AS MAIS
LIDAS!

Microagulhamento: conheça o tratamento sensação, dos consultórios para a sua casa

12/03/2018  •  Por Thereza  •  Beleza

Numa geração na qual estamos cada vez mais habituadas a cuidar da pele do que apenas simplesmente só comprar maquiagem, é importante estarmos atentas a qualquer novidade ou tendência de beauté e essa em questão anda fortíssima.

Tenho percebido que muitas publicações especializadas tem falados dos benefícios do microneedling, e muitas famosas já revelaram serem fãs do tratamento (Kim Kardashian, Jennifer Aniston), mas afinal,  do que se trata? O microagulhamento se tornou febre na gringa e do tratamento nos consultórios dermatológicos, agora ele também ganhou versão caseira, sim, as gringas estão se micro agulhando…

O microneedling é tratamento feito com um rolinho repleto de micro agulhas usado para criar buracos microscópicos na pele. O mais usado é para o rosto, mas também existe uma versão específica pra região dos olhos e também um rolão rs para o corpo. E essa quase tortura de beauté tem muitos benefícios, como: estimular a produção de colágeno, melhorar a textura da pele, diminuir cicatrizes e manchas e ainda fazer uma esfoliação leve de células mortas. Além disso, ao “violar” a epiderme, desencadeia assim um processo de cura natural, renovando a pele e estimulando muitos outros benefícios.

Agora um dos principais diferenciais do procedimento é que ele aumenta a absorção de produtos de cuidados da pele. Ao produzir canais microscópicos na pele, os ingredientes ativos em seus produtos de rotina penetrem até 10.000 vezes mais efetivamente do que aplicando sem as tais microagulhadas. E por isso que tem surgido versões para casa dele, pois você não apenas estimula o colágeno e afins, mas também intensificar a absorção dos produtos que você usa no seu dia a dia.

“Nossa, Thereza, isso deve doer pacas!” Não muito (dizem que não dói, apenas agradavelmente pinica), as versões “para casa” do rolinho tem agulhas menores (1mm), são fáceis de passar e mesmo assim são a evolução do nosso cuidado diário para pele. Usa-se qualquer sérum ou óleo no seu dermaroller e com isso obter uma versão caseira e eficaz de prevenir o processo de envelhecimento e manter uma pele cada vez mais saudável e iluminada.

Enquanto o microneedling segue sendo um dos procedimentos mais pedidos em clínicas de estética dos EUA, inúmeras versões caseiras dos rolinhos vem sendo lançadas por marcas do segmento de beauté. Agora por ser um tratamento mais invasivo, a agência regulamentadora americana já busca formas de organizar e oficializar o tratamento em casa. No mais, obviamente nada substitui um procedimento médico, mas essas versões vem ganhando espaço para a continuação do próprio tratamento oficial.

Aqui no Brasil não sei como anda essa tendência e nunca vi nenhum rolinho feito por aqui, mas vale conversar com sua dermatologista e ficar ligada que cada vez mais essas microagulhadas se popularizarão num país apaixonado por beleza e procedimentos estéticos feito o nosso.

Importante: Esse não é como o rolinho de jade ou rolinho das Kardashians, mas sim um procedimento mais agressivo e ainda não oficializado (por isso não indiquei nenhum produto), portanto, não compre no MercadoLivre ou algum site paralelo, busque o procedimento oficial com sua dermatologista e eventualmente aguarde lançamentos futuros oficiais e seguros!

Vocês já fizeram ou ouviram falar nas microagulhadas?!

 

 

 




Deixe seu comentário!
*Preenchimento obrigatório (seu email não será divulgado).
Quer que a sua foto apareça no comentário? Clique aqui e cadastre-se!

16 Comentários
  1. SILVIA ELAINE DA SILVA - 12/03/18 - 15h50

    Tenho interesse, porém não tenho coragem… Ainda mais se for sozinha

    Responder
  2. Valter Rosa - 12/03/18 - 16h14

    Olá, boa tarde.!!!
    Novidades, muito boa.!!!
    Vamos em frente.!!!

    Responder
  3. Carolina de Brito Emilio e Fernandes - 12/03/18 - 16h25

    Olha, eu fiz 3 sessões em 2015 no meio dos preparativos do meu casamento, com a indicação em razão de algumas cicatrizes de acne que tenho nas laterais do rosto.
    Ele dói SIM, apesar da anestesia que é aplicada meia hora antes. Mas eu só senti (bastante) dor em algumas áreas, as mais “ossudinhas”, como maxilar, queixo, perto do nariz…em síntese, quase tudo

    Saí do consultório (de uma boa dermatologista) sem dever nada ao Freddy Krueger, o porteiro do prédio quase infartou e o incômodo ao fazer as limpezas diárias (com sabonete específico e creme de cicatrização) era bem grande. Depois de cicatrizado, achei que a pele ficou com um glow bonito, mas além de não ter sentido qualquer melhora nas cicatrizes, acho que minha pele não reagiu bem aos agulhamentos e o resultado foi que algumas partes ficaram com as marquinhas “em linha”do agulhamento :O
    Eu JAMAIS faria esse procedimento com um rolinho caseiro….pode causar infecções sérias…

    Beijosss

    Responder
  4. Renata - 12/03/18 - 16h41

    Oi, The! Já fiz em clínica! E dói sim! A dor varia de acordo com a região da face, mas tem lugares que dói muito mesmo! Só aguentei em nome da beleza. A pele fica muito boa mesma!Não teria coragem de fazer o procedimento em casa….

