DICA DE VIAGEM: A NOVA YORK DE ALÊ GARATTONI

22/06/2015  •  Por Thereza  •  New York, Viagem

Hoje é dia de tag nova no blog e uma que já vinha querendo há tempos! Periodicamente trarei um convidado especial para compartilhar por aqui suas dicas, achados e memórias de suas cidades favoritas no mundo! “A cidade de fulano” é uma forma de estender nosso papo de viagem, que sei que rende muito e sempre com um convidado especial e sua cidade do coração.

Pra estrear a coluna, minha amiga e super blogueira, empreendedora, mãe da MH: Alê Garattoni. Sei que Alê é apaixonada por Nova York, então escolhi a cidade que é destino de muitos, portanto, dica de expert com a Alê!

ALE-GARATTONI-NY-HEADER

Primeira lembrança de Nova York: Eu tinha 18 anos quando fui pela primeira vez e, sei lá por que, o que mais me marcou foi ver aqueles predinhos de tijolos com escadas de incêndio externas. Tal e qual a gente via nos filmes! Acho essa uma das grandes representações da cidade até hoje, como uma marca-registrada!

Restaurantes que você vai todas as vezes que está na cidade: Eu sou super óbvia e repetitiva, vou sempre nos mesmos lugares e como os mesmos pratos! Amo o Fig & Olive (o risotto trufado é um dos meus recorrentes desejos!), tenho que sempre comer uma massinha no Eataly e acho o Serafina do Upper East uma ótima pedida para aqueles dias de preguiça – não tem erro! Dos famosinhos, o Bar Pitti é meu top top top favorito, o Papardelle e a burrata são imbatíveis. Não sou muito dos badalados, mas curto o ambiente do Mercer Kitchen.

Programação que te faz sentir como uma New Yorker: Andar sem rumo pelas ruas do West Village ou sentar no Central Park e ver a vida passar num domingo qualquer – de preferência comendo um hot dog da rua!

Passeio turístico favorito: Subir no Top of the Rock, menos cheio e com uma vista mais bonita (ao menos na minha opinião) do que seu concorrente mais famoso Empire State.

Programa de índio que não recomenda a ninguém: Estátua da Liberdade! Você pega uma fila quilométrica, entra num barquinho que dá enjoo até em quem não tem tendência a isso (como eu!) e quando chega lá é uma decepção – ela é muito mais bonita quando vista de longe! Vale muito mais a pena ir passar o dia no Battery Park e, de lá, garantir suas fotos com a famosa Estátua, se for o caso!

Experiência negativa com a cidade: Quem me conhece sabe que tenho verdadeira FOBIA de ratos – não é medinho, é num nível que não posso ver nem na TV ou em foto! E, sabemos, Manhattan é um dos lugares com maior concentração dos tais bichos. Por sorte, eu só tinha visto de longe umas duas ou três vezes (dica: evitar olhar para os trilhos do metrô ajuda a não se deparar com um!), mas nesta última ida, em setembro passado, fique num hotel no Upper East. Por ser uma área mais residencial e menos movimentada, acho que os ratinhos ficam mais à vontade e passei o maior sufoco da minha vida a caminho de uma farmácia que ficava a uma quadra de distância do hotel. Era noite e eu estava sozinha quando um mini-rato passou DO MEU LADO. Neste dia eu tive certeza que não sou cardíaca, mas nunca mais andarei a pé por essas regiões à noite.

ALE-GARATTONI-NY-1

Lojas imperdíveis:  A Barneys é aquela loja que eu escolheria se pudesse comprar tudo sem me preocupar com a conta, acho a melhor seleção de moda, acessórios e marcas menos óbvias de beleza. Também sou viciada na Container Store (pena que muita coisa não dá pra trazer, pela falta de praticidade!), na Uniqlo e, para MH, a Baby Gap da 5ª avenida é a que tem a maior e melhor variedade. Ahh, e agora estou louca para conhecer as recém-inauguradas lojas da Equipment (minha marca de camisas favorita) e da Anine Bing (minha musa mor de estilo), ambas no SoHo!

