10 Coisas pra fazer em NoMad, Nova York!

28/11/2016  •  Por Thereza  •  Moda, New York, Viagem

Eu simplesmente amo a forma como os nova-iorquinos chamam seus bairros, com combinações de nomes e iniciais de regiões, o resultado sempre é interessante! Só pra cita uns, SoHo (South of Houston), Tribeca (Triangle Below Canal Street), NoLiTa (North of Little Italy),  SpaHa (Spanish Harlem) e agora, meu favorito, NoMad (North of Madison Square Park).

Nova-York-Dicas

A região é um dos “apelidos” mais novos da ilha e também o fervo recente. Quando fui pra cidade no mês passado a convite do Innside by Meliá (postei aqui!), me hospedei justamente lá e taí lugar que merece muitos dias e passeios pra gente conhecer parte desse trecho badalado da ilha.

Nomad fica localizado bem central, entre a Madison e 6a Avenida e 25th e 29th Street,  e é tipo o miolo da ilha, ou seja, lugar mais que providencial pra se hospedar! Agora se hotel você já tem :) Listei abaixo 10 coisas para você fazer na região e redondezas. Gastronomia, compras, passeios e muito mais, tudo ali pela região e entorno vale a pena!

ny-madison-square

Madison Square Park: A origem do nome, uma das praças/parques mais famosas de NY e uma das minhas favoritas por um motivo: Flatiron Building! Pra mim é um dos prédios mais lindos da cidade e passar uns minutinhos ali admirando o entorno é programa fundamental em Nova York. Ah, se você tiver com fome, tem um Shake Shack bem no coração da praça.

Eataly: Disse fome? Impossível de falar de NoMad e não citar o Eataly. Não foi à toa que o polo gastronômico mais badalado da cidade se instalou ali. Super bem localizado, é uma opção de comida boa (amo a parte de antipasti!) e ainda comprinhas gastronômicas.

Nova-York-Dicas

Harmon Face Values: Essa dica merecia um post completo! Conheci a Harmon através desse post da Laura (expert em NYC) e o lugar de fato é um ACHADÃO pra quem quer comprar todo e qualquer tipo de produto de beleza encontrado em farmácia.

Pra mim, aliás, eu dispensaria todas as Duanes e Wallgreens da vida e só iria lá, ou seja, se você tiver pouco tempo e não quer ficar pulando de farmácia em farmácia (tem umas que são fracas), foca na Harmon. E o diferencial deles é que tem um mundo de produtos versão mini/travel size, ótima opção pra você conhecer o produto em questão e ter versão pocket. Guarde esse endereço com carinho!

Nova-York-Dicas

Museu da Fit: O Innside Hotel fica bem pertinho do Fashion Institute of Technology e confesso que bateu um saudosismo dos meus tempos de estudante da FIT. Pra quem está na mesma vibe e quer respirar esse lado fashion, vale uma passada na faculdade e especialmente no seu museu, sempre com boas exposições sobre nosso tema favorito.

Museu of Sex: Por falar em museu, NY tem cultura para todos os estilos, portanto se você quer se aprofundar mais sobre… sexo, NoMad tem seu museu temático e ainda com uma lojinha específica no final. Excelente dica e passeio fora do óbvio, mas providencial.

Nova-York-Dicas

230th Fifth: E em frente ao museu tem um dos rooftops mais populares da cidade, o 230th Fifith (já postei dele aqui).  Talvez não seja o maior hotspot no quesito, mas ele tem um agito legal e a vista é de tirar-o-fôlego. Ele fica de cara pro Empire State Building e vale a vista só pra encher seu feed de fotos lindas.

Flying Tiger: Pensa numa loja de R$1,99 dinamarquesa? Bom, a Flying Tiger é quase isso! A loja é a Disney pra quem gosta de comprar tranqueiras e miudezas, não necessariamente nesse preço, mas nada raramente passa dos U$10 e lá tem de um tu-do! Coisas para casa, papelaria, escritório, acessórios engraçadinhos e lembrancinhas fofas. Achadão pra quem gosta de adoráveis besteirinhas.

