10 dicas de restaurantes em Paris

13/02/2020  •  Por Thereza  •  Gastronomia, Viagem, Vinho

Tem três coisas que amo fazer em viagem, seja o destino que for: andar, ver gente e comer. Adoro me perder pelas ruas sem roteiro, amo comer em restaurantes legais, descolados, diferentes e que tenham gente interessante, local, enfim amo a parte cultural e consumista, mas gosto também dessa essência mais “simples” que te faz se sentir como um local, sabe?

Dito tudo isso, fiz uma mega lista atualizada de restaurantes imperdíveis em Paris! Dicas menos óbvias (veja bem, eu também adoro o L’Avenue e até passei o ano novo lá), novidades, achados, de um tudo! Não vou nem me prologar muito no assunto, mas quem tá de viagem marcada pra cidade luz, tome nota!

10 Dicas de restaurantes em Paris

Beefbar

Pense num trio perfeito: carne, gente bonita e art déco, é essa a mistura do Beefbar! Restaurante novo e da vez em Paris. Ele tem diversas casas em vários lugares, como em Monaco, Paris, Mykons e Dubai, em breve abre em São Paulo e pense naqueles hotspots descolados, pra ver e ser visto, mas com o melhor ingrediente: comida muito boa!

Aos amantes de carne vale muito a visita, não é dos mais baratos de todos, mas é uma programação imperdível. Vale também o almoço com menu mais em conta e ele fica bem próximo à Champs, então dá pra dar uma escapada das compras e comer bem off-turista.

10 Dicas de restaurantes em Paris

L’Avant Comptoir de la terre

Foi nossa 1a refeição da viagem, tamanho o desejo/recomendação e que delícia! Ele é micro, você come espremido numa bancada, mas come BEM! O L’Avant é super diferente, o cardápio fica pendurado no teto cheio de papéis, os vinhos são majoritariamente orgânicos e tem uma manteiga comunitária do tamanho de uma bola de basquete e toda essa despretensão faz o lugar ser imperdível.

Ele fica no lado esquerdo do Rio, bem próximo de outros rests badalados como Cafe de Flore e o próprio L’Avant Comptoir maior e original. O preço é muito em conta e a dica é ir num horário não muito chei, fomos mais pra 3 da tarde e foi super agradável, os atendentes são simpáticos e eles batem palma em coro quando você dá uma gorjeta boa (nós demos, afinal, ganhei uma taça de champagne kkk).

Frenchie

Badalado, descolado, zero turistada e com comida excelente de chefe sensação e da geração de novos talentos, assim posso falar do Frenchie! Ele não é tão novo, mas foi minha segunda vez nele, afinal, já disse que a comida é muito boa? É basicamente focado na gastronomia francesa moderna e sem frescura.

Ele fica numa rua bem discreta, mas nela tem outros 2 restaurantes/cafés do grupo, que estão crescendo muito. Vale reservar com antecedência, pois ele é bem concorrido e o preço é bem bom pro que serve. Nota da editora: é o restaurante favorito do Rodrigo na cidade.

10 Dicas de restaurantes em Paris

Monsieur Bleu | Giraffe | Loulou | Coco

Uma dica 4 em 1, pois são todos do mesmo grupo, o Paris Society, e tem propostas e cardápios parecidos, apesar de cada rest ter sua temática. Se ama um restaurante badalado e com gente bonita, mas quer fugir dos óbvios, como L’Avenue e Matignon? Esses são os restaurantes do momento em Paris, comida excelente e aquele lugar para ver e ser visto.

Dos 4 eu só fui no Monsieur Bleu (os outros 3 tudo lotado), mas garanto que a comida é excelente, não é barato, mas talvez a vista surreal da Torre Eiffel sobre seu prato justifique! É um dos restaurantes mais bonitos com vista da torre, pois ele fica na beira do Sena e de cara com ela.

Em relação aos outros, pense igual: boa comida e vista! O Girafe fica dentro do Trocadèro, ou seja, A vista! E dos 4, ele é o mais badalado. Já o Loulou fica dentro do Museu Arts Décoratifs no Louvre e boa sugestão pra quem está na região. Por fim, seguindo o mesmo estilo, o Coco fica basicamente dentro do Opera Garnier e tem decoração à la Great Gatsby.

O legal desses 4 restaurantes é que todos funcionam até 2 da manhã e tem música de fundo, pra quem gosta de um restaurante um pouco mais badalado.

10 Dicas de restaurantes em Paris

Pink Mamma

Outro restaurante super badalado e instagramável, ótima sugestão pra quem quer comer na região de Montmartre. O Pink Mamma é italiano, foco em carne boa, mas ele também é um ótimo destino para brunch final de semana, visto o fator luz e decoração.

10 Dicas de restaurantes em Paris

Willi’s Bar

Sempre dedicamos um dia da viagem pra um roteiro mais etílico e com restaurante que tenham foco em vinhos em taça! Dessa vez nosso escolhido foi o Willi’s Wine Bar, que fica ao lado do Palais Royal.

