Dicas de Los Angeles: Como chegar, onde ficar e outras infos importantes!

25/03/2014  •  Por Thereza  •  Viagem

WELCOME LA

Los Angeles é uma cidade imeeensa! Na realidade, são várias cidades que formam alguns condados e logo quando você está pousando já nota suas dimensões colossais e o que significa? Uma cidade muito vasta a se explorar.

Diferente de Manhattan, onde tudo é compacto, as ruas numeradas e em dois dias você já se sente de casa, LA é bem diferente! Dizem que para conhecer os principais pontos é necessário pelo menos 7 dias, isso se você não quiser estender pra São Francisco ou Vegas. Então esse post vai pra quem tem vontade de conhecer, mas nunca teve coragem a  se aventurar.

los angeles 1

Como chegar: Na minha opinião, o maior empecilho para conhecer a California era o fato de não ter voo sem escala. Porém, desde 2013 a AA já tem voo direto o diário partindo de SP, o que já é uma ajuda pra criar um roteiro esperto e ainda driblar o fuso de 5h.

Mas dessa vez fui via Dallas  e acho uma boa opção, pois o voo Dallas-LA é só de 2h e você chega na cidade cedinho. Já da 1a, vez fui de United e achei BEM melhor, parei em Houston e os aviões são novos, bem diferentes dos antigos da AA.

Chegando lá:  A dica número 1 que ouvi sobre LA – alugue um carro! Por ser uma cidade de grandes proporções, o carro é eficiente pra conhecer o máximo de locais possíveis e estacionamento não é um problema, mas eu fui do contra e não aluguei huhu!

Explico, como a viagem era curta e eu sabia que meus compromissos e roteiros eram próximos ao meu hotel, preferi fazer tudo de taxi por um simples motivo: pensa numa lei seca 24/7? E como eu sabia que queria tomar muuuuitos vinhos californianos, fiquei com medo de ser parada pela polícia e cair num DUI (e lá qualquer tacinha de vinho já conta, hein), voltar pro Brasil e perder o visto. Sem drama, lá eles são bem rígidos e eu, bem medrosa.

A Flávia, amiga que mora lá há anos, deu esse toque valioso, aliás, ela tem um blog bem legal com dicas da Califa e ainda tem uma empresa que presta serviço de transporte aos turistas.

Onde ficar: Como disse, LA é bem diferente de NY, tipo você não vai de um bairro a outro em questão de minutos e muito menos de transporte público (mas confesso que achei o taxi até barato), então a ideia é que você escolha os bairros de acordo com que você tenha mais coisas pra fazer, seja restaurante, loja ou ponto turístico.

LA WEST LOS ANGELES

Hollywood: Da primeira vez que fui me hospedei lá, o hotel era o ótimo Roosevelt, em plena Calçada da Fama, na esquina do Kodak Theatre e de cara pro Hollywood sign. Mas a região não é muito centralizada, então só aconselho se você curte bem essa muvuca característica de Hollywood e quer todo dia dar uma andadinha na calçada (da Fama!).

West Hollywood: Fica logo abaixo e acho a região a mais bem localizada e ideal pra quem vai pra LA nesse foco loja+restaurantes. Dessa vez eu fiquei lá e me hospedei no Mondrian, hotel super charmoso, em plena Sunset Blvd, com quartos espaçosos, restaurante/bar badalados. Achei um bom preço e ótimo custoxbenefício (nesse caso Booking é a melhor solução e deem sempre um f5, porque os preços mudam).

WeHo fica a 10-15min de Hollywood e de Beverly Hills, então fica no centro dessas regiões mais famosas de LA. Além dele, vale pesquisar o Standard, Andaz, The London, todos com essa pegada boutique (4*) que eu super curto #decorismo e ainda com bom preço, já que hospedagem em LA é mais barata que NY, então dá pra aproveitar um upgrade!

hollywoodies

Beverly Hills: O bairro é de fato puro glamour! Se você vai focada em compras na Rodeo Drive (é tão mini) ou lojas de departamento como Saks, Neiman Marcus ou Barney’s (uma do lado da outra na Wilshire Blvd), vale mesmo ficar por lá!

