Relembrando Looks do Tapete Vermelho #2: Blake Lively

07/05/2020  •  Por Thereza  •  Red Carpet

Blake Lively provavelmente está no TOP3 das figuras mais célebres do Fashionismo. Muito por conta da era Gossip Girl, claro, mas depois disso ela continuou nos fornecendo belos looks no tapete vermelho, tours que garantiam uma dúzia (literalmente) de looks em um dia só, sem contar noo bom humor nas redes sociais.

Blake é uma figura bissexta, mas quando aparece… causa! Daí escolher um look memorável pra ela é muito difícil, afinal foram muitos, daí excluindo os principais do Met e Cannes – red carpet que ela arrasa – escolhi um que me lembro muito bem na hora que vi: levantei correndo de onde estava e sentei pra postar (numa era que o Instagram nem bombava e o real time era no blog!).

BLAKE LIVELY DE ZUHAIR MURAD COUTURE 2012

Clássico dos clássicos! Vai dizer, você lembra do dia desse look, certo? O tapete vermelho foi em junho de 2012, para a estréia do seu filme Savages, em pleno tapete vermelho em Hollywood. O look foi poderoso assim pra marcar a mudança de era da atriz, da saideira de Gossip Girl, pra um super filme na grande tela.

Podemos dizer que Blake Lively estava ESTONTEANTE! Pacote completo do vestido, cabelo bem old hollywood glam e uma maquiagem com batomzão vermelho e basta!

Mas vamos falar do vestido, um Zuhair Murad precioso, parece que foi construído no corpo dela, o que não deve ser muito diferente disso, afinal, alta costura! O trabalho do bordado do canutilho esculpindo o corpo, as “linhas” pretas sobre a base nude, uma das ilusões de ótica mais bonitas da história recente do tapete vermelho!

Pacote completo e do jeito que a gente gosta, seja em 2012 ou 2020!

A extravagância de Zuhair Murad

24/01/2018  •  Por Thereza  •  Fashion Week

Hoje também é aquele dia no qual os astros se alinham e, além do Elie Saab (como você pode ver aqui), também tem desfile de alta costura do Zuhair Murad! E assim como seu conterrâneo, Zuha estava inspiradíssimo!

O estilista é mais focado na extravagâncias, daí junte isso à essa tendência do anos 80 e com inspiração indiana, pense num desfile muito ousado e com peças que serão vistas nos tapetes mais próximos. Fiz uma seleção por temas e cores.

Eu gosto muito dos curtinhos! Já fico imaginando uma Blake Lively usarndo. É porque, apesar de exagerados, eles são curtos e tem pouco pano rsrs. Muito tule, bordados, brilhos e se você acha que a moda tá cheia de plumas, Zuhair inseriu penas também!

Preto sem dúvida foi minha cor favorita da noite. Se o movimento Time’s Up retornar no Oscar, eis belos modelos. Gostei especialmente desse último com top cropped e casaco, achei bem moderno!

Macacão e hot pants (com capa mullet, assim como no desfile do Elie). Esse vai pras ousadas, de Jennifer Lopez à Beyoncé, o Grammy é nesse domingo, será que rola uma ponte aérea alta costura Paris-NY?!

Eu tô bem emocionada com esses vermelhos sanguinários. Vestidos poderosos e que exalam Zuhair Murad!

Pra finalizar, barra de ouro em formato de vestido Ame ou ache exagerado, impossível negar que o estilista libanês cria peças de arte, joias pra vestir!

Alta Costura plena de Zuhair Murad!

05/07/2017  •  Por Thereza  •  Fashion Week

Depois de Elie Saab é a vez de quem? Sim, ele, ZUHAIR MURAD, assim gritando mesmo, porque esse libanês também é danado e expert em nos fazer suspirar! Tem vezes que literalmente me falta palavras e estou aqui só pra exaltar a beleza que foi seu desfile couture inverno 2017 apresentado hoje!

O segmento preto me deixou assim sem palavras, um deslumbre após o outro e Zuhair numa versão invariavelmente clássica e muito sexy. Tem transparência, renda, tule, paetê e tudo que a gente gosta e elas usam. JLO, Beyoncé e cia ATENTAS!

Meu Deus, um vestido cinza dos sonhos, se Gossip Girl ainda existisse, Sereninha usaria ele. Adorei o mix do, repare, veludo drapeado com a saia plissada, isso é muita riqueza meus amores.

Chegando no Grammy!

Passando pelo Oscar!

Eu tô amando mundo essa onda de plumas que invadiu as passarelas recentemente, aguardando a inspiração pra vida real!

Segmento rosinha, nude, pueril! Muita delicadeza e imponência ao mesmo tempo, tem como não amar?! Pena que as ocidentais não valorizam muito essa arte que fica mais focado entre as orientais, mas estaremos sempre alerta pra compartilhar o que também rola pelos tapetes do outro lado do mundo!

Fechando com meu favorito da leva! O que eu mais gostei dessa temporada de Zuhair Murad é que mesmo “fazendo mais do mesmo” ele se mostra cada vez mais apurado em misturar materiais, tecidos e texturas, mas no final sempre exaltando o que há de melhor na mulher!

Gostaram da coleção do libanês?!