DICA DE RESTAURANTE EM FIRENZE: IL PALAGIO, NO FOUR SEASONS

23/09/2015  •  Por Thereza  •  Gastronomia, Viagem

Finalmente vamos começar a falar da minha Eurotrip 2015! Depois da temporada 2014 (você pode acompanhar os 11 posts aqui), tenho vários outros temas pra compartilhar dessa última viagem que foi incrível, sério, quero voltar #abaixaeuro!

cq5dam.web.1280.1280

Nosso roteiro começou por Firenze (cidade que amo e já fui 4 vezes) e logo no 1º dia fomos convidados para um jantar mais que especial no Four Seasons Firenze. Já contei que minhas viagens tem sempre um perfil gastronômico, gosto de experimentar a culinária local e momentos assim são aqueles que de fato nos fazem lembrar da viagem futuramente, concordam? Um bom papo à mesa, comida saborosa, um excelente vinho e um cenário que ficará na memória por muito tempo, foi exatamente assim nossa noite Four Seasons.

fs-firenze-1

E pra quem gosta de arte e cultura (qualquer um que vai à Firenze, certamente), o local do hotel é um prato cheio.  Ele fica no antigo Palazzo della Gherardesca, construído em 1473 e pertencente à família Medici. Seus jardins são considerados os mais belos e antigos de Firenze, ou seja, imagina um encontro de arte e natureza? Pois bem, foi lá o cenário do nosso jantar, entre afrescos, verde, esculturas e comida italiana, também conhecida como a melhor culinária do mundo (segundo euzinha!).

Jantamos no Il Palagio, que é um dos restaurantes com estrela Michelin da cidade, e ele tem um diferencial muito especial. Quando a gente pensa da pompa e “peso” da famosa estrela, ele vai além, pois mais do que um ambiente incrível e histórico, ele ainda tem uma varanda super agradável, que deixa o local aconchegante e com aquele clima especial que só Firenze tem (e com trilha sonora de um piano ao vivo).

fs-il-palagio-restaurante

No cardápio, uma autêntica cozinha italiana, com uma pegada sofisticada e, obviamente, muito deliciosa. Nota-se a valorização dos ingredientes locais super frescos e tudo em pratos clássicos italianos, mas com um toque final moderno e surpreendente.

Há a possibilidade do menu harmonizado fixo, mas optamos por escolher cada prato, afinal, eram muitas e tentadoras opções. De entrada, escolhi um aipo recheado de bacalhau com cebola caramelizada, já o Rodrigo, foi de carpaccio de vieiras. No prato principal, comi um cordeiro com creme de pecorino e toque de camomila (melhor cordeiro que comi na vida e olha que sou expert no tema :D) e Rodrigo foi numa opção que nunca havia comido na vida: pombo.

Explico! A carne dessa ave é super tradicional na Europa e ele nunca tinha se aventurado (e olha que Rodrigo é bem ousado nas escolhas gastronômicas). Segundo ele, é uma carne com sabor muito rico, que lembra um pouco perdiz e codorna. EssA foi cozida de forma toda especial e ainda era acompanhada de Vinsanto e tomilho, pra ele foi uma experiência única e eu, só observei hehe!

fs-furenze-il-palagio

De sobremesa, fomos na nossa favorita: queijos! Eu AMO experimentar qualquer tipo de queijo e quando se trata de italiano, é um deleite pro paladar e ainda acompanhado de um bom Brunello, mas se você gosta de doces, o cardápio é cheio de opções tentadoras.

Falando em bebidas, experimentei o drink mais gostoso e bonito dessa vida! Na realidade ele é do Bar do Four Seasons, mas tomei no restaurante, fica a dica pra quem quiser ao menos um drink maravilhoso e fotogênico assim. Por fim, a carta de vinhos do Il Palagio é enorme e com diversas opções em taças pra quem gosta de experimentar muitos rótulos.

unnamed-2

Uma coisa que eu acho importante falar – e sempre me perguntam – é que jantar em restaurantes dentro de hotéis são as melhores experiências. Porque além de ter uma gastronomia de qualidade impecável, você ainda pode conhecer as dependências do hotel, lobby, varanda e todas as áreas incríveis e, lógico, o restaurante é aberto a quem não se hospeda (mas é importante reservar).

