AS MAIS
LIDAS!

Decifrando os taninos no vinho

16/11/2017  •  Por Rodrigo  •  Vinho

É mais que comum, e provavelmente já aconteceu com muitos de vocês, achar que não tem paladar para vinho, ou simplesmente pensar que a bebida não é pra vocês. Conheço um monte de gente que nunca deu uma chance para o vinho por causa de uma experiência pouco saborosa que teve quando começou a tomar. A maioria das reclamações é sobre o bendito tanino, mas, afinal, o que é isso?

Tanino é um polifenol, substância encontrada na casca das uvas, e que dá aquela sensação de secura na boca, como se você estivesse comendo uma banana verde, tipo cica mesmo. Quem nunca ouviu dos pais que vinho tinto é rascante? O mais curiosos é que o tanino é um dos principais responsáveis pelos efeitos benéficos do vinho para o coração, mas isso é tema pra outro post.

O que nós devemos saber, é que para tomarmos gosto para determinados tipos de vinhos, é preciso deixar o paladar amadurecer com o tempo. Começar a tomar vinhos muito tânicos logo de cara, certamente fará com que você ache a bebida um tanto agressiva. Eu mesmo, no início, relutei um pouco em função disso, mas com o passar do tempo e de muitos rótulos diferentes, minha percepção e gosto mudaram. Como existe uma infinidade de estilos de vinho, não será difícil encontrar algum que te agrade, ao passo que você vai evoluindo e domesticando o seu paladar. Começar nesse mundo com vinhos muito complexos, secos e cheios de acidez, pode traumatizar um pouco, principalmente pelo fato desses tipos de vinhos precisarem de comida pra harmonizar e amansar os famigerados taninos.

Então, resolvi fazer uma seleção de vinhos perfeitos pra encantar quem está iniciando, mas que não tenho dúvida de que agradarão quem já tem mais tempo de estrada. Mas, afinal, qual estilo é o mais indicado? Não tenho dúvida de que o melhor estilo para os iniciantes é dos vinhos mais frutados com sabores de geleia de frutas, pouco tânicos ou com taninos macios, daquele tipo que não causa adstringência e que deixa uma leve sensação adocicada na boca. Outra coisa legal é optar por vinhos com uma leve passagem por madeira, pois esse envelhecimento resulta num sabor de baunilha e chocolate, quem não gosta? Como alguns rótulos tem a descrição básica das características do vinho, é bom ter essas informações em mente.

Dica importante: Sempre que estiver escrito na garrafa, ou alguém te apresentar  um “vinho de estilo moderno”, tem grande chance de agradar os iniciantes. Países como Chile, Argentina, EUA, Austrália e Espanha produzem muitos vinhos com essa filosofia, do tipo blockbuster.

Apothic Winemaker’s Blend 2015 – Esse delicioso tinto da Califórnia tem tudo pra deixar você apaixonado no primeiro gole. Pode ser considerado meio seco, pois tem um dulçor residual muito em função de possuir a Zinfandel como uma das uvas do blend. Essa uva, por sinal, é ótima pra quem gosta de vinhos um pouco mais doces. Super aromático, tem sabores que lembram baunilha, caramelo e até café com leite, sério! Tem corpo médio, poucos taninos e uma textura que parece um veludo, frutado e suculento. Quando menos perceber, a garrafa já foi. E o melhor? O preço, de R$82 por R$45. Pechincha para um californiano desse nível.

Família Gascón 2016 – Quer um Malbec argentino pra chamar de seu? Super elegante e de taninos suaves, com aroma floral e de frutas silvestres como blueberry, esse vinho é encantador e fará com que qualquer iniciante transforme o vinho na sua bebida favorita. Muito frutado e com ótima concentração de sabor. R$64.

