AS MAIS
LIDAS!

Todo Vinho é vegano?

31/05/2019  •  Por Rodrigo  •  Vinho

Alguém já se perguntou se vinho pode se encaixar na categoria de produto vegano? Afinal, por se tratar de uma bebida obtida através da fermentação da uva, é mais que natural que se enxergue o vinho como tal. Contudo, posso afirmar que boa parte, pra não dizer a maioria, dos vinhos não são! Mas pode isso Arnaldo?

Para um vinho ser produzido e comercializado, ele passa por vários processos distintos, do vinhedo à garrafa e em algumas dessas etapas, produtos de origem animal podem ser utilizados principalmente no acabamento da bebida. Chocados?

Entre os processos na fabricação do vinho, um especificamente, tende a fazer uso de componentes animais. Falo do processo de clarificação, que como o nome já diz, tem como objetivo clarificar, filtrar e purificar o vinho que após a vinificação pode apresentar uma aparência turva ou opaca. Assim, é muito comum adicionar albumina (clara de ovo) no vinho dentro do tanque para remover impurezas e deixá-lo mais límpido e com brilho. Isso ocorre, pois a albumina serve como um ímã para que os sedimentos sólidos que se encontram nos vinhos fiquem colados nela (não é por menos que esse processo também é chamado de colagem) e depois descartados antes do engarrafamento. É também permitido usar gelatina e colágeno de origem animal para a clarificação e até mesmo a Caseína, proteína do leite super famosa no meio da musculação.

Esses produtos, além de tirarem a turbidez do vinho, funcionam como aceleradores de evolução, fazendo que o produto fique pronto para consumo mais rápido. No entanto, é válido lembrar que esses processos, são utilizados há séculos no mundo dos vinhos, mas que não necessariamente fazem parte da composição do produto em si, que por sua vez apresenta somente traços desses componentes.

E vinho vegano, existe de fato? Com o aumento de pessoas aderindo ao veganismo, seja por questões de saúde, consciência ou gosto, é normal procurar cada vez mais por produtos desse segmento. Produtos orgânicos também estão em alta, mas no caso dos vinhos a filosofia orgânica se aplica nos vinhedos, nos quais não são utilizados defensivos agrícolas e componentes químicos. Assim, vinhos orgânicos podem também conter traços de proteína animal.

Mas será que existe uma luz no fim do túnel para os enófilos veganos?

Claro! Procure por vinhos que não passam pelo processo de clarificação. Vinhos biodinâmicos e naturais, muitas vezes não são filtrados ou clarificados, então veja se no rótulo tem informações como “vinho não filtrado”, “não clarificado” ou “sem colagem”. Há também vinhos com certificados de vegano (um tanto raros no Brasil), que mesmo passando por esses processos, os componentes animais são substituídos por vegetais. Vinhos Kosher também não utilizam nada de origem animal na elaboração. Agora, devemos ter em mente mais uma vez que os vinhos “não veganos” apresentam apenas traços de proteína animal e você não estará ingerindo essa proteína de fato ao consumir o produto, é mais uma questão de conceito vegano. De qualquer forma, nem o melhor sommelier do mundo é capaz de identificar se um vinho é vegano ou não.

Agora, depois de tanta explicação, não poderia deixar de indicar um grande vinho natural para representar todo esse conceito. O Cacique Maravilha Pipeno 2017 é um delicioso tinto chileno, biodinâmico e natural, produzido com a rara uva Pais, não filtrado e com uma cor um pouco mais turva. Esse vinho esbanja aromas de morangos frescos, violetas, leve toque defumado e muita vivacidade. Corpo suave, taninos leves, acidez refrescante e muita personalidade e o melhor, ainda vem num “garrafão” de 1 litro. Tão bom que tinha que vir com mais vinho! Vale muito conhecer, não apenas esse rótulo, como todos os da vinícola

vinho vegano

Seja você vegano ou não, pra quem curtiu a filosofia super legal da vinícola, ele está numa ótima promo aqui. Espero que tenham gostado do post. Se tiver qualquer dúvida ou se conhecer vinhos veganos, é só deixar um comentário!




Deixe seu comentário!
*Preenchimento obrigatório (seu email não será divulgado).
Quer que a sua foto apareça no comentário? Clique aqui e cadastre-se!

2 Comentários
  1. Cirdele Azevedo - 01/06/19 - 14h04

    Podia rolar um post especial só com uma lista de rótulos veganos. Por exemplo, me falaram que o Shiraz da Yellow Tail é vegano, mas eu realmente não sei.

    Responder
  2. João Cruz - 18/08/19 - 23h04

    Bom artigo. Serve para ficarmos atentos a esses vinhos que achamos ser veganos.

    Responder