Seleção de vinhos para a Copa!

14/06/2018  •  Por Rodrigo  •  Vinho

Pra frente Brasil, salve a seleção! Finalmente a Copa chegou e todo aquele clima de festa, descontração, alegria e, principalmente, expectativa! Hora de comemorar com os amigos e de ficar na torcida pelo tão sonhado – e adiado – hexa! É super comum assistir aos jogos na companhia de uma boa bebida e de uns petisquinhos pra relaxar e comemorar as vitórias (assim espero) do Brasil.

E como o negócio aqui é vinho, eu também não poderia deixar de fazer minha seleção de rótulos especiais e de acordo com o tema e, de quebra, uma novidade: desconto exclusivo pra vocês aproveitarem durante toda a Copa!

A importadora Grand Cru, que sempre está com a gente nos eventos do Fashionismo, além de frete grátis em todo o site, ainda está oferecendo 15% off para os leitores do Fashionismo, é só usar o cupom FASHIONISMO10GC e aproveitar a Copa com vinhos sensacionais. Então, vamos à minha seleção!

Espumante Victoria Geisse: Não tem como começar sem um autêntico exemplar brazuca! Esse espumante sensacional, produzido pela internacionalmente premiada, Cave Geisse (uma das melhores vinícolas brasileiras), vai te deixar tão feliz, quanto com os gols do Neymar! Ótima opção para os jogos que começam   mais cedo, e para harmonizar com petiscos leves, carpaccio, frutos do mar.

Elaborado pelo método champenoise, com 12 meses de maturação, é um espumante que esbanja vivacidade. Diferente de alguns espumantes que apresentam certos aromas de torrefação, o Victoria se destaca pelo intenso sabor frutado e floral, ideal para quem gosta de um espumante aromático, fresco e vibrante. Mas na verdade, o que vai te encantar com ele, é a cremosidade na boca e sua textura que mais parece um mousse. Melhor representante para comemorar as vitórias da seleção, não há! Clica aqui que tem ótimo preço para um espumante desse nível.

San Marzano Talo Malvasia Nera 2016 : Já que a Itália não está na Copa mesmo, não tem problema curtir os jogos com esse super vinho do sul do país da bota. Feito na ensolarada região da Puglia, mas especificamente, no salto da bota, com a pouco conhecida, porém espetacular uva Malvasia Nera, esse vinho é capaz de encantar os iniciantes e surpreender os mais experientes.

Mas por que? Os sabores de geléia de frutas vermelhas, baunilha e chocolate, além de um corpo sedoso e taninos quase doces, serão perfeitos para quem ainda não tem tanta intimidade com vinhos. Agora, os entendidos vão adorar os toques apimentados, a acidez viva e o final de boca levemente licoroso e suculento. Ideal para queijos mais fortes, mas se rolar um churrasco nesse clima frio, a harmonização será digna do hexa! Grande vinho por um bom e preço. 

Espero que tenham gostado das dicas. Além de ótimos vinhos, eles são perfeitos para serem degustados com petiscos, comidinhas e uma tábua de queijos e embutidos, tudo que precisamos para acompanhar os jogos e mandar aquela energia positiva pra Rússia! Lembrando que além do desconto com o cupom, a Grand Cru está com frete 0800 em todo o site!

 

 

 

 

2 boas dicas de vinhos para o dia dos namorados!

08/06/2018  •  Por Rodrigo  •  Vinho

Dia dos Namorados! Que data legal para reafirmar o amor, fazer aquele programa especial, aproveitar esse friozinho tão romântico e, é claro, caprichar no presente! Seja para o namorado ou namorada, marido ou esposa e até aquele crush, um presente bem escolhido vai fazer toda diferença.

Eu, por exemplo, sempre ganho vinho e obviamente, adoro ficar na expetativa do que a Thereza vai escolher, e olha que ela acerta! Pra mim, presentear alguém com vinho, além de romântico, é algo super democrático, pois existe uma infinidade de estilos para surpreender a pessoa amada, e você não corre o risco dela querer trocar! E se você ainda não tem o costume de dar vinho de presente, pense que não há nada melhor do que presentear alguém com algo que você também vai aproveitar, afinal, casal bebe junto não bebe? Já para quem é do tipo de dar vários presentes, um vinho bem escolhido pode ser a cereja do bolo!

Então vamos lá, a importadora Grand Cru está com uma seleção bem legal de vinhos para o Dia dos Namorados, vale a pena conferir aqui! Eu, é claro, já fiz minha escolha, espero que a Thereza tenha feito a dela também!!

Como os estilos são bem variados, selecionei pra vocês dois rótulos que certamente vão encantar e transformar o 12 de junho em uma data pra lá de romântica.

Espumante Bottega Millesimato Brut – Espumante para o Dia dos Namorados? Com certeza! Se nós já nos deleitamos com essas borbulhas maravilhosas em festas e comemorações, por que não celebrar o amor com um rótulo especial? Produzido na região do Vêneto, terra de Romeu e Julieta, no Norte da Itália, esse espumante já agrada no visual com seu perlage finíssimo, tipo grão de areia. No nariz você se encanta com os aromas florais de acácia e jasmim, e um gostoso toque de frutas cítricas e de maçã. Já na boca, é delicado, fresco e levemente amendoado no final. Delicioso, fácil de beber e ainda tem um lindo rótulo pra foto, tem dele aqui.

Casajús Splendore 2013 – Se você está procurando por um vinho intenso para um jantar especial, esse espanhol não vai decepcionar! Feito na aclamada região de Ribera Del Duero, com a uva Tempranillo, é o tipo de vinho que diz a que veio. Suculento, amadeirado, frutado, cheio de aromas de frutas maduras, compota de amora, baunilha e alcaçuz. Encorpado, muito macio na boca, com taninos sedosos, acidez super equilibrada e com um leve toque tostado no final de cada gole. Impossível não se apaixonar, tem dele aqui.

