AS CORES PRIMÁRIAS DE MONDRIAN ESTÃO NA MODA

14/05/2015  •  Por Thereza  •  Estilo, Tendência

Ninguém precisa ser artista para saber que as cores primárias são a azul, amarela e vermelha, da mistura delas chegamos a todas as cores e isso aprendemos – e misturamos! – bem na escola.
Agora se tem o artista que estava diretamente ligado à cartela universal, ele se chamava Piet Mondrian. Da sua geração neoplasticista do início do século passado até os livros de colorir de hoje, mais do que nunca Mondrian está na moda!

mondrian capa

Lembra desse look? Ele foi apresentado na última coleção de primavera da Balmain na Paris Fashion Week (postei aqui) e é a definição fashion da corrente colorida/geométrica de Mondrian. Olhando esse vestido eu fico encantada (quem será que vai usá-lo?!), bem como sua coleção, uma homenagem à altura do artista.

mondrian balmain

Os looks da marca já são naturalmente impactantes, unidos agora com as tais cores primárias, formam assim peças poderosas, com cores opostas, porém perfeitamente harmoniosas. Sabe o colorblocking? Não há nada mais atual do que misturar vermelho, amarelo e/ou azul.

mondrian streetstyle

Nos streetstyles recentes já vemos um pouco desse movimento. Pode ser na versão bem literal, mas especialmente com versões usáveis, mas sempre focando no tom certo das 3 cores. Seja com o look apurado de Miroslava Duma até a personagem de Katy Perry, pra quem curte uma ousadia – ou homenagem – vale apostar.

E além de Balmain, o desfile de verão de Alexander Wang também foi todo pautado pelas cores primárias e representativas, bonito de se ver a cor na essência, porque é puro e bonito de verdade.

Seja nos dias de hoje com a nova geração da moda ou no século passado com o look by Yves Saint Laurent que aproximou Mondrian da moda, vale com acessórios, sapatos ou qualquer combinação que faça a diferença. Independente de botar em prática, fica a lembrança de uma corrente artística que tem tudo a ver com a moda, não acham?

mondrian cores

Já tinham reparado no movimento das cores primárias e apostam num look assim? Acho que mesmo com a cor individual, vale ficar ligada na pureza do tom!

E LÓGICO QUE NO DECORISMO TEM POST SOBRE O TEMA, VEM VER!

CORES E LINHAS DE MONDRIAN E DO MOVIMENTO PLASTICISTA

14/05/2015  •  Por Thereza  •  Decorismo

2f689367f66af10ac8e9db55ee5aab91

3a97ea110a8e6e1aae5c6f729b1f9268

0017d2f7effa79126051879ba81cbcd4

277d7657e5814ca60d3f0bd495142ddd] 357b789c651af69e69b98b2ba234e16d
06166dc6245738067daeaaae6e9c11f3

SONY DSC

O tal do Surrealismo!

20/08/2012  •  Por Thereza  •  Estilo, Moda, Tendência

Quando o tema é História da Arte + Moda (um dos meus assuntos favoritos!), já falamos de minimalismo, barroco, modernismo e art déco, agora chegou a vez de falar de uma das correntes artísticas mais intrigantes do último século, o surrealismo. Onde a moda entra nessa? Hoje em dia, em tudo!

Sejam looks, acessórios, até mesmo a maquiagem (Betty Ditto + MAC) fala do surreal. Nesses últimos meses vi vários designers colocando um quê de surrealismo em várias de suas criações, sejam em simples idéias (e objetos) abstratas ou até mesmo em interpretações divertidas, que são as mais bacanas e usáveis.

Já o auge dessa onde veio justamente da exposição do MET “Impossible conversation”, de Miuccia Prada e Elsa Schiaparelli, cada uma em seu tempo deu vida à diversas versões do Surrealismo, seja Elsa com Salvador Dali (expoente máximo da arte) até a última coleção da Prada, com itens criativos e subversisvos, como o polêmico sapatos da boquinha fumante, entre outros acessórios que sintetizam um surrealismo mais moderno, atual e e aplicável à nossa vida real.

Falando da boquinha, ela (junto com os olhos) é figura cativa em qualquer referência surrealista. Ela representa o fantasioso, mas também tem um lado feminino e por fim não deixa de ser fofo e divertido, é um “objeto” tão comum, mas se usado de forma não-simplória, vira arte e essa é a verdadeira essência do surrealismo. Todo estilista já teve uma boquinha representada de alguma forma, seja como homenagem, inconscientemente ou meramente ilustrativo.

Recentemente a Neon fez um desfile cheio de itens surrealistas e lá estava ela. Assim como um dos últimos desfiles da chiquérrima Lanvin, que transformou em acessório, clássicos surreais. E nessa temporada Moschino e Manish Arora também apresentaram versões fashionistas da tendência. É só a gente pesquisar mais a fundo que logo encontra essa tal referência, mais ou menos evocada, em várias coleções de inúmeros estilistas.

Agora se teve uma marca que levou a sério – e a fundo – o tema, foi Diane von Furstenberg, no seu desfile do início do ano na NYFW, ela transformou tudo em referêncua surrealista, do clássico relógio de Dalí até as mãos formando uma ilusão de ótica (outra característica da corrente), e não é que criado por Diane ficou chique e usável?

A estilista sensação de 2012, Mary Katrantzou, também relacionou sua última coleção com o tema e a intitulou de “Ideal Surrealista”. Aliás, suas estampas características caem muito bem com o surrealismo, afinal, não é qualquer um que cria uma versão fashionista de uma máquina de escrever. Coisas de Mary!

Agora se tem uma palavra que tem tudo a ver com surrealismo é irreverência e quais são os designers de sapatos mais excêntricos, subversivos e desejados dos últimos anos? Nicholas Kirkwood e Charlotte Olympia! Eles também entraram na onda surrealista e ambos criaram versões (umas literalmente surreais) de sapatos que sintetizam o tema. Não sei se usaria essas versões conceituais do Nicholas, mas adorei o sapato de boquinha e de lua da Charlotte. E já nos acessórios, as meninas da Dannijo também apostam em colares e outros itens surrealistas, divertidos e altamente desejáveis!

Ou seja, pode ser na prática, a título de inspiração ou meramente intuitivo, a onda do surrealismo está aí pra gente observar, incorporar ou apenas pra relacionar como esses movimentos artísticos e a moda andam juntos e são praticamente uma coisa só! Eu curto e vocês?

Página 1 de 3123