AS MAIS
LIDAS!

Tendência verão 2019: pochete (curvinha da barriga, pânceps…)

14/08/2018  •  Por Thereza  •  Pense

Extra! Extra! Tendência verão nas páginas da Vogue: Beyoncé revela sua pochetinha. Não, não a bolsa que prende na cintura, mas sim a CURVINHA DA BARRIGA. Beyoncé foi capa da edição de setembro da Vogue, falou sobre profissão, relacionamento e maternidade, foi também a primeira vez que um homem negro fotografou a capa da revista mais importante do mundo, mas o assunto que muito rodou por aí foi a Beyoncé assumindo sua “Fupa – Fat Upper Area”.

Isso deveria ser desimportante, deveria ser comum e banal, mas não. Ok, vamos falar da curvinha da barriga, qual é o problema dela? Confesso que sou ligeiramente noiada com a minha e por muuuitos anos usei a tal-da-terceira-peça, não como artifício de moda pra incrementar o look, mas pra disfarçar minha pochete que já foi inha, ão, ela sempre esteve lá, nunca importou o peso mais ou menos padrão, a pochetinha sempre esteve lá

Agora se a gente tá aqui pra desmitificar e até mesmo descomplicar questões de beleza que por muitas gerações permeavam nossa vida, tais como: olho tudo boca nada, mistura de estampas… DEIXE A CURVINHA DA BARRIGA EM PAZ. Sabe a famigerada expressão da barriga negativa? Pois bem, deixe a barriga também ser positiva,  good vibes, namastê, qual é o problema? É só uma curva de um órgão do corpo humano sob uma blusa ou vestido, quem se importa?

Bom, muita gente se incomoda com a sua e tantos outros reparam a curva alheia. Eu ainda me incomodo com a minha (bem menos do que antes), mas fazer o que? Confesso que sou mais prática e menos com frases prontas de autoestima na ponta da língua, pra mim o “é o que tem pra hoje” é o que resolve e essa é a nossa curvinha na barriga hoje, se amanhã vai ser maior ou menor, que nos importemos cada vez menos. Talvez eu tenha um pensamento cada vez mais #mindfulness de deixar rolar, mas acima de tudo buscando desconstruir essas crenças limitantes que enraizaram na nossa cabeça por anos e, afinal, qual é o problema da tal curva da barriga? Às vezes são só gases rsrs ou às vezes você nasceu assim (na realidade todos nascemos assim, e era tão fofo rsrs). Seja fisiologia ou constitucional, é só uma curva na barriga.

Agora se até Beyoncé está convivendo com a sua curvinha de boaça, sabe a rainha da barriga negativa? Outro dia a Candice Swanepoel foi notícia por surgir com uma barriga “SALIENTE” numa praia de Vitória, Espírito Santo. “Puxa, até a top da Victoria’s Secret está ~quebrando padrões”, nem tanto, ela simplesmente tinha acabado de parir e estava feliz toda vida com seu corpo natural, mas foi, implacavelmente, julgada.

No final das contas, nem é só um corpo, é a curva do um órgão do corpo projetado num pedaço de pano e que incomoda muita gente, não é socialmente aceita e ainda “atrapalha o look”. Quando isso vai ser 100% normalizado? Ainda não sei, mas estamos aqui pra deixar banalizar a coisa toda, vamos?




Deixe seu comentário!
*Preenchimento obrigatório (seu email não será divulgado).
Quer que a sua foto apareça no comentário? Clique aqui e cadastre-se!

12 Comentários
  1. SILVIA ELAINE DA SILVA - 14/08/18 - 12h56

    Que post mais lindo! Também tenho uma pochetinha pra chamar de minha, que já me aborreceu um pouco, não nego, mas mais pela implicância alheia que pela minha

    Responder
  2. Bianca Ferreira - 14/08/18 - 14h01

    QUE HINO DE POST!!!!!! Deixa a barriga em paz, cara***!!! Tem milhares de mulheres doentes porque não se aceitam, porque se acham feias, porque acham a pochete um problema real na vida, e NÃO É!!!! <3

    Responder
  3. RAMONA ROMIO - 14/08/18 - 14h19

    APOIADA!!!!!!!!!! Já emagreci, já engordei e a minha pochetinha segue firme e forte, me incomoda? Sim, mas não muito. Não sou modelo, muito menos blogueira fitness, nem pretendo ser, então acho que ela vai continuar comigo pelo resto da vida.