O bairro (na realidade é uma cidade mesmo) é uma graça, literalmente coisa de filme e com excelente$ hoteis. Minha 2a opção era o Sixty, hotel nessa mesma pegada dos acima, mas quem sabe um Beverly Wilshire Hotel (Pretty Woman!)?! Acho que na minha próxima ida vou ficar nessa área, pois foi onde mais andei, especialmente no roteiro gastronômico.

90210

Santa Monica: É uma graça! Ela fica um pouquinho afastada dessas 3 regiões (tipo uns 25min de BH), mas só aconselho a se hospedar lá se você curte muito mais essa vibe praia e natureza. Por ser distante, acho que o que vale mesmo é pegar um dia inteiro pra conhecer SM e dar uma esticadinha até Venice Beach (tem que ir!).

Malibu: 2a vez que vou pra LA e 2a vez que não vou pra Malibu. Sempre chego toda empenhada em ir até a casa do Axl ou quem sabe do Charlie Harper, mas esbarro na preguiça e distância. Ela fica mais afastada ainda de St. Monica e todo mundo que converso me diz que não tem nada pra fazer lá (especialmente no frio), a não ser que você vá visitar a Aniston ou o Di Caprio em suas praias privativas.

Como eu acabei não alugando carro, desisti mais uma vez, mas se seu roteiro passa dos 10 dias pela região vale sim estender até Malibu e quem sabe pegar a Big Sur (uma das estradas mais bonitas do mundo).

Ainda sobre locais pra ficar, cuidado com a região de Downtown, é sempre a que oferece maior variedade e oferta, mas na minha opinião é bem contramão dos principais pontos turísticos.

la beaches

Em busca do wifi: Não vai achando que você não precisa comprar chip e vai usar dos restaurantes e afins, LA não tem isso! É MUITO raro um restaurante com wifi. E diferente de NY, é meio complicadinho comprar o famoso chip da AT&T. Da 1a vez eu não consegui, mas dessa vez tive sorte de ir numa loja com um cara bem solícito (Hi, Kenny!).

A realidade é que eles não tem muita dispo$ição com brasileiro, mas ele foi bem prestativo e me vendeu o chip pra instagramar bastante! Custa U$60 e dura tipo uma semana, comprei na AT&T da Sta Monica blvd, bem próximo da Sprinkles e Rodeo Dr. Então se você tiver seca por internet, agenda logo seu primeiro dia da viagem pra região.

Sites úteis: Essa história de reservar não é formalidade, é necessidade. Tem restaurantes que precisei fazer reserva semanas antes (Alô, Chateau Marmont), mas na maioria você consegue reservar no mesmo dia, pra mim o  Open Table, é o melhor de todos.

Tá procurando uma pechincha, novidade ou acontecimento fashion? O Racked diz tudo que rola na cidade, das sales à presenças vips. E se você busca dicas gastronômicas  de insiders, o Eater ajudou a montar meu roteiro gastronômico atualizado.

Falando de famosos, vale usar o On Location Vacation pra cruzar com seu artista favorito gravando pela cidade. Sobre aquele mapa de casa dos famosos, acho super besteira, divertido mesmo é fazer o Tour do TMZ, programão pra quem curte uma celeb, né Lu?!

Por fim, se você quer saber onde almoçou Kim ou a Riri, o CelebHotspots é um site que diz onde tal famoso foi spotted. Você pode procurar via nome ou local, achei esse site gênio!

hello lady

Ufa, falei demais, espero ter ajudado! Como tinha dito no outro post, sem dúvida é uma cidade que merece nossa atenção, a começar pelo clima sempre agradável, por lá tem ótima gastronomia, boas lojas e visuais que garantem ótimas fotos e uma viagem inesquecível!

Se alguém tiver alguma dúvida ou dica de insider sobre a região, compartilhe aí! E aguardem os posts sobre gastronomia e roteiro fashion na cidade!

Os restaurantes favoritos das irmãs Olsen em Nova York

28/08/2012  •  Por Thereza  •  New York, Viagem

Por mais desnutridas que eventualmente as irmãs Olsen possam (trans)parecer, a duplinha come! E como embaixadoras não-oficiais de Nova York, estão sempre circulando por seus restaurantes favoritos que, bem ou mal, acabam se tornando boas referências pra nossa próxima viagem à Nova York. Quer queira, quer não, Mary Kate e Ashley sabem das coisas, tem estilo e personalidade, ou seja, se elas foram, bom deve ser!

