9 dicas de restaurantes em Nova York

15/08/2017  •  Por Thereza  •  Gastronomia, New York, Viagem

Depois de falar de marcas de beleza na cidade, agora vamos à minha parte favorita: comida! Taurina, né mores, eu geralmente vou com uma lista de 30 ou 40 restaurantes pra conhecer, ok que na vida real isso é impossível, mas o que vale é a intenção e o post com dicas de restaurantes em Nova York!

No início do ano falei sobre novidades gastronômicas da cidade nesse post aqui, mas agora selecionei 7 lugares que fui e amei! Lembrando que é sempre importante fazer reserva, todas as minhas faço pelo Open Table e funciona muito bem.

VANDAL Esse foi o restaurante que escolhi pro meu aniver. O Vandal é um mix de restaurante com baladinha, música boa de se ouvir e tudo numa espécie de galeria de arte. O restaurante é enorme e em cada salão uma decor diferente e tudo com temática artsy. A comida é street food sofisticada, tapas e comida oriental, bom de ir pedindo e se fartando. Ótimo pra jantar entre amigos! {199 Bowery | Lower East Side} $$$$

CITY VINEYARD Gosta de vinho? Mesmo se não gosta, precisa conhecer esse novo point da cidade. O City Vineyard é um bar restaurante que fica às margens do Hudson River e debruçado sobre o Financial District, ou seja, pense na vista! E não só o visual, mas os frequentadores tem mais essa vibe local e isso deixa tudo muito legal. Vale ir ao happy hour e ver o pôr-do-sol. É importante reservar, mas caso não consiga, é possível beber bons drinks no bar. Imperdível! {233 West Street | Tribeca} $$$$

LOCANDA VERDE Robert de Niro é um dos donos desse restaurante italiano incrível e super badalado. Foi uma das melhores massas que comi na cidade, o ambiente é incrível, super chiquezinho, mas com aquela atmosfera descomplicada. Pra quem gosta de cruzar com um famoso ou ainda comer como um local, é uma excelente pedida! {377 Greenwich St | Tribeca} $$$$

OLIO E PIÚ Mais um italiano imperdível! Ele fica numa esquina super badalada do Village. Ele tem uma decor fofa e vale a pena ficar na varanda vendo o povo passar. A comida é mais típica do sul da Italia, mas remete cada delícia de todos os cantos do país. Recomendo um almoço ou brunch de final de semana. {3 Greenwich Ave | West Village} $$$$

CASA MONO/BAR JAMÓN Não conheço muitos rests espanhóis na cidade, mas o Mono me foi bem recomendado (ele tem 1* Michelin). Ele é bem mini, aconchegante e comida autoral, que mescla os clássicos do país, com boas surpresas. A carta de vinho é enxuta e certeira. É uma boa sugestão romântica e que ainda pode estender pra mais umas tacinhas de vinho no Bar ao lado (o Jamón, do mesmo dono). {125 E 17th St | Gramercy} $$$$

LUPULO Esse foi o restaurante que mais fui durante a viagem, pois ele ficava ao lado do meu hotel (postei sobre o Hyatt House aqui). O Lupulo é um restaurante português de um chef super renomado na cidade, o ambiente é super contemporâneo e a comida deliciosa típica do país, mas com toque moderno. Menção honrosa pra carta de vinhos e as diversas torneiras de cervejas. Boa sugestão pra quem tiver em meio às compras da Herald Square e quiser comer bem. {835 6Th Ave | Chelsea} $$$$

BOUCHERIE Lembram do Pastis? O icônico restaurante não existe mais, mas seu então chef abriu recentemente no West Village o Boucherie. Sua especialidade é carne e tudo da clássica culinária francesa, numa versão mais contemporânea americana. O rest é novo e super badalado, ótima sugestão para um jantar especial! Salivo só de lembrar desse jantar. {99 7th Ave S | West Village} $$$$

LE DISTRICT Pense na versão francesa do soberano Eataly. O Le District abriu há pouco no Brookfield Place e é uma excelente opção de almoço pra quem estiver pela região. Além do mercado clássico, é possível comer todo o tipo de gastronomia francesa e o bar ainda tem um happy hour com vinhos com excelentes preços. Vale muito a visita pra quem gosta desse universo. {225 Liberty St} $$$$

MURRAY’S CHEESE BAR Gosta de queijo? Então anote essa dica preciosa! O Murray’s é a extensão do super clássico mercado de bairro do mesmo nome e é um bar super descolado, sem muitos turistas e com uma carta incrível de vinhos e cervejas! Tem centenas de opções de queijos – alguns que você nunca ouviu falar – e você pode montar sua tábua com frios e quitutes delícias. Eu poderia morar nesse lugar. {264 Bleecker St | West Village} $$$$

Gostaram da seleção! Aguardem que ainda teremos mais posts da temporada Nova York!