Além disso tudo, o Four Seasons Firenze tem um jardim deslumbrante! Ele é repleto de obras de arte e num local super pacífico e tranquilo, dá vontade de ficar uma tarde inteira só por lá contemplando o visual. Então pra quem quiser uma noite – muito! – especial em Firenze, vale reservar um jantar no Il Palagio, mas chegue antes (de preferência ao pôr-do-sol) pra passear pelos jardins e tomar O drink no bar do Hotel.

fs-jardim

E pra quem quer o pacote completo com hospedagem, no Decorismo tem muito mais fotos dos quartos e outras áreas do Four Seasons. E quem gostou do restaurante, no site tem o menu, fotos e infos.

Semana que vem tem mais Eurotrip!

Minha Eurotrip em movimento!

01/01/2015  •  Por Thereza  •  Viagem

Feliz Ano Novo! Como passaram a virada? Imagino que bem :)

Agora vida que segue e blog que continua! Já tinha dado por encerrado 2014 e meus posts diário de viagem, maaaas eis que me empolguei e fiz uma singelo vlog hahaha, singelo é legenda alternativa pra tosco, mas como o ano novo pede, uma coisinha nova pra fugir dos posts de sempre.

daee7ddb66760db921c2affed36633ac

Sempre quando viajo, faço uns filmes – tudo via celular – e uma ‘narração’ pra depois juntar tudo e mostrar pra minha família, é tudo bem pessoal & sincero. E sou sempre eu filmando, daí um belo dia (no dia 2 da viagem, em Burano), falei pro Rodrigo “tô fazendo um vlog” AKA ‘estou filmando, não fale besteira’, daí a ~meme interna~ pegou e falei disso algumas muitas vezes na viagem, como vocês verão nesses 12 minutos de uma película cinematográfica de altíssimo nível.

(In)Felizmente não apareço no vídeo (só uma vez, mas logo fui atacada por um calango francês), porque meu marido é daqueles que dá zoom em foto do Instagram, ou seja, habilidade tecnológica não é com ele. Mas acima de tudo tem umas imagens de lugares bem legais que merecem ser compartilhados, sem contar que foi um grande desafio ficar uma semana inteirinha brigando com o iMovie, no final eu venci, mas ele me deu belos olés, como vocês verão com a edição bem tortuosa (aquela que já se explica e se desculpa pela falta de jeito).

Mesmo sendo totalmente involuntário, achei bem divertido fazer esse lance de vlog e acho que já colocarei em prática na viagem mais próxima (Rodrigo já prometeu ser o filmmaker da vez), sempre uma boa maneira de fugir do post clássico e alternar dicas de viagem, com toks de sinceridade hehe, espero que gostem!

Bom ano novo e nos vemos amanhã!

Eurotrip final: Dica de dois restaurantes em Paris

30/12/2014  •  Por Thereza  •  Gastronomia, Viagem

eurotrip-paris

E 9 posts depois, cá estou com a saga final da minha #Eurotrip, onde vi uma forma de mesclar dicas de viagens, um roteiro diferenciado e minha visão bem pessoal de lugares incríveis pelos quais passamos durante 25 dias de agosto.

NÃO VIU TODA MINHA VIAGEM? CLICA AQUI QUE TEM MUITOS POSTS E FOTOS.

Pois bem, nem ia postar sobre Paris, pois já falei um tanto sobre a cidade aqui no blog, mas vou focar em duas experiências gastronômicas que tive. Nada de L’Avenue ou Ladurée, mas sim dois restaurantes relativamente conhecidos, onde um me decepcionei e outro me APAIXONEI.

 restaurante-em-paris

Vamos falar de amor? Vamos falar de Chez Julien. Quer um bistrô típico francês? Charmoso, badalado, sem muito turista brasileiro :]] e às margens do Rio Sena? Ah, e ainda serviu como cenário pra Gossip Girl!