Papyrus: Eu AMO uma papelaria e a Papyrus é uma das minhas favoritas da vida! Por lá tem um mundão de coisas pra incrementar seu escritório, sua mesa, enfim, sua vida. Sempre compro meus itens de papelaria lá e me controlo pra não gastar uns 3 dígitos de dólares. Destaque para a papelaria da Kate Spade, uma das mais bonitas e com preço razoável (U$20-60).

Nova-York-Dicas

Quarteirão das flores: Se você é uma louca por flores, NoMad é o seu point. Vá na 28th st entre a 6th e 7th ave especialmente pela manhã e verá profusão (sem exagero) de flores, para todos os estilos, gostos e ocasiões. Você verá os arranjos mais bonitos serem preparados e elas chegam a invadir a rua, nem parece que você está em NY. Vale ir especialmente de manhã, dessa vez cheguei até a encontrar peônias, mesmo ainda não sendo a temporada delas. Mais um lugar pra bons registros fotográficos!

Bed, Bath & Beyond, The Container Store, Marshalls: Momento Decorismo? O NoMad é o lugar! Se você quer um dia inteiro de compras para casa, tem inúmeras lojas reunidas na 6th ave! Roupa de cama, acessórios para casa, outlet e até mesmo móveis, nessa região tem de tudo. Se você tiver num momento enxoval, vale passar por essas lojas e até outras desse trecho do fim de NoMad quase Chelsea.

Espero que tenham gostado do meu apanhado de dicas de Nova York! Depois volto com um post só de gastronomia!

 

Dica de Hotel em Nova York: Innside Nomad

26/10/2016  •  Por Thereza  •  New York, Viagem

Se tem um assunto que eu amo falar nessa vida, é Nova York! A cidade já foi pauta de centenas de posts aqui no Fashionismo e estava com saudades de compartilhar mais dicas. E eis que mês passado recebi um convite que me encheu de alegria, passar uns dias em NY e conhecer seu mais novo – e maravilhoso – hotel, o Innside New York by Meliá!

67055634
A rede espanhola Meliá é conhecida no mundo todo e sua versão Innside é super cool, perfeita pra quem viaja a trabalho e não quer nada formal demais, e também pra quem viaja a lazer e quer um hotel descolado tipo boutique, tudo com o selo de qualidade Meliá. O Innside existe em diversas cidades da Europa e esse de NY, inaugurado em março, é o primeiro no país.

E no último dia 12, rumei a Nova York para conhecer o hotel e também suas redondezas, claro, afinal, o Innside está na região hit do momento na cidade, o NoMad (North of Madison). O bairro tem uma infinidade de coisas pra fazer e o melhor: fica praticamente no centro geográfico de Manhattan. Em alguns minutos você está no Central Park e em outros no SoHo, enfim, nunca tinha ficado nessa região e amei. Sem contar que fica a poucos metros do Madison Square Garden, Macy’s, Empire State Building, High Line e por aí vai (ele fica no quateirão da FIT!).

innside-ny

innside-ny-lobby-bar

A decoração do hotel é incrível e meu lado arquiteta pirou! Ele é super cool, moderno, mas com uma vibe aconchegante, sabe? Não é ostensivo, mas tem aquela pegada descolada nova iorquina que a gente sente que está no local certo!

innside-ny-quartos

O quarto é um caso à parte, contemporâneo, claro, arejado, cheirinho de novo e aí foge do padrão NY de quarto antigo e ultrapassado.  É espaçoso! Não é daquele tipo de quarto que você mal consegue abrir uma mala, é na medida do sucesso e conforto.

Pra completar toda a experiência, a vista da janela é um desbunde, seja do norte ou sul da ilha, é exatamente isso que esperamos quando nos hospedamos num hotel em NYC. O bônus disso tudo é que o frigobar é de graça, isso mesmo, free! Eles intercalam refri, água e suco livres por dia, eu nunca vi nada igual na vida e achei o máximo. O que pra eles é um mimo, pra gente faz a diferença! Ah, o wifi também é livre e funciona de verdade!

