a calça de veludo e conjunto com colete ao invés de blazer e que cor bonita pra ela!

Blake Lively calça

Por falar em cor, esse conjunto Versace NEON está incrível! Realçou o bronzeado e foi um ponto de luz em Nova York. Menção honrosa pro batom, brincos e o scarpin mini toque de cor.

Blake Lively calça

Entre uma entrevista e outra, toda casual de Bottega Veneta. Gosto que ela segue na ousadia de cores, laranjão com amarelo e pronto! Achei o sapato uma graça.

Blake Lively calça

Pro desfile da Ralph Lauren, toda no mood do filme, mas olha, menção honrosa pra lindeza que é esse pompom Louboutin, que MIMOSO!

Blake Lively calça

Agora num momento mais edgy de Wolks Morais. Começo a amar menos os looks à partir daqui, mas reconheço o esforço fashionista.

Blake Lively calça

Até gosto desse Bottega Veneta, mas ele seria muito bom se seguíssemos aquela regra de “tirar um item” antes de sair de casa. Eu tiraria a blusa com laçarote e deixaria um decote pra deixar o look com menos cara de sufocado.

Blake Lively calça

Aqui a mesma coisa, esse look Zimmermann tem muito potencial, mas me parece claustrofóbico, sabe? Tem mais informação que o JN.

Blake Lively calça

Desculpa quem amou, mas que sapato horroroso, parece que ele sofreu um acidente e tomou 18 pontos ali na frente.

Blake Lively calça

Por fim, algo que jamais daria errado: Blake Lively + Ralph & Russo = sei lá, entende. Não gosto da Blake de branco e essa calça tá muito bonecão do posto e ainda abre e também tem as pregas (ok, plissados), enfim, me parece que a roupa vestiu ela e não ao contrário, como deveria ser e como Blake sempre consegue com louvor.

Qual foi o look favorito – e o menos – de vocês?!

A moda não está muito autêntica

29/05/2018  •  Por Thereza  •  Moda, Pense

No dicionário, autêntico significa verdadeiro, legítimo e genuíno. É um adjetivo que caracteriza aquilo que não deixa dúvidas, em que há autenticidade, que não é falso, que é real, positivo.

A moda não está lá muito autêntica, muito menos espontânea.

Os padrões de beleza idealizados, tendências massificadas,  isso resulta num look milimetricamente pensado, da maquiagem ao vestido. O que poderia ser bom, se torna um déjà vu sem alma, fica insosso. A gente sabe que vai esperar fulana com look x e estilista y. E isso também se deve, em muitos casos, a contratos milionários que fazem atrizes usarem apenas 1 estilista, muitas vezes, veja só, conseguimos até mesmo descobrir o vestido que elas vão riscar o tapete vermelho rs.

Isso pode ser muito de um resultado da geração Instagram, onde cada flash é um publi, cada acessório displicentemente colocado é fruto de uma parceria. Não que isso seja ruim, é bom, faz parte, mas isso não é tudo. A gente sente falta da tal da espontaneidade, do cabelo bagunçado e look do dia do dia mesmo, daquele dia e daquele minuto.

Depois disso, entra uma outra questão, e talvez a mais relevante que vai levar onde quero chegar: os profissionais envolvidos nessa, os stylists incríveis e maravilhosos que conseguem concatenar looks, roupas, acessórios e ocasiões. Não sei o que seria um tapete vermelho sem eles, um look sem lé nem cré, eles são imprescindíveis para essa engrenagem milionária da moda, mas em alguns momentos alguns deles tiram a tal da espontaneidade da famosa em questão.

Onde você quer chegar com isso, Thereza? Nessa legenda da Paris Hilton…

“O início dos anos 2000 foi uma época tão divertida e icônica para a moda. As pessoas não tinham stylists e realmente tinham um estilo pessoal. Agora todo mundo parece o mesmo #tbt”

E não é que ela está coberta de razão? Se tem uma coisa que Paris foi e sempre será, é autêntica e espontânea, seja nas suas falas e looks, mas um ponto é fato, até onde o estilo pessoal de uma atriz que arrasa no tapete vermelho é dela… ou do stylist dela? Quando saberemos que aquela escolha foi prioritariamente dela ou de uma equipe maravilhosa e em sintonia? Ok, muitas vezes isso não importa, mas fica a reflexão do estilo pessoal x estilo de um pessoal, se é que me entende.

Por exemplo, Blake Lively. A atriz é ícone de estilo, arrasa do Baile do Met até uma saída marota pelas ruas de Nova York e ela é categórica ao dizer que não-tem-stylist. Talvez isso até seja uma reação de uma apaixonada pela moda que percebe a tal falta de estilo próprio vigente. A gente sabe que os looks da Blake tem a personalidade dela e por um simples e autêntico fato: eles não são coesos, e isso é bom demais. Explico.

Mês passado postei aqui um #DecifrandooLook dela e explicando que o look era bem intencionado, mas que mostrava que de fato que Blake não tinha stylist (acredito que ela tenha uma grande equipe que coloque tudo em prática).  Os looks de stylists são mais orquestrados e tem uma conexão do look anterior com o próximo, os A+ stylists não pensam no hoje, mas no legado que, olhando de longe, uma dúzia de looks da pessoa x vai deixar registrado. Já Blake veste pro hoje, o tal look do dia do dia mesmo e isso é excelente.

E sobre o que Paris Hilton fala, ela tem razão, um feed organizado pode ser harmônico, rentável e vistoso, mas uma miscelânea de estilos de uma pessoa só, pode ser muito mais autêntico e de fato inspirador. Se a gente fala que a moda dos anos ’00 era esquisita, eu não sei o que a gente vai pensar de ’18 daqui uns 15 anos, já pensou nisso?

moda

E vocês, gostam de looks autênticos ou milimetricamente arranjados?

Página 1 de 4412345Última »