Pois bem, o Chez Julien é tudo isso e mais um pouco. O restaurante é um achado! Quem lembra da cena de GG da Blair e Serena almoçando no ep 4×01? Então, a cena foi gravada no Louis Philippe, que fica do lado, mas no seriado elas destacam o Julien.

Já tinha ido no Louis, mas ele é meio “bagunçado”, tipo não tem aquele glamour e tal, daí dessa fui no Julien e UAU. Francês clássico (é do grupo Costes, mas menos ‘hypado’), mas sem aquela atmosfera ‘decadence’, sabe? Ele não é baratex, mas também não é nada exorbitante, entrada na faixa de €12, prato €28. A carta de vinhos é bem boa e variada e a comida? MUITO BOA. Comi um chateaubriand melhor da vida e a batata frita era a melhor da vida e o petit gateau? Melhor-da-vida.

Apesar de ser exagerada, não estou exagerando, sabe quando você entra no restaurante sem pretensão alguma e se surpreende? Por lá foi assim, do atendimento à atmosfera (decor art noveau incrível), passando pela comida e bebida, tudo perfeito. Não deixem de ir que vocês vão lembrar de mim :)

 restaurante-chez-juliemnn

Por falar em pretensão… guardamos o último dia da nossa longa viagem para irmos ao famoso restaurante de Joel Robouchon. Ele tem inúmeros restaurantes super aclamados e de quebra foi considerado o chef do século e seu L’Atelier, no coração de St. Germain, era um local que sempre quis ir, mas acabava não rolando, mas dado o cenário de despedida e cientes que íamos gastar bem, fomos.

Apesar de sofisticado, o restaurante é até descolado, a maior parte de suas cadeiras são num bar e assistindo o trabalho dos chefs. Acho esse formato bacana e fiz questão de sentar lá (melhor que na mesa, mas sempre com reserva). O local era apertado e estava quente, mas ok, É O JOEL.

Por lá tem opção do menu harmonizado e do jantar livre, mas como eu sou ligeiramente fresca (tipo não como camarão e etc) ficamos com o cardápio normal. Pedimos 2 entradas e 2 pratos e cada era na faixa de €40-50 (na foto dá pra clicar e dar zoom no cardápio).

A carta de vinhos? Rodrigo quase chorou no cantinho, é MUITO cara. Tipo muito mais caro que nas lojas, então quem bebe sabe que muitas vezes é um sofrimento, mas ok.

A comida? Nada demais, simples assim. Achei que ia comer absurdamente bem, que ia degustar coisas surpreendentes. Sabia que não estava lá pra me fartar, sabia que a comida ia ser pouca, mas ao menos o que pedimos nada de fato nos surpreendeu.

Podia ser cansaço da viagem (esqueci de falar que na hora de pegar o taxi na Rue de Rivoli,  fui tipo atropelada por uma van, poisé), podia ser super expectativa, mas sabe quando você aguarda um jantar e na hora h… era só isso?

1restaurante-joel-robuchon

Já fui em muitos restaurantes melhores – inclusive em Paris (inclusive o Chez Julien) – e esse não me encantou, podia ser coisa do dia, mas não sei se voltaria de novo, não sei sei recomendaria pra amigos (aka vocês). Sem dúvida que Joel é incrível, quero ir em todo e qualquer restaurante dele em próximas viagens, mas esse L’Atelier não valeu o preço e não foi nada assim surpreendente, daí decepcionou.

Gente, os posts da #Eurotrip não acabaram, aguentaí! É que eu tô muito imbuída no propósito de aprender a fazer vídeos, e tenho superado minhas diferenças com o imovie, daí o que eu usei pra testar? As dezenas de vídeos que fiz durante a viagem! Ficou um vlog haha diferenciado que mistura dicas e imagens da viagem que tanto falei aqui nos últimos meses. Vou subí-lo aqui no blog dia 1! Super ansiosa pra saber se vão curtir!