AS MAIS
LIDAS!

Os mandamentos de McQueen

05/07/2011  •  Por Thereza  •  Estilo, Moda, New York, Viagem

Em maio, postei sobre o preview da exposição de Alexander McQueen no Met, em Nova York. E é claro e evidente que assim que cheguei na cidade, fui correndo ao museu (ou quase isso), e posso falar? Foi ARREPIANTE.
A fila de mais de 1 hora já anunciava a comoção, mas lá dentro o clima Mcqueeniano (uma coisa meio soturna, misteriosa), tomava conta das salas. Sem contar do fato de ficar a um metro de cada vestido lindo, acessório sensacional, foi inesquecível e indescritível.

E no final da exposição, eles vendem vários souvenirs, bem american way of capitalismo. Daí que logo comprei o livro Alexander McQueen Savage Beauty (o nome da expo), que é um registro eterno do trabalho do McQueen. E além das imagens incríveis e histórias da vida do estilista, eles compartilham frases impactantes que servem de lições para nós a qualquer momento, separei algumas:

“Você tem que conhecer as regras para poder quebrá-las. E estou aqui pra isso, pra demolir as regras, mas manter a tradição.”

“Passei um bom tempo aprendendo como construir as roupas, o que é importante fazer antes de descontruí-las.”

“Eu quero deixar a mulher mais poderosa. Quero que as pessoas tenham medo da mulher que eu visto”

“Vejo o que passa na cabeça das pessoas, aquilo que elas não querem admitir ou encarar. Os desfiles são sobre o que está enterrado na mente delas.”

“É importante olhar para a morte, porque ela é parte da vida. É triste, melancólico, mas ao mesmo tempo romântico. É o fim de um ciclo e tudo precisa de um fim. O clico da vida é positivo, porque dá espaço para novas coisas.”

“Eu tento forçar uma silhueta. Mudar a silhueta é mudar o pensamento de como nos vestimos. Observo tribos africanas e como eles se vestem e seu ritual. Existe muito tribalismo nas minhas coleções.”

“Gosto quando as coisas são modernas, mas ainda com um toque de tradição.”

“Nunca tive aspiração a fazer produção em massa. Com minha formação em alfaiataria, meu trabalho envolve muito amor e cuidado, por isso muitas das minhas roupas são feitas a mão em Londres. Não para surpreender a platéia durante os desfiles, mas sim porque eu amo.”

“Mulheres tem que parecer como mulheres. Um pedaço de cartolina não tem sexualidade alguma.”

“A beleza pode vir dos lugares mais estranhos. E as coisas feias são as que mais olho, porque as outras pessoas tem tendência a ignorar coisas feias. Eu acho beleza no grotesco.”

Tudo incrível, né? Parece que dá pra imaginar e inserir no contexto de suas coleções, cada palavra! Agora a exposição fica até 7 de agosto no MET, mas se não vai estar pelas bandas de lá, esse vídeo faz um passeio super exclusivo pela exposição (nem quem viu ao vivo viu tão bem), com narração do curador do MET, Andrew Bolton:

Registro eterno de uma mente com lembrança!




Deixe seu comentário!
*Preenchimento obrigatório (seu email não será divulgado).
Quer que a sua foto apareça no comentário? Clique aqui e cadastre-se!

30 Comentários
  1. Too Fast Fashion - 05/07/11 - 15h15

    É realmente de arrepiar! E tudo dentro de uma cenografia incrível, né? Tb fiz post sobre aqui ó: http://www.toofastfashion.com.br/2011/06/mcqueen-no-metropolitan-museum.html

    Responder
  2. Aninha - 05/07/11 - 15h15

    Que tudo Thereza.. queria tanto poder ter essa oportunidade…
    mas enfim vc trouxe até nós, isso conta demais…
    e esse livro tem pra vender por ai, ou era exclusivo da exposição vc sabe informar???

    bjj

    Responder
    • Thereza - 05/07/11 - 15h19

      Poisé, Aninha, procurei essa info até mesmo pra colocar o link de uma Amazon da vida, mas não achei ;((
      Se alguém souber, eu complemento a info!
      bjss

  3. Pá. - 05/07/11 - 15h16

    As frases permitem entender cada momento da carreira dele…
    Beijos, Pá
    http://fashionandotherthings.com/
    @papalombo

    Responder
  4. Raissa - 05/07/11 - 15h20

    Eu também vi essa exposição em NY! Valeu cada segundo que esperei na (imensa) fila. McQueen era genial. Só isso :)

    Responder
    • Thereza - 05/07/11 - 15h22

      Muita fila, né??
      Falam que o melhor horário é dia de semana pela manhã! A idiota aqui foi domingo de tarde e ficou quase 2 horas na fila, mas valeu mto a pena!

  5. Jessica - 05/07/11 - 15h22

    Oi, The, demais esse post!
    Eu estive lá em maio, infelizmente estava muito cheio, e não consegui observar tudo como queria, e não tive tempo de voltar lá para ver novamente. Só quem esteve lá para entender isso, uma verdadeira obra de arte, ele era um gênio!! Quem estiver em NY vale a pena conferir. Vou ver o vídeo 599 vezes….

    *Saudades de NY!!!

    Beijos

    Responder
  6. Marianne - 05/07/11 - 15h50

    Olá, passei para conhecer o blog e adorei! Vou continuar visitando!
    Eu amo NY e queria muito ter ido na expo do McQueen lá, uma pena que vou perder essa!

    Beijos e boa semana!

    Mari

    atelierinbox.com.br

    Responder
  7. Nathalia - 05/07/11 - 16h09

    Melhor post de todos os tempos do fashionismo. Arrazou! beijos

    Responder
  8. Madalena - 05/07/11 - 16h18

    Que post lindo!