Por mais que elas morem na cidade, muitas vezes elas se hospedam (sabe-se lá porque) no  The Greenwich Hotel, em Tribeca. Por lá, um dos restaurantes mais badalados da cidade, o Locanda Verde, propriedade de Robert de Niro. O restaurante é uma graça, especialidade italiana e visual charmoso, aliás, aquele cantinho do Tribeca é uma delícia, não é muito roteiro de turista, mas é um bairro super familiar e cheio de restaurantes deliciosos! O preço do restaurante é razoável, um cocktail custa U$14 (#referências), aqui tem todos os preços e infos do restaurante.

Outro restaurante italiano super famoso e badalado, é o Bar Pitti. Ele fica no West Village, uma região super descolada e lotada de opções! Quando o clima permite, é gostoso ficar na varanda que além das Olsen, você pode cruzar com Beyoncé,  Kardashians e Ambrósio. Se não conseguir mesa, ali do lado tem o Da Silvano que é igualmente gostoso e segue a mesma linha editorial gastronômica!

Sant Ambroeus é um dos restaurantes mais fofos e badalados de Nova York (e também é queridinho da Olivia Palermo). Ele é uma mistura de restaurante com delicatessen e também é ótimo para café da manhã e brunch. Ele tem em dois pontos na cidade, no Upper East e no West Village, ambos são boas opções praquele almoço mais leve, ainda que caprichado.

Todo ano Nova York cria um local x badalado, seja boite, bar ou qualquer birosca minimamente aceitável, a desse vez é o The Darby, um dos points favoritos das Olsen. O local é uma mistura de restaurante, bar e boite (esse mix é a cara de ny) e tem uma decoração incrível. Quando fui mês passado, tentei fazer reserva mas me pediram pra que eu aguardasse uma próxima encarnação (em pensamento, é claro). O local fica no Meatpacking e pra quem curte uma balada, vale tentar a sorte.

Gostaram das dicas? Agora não deixe de sempre fazer reserva no OpenTable, é fácil e super eficiente pra quem não quer perder tempo (e $) na cidade! E vocês, tem alguma dica de restaurante badalado da vez?!

Roteiro de viagem

08/09/2011  •  Por Thereza  •  New York, Viagem

Pra mim não existe nada mais gostoso do que planejar viagem. Seja uma temporada no Japão, uma tarde em Paquetá, o antes da viagem costuma ser tão interessante que o durante e igualmente inesquecível quanto o depois. Mesmo que viagens surpreendentes sejam bacanas, penas a longo prazo já nos fazem viajar, literalmente.

E na minha porção controladora, gosto de organizar roteiros, imaginar trajetos e decidir destinos, e modéstia à parte, não tem quem não goste da minha companhia de viagem, até porque costumo viajar com um povo bem acomodado huhu ;D Agora tem uma dica que passo pra todo mundo e que é uma mão na roda! Já comentei uma vez sobre, mas como foi bem no início do blog, vale se aprofundar do tema.

Vai pra Paris, Londres, Nova York, Tóquio ou qualquer grande metrópole do mundo? O site Superfuture é uma EXCELENTE opção! Ele não é simplesmente um site com roteiros ou dicas aleatórias para viajantes, ele vai além e disponibiliza mapas bem especializados e melhor, pra cada região de cada cidade, super detalhado!

Esse mapa, por mais que seja mini confuso no início, é extremamente eficiente, pois ele já ordena in loco o que tem em cada rua, e diferenciando por código e cor pra identificar o que é loja, restaurante, museu ou qualquer ponto turístico relevante da região. E se você quiser saber mais sobre cada bairro, ele foca em regiões famosas como SoHo em Ny, Covent Garden em Londres ou Marais em Paris.

Sempre quando vou pra algum lugar, imprimo um mapa detalhado desses, que sempre me acompanha e guia na procura de lojas mais ou menos badaladas. E o Superfuture ainda disponibiliza (mediante pagamento, of course), um guia mais completo e detalhado. Mas o gratuito já colabora muito na viagem!

E se alguém tiver mais dicas de sites (ou aplicativos pra Iphone) diferentes para viagem, contem aqui!