O restaurante é super aconchegante, romântico, discreto e zero turistada. Aos amantes de vinho, é roteiro certo, pois excelente carta, preço ótimo e ainda tação recheada! A comida é excelente também e no final um ótimo custo x benefício pra comer e beber bem!

10 Dicas de restaurantes em Paris

Citron – Galleries Lafayette

Outra novidade em Paris foi a inauguração de um galleries Lafayette em plena Champs-Ellysées! Se a rua é conhecida por restaurantes mais, digamos, pega-turista, agora o local reúne não só uma boa opção de mercado com corners gastronômicos no subsolo, mas no 2 andar tem o Citron, que é um feat bem sucedido do estilista-sensação Jacquemus com o tradicional Caviar Kaspia. O restaurante é uma graça e você ainda tem como vista a principal rua de Paris!

Ainda teremos mais posts sobre Paris e Lisboa!

10 restaurantes pra você conhecer em Nova York – Edição 2017

06/02/2017  •  Por Thereza  •  New York, Viagem, Vinho

Vamos começar o ano atualizando nossa lista de restaurantes em Nova York e torcendo para que o dólar volte à casa dos R$2 pra gente agendar a próxima visita à cidade com uma certa dignidade financeira gastronômica?

Pois bem, vocês sabem que Nova York é um assunto recorrente aqui no Fashionismo desde o início e se o tema é comida, tem restaurantes que são clássicos, outros adoráveis clichês e até finados (Saudades, Pastis!), daí aproveitando minha última viagem à cidade, fiz uma listinha rápida de 10 restaurantes badalados que você precisa conhecer na na sua próxima visita!

nova-york-restaurantes-dicas

Impero Caffe [NoMad]: Fica dentro do Innside New York, hotel que fui conhecer na minha última ida à cidade (vale reler o post aqui, ótima dica de hospedagem!) e é uma delícia. Ambiente aconchegante, moderninho e com comida italiana contemporânea, perfeito pra um almoço entre as muitas compras na região (postei sobre shop em NoMad aqui) ou um jantar descolado.

Milos [Midtown]: Já fui na filial de Vegas e ele é incrível! Ele é um grego super descolado, mas ao mesmo tempo típico, com peixes expostos e um ambiente que faz você se sentir na Grécia, só que em pleno Midtown. K-family já gravou uns episódios lá.

Vandal [Lower East Side]: Por falar na família, foi num jantar da Kourtney que eu conheci esse super descolado e modernete restaurante no LES, que depois ainda vira uma espécie de baladinha. Ele tem uma pegada super streetart, com grafites e esculturas pelos ambientes. Boa sugestão pra jantar saturday night com as migas.

King [West Village]: O restaurante badalado da vez em NY. Se quiser ver gente bonita, suas bloggers gringas favoritas (Emilly Weiss e Leandra Medine amam) e comer comida da estação com referência do sul da França e Italia, o King é o lugar.

Pietro Nolita: Como o próprio nome já diz, esse restaurante fica no bairro italiano de Nolita e eu conheci através do Instagram e ele é todo trabalhado no rosa. Da decoração aos ingredientes, ele é todo descolado, hipster e vai te render boas fotos!

Egg Shop [SoHo]: Os restaurantes com ingredientes específicos se tornaram hit na cidade e o Egg Shop (adivinha, tudo leva ovo nos pratos!) é sucesso. O local ainda não é muito turistão – e isso pode ser bom – tem comida boa e os pratos garantem aquele bom clique pras suas redes sociais.

Umami Burger [Chelsea]: O meu hamburger favorito, agora em NY! Já tinha comido em LA e agora o Umami tem em pleno Chelsea e é imperdível, sério! Não deixem de perdir o hamburger de trufas e batata frita igualmente trufada e de nada.

Le Coucou [Soho]: Se você sente falta de um restaurante francês à la Pastis, o Le Coucou se tornou um dos queridinhos da cidade! Com ambiente contemporâneo e comida inspirada na cozinha tradicional francesa, vá ao restaurante se procura um local badalado.

Benoit [Midtow]: Comer num restaurante do chef estrelado francês Alain Ducasse sem abrir um crediário? Essa é a “proposta” do Benoit, bistrô francês contemporâneo aberto em pleno burburinho do Midtown. Obviamente não é um restaurante barato (no site tem todos os preços e menus), mas vale cada centavo pra quem gosta de comer bem e na pegada grifada. Para os amantes de vinho ainda tem um Wine Bar.