Um achado/segredo New Yorker que você só revela pros amigos e, agora, pra gente: A livraria Barnes & Noble tem sempre uma programação bem legal de palestras e lançamentos (agora, que algumas filiais fecharam, acredito que tenha menos). Em 2010 eu assisti a uma palestra incrível com a PR Kelly Cutrone. E as programações são gratuitas e abertas ao público, eles costumam divulgar no NY Times. Nos fins de semana, há também contação de história para crianças, uma dica para mamães em busca do que fazer em dias chuvosos!

Também descobri recentemente a fama da versão coffee shop do Sant Ambroeus, que tinha uma filial embaixo do Loews Hotel, onde fiquei. Da janela do meu quarto eu via um trânsito ininterrupto de it girls (!!! sério!) numa portinha. Era o tal coffee shop da rede, que tem também restaurantes. O croissant com açúcar é daquelas coisas que fazem valer qualquer caloria!

No mais, eu sou tão óbvia e turistona que não teria nada muito fora do comum, acho (amo turistar até hoje, mesmo conhecendo bem a cidade! Só não me leve pros lados do Times Square, de resto amo e topo tudo!).

Off-Manhattan, local ou programação imperdível fora da ilha: Atravessar a pé a Brooklyn Bridge (de preferência em um domingo) e curtir a região do Dumbo, no Brooklyn. Levei anos para conhecer este lado off-Manhattan e me apaixonei!

Um hotel que te faz sentir em casa: Nesta última ida, fiquei no Loews Regency e AMEI, porque ele acabou de passar por uma renovação 100% e está novo em folha, coisa rara em NY. A localização quase do lado do Central Park (com a Barneys no meio do trajeto!!) é perfeita, inclusive para quem está com crianças, e o atendimento é o melhor que já vi na cidade. Mas meu hotel eternamente do coração é o New York Palace, que tem quartos enormes e um serviço muito bom. É o único que já repeti várias vezes, nas últimas vezes só não fiquei nele porque no verão as tarifas ficam MUITO altas!

Um hotel que você não recomenda a ninguém: Park Lane! Sei que tem quem ame, sei que a vista do Central Park é maravilhosa, sei que é um dos mais-mais dos brasileiros, mas eu não fico lá nem de graça, literalmente! Tive um problema seríssimo em 2012 (o teto do meu banheiro, que diga-se de passagem era supostamente um dos melhores quartos, DESABOU). E o atendimento é pior que péssimo.

Com uma ou outra rara exceção, os funcionários parecem aqueles novaiorquinos dos anos 80, quando era normal ser azedo por lá! E eu sei que não foi falta de sorte minha, porque basta entrar no Trip Advisor para ver uma coleção de reclamações neste sentido. Acho que uma das coisas mais importantes em hotel é o atendimento e ser maltratada nas suas férias é muito chato. Não recomendo nem pra minha pior inimiga, não se iluda pelas tarifas bem abaixo dos concorrentes da região!

ALE-GARATTONI-NY2

Época do ano favorita: Primavera em abril! Sou louca por tulipas e a cidade fica cheia delas, é a coisa mais linda!

Um filme ou seriado que te faça sentir em NY: Sex and the City, sempre! E O Diabo Veste Prada e Gossip Girl ao lado no pódio de favoritos!

Um livro que todos precisam ler antes de visitar a cidade: O livro do Pedro Andrade é legal, porque tem dicas muito boas, das mais óbvias às mais “insider”, mas não tem aquele clima de guia de viagem. E gostei também do livro da Didi Wagner, especialmente da parte com dicas para crianças.

Peça na Broadway: Sou zero fã de Broadway, não tenho muita paciência, e acho que a última que vi foi Cats (!!!). Prefiro aqueles off-Broadway tipo Stomp ou Fuerza Bruta.

Shake Shack ou Burger Joint: Burger Joint, sempre, sem pensar duas vezes! O Shake Shack tem seu valor, mas com a concorrência do BJ em NY eu até esqueço dele!

Upper East ou West Side: Adoro ambos, mas acho que sou mais feliz como uptown girl! Andar pela Madison e pela região do Metropolitan Museum é tão gostoso!