Restaurante Pipo, do chef Felipe Bronze

02/03/2017  •  Por Rodrigo  •  Rio de Janeiro

Como eu gosto de compartilhar dicas e informações não só de vinhos, mas também de gastronomia, nessa série #DicasdoRio, falarei de um restaurante recém (re)inaugurado aqui no Rio. É muito legal ver a cena gastronômica carioca crescendo dessa forma e com diferentes estilos de restaurantes aparecendo. Quem ganha com isso? Todos nós, cariocas e turistas que vem apreciar nossa cozinha cada vez mais criativa.

restaurante-pipo-felipe-bronze

O Restaurante Pipo, que acabou de reinaugurar, agora no Fashion Mall, tem a cara do seu propritário, o mago das panelas, Felipe Bronze. O chef, já conhecido pelo seu estrelado Oro (já postamos aqui), criou para o Pipo, uma proposta interessante de cozinha contemporânea com uma pegada bem brasileira.

Muitos clássicos da nossa culinária ganham formatos e leituras criativas com elementos, preparos e apresentações fora do usual. Contudo, o principal é que o foco é total no sabor, pois apesar de toda inventividade natural do chef, o gosto em si é o protagonista. Outra coisa legal, é que tudo pode ser compartilhado, e os pratos principais são para duas pessoas comerem bem, super democrático. Das duas vezes que fomos, pedimos entradinhas + prato principal + sobremesa e o preço foi sempre na faixa de R$190-200.

restaurante-pipo-felipe-bronze

As entradas são bem variadas, da Carne de sol a uma maravilhosa releitura de Pão com ovo caipira defumado. Dessa vez, nós fomos de Aipim frito com espuma de queijo coalho (R$21), super sequinho, crocante e com a espuma dando uma cremosidade deliciosa. Depois pedimos Steak Tartare (R$37) com emulsão de abacate e tapioca crocante, mistura criativa e saborosa.

restaurante-pipo-felipe-bronze

Para o prato principal, tenho dois preferidos, a Costela de Boi, que se tornou a melhor costela que já comi, e olha que já provei muitas! Cozida por nada menos que 18 horas pelo método sous vide (técnica de cocção à vácuo), e finalizada na churrasqueira a carvão, a costela dispensou a faca de tão macia que estava. Sério, suculenta ao extremo e com aquele sabor defumado de churrasco. Ainda acompanhava uma farofa de ovo caipira com couve e um tartare fresquíssimo de banana da terra.

Numa outra ocasião, dividimos a famosa Barriga de Porco XO (R$58) com kimchee (acelga em conserva sul coreana), alface, arroz, moyashi e ervas. A barriga, que por muito tempo foi rejeitada e tratada como carne de segunda, tem ganhado status na alta gastronomia pelo seu sabor marcante. Nessa versão do Pipo, ela tem uma crocância maravilhosa, que envolve uma carne macia e desmancha na boca. De comer rezando, recomendo!

restaurante-pipo-felipe-bronze

De sobremesa fomos de Ipê Amarelo (R$23), tufos de algodão doce no formato de árvore com um creme brûlee de baunilha e maracujá. Só a foto já vale! Da outra vez, optamos pela “(quase) Tudo de Chocolate” (R$23) e o nome é bem explicativo, tem bolo, mousse, brigadeiro, calda e sorvete. Enfim, alta indulgência gastronômica.

restaurante-pipo-felipe-bronze

O Pipo é aquele tipo de restaurante pra surpreender da melhor forma, desde a decoração com cozinha aberta, que pra mim é tipo cinema, aos sabores especiais, tudo por um preço honesto. Sem dúvida vale a visita!