Espero que tenham gostado das dicas. São ótimos vinhos para o Dia dos Namorados ficar ainda mais especial. Lembrando que eles podem ser comprados, tanto online, como em qualquer loja física da Grand Cru.

6 dicas básicas para os iniciantes no mundo dos vinhos!

25/05/2018  •  Por Rodrigo  •  Vinho

Em 2016 fiz um post aqui falando de alguns erros comuns que as pessoas cometem ao degustar um vinho. Como esse assunto sempre rende e tem muita gente com dúvidas sobre o que é “certo e errado” nesse universo, aqui vai mais um post com dicas bem simples, mas que podem fazer muita diferença na hora de apreciar nossa bebida favorita!

vinho

Não erre a safra

Sem dúvida a safra de um vinho pode definir sua qualidade. Não é à toa que os grandes vinhos são produzidos apenas em safras excepcionais! Mas afinal, o que é uma safra? Nada mais é do que o ano em que as uvas foram colhidas para a produção de um vinho. Daí a qualidade daquele ano será determinada por todos os aspectos climáticos que influenciaram o cultivo das uvas.

O ano foi muito seco? Muito úmido? Muito quente ou muito frio? Teve geada? Tudo isso, junto às características do solo e habilidade dos produtores, terá impacto no vinho produzido. A maioria dos espumantes e champagnes não mostram a safra no rótulo, pois geralmente são produzidos a partir de várias safras diferentes, como exceção dos Reserva. Mas o que isso tem a ver com o tema do post? É muito importante ficar de olho na safra de um vinho (tem várias tabelinhas na internet), principalmente dos europeus que tem um estilo de produção mais purista, com pouca intervenção na vinificação para possíveis correções de defeitos que podem surgir de um ano ruim.

Por exemplo, se a sara de 2010 em Bordeaux foi histórica, a de 2002 foi um desastre em toda Europa. Muitos lugares vendem vinhos caros de safras nem tão boas, e nesse caso você estará pagando pelo rótulo e não pela qualidade em si. Então, de olho na safra pra não pagar gato por lebre.

Harmonização

Talvez a dúvida mais comum pra quem está começando, pois uma combinação equivocada pode atrapalhar a percepção dos sabores da comida e do próprio vinho.

É importante levar em consideração o estilo do vinho, a acidez, o teor alcoólico, o corpo e a idade para fazer com que ambos mostrem suas melhores características. Aqui você encontra vários posts com dicas de harmonização de queijos, carnes, pizzas, peixes e até chocolate!

A ordem dos vinhos importa?

Como os eventos de vinhos estão cada vez mais comuns no Brasil (ainda bem), e com certeza é uma boa forma de conhecer mais sobre a bebida e entender seu paladar, é super válido que se tenha em mente a ordem do que se vai degustar. Começar por vinhos muito encorpados pode fazer com que os vinhos mais leves que você for experimentar depois, fiquem um tanto quanto “tímidos”.

O ideal é iniciar com brancos leves, passar para os brancos mais robustos e seguir para os tintos delicados para só depois degustar os mais encorpados. E vinhos doces ou fortificados? Só no final mesmo, pois a doçura que eles deixam na boca, vai deixar os outros vinhos amargos, que nem quando se come brigadeiro e depois toma refrigerante em festa de criança (a Thereza acha super normal, mas ela é um ponto fora da curva rs).

Reserva X Reservado

Taí uma coisa que faz muita gente quebrar a cara na hora de comprar um vinho. Vocês já devem ter visto muitos rótulos com essas denominações, mas é bom ficar esperto. O termo Reserva geralmente é destinado aos vinhos de qualidade superior, principalmente na Europa, onde tem até legislação para assegurar que a produção de determinado vinho seguiu padrões de qualidade e envelhecimento para poder sustentar o título.

Já o tal do Reservado, muito comum na América do Sul, nada mais é do que uma estratégia, ou melhor, engodo de marketing para denominar um produto, muitas vezes de qualidade inferior, com um nome mais pomposo, pode ver que a maioria dos Reservados nem safra possuem no rótulo.

Uma única uva

É bem normal, quando começamos a nos interessar por vinhos, escolhermos uma uva específica como preferida. Tem gente que ama Malbec, já outras pessoas não abrem mão de um Cabernet. Até aí tudo bem, mas é experimentando coisas novas, entre tintos e brancos, que aperfeiçoamos nosso paladar. Se prender a uma única, uva, estilo, país ou região, pode fechar as portas para uma infinidade de vinhos maravilhosos.

Taça

Já falei aqui sobre estilos de taça e sobre como elas podem influenciar nos aromas e sabores do vinho, desde o material até o formato. Porém, agora tem uma dica bem simples e até boba, mas que faz boa diferença. Água na taça. Não estou falando sobre a importância de se beber bastante água quando estamos degustando, mas sim, sobre a umidade que as vezes fica na taça e que pode comprometer a bebida. Se a taça estiver com resquícios de água, o sabor do vinho pode ficar diluído e nós não queremos isso! Tente sempre deixar a taça super sequinha para que a única coisa que você sinta é o próprio vinho.

Outra dica, lavar a taça com detergente, só se for neutro e se enxaguar bastante depois pra não deixar resíduo, eu mesmo só lavo com água.

vinho

Espero que tenham aproveitado as dicas e se tiverem alguma dúvida, é só deixar um comentário.

 

 

 

Página 1 de 2812345Última »