Um dia perfeito pra você em NY: Começa no Central Park, inclui o cachorro-quente de barraquinha de rua e andanças sem rumo. Pode ser no High Line, no West Village, no Meatpacking. Vai ter um almoço no Fig & Olive ou no Bar Pitti e invariavelmente uma passada diária na Duane Reade, meu vício. Fico horas e aproveito para comprar todas as revistas de fofoca que aparecem na minha frente! E gosto muito da energia da Catedral St Patrick, então sempre vou no mínimo duas vezes para agradecer e rezar um pouquinho. Agora com MH tem também uma parada nos deliciosos playgrounds do Central Park (eu nunca nem tinha percebido, mas há muitos deles espalhados pela cidade, todos ótimos).

O que te faz voltar pra NY sempre? Amor! Eu tive uma tia (já falecida), que era minha segunda mãe. Ela era apaixonada por NY e sempre me dizia: na primeira vez que você vai, ou você ama ou não vai significar muito pra você. Foi amor à primeira vista, eu nunca, nunca enjoo – e não ligo muito por acabar trocando outras opções de possíveis viagens por NY! Juro que aqui em casa a gente tenta, mas por fim os planos sempre mudam pra um “por que não NY?”.

ALE-GARATTONI-NY-3

Alê, obrigada por ter participado e compartilhado suas dicas, já estão na listinha! Vocês gostaram da ideia da tag? Quem tiver alguma sugestão de pessoa e/ou lugar pro próximo post, só pedir!

A melhor H&M de Nova York!

16/09/2014  •  Por Thereza  •  Compras, New York

Muitas vezes viajamos por um período curto de tempo e a vontade de entrar nas fast fashions esbarram na bagunça das mesmas. Por exemplo, quem nunca deu uma entradinha rápida numa Forever ou H&M e saiu 35 segundos depois porque de cara percebeu o quão bagunçada a loja era?

Eu sou meio assim, dá pra perceber que tem lojas dessas que são cata-turistas e não tem uma curadoria boa de peças e sim, isso existe e faz diferença, quando morei lá já conversei com vendedor que disse que as peças legais (de anúncio e etc) só iam com quantidade  pras lojas mais “de bairro”. Já fiz um post elegendo as melhores localizações das minhas fast fashions favoritas da cidade e agora volto com uma nova loja que me surpreendeu!

hm-melhor-loja-ny

A NOVA H&M da 5av com a 48st! OMG! Eu costumo ter algumas restrições com a H&M, porque ela patina entre o fashionismo da Zara e o baratex da Forever, ela tem básicos legais, mas tem estações que não me encantam muito, mas dessa vez… foi a loja que mais comprei! E tudo isso por um fato: sua nova flagship da 5av!

hm-ny

Ela é MUITO arrumada, MUITO ampla, MUITO organizada! Ela tem luz natural, te faz querer a roupa de verdade e tem atendimento perfeito (uma menina polonesa me atendeu e quando descobriu que eu era brasileira pediu pra eu ensinar umas palavras pra ela e logo ela me mostrou um papel com várias outras palavras no nosso valorizado português hehe). Pra quem viaja por um curto período de tempo e não quer perder tempo em H&M’s cofusas, fiquei impressionada com essa.

hm-ny6

A flagship foi inaugurada em julho desse ano e é a maior H&M do mundo, com 5.700m2 e 5 andares! Mas pra quem acha cansativo (tipo a Forevona da Times que dá canseira), a loja é clean e iluminada e o som é agitado na medida (Carta aberta pra Forever 21: se eu quiser ir pra uma rave, eu vou para uma rave e não pra sua loja, vlw flw), sem dúvida eles imaginaram em muitas questões arquitetônicas pra trazer o maior conforto às nossas lombrigas consumistas :)

E o diferencial da loja é que ela tem to-dos os produtos produzidos da marca, de camisetinha básica a lixa de unha, passando por linha de beleza e até decorismo (veremos logo abaixo).

hm-ny3

E eles inauguraram com estilo, diferente das outras lojas da rede espelhadas pelo mundo – exceto Brasil #mágoas – a loja é puro luxo. Tem paredes de mármore, móveis em madeira chique, muito espelho, lustres poderosos, móveis de couro e um provador aconchegante pra você querer levar tudo.