Blue Hill [Village]: “Farm to table”, ou seja, da fazenda, direto pro seu prato, é uma corrente cada vez mais forte nos restaurantes da cidade e muitos deles fazem questão de destacar em seus letreiros. E um dos percusores nessa pegada mais sustentável é o Blue Hill, que tem um cardápio autoral, criativo e vale a experiência quando for à cidade. Aliás, asistam ao Chef’s Table (tem na Netflix) que mostra todo o processo e você ficará com vontade de marcar as passagens e reservar a mesa!

nova-york-restaurantes-dicas

Esse é um apanhado bem atual de restaurantes que valem a refeição! Se você tiver outros nomes, compartilha com a gente para enriquecermos esse post!

 

Comer & beberISMO: Meus favoritos gastronômicos do ano

28/12/2014  •  Por Thereza  •  Gastronomia, Rio de Janeiro

Férias estão aí, verão também e sei que o Rio está repleto de turistas e também de locais desejando conhecer lugares novos! Sempre recebo pedidos de dicas de restaurantes e, apesar de não falar tanto quanto gostaria sobre gastronomia e meus restaurantes favoritos aqui, sei que o tema rende! Por isso, e aproveitando esse espírito de resoluções, resolvi fazer uma edição pessoal do Comer & BeberISMO, risos! ;P

Outro dia conversando com o Rodrigo, ficamos batendo nossa lista de restaurantes favoritos, seja por estilo, prato ou ambiente, daí pensei, porque não trazer pro blog? Trouxe! Minha seleção de restaurantes – e comidas – favoritos de 2014, aqueles que mais frequentei, desejei e recomendo!

É uma lista 100% pessoal, não sou expert ou entendida, mas se vocês se identificam com o que escrevo, podem se identificar com os tópicos abaixo. Tentei falar brevemente pro post não ficar enorme, mas acima de tudo ficam dicas certeiras de locais legais aqui no Rio.

 COMER-BEBERISMO

Asiático: Mee, no Copacabana Palace. Ambiente incrível, qualidade maravilhosa, pratos que vão dos tradicionais aos mais exóticos e atendimento sem igual (procure pelo Felipe Ishihama, que vai deixar sua experiência melhor ainda!).

Japonês: Naga. Com o Mee, formam as melhores novidades do Rio! Já teve post exclusivo aqui. A melhor pedida é sentar no balcão e procurar o Shino, que ele vai te conduzir pelos melhores pratos (destaque para a ótima seleção de peixes brancos).

Italiano: Benedictine. Ótima revelação! Italiano contemporâneo, comida muito saborosa e cardápio recheado de opções. Adoro a seleção de antipasti, a carta de vinhos e a lojinha de produtos artesanais.

Melhor acompanhamento: Palmito do Otto. Pioneiro dessa iguaria no Rio, faz um palmito sem igual, só de lembrar, salivo!

Churrascaria: Porcão. Um clássico, entra ano, sai ano.

Carnes: Royal Grill. Um dos meus favoritos quando quero comer uma boa carne, destaque para a picanha fatiada. E a linguicinha!

Pizza: Vezpa. Gosto porque tem um quê daquelas pizzas nova iorquinas aka junkie!

Hamburger: TT Burger. Todo o Hype – e preço! – valem a pena, de fato o danado é delicioso!

Frutos do mar: La Plancha. O melhor pastel de siri que o Universo já produziu.

Revelação: L’Entrecote de Paris. Não deve em nada pra versão parisiense. A batata é de repetir e repetir.

Restaurante chique: Le Pré Catelan. Para jantares especiais, que se tornarão inesquecíveis. O chef, Roland Villard, é imbatível ao criar pratos que mesclam produtos brasileiros (muitos deles exóticos!) com a técnica francesa.

Boteco: Aconchego Carioca. Merecedor de todo (e são muitos) e qualquer prêmio. Boteco carioca na sua melhor forma!

Decepcão: Blá Blá Champanheria. Atendimento horrível, descaso com o cliente e bagunça generalizada.

Melhor sobremesa: Brownie do Manekineko. Japonês clássico, mas seu brownie com ganache de chocolate e glaze de futas vermelhas, OMG!

Melhor sorvete: Baccio di Latte. Com a invasão de sorveterias na cidade, a Baccio é minha favorita! Sorvete leve, artesanal e muito saboroso (amo o fior di latte!).

Saladinha básica: Bibi Sucos! Você monta a sua maneira e não tem nada melhor que isso (sempre peço delivery!).

Acecipes: Adega Pérola. No coração do Rio, em Copa, um bar carioca clássico e cheio de comidinhas deliciosas.

Árabe: Amir. Também em Copa, árabe de verdade, de qualidade e muito saboroso!

Restaurante que precisa vir pro Rio: Myk! Culinária grega em SP, que faz falta – e é a cara! – do Rio.

Restaurante – gringo – que precisa vir pro Rio: Nobu! Melhor japonês do universo. Please, come!

Pronto, minhas 20 categorias! Se alguém quiser acrescentar ou até mesmo discordar veementemente :p de alguma escolha, só falar! Aceito sugestões e novas dicas também, espero que tenham curtido!