    Responder
  4. Camila Brito - 14/08/18 - 15h40

    “No final das contas, nem é só um corpo, é a curva do um órgão do corpo projetado num pedaço de pano” achei isso tão bonito, n sei pq :heart:

    Responder
  5. Paula - 14/08/18 - 17h39

    AMEI ESSE POST, THEREZA!
    Eu fico realmente intigrada quando uma mulher normal aparece com a bendita curvinha e já é questionada “tá grávida?”! Chove comentários (Instagram, né?) de gente supondo uma gravidez que não existe por conta de uma parte do corpo. Se fosse pra seguir essa mentalidade, eu estaria sempre grávida nos últimos seis anos.

    E sabe que me incomoda também? Ver amigas minhas se privando de usarem certas peças e até de fazerem certas coisas por ter uma barriguinha ou um corpo “fora do padrão”. Já ouvi uma das minhas melhores amigas falando “só irei pra praia depois de emagrecer”. É muito triste ):

    Responder
  6. Renata E. - 14/08/18 - 18h01

    Bom, o meu comentário sobre este post é o seguinte:

    Não importa se temos pancinha, o que importa é se temos caráter (conheço gente de barriga chapada que é o demônio).

    Não importa se temos pancinha, o que importa é que sabemos amar (conheço homens bombados que tratam a mãe a namorada igual lixo).

    Não importa se temos pancinha, se na hora de trepar somos foda na cama (conheço gente magra que é mais sem sal do que tudo, nem gemer a pessoa geme).

    Fodam-se os padrões impostos pela socidade! Vamos viver meninas!

    Bjus

    Responder
  7. Tete - 15/08/18 - 13h10

    Eu entro aqui todos os dias a anos! E é a primeira vez que vou comentar pq esse post simplesmente foi MARAVILHOSO! Eu tenho, sempre tive mesmo quando era mais magra, e agora que estou mais cheinha esta mais aparente! Mas gente isso e tao irrelevante na vida..é tao insignificante sabe? Bora ser feliz!

    Responder
  8. Carol - 15/08/18 - 23h26

    Tb acho assunto sério! Tem mta menina/mulher por aí com baixa autoestima por ter “pochete” ou algo fora dos padrões. Empoderamento feminino tb é ser feliz com o q somos. Sim, temos barriga saliente! Sim, temos celulite, culote, peito caído, pelanca embaixo do braço, cabelo branco, etc. Mas nada disso é ruim de verdade. (Ruim é ter má índole). E somos MUITO mais do que apenas nossa imagem! Somos emoção, inteligência, criatividade, afeto e td + o q importa na real!

    Obs.: não estou dizendo q não devemos malhar ou fazer dieta, ok? Meu foco é autoestima, amor próprio.

    Responder
  9. Mar - 16/08/18 - 07h54

    Amoo
    Nao vejo mt comentario sobre pochete em homem,poucos julgam.
    Esse termo barriga negativa é uma piada, minha pancinha foi construida com muitos momentos de felicidade

    Responder
  10. Ana Luiza Carvalho - 20/08/18 - 15h04

    Post incrível, The!! Sempre fui bem noiada com o meu pânceps, tinha época que eu vivia na academia com o único intuito de fazer com que ele sumisse, mas graças a Deus tô muito mais tranquila em relação a isso e deixa o pânceps em paz!!!! <3

    Responder
  11. Luísa Moura - 24/08/18 - 00h04

    Nem nas minhas fases mais magrela eu deixei de ter pancinha. É real, faz parte da gente, digere um monte de comida gostosa, só cabe a nós admirar <3 volta e meia ela ainda me incomoda, mas estamos no processo de virar amigas!

    Responder
  12. Andréia - 28/08/18 - 10h35

    Adorei esse post. Já é mais que hora de desmistificar esses padrões.

    Responder