67055781

Outro ponto que merece destaque (e terá post exclusivo) é o restaurante! Enquanto hotéis na cidade mal garantem o room service, o Innside tem o badalado Impero Caffè by Scott Conant. O chef é famoso na cidade por já ter participado de um reality gastronômico,  o que transforma o restaurante num hotspot por si só. A comida é uma delícia, menu italiano e ainda uma ótima carta de vinhos. Por fim, o bar do hotel é super agitado, ótimo lugar pra um drink de fim de noite.

Innside Hotel Nova York

Junto a tudo isso, o staff é um caso à parte! Esqueça aquele atendimento blasé new yorker, o hotel é super friendly, o staff é atencioso e sempre disposto a dar uma dica insider da cidade (muitas delas virão em posts futuros). Acredito que o lado espanhol da rede Meliá garante esse atendimento especial e que faz a diferença.

Pra quem busca um hotel no coração de Nova York, bem localizado, com decor descolada, vista de tirar o fôlego e ainda um preço justo (±R$650/diária), vale entrar no site do Innside New York! Depois volto com mais dicas da cidade!

A volta dos que (não) foram: Abercrombie & Fitch

05/09/2016  •  Por Thereza  •  Compras, Tendência

No início da década ’00 tinha uma marca gringa que era sinônomo de desejo & ostentação, não pelos seus casacos ~relativamente razoávei$, mas pelo nome, pelo status do mais puro fashionismo wannabe americanizado, sim estamos falando de Abercrombrie & Fitch.

Era só você viajar pra NY ou Miami ou saber que algum parente ia, pronto já estava você lá pedindo um moletom ou brusinha, seja com o logo escancarado ou discreto, era A marca do início da década passada. Eu, sempre que viajava, gostava de comprar sainha jeans deles, umas brusinhas e sim, claro, tirar foto com os sarados na porta, quem nunca?! Mas isso MUDOU, saem os tanquinhos e entra uma moda mais real.

MTQxMjExMTgzMjUxMzM0ODUx

No início do ano, postei nessa Ronda aqui, que a marca estava prestes a sofrer um grande rebrandind depois de anos de crise financeira e polêmicas. Esqueça os tais tanquinhos na porta e pense numa marca mais cool, mas ainda com aquele dna “american way of life”. Basicamente a ideia é se afastar daquela pegada extra sensualizada e focar na vida real e um pouco mais adulta.

Para a nova fase, a marca contratou como diretora criativa, Kristina Szasz, que já trabalhou em marcas como Tommy, Karl Lagerfeld, Levi’s e Polo Ralph Lauren e a contar pelo seu curriculum, já dá pra ver onde a marca quer chegar. As fotos da nova campanha de inverno apontam a nova fase e gera até um desejinho de compra (eles entregam aqui), diz aí?!

MTQxMjExMTgyOTgyODk5Mzk2

MTQxMjExMTgzMjUxNTMxNDU5

MTQxMjExMTgzMjUxNDAwMzg3

MTQxMjExMTgzMjUxMjY5MzE2

MTQxMjExMTgzMjUxMjAzNzgw

Senti a pegada normcore vida real que mostra muito bem a moda de hoje em dia, mais simples, mas ainda valorizando boas peças. A marca, que sempre foi forte no jeans, seguirá com seu dna nesse aspecto e eu aqui já desejei essa jaqueta.

As modelos mostram até uma variedade das meninininhas pós adolescentes de sempre e mostram uma A&F mais madura, afinal, o dinheiro rola mais nessa faixa etária. Por fim, eles dizem que de fato buscam esse novo público mais sofisticado e maduro, mas ainda tem lugar pros jovens e seus casacos e camisas clássicas, talvez sem a febre da logomania, mas com um toque de nostalgia.

abercrombie

 

E vocês, eram clientes ou admiradoras da marca, dariam uma nova chance?! No meu caso, se o som diminuir e a luz aumentar, entro facilmente!