O trequinho que coloca no cabelo

03/12/2019  •  Por Thereza  •  Cabelos

O último ano nos presenteou com boas doses de saudosismo capilar! Se já vimos por aí o retorno dos tic-tacs, presilhas e evolução de piranhas e elásticos, receba de volta aquele trequinho que coloca no cabelo!

Assim chamarei esse objeto, pois não lembro o nome, pesquisei e não achei nada de oficial e fiquei com preguiça de pergunta pra outras pessoas, rs. Esse trequinho que você prega no cabelo foi hit nos anos 90 e ajudava quando você queria prender o cabelo todo e não queria usar elástico ou também fazer um meio-rabo mais elabrado.

Era uma presilha que geralmente vinha com um pauzinho e você fincava até dar uma espetada na sua pele ou beliscar seu fio de cabelo #saudades.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Chopstick-updo part

Uma publicação compartilhada por Ivania Carpio (@love_aesthetics) em

O retorno desses acessório também trouxe de volta o pauzinho por si só que, caso você tenha um lápis dá no mesmo e você lembrará com nostalgia sua turma da 7a B!

Está sem tempo e com dinheiro para ir à Uruguaiana/25 de março mais próxima adquirir o seu, a Balmain tem sua linha “hair couture” e vários apetrechos pra deixar seu cabelo mais fashionista e SAUDOSISTA!

 

Chorando glitter com a nova coleção da Balmain

12/12/2017  •  Por Thereza  •  Fashion Week

Que me perdoe a rainha Gretchen e todos os comensais dessa internet memística, mas não consigo usar nenhuma gíria atual (lacre, tiro, bomba) pra definir essa nova coleção da Balmain, a não ser a tradicional “chorando glitter”. Pois é isso que estou, meu canal lacrimal jorra canutilho, purpurina e paetê.

Explico, estamos na temporada Pre-Fall, mais popularmente conhecida como aquela meia estação pós-verão e aquecimento pro inverno 2019 (deles). As coleções apresentadas nesse período, geralmente vão às lojas à partir de setembro, OU SEJA, o glitter brilho glam eighties, não vão a lugar alguém!

Hoje a Balmain apresentou a sua nova coleção e ela é praticamente tudo que podemos esperar da marca: drama, ostentação, ousadia, armário Kardashian e aquele déjà vu de coleções atrás. A marca tem ~fama de sempre seguir com sua fórmula bem sucedida e essa coleção é um pout-porri de diversas outras, AINDA BEM!

É que tanto “enchem” o saco do Elie Saab pra sair do lugar comum, que sua coleção Pre-Fall é uma cópia da coleção resort da Dior (postei no Instagram), mas Olivier Rousteing acordou inspirado e já imagino recebendo os zaps da K-Family toda pedindo pra reservar os looks. Não vou falar mais e apenas compartilhar os lacres.

Se você é uma pessoa minimalista, talvez esse post possa ter te dado uma tontura, mas, convenhamos, o cara é mestre em fazer roupas que são desejo, poder e ostentação. Do brilho ao bordado, da extravagância ao shape ousado, por mais Balmains!

O blazer Balmain e suas versões inspired!

10/04/2017  •  Por Thereza  •  Tendência

Você já entrou no e-commerce, clicou num look e depois falou mentalmente “obrigada, só tô dando uma olhadinha” e saiu da loja virtual? Pois bem, essa técnica offline – popularmente conhecida como encaroçamento – ganhou ares de perseguição no mundo cibernético.

Você entra na loja, olha as blusinhas, elas são tão lindas, mas desiste de comprar no momento… e o que acontece? O banner com as peças passa a te perseguir ad nauseam. O nome técnico disso é remarketing, mas na prática se chama: personalized victimized by Balmain!

blazer-balmain

Acima apenas uns prints que me perseguem diariamente. Outro dia, sabe-se lá porque, entrei no site da Farfetch para, hipoteticamente, ver o preço do bendito blazer que a Kim Kardashian adora e, voilá, como num passe de mágica em tempos de world wide web, ele passou a me perseguir. Mas diz aí, tão bonito de rosto!

blazer-balmain

Se você ficou interessada (vai que), os blazers da marca aqui no Brasil saem na faixa de R$10.000, mas a perseguição foi tanta que já vi um modelo preto por R$5.000. Lá fora, no Net-a-Porter ele sai na faixa de U$1.800 e o que nos passa pela cabeça? Muitas coisas Inspired, porque nesse caso tá liberado.

E o Remarketing anda tão inteligente que, eu juro pra vocês, ele começou a me mostrar essa versão tropicalizada da Amaro, sendo que eu sequer cliquei no link. Paralelamente, no mundo analógico, passeando pela Zara, cruzei com essa versão bem similar. Ele é oficialmente Blazer, mas é compridão e dá pra fazer como vestido, voltando a esse meu post desejo aqui!

O da Zara custava na faixa de R$280 (pena que eles não tem e-commerce aqui), só não levei porque o tecido era bem grosso e quase lã, já o da Amaro sai bem mais em conta e também tem na versão branca.

E você, já foram perseguidas por anúncios?! 

Página 1 de 612345Última »