    Responder
  9. Marcinha - 05/07/11 - 16h24

    Thereza! Adorei a forma como escreveu este post. Muito bom!
    Adorava estar em NY só para assistir a exposição!
    Beijinhos

    Responder
  10. Natasha - 05/07/11 - 16h31

    Nossa, eu nāo peguei nada de fila. Acho que o livro vende na Amazon também.

    Responder
  11. Juliana Biasoli - 05/07/11 - 16h45

    Thereza, estou indo Sábado pra NY e já planejei bem a minha ida ao MET, nào quero perder de jeito nenhum a exposição!!

    Já viu o post novo no blog? É sobre o novo hit de pulseiras, as Shambalas!! Confere lá!!
    http://www.julianabiasoli.blogspot.com

    Beijos!

    Responder
  12. Nadia Schmidt - 05/07/11 - 16h51

    Ei The
    Postei esse video no meu facebook semana passada, mas ninguem nem sequer curtiu :( haha uma pena nao sabem o que estao perdendo.
    McQueen foi um dos grandes artistas que tivemos. Acho que ate hoje ninguem conseguiu unir moda, arte, e teatro da maneira como ele fez.

    beijos

    Responder
  13. Fernanda - 05/07/11 - 17h20

    Amei o post, The. Acho incrível o trabalho do McQueen, moda+arte+inspiração para a vida. Pena que não vou a NY tão cedo. Bj

    Responder
  14. Claudia Isoppo - 05/07/11 - 17h37

    The, voltei ontem de lá e tinha dois objetivos em NY: assistir ao show da Florence e ver a exposição do McQueen. Achei que iria me emocionar mais com a Florence, mas a exposição foi muito intensa, não esperava sentir tudo que senti. Fiquei quase 2h30 lá, com os olhos cheios de lágrimas do início ao fim. Foi muito especial, a curadoria toda, os filmes dos desfiles, o som, os acessórios,as frases, a explicação do audio guide.. Nunca na vida vi uma exposição tão linda e tão emocionante.

    Responder
  15. Nathália - 05/07/11 - 19h22

    Nossa, AMEI o post! Obg pelo videozinho! ;*

    Responder
  16. Laetitia - 05/07/11 - 19h43

    Ameeiii! Quem me dera ter ido ver essa exposição!;)

    Responder
  17. Isabela matte - 05/07/11 - 19h50

    Sinceramente, desculpe a ignorância mas não consigo gostar das roupas dele!!
    http://www.isabelamatte.com

    Responder
  18. Patricia - 05/07/11 - 21h39

    Fui domingo ao MET,mas tava tãão cansada e a fila super enorme que acabei desanimando e voltando pra casa.Mas pretendo ir daqui para o final da semana.Vou logo que abrir pra ver se a fila é menor!hehe

    Responder
  19. Gabriela - 05/07/11 - 21h58

    Cara, me emocionei c/ o post imagina se eu vou na exposição?! Tenho um piripaque logo rsrsrs
    Obrigada por mais essa dica, vc arrasa sempre =D

    Responder
  20. Ana Beatriz Lobo - 06/07/11 - 02h48

    Amei demais isso: “É importante olhar para a morte, porque ela é parte da vida. É triste, melancólico, mas ao mesmo tempo romântico. É o fim de um ciclo e tudo precisa de um fim. O clico da vida é positivo, porque dá espaço para novas coisas.”

    E não é só a morte em si, é o fim de qualquer coisa, namoro, trabalho.. Nossa me deu até um ânimo! Rs…

    Beijos

    Responder
  21. Carolina - 06/07/11 - 11h58

    Aplausos!!!! McQueen Gênio!

    Responder
  22. Mari - 06/07/11 - 13h36

    Eu tb estou indo p/ nyc sábado e com certeza vou!!! obrigada pela dica de não ir fds, pq tava pensando em ir domingo!!

    bjs

    Responder
  23. Dendy Campos - 06/07/11 - 15h55

    adorei a frase: “Eu quero deixar a mulher mais poderosa. Quero que as pessoas tenham medo da mulher que eu visto” e o post um poder!!!!

    Responder
  24. Cristina Campos - 06/07/11 - 21h26

    Também tive o privilégio de ver a exposição de perto, e me emocionei. Não só pelas peças espetaculares do estilista, mas também pelas dimensões, pela montagem… Amei as filmagens dos desfiles, que passavam nas televisões. Essa exposição vai ficar pra história, uma belíssima homenagem à altura do gênio que ele foi. Parabéns pelo posta. Beijos, Cris

    Responder
  25. Danicascaes - 06/07/11 - 22h06

    Oi, Thê! Fazia um tempinho que não aparecia aqui. Mas é incrível como sempre tem coisa interessante. Você arrasa! Adorei esse post em especial.
    Beijoooos!

    Responder
  26. Pollyanna Serrão - 12/07/11 - 16h23

    As filas estão imensas até mesmo dia de semana.. fui numa quinta feira, por volta das 10:30h, e fiquei mais de uma hora. Mas a exposição é tão espetacular, que até o marido que estava com ódio de mim por ter obrigado ele a ficar naquela fila saiu com um sorrisinho no rosto :)

    Responder
  27. […] O que também está chegando é o Costume Institute Gala, também conhecido como Met Ball, a festa anual marca a abertura de uma exposição voltada ao mundo da moda, ano passado foi uma homenagem ao Alexander McQueen, que lotou por dias o museu, quem quiser ler sobre a experiência de quem foi até NY conferir a Savage Beauty passa lá no Fashionismo!!! […]

    Responder
  28. Andressa - 05/05/12 - 11h59

    Gostei muito !

    Responder