AS MAIS
LIDAS!

A volta dos que (não) foram: Abercrombie & Fitch

05/09/2016  •  Por Thereza  •  Compras, Tendência

No início da década ’00 tinha uma marca gringa que era sinônomo de desejo & ostentação, não pelos seus casacos ~relativamente razoávei$, mas pelo nome, pelo status do mais puro fashionismo wannabe americanizado, sim estamos falando de Abercrombrie & Fitch.

Era só você viajar pra NY ou Miami ou saber que algum parente ia, pronto já estava você lá pedindo um moletom ou brusinha, seja com o logo escancarado ou discreto, era A marca do início da década passada. Eu, sempre que viajava, gostava de comprar sainha jeans deles, umas brusinhas e sim, claro, tirar foto com os sarados na porta, quem nunca?! Mas isso MUDOU, saem os tanquinhos e entra uma moda mais real.

MTQxMjExMTgzMjUxMzM0ODUx

No início do ano, postei nessa Ronda aqui, que a marca estava prestes a sofrer um grande rebrandind depois de anos de crise financeira e polêmicas. Esqueça os tais tanquinhos na porta e pense numa marca mais cool, mas ainda com aquele dna “american way of life”. Basicamente a ideia é se afastar daquela pegada extra sensualizada e focar na vida real e um pouco mais adulta.

Para a nova fase, a marca contratou como diretora criativa, Kristina Szasz, que já trabalhou em marcas como Tommy, Karl Lagerfeld, Levi’s e Polo Ralph Lauren e a contar pelo seu curriculum, já dá pra ver onde a marca quer chegar. As fotos da nova campanha de inverno apontam a nova fase e gera até um desejinho de compra (eles entregam aqui), diz aí?!

MTQxMjExMTgyOTgyODk5Mzk2

MTQxMjExMTgzMjUxNTMxNDU5

MTQxMjExMTgzMjUxNDAwMzg3

MTQxMjExMTgzMjUxMjY5MzE2

MTQxMjExMTgzMjUxMjAzNzgw

Senti a pegada normcore vida real que mostra muito bem a moda de hoje em dia, mais simples, mas ainda valorizando boas peças. A marca, que sempre foi forte no jeans, seguirá com seu dna nesse aspecto e eu aqui já desejei essa jaqueta.

As modelos mostram até uma variedade das meninininhas pós adolescentes de sempre e mostram uma A&F mais madura, afinal, o dinheiro rola mais nessa faixa etária. Por fim, eles dizem que de fato buscam esse novo público mais sofisticado e maduro, mas ainda tem lugar pros jovens e seus casacos e camisas clássicas, talvez sem a febre da logomania, mas com um toque de nostalgia.

abercrombie

 

E vocês, eram clientes ou admiradoras da marca, dariam uma nova chance?! No meu caso, se o som diminuir e a luz aumentar, entro facilmente!




Deixe seu comentário!
*Preenchimento obrigatório (seu email não será divulgado).
Quer que a sua foto apareça no comentário? Clique aqui e cadastre-se!

8 Comentários
  1. PATRICIA - 05/09/16 - 11h46

    Adorei a repaginada! KERO

    Responder
  2. Anderson Machado - 05/09/16 - 11h47

    Amei? Amei!! Totalmente diferente, já tava na hora mesmo, aquela coisa ~fitness~ da marca já tava um pouco ultrapassada…

    Responder
  3. Aline - 05/09/16 - 12h12

    Eu era cliente sim, mas hoje to fora. Mesmo ela tendo se reinventado, acho que ficou muitos anos sendo brega, aquela coisa de quem vai pra “MAIAME” e compra a blusa da marca , a calça diesel, o nike shox e a bolsa guess e monta o combo mais desejado pelas brasileiras nos anos 2000 (sim, eu fiz isso, quem nunca? kkkk). Pra mim passou essa fase, fui feliz usando a marca, mas estou em outra fase, não voltaria a comprar na loja não.

    Responder
  4. Ana Paula Tedesco - 05/09/16 - 12h16

    Adorei, espero que outras marcas que seguiam esse mesmo estilo também se reinventem.

    Responder
  5. ZILANDRA BATISTA RODRIGUES - 05/09/16 - 12h27

    Muito top

    Responder
  6. Yasminni Tomaz - 07/09/16 - 07h54

    As roupas estão gracinhas mas sera que eles mudaram o posicionamento quanto aos closes errados de antes? porque crescemos e não aceitamos mais não! vou aguardar. beijos The

    Responder
  7. Danielle Freitas - 08/09/16 - 11h19

    Sabe que é uma coisa que já tinha percebido no meu insta?! Várias mommy bloguers que eu sigo (tb já sou mamãe), tem usado peças da marca, especialmente as calças jeans, tanto numa vibe anos 70 quanto skinnies rasgadas. Acho que a repaginada já está pegando nos USA.

    Beijo.

    Responder
  8. Letícia - 08/09/16 - 17h10

    “se o som diminuir e a luz aumentar, entro facilmente” HAHAHAHA! AMEI!
    se a pegada normcore for mesmo tomar conta das lojas, essa máxima vale pra mim também!

    Responder