Maycas del Limari reserva Especial Syrah 2012 – Belo chileno feito com outra uva que os iniciantes amam, a Syrah. Repleto de aromas de ameixa madura, pimenta preta e um frescor que lembra alecrim. Tem taninos macios e um sabor de compota de frutas negras que deixa o vinho bem redondo. Boa opção pra quem curte vinhos amadeirados, de bom corpo, mas ao mesmo tempo suaves. Se tiver rolando um churrasco então… R$91.

Tarima Orgânico 2015 – Eu adoro esse espanhol da região de Alicante. Feito com a uva Monastrel, é perfumado e tem um nariz que lembra cerejas, framboesas frescas e um leve tostado. Corpo delicado, macio na boca e com uma acidez equilibrada deixando um gostinho final de baunilha. Ótimo preço para um vinho orgânico, R$79.

Espero que tenham gostado das dicas. Escolhi vinhos de estilos diferentes, mas que tem a maciez e o frutado em comum, de estilo franco e fácil de beber. Agora ninguém tem mais desculpa para achar vinho tinto seco demais! Se tiverem alguma dúvida, é só deixar um comentário.

 




Deixe seu comentário!
*Preenchimento obrigatório (seu email não será divulgado).
Quer que a sua foto apareça no comentário? Clique aqui e cadastre-se!

12 Comentários
  1. Fernanda - 16/11/17 - 17h29

    Oiii!!! Gostaria de uma Dica sua de um vinho, mais doce.. bjoss

    Responder
    • Rodrigo - 17/11/17 - 14h14

      Oi, Fernanda, tudo bom?
      Pode procurar por vinhos da uva Primitivo, pois eles são mais adocicados. Os vinhos desse posts também são bem macios e não tão secos.

  2. Gerson Pires - 16/11/17 - 20h50

    Deixarei aqui minhas opções: Nacional, casa Valduga, Origem Elegance, por volta de R$ 45. Chilenos, Viejo Feo, Carmenére, por volta de R$ 40. E os chilenos um pouco mais caros, Casas del Bosque, cabernet sauvignon Gran Reserva 2015, por volta de R$ 95 e o Castillo de Molina, cabernet sauvignon reserva 2015, por volta de R$ 75.

    Responder
    • Rodrigo - 17/11/17 - 14h15

      Oi, Gerson, tudo bom?
      Gosto muito dos vinhos que você indicou, principalmente o Casas del Bosque.
      Abs!

  3. Juliana Ferreira - 16/11/17 - 21h21

    Excelenteee post! Agora tenho argumentos claros para as pessoas que torcem o nariz para os vinhos secos. Muito bom, parabéns.

    Responder
    • Rodrigo - 17/11/17 - 14h16

      Muito bom, Juliana!
      Abs!

  4. SILVIA ELAINE DA SILVA - 16/11/17 - 22h56

    Adorei o post! Já marquei o boy

    Responder
    • Rodrigo - 17/11/17 - 14h16

      Espero que ele goste!

  5. Ronaldo Correa do Espirito Santo - 17/11/17 - 10h39

    Bom dia.
    Bebo vinho já algum tempo e também estive em algumas vinicolas, inclusive aproveitei seus comentários para ir em alumas vinicolas no Uruguai em agosto do corrente ano e fiquei muito satisfeito com os vinhos que provei.
    Seus comentários são sempre interessantes.
    Onde posso encontrar esses vinhos? Pela Internet em algum site com esses preços ou em alguma loja física aqui no Rio?
    Att Ronaldo Corrêa.

    Responder
    • Rodrigo - 17/11/17 - 14h18

      Oi, Ronaldo, tudo bom?
      Fico feliz que tenha aproveitado as dicas.
      Sobre os vinhos, pode clicar no nome, que direciona direto para a loja virtual.

      Abs!

  6. Elis Chiachia - 17/11/17 - 17h12

    Eu não sou muito fã de vinho, mas amo os posts sobre!
    Especialmente quando tem “explicações técnicas”

    Responder
  7. […] adstringência dos taninos tem um contraste muito interessante com a suculência de carnes mal passadas e suas gorduras. Isso […]

    Responder