10 restaurantes pra você conhecer em Nova York – Edição 2017

06/02/2017  •  Por Thereza  •  New York, Viagem, Vinho

Vamos começar o ano atualizando nossa lista de restaurantes em Nova York e torcendo para que o dólar volte à casa dos R$2 pra gente agendar a próxima visita à cidade com uma certa dignidade financeira gastronômica?

Pois bem, vocês sabem que Nova York é um assunto recorrente aqui no Fashionismo desde o início e se o tema é comida, tem restaurantes que são clássicos, outros adoráveis clichês e até finados (Saudades, Pastis!), daí aproveitando minha última viagem à cidade, fiz uma listinha rápida de 10 restaurantes badalados que você precisa conhecer na na sua próxima visita!

nova-york-restaurantes-dicas

Impero Caffe [NoMad]: Fica dentro do Innside New York, hotel que fui conhecer na minha última ida à cidade (vale reler o post aqui, ótima dica de hospedagem!) e é uma delícia. Ambiente aconchegante, moderninho e com comida italiana contemporânea, perfeito pra um almoço entre as muitas compras na região (postei sobre shop em NoMad aqui) ou um jantar descolado.

Milos [Midtown]: Já fui na filial de Vegas e ele é incrível! Ele é um grego super descolado, mas ao mesmo tempo típico, com peixes expostos e um ambiente que faz você se sentir na Grécia, só que em pleno Midtown. K-family já gravou uns episódios lá.

Vandal [Lower East Side]: Por falar na família, foi num jantar da Kourtney que eu conheci esse super descolado e modernete restaurante no LES, que depois ainda vira uma espécie de baladinha. Ele tem uma pegada super streetart, com grafites e esculturas pelos ambientes. Boa sugestão pra jantar saturday night com as migas.

King [West Village]: O restaurante badalado da vez em NY. Se quiser ver gente bonita, suas bloggers gringas favoritas (Emilly Weiss e Leandra Medine amam) e comer comida da estação com referência do sul da França e Italia, o King é o lugar.

Pietro Nolita: Como o próprio nome já diz, esse restaurante fica no bairro italiano de Nolita e eu conheci através do Instagram e ele é todo trabalhado no rosa. Da decoração aos ingredientes, ele é todo descolado, hipster e vai te render boas fotos!

Egg Shop [SoHo]: Os restaurantes com ingredientes específicos se tornaram hit na cidade e o Egg Shop (adivinha, tudo leva ovo nos pratos!) é sucesso. O local ainda não é muito turistão – e isso pode ser bom – tem comida boa e os pratos garantem aquele bom clique pras suas redes sociais.

Umami Burger [Chelsea]: O meu hamburger favorito, agora em NY! Já tinha comido em LA e agora o Umami tem em pleno Chelsea e é imperdível, sério! Não deixem de perdir o hamburger de trufas e batata frita igualmente trufada e de nada.

Le Coucou [Soho]: Se você sente falta de um restaurante francês à la Pastis, o Le Coucou se tornou um dos queridinhos da cidade! Com ambiente contemporâneo e comida inspirada na cozinha tradicional francesa, vá ao restaurante se procura um local badalado.

Benoit [Midtow]: Comer num restaurante do chef estrelado francês Alain Ducasse sem abrir um crediário? Essa é a “proposta” do Benoit, bistrô francês contemporâneo aberto em pleno burburinho do Midtown. Obviamente não é um restaurante barato (no site tem todos os preços e menus), mas vale cada centavo pra quem gosta de comer bem e na pegada grifada. Para os amantes de vinho ainda tem um Wine Bar.

Blue Hill [Village]: “Farm to table”, ou seja, da fazenda, direto pro seu prato, é uma corrente cada vez mais forte nos restaurantes da cidade e muitos deles fazem questão de destacar em seus letreiros. E um dos percusores nessa pegada mais sustentável é o Blue Hill, que tem um cardápio autoral, criativo e vale a experiência quando for à cidade. Aliás, asistam ao Chef’s Table (tem na Netflix) que mostra todo o processo e você ficará com vontade de marcar as passagens e reservar a mesa!

nova-york-restaurantes-dicas

Esse é um apanhado bem atual de restaurantes que valem a refeição! Se você tiver outros nomes, compartilha com a gente para enriquecermos esse post!

 

Página 1 de 612345Última »