    Responder
  5. Daiane - 12/03/18 - 17h28

    Tenho medo de fazer.
    senhoritadoslacos.blogspot.com.br
    Bjos

    Responder
  6. Maiara - 12/03/18 - 17h35

    Deus me dibre

    Responder
  7. Laura - 12/03/18 - 18h53

    Eu faço no corpo, pra estrias. Não dói muito não, mas acredito que no rosto seja mais dolorido

    Responder
  8. Junior Santos - 12/03/18 - 20h03

    quando alguém faz isso o stories e fica com a cara mega vermelha eu já penso logo “eu só vou ficar inchado” haha eu tenho dermatite de contato atópica, qualquer atrito na minha pele ela fica empolada por uns minutos. um dia, quem sabe, eu crie coragem pra fazer o microagulhamento hihi

    Responder
  9. Livia - 12/03/18 - 20h27

    Gente, microagulhamento é de fazer com um bom dermatologista, precisa de anestesia, cuidados com infecção, quem tem herpes precisa usar medicamento antes durante e depois, não dá pra fazer em casa de jeito nenhum, socorro!

    Responder
  10. Rany Bravo - 13/03/18 - 00h16

    A primeira vez que ouvi falar da Indução Percutânea de Colágeno (dermaroller) foi em 2012. Estava atrás de algo eficaz para o tratamento de estrias e flacidez na barriga por conta da gestação. Minha dermatologista, na época, me apresentou todos os benefícios, mas o valor estava muito além do meu orçamento. Curiosa que sou, resolvi pesquisar um pouco mais para decidir se valia apena fazer um esforço e investir. Já naquela época, vi que muitas pessoas (gringas) já faziam o uso do microagulhamento em casa. Como o meu orçamento era baixo e mais valia investir em um dermaroller do que fazer o tratamento com a dermato, resolvi arriscar! Pesquisei e encontrei um rapaz, aqui em Brasília, que vendia aparelhos para clínicas de estética e também o dito cujo. Com o dermaroller em mãos, iniciei o procedimento (agulha de 2,5mm), com todo cuidado necessário, além de álcool, anestésico local e os cremes receitados pela dermato, ainda fiz uso via oral de colágeno e vitamina C. Dói muito, sim! Mas logo na primeira semana notei que algumas linhas de flacidez, haviam simplesmente desaparecido. As estrias ficaram mais estreitas (não como eu gostaria). Fiz uso durante quase 1 ano e definitivamente não sei é o melhor para as estrias, mas para a flacidez, para mim, foi impressionante! Por conta de gestação, tinha ficado com linhas na parte mais baixa da barriga, o que me incomodava muito e elas sumiram. Acredito que o resultado seja ainda mais satisfatório se feito com toda segurança de uma clínica e de um profissional renomado. No meu caso, foi a solução mais próxima da minha realidade, na época, e não me arrependo. Só não faria mais hoje o tratamento caseiro, porque tenho receio e dificuldade de me “auto flagelar” (sim!), além de ser mais acessível e com custo menor é infinitamente mais seguro e resultados mais satisfatórios se feito com um profissional.

    Responder
  11. Raiane - 13/03/18 - 14h25

    Fiz ontem em uma clínica e não volto nunca mais. É uma dor absurda! Já fiz o Laser de CO2 e é muito mais tranquilo.

    Responder
  12. Patricia - 13/03/18 - 15h06

    Eu teria M U I T O receio de fazer isso em mim mesma, sem orientação ou formação nenhuma. Não é um cremezinho… Sei lá. Dá a impressão que pode ser muito mais sério do que um cosmético caso dê errado.

    Responder
  13. andi - 13/03/18 - 19h47

    the, amei o post e amei que você não indicou nenhum produto. já vi várias youtubers e blogueiras indicando e usando os comprados no aliexpress, mas acho perigoso. com dermatologista faria sim

    Responder
  14. Beatriz Lima - 13/03/18 - 22h30

    Ainda não fiz, mas quero muuuuuito. Lu Gimenez indicou rs

    Responder
  15. Vitória Gonçalves - 14/03/18 - 15h11

    acho muuuuuito hard pra eu usar no meu dia a dia hahaha talvez em uma esteticista eu até tivesse coragem pra encarar, mas como rotina, em casa, sozinha: jamais!
    e tudo isso sobre ampliar a absorção, ajudar a renovação da pele e etc me deixou bem curiosa

    Responder
  16. Anne Machado - 26/03/18 - 21h34

    Minha meta esse ano fazer com meu dermatologista

    Responder