Além disso, eles tem um shoe lounge, onde os sapatos ficam reunidos num setor só, ao invés de espelhados pelos cantos. A ideia era mais conforto e oferecer uma variedade maior de modelos, e foi bem isso que eu vi! Nunca tinha notado nos sapatos da marca, mas parece que eles reunidos exerceram um maior poder de persuasão aos meus neurônios consumistas.

Ah, e se isso tudo não é o suficiente, eles tem um personal shopper pra juntar todas as tendências num look só, achei bem elegante! Agora a parte que me encheu os olhos, a única H&M na cidade com setor HOME \O/

hm-decor-fashionismo

123

Essas fotos da parte de decor foram clandestinas, ok? Mas só pra mostrar que tem MUITA coisa legal! O que mais tem parece que são almofadas, capas e tudo bem charmosinho e o preço BEM barato (tipo na faixa de U$5-12). Além disso tem roupa de cama, acessorios e muitas miudezas fofoletes.

Eu fiquei com meus olhos brilhandos e só não levei muita coisa porque eu só descobri no último dia de viagem e com minha mala estourando de tranqueiras, mas saí de lá com a sensação de  felicidade só de ver tanta lindeza, no Decorismo coloquei mais fotos!

hm-ny2

Pra quem não tem tempo ou disposição de enfrentar as bagunças das outras H&M, essa loja da 5a (não confunda, pois ali perto tem outra!) com a 48 é incrível e vale percorrer seus muitos andares e achados caprichados!

Fashion Week com o Samsung K Zoom!

14/09/2014  •  Por Thereza  •  New York, Publicidade

Dentre as dezenas de compromissos e atividades da nossa New York Fashion Week, uma das mais interessantes foi conhecer – logo, utilizar! – o novo Samsung K Zoom. O smartphone, que também é câmera fotográfica, nos acompanhou durante a semana e, pra começar, nos poupou espaço, já que a ideia é utilizar as duas funções em um aparelho só e o resultado foi surpreendente e fácil de usar.

k zoom nyfw

O aparelho foi lançado recentemente, vem nas cores preto e branco e vai além nas suas funções fotográficas! Ele é o único smartphone que tem um zoom de 10x, ou seja, fotos de longe>>perto com maior qualidade e definição e acho que esse foi o ponto principal e diferencial do aparelho. Além disso ele tem câmera de 20.7mp, filma e FullHD e ainda tem função Selfie Alarm que permite que você faça aquela selfona esperta no automático e sem precisar fazer malabarismo de posar+clicar, por lá eles resolvem tudo pra você.

Agora quer maneira melhor do que falar de um smartphone do que mostrar suas características na prática? Como não dá pra ligar pra cada uma heheh fiz uma seleção de fotos que tirei com meu K Zoom, e olha que vocês sabem que sou uma fotógrafa bem chinfrim, mas super me senti a TT Duran :)

20140911_123105

Fiquei hospedada no The Península em breve teremos post – e da minha janela observava a 5a avenida (atrás da cortina, risos) e a Igreja Presbiteriana de NY

20140910_194314

No re-see do Michael Koors e esse vestido tããão Blair Waldorf

20140908_190452

Nessa foto me senti profissa hein (não me contrariem huhu) Esse prato deli (e light, porque não tem zoom que pegue a batatinha escondida sorrateiramente) foi no Mercer Kitchen, ótima opção pra almoço delícia e descolado no SoHo.

20140908_171416

No re-see – aka shoroom – da Coach e a palette de cores candy colors e metalizados, very cool!

20140908_171329

Mais Coach e essas bolsas gracinhas, quero uma pra mim (a rosa! a rosa!).

1

Agora uma foto na adversidade (o lugar tava um breu) só pra compartilhar esse chicken satay MARAVILHOSO do Spice Market, amo esse restaurante, não deixem de ir, fica no Meatpacking, no meio do buxixo #gíriasidosas!

20140910_184936

Um dos meus locais favoritos da cidade – Sorry, Carrie! –  a Biblioteca e o Bryant Park ao fundo!

Seleção de fotos + dicas rapidex de Nova York, ainda volto com muitas outras news sobre a cidade! Agora quem se interessou pelo K Zoom, vale visitar o site pra saber mais sobre o smatphone – os vídeos do Mr. K são hilários, olha esse da selfie e #autocurtir – e no WalmartCom também tem o K Zoom :)

Página 1 de 512345