AS MAIS
LIDAS!

Gosto de gente básica

01/10/2012  •  Por Thereza  •  Estilo, Moda

Posso estar até depondo contra mim mesma (e meus ‘serviços’ de blogueira), mas tem hora que overdose de tendências (e muitos ismos, ai os ismos), cansam. Dá vontade de ser do contra e pegar um jeans mais surrado e colocar aquele moletom vintage esperto (ops, isso tá “na moda” também).

Acho lindo admirar o belo, o maximalismo, idéias inovadoras, criativas, Anna’s Dello Russo ou qualquer projeto de pessoa que ache bacana misturar lé com cré e ser feliz assim, acho legal, até mesmo corajoso.

Mas, tem horas que cansa, dá preguiça, ainda mais em tempos de semanas de moda que acabamos vendo algumas atrocidades que dá saudade do simples e trivial. O arroz avec feijão da moda. Ainda bem que sou desencanada o suficiente pra não entrar nessas paranóias e ismos da moda (ironicamente falando, mas verdade), mas se tem uma pessoa nesse mundo que me inspira por ser simples, normal, mas ainda clássica, elegante e interessante – sem contar ser detentora de um dos cargos de moda mais importantes do mundo – é Emmanuelle Alt.

Pensei nisso tudo, porque eu fiquei vendo fotos bem recentes da editora de moda da Vogue Paris e  percebi (ou relembrei) que Manu desmitifica tudo aquilo que hoje em dia o mundo-da-moda muitas vezes tenta nos empurrar. Ela é tão básica, desencanada (mesmo planejando os mínimos detalhes de um look aparentemente simples) e ainda assim esbanja bom gosto e, principalmente, é  verdadeiramente inspiradora.

Você pode até não querer usar skinny jeans e camisa o tempo todo, mas Emmanuelle nos ensina que tá na moda ser normal e se vestir simples, simplesmente. Acho que esse estilo é o verdadeiro sopro de esperança e o grande “alerta de tendência” da moda. E hoje em dia pra mim, esse tipo de referência é mais que inspiradora, é preciosa, daí me deu vontade de falar tudo isso. Um beijo, Manu!


Deixe seu comentário!
*Preenchimento obrigatório (seu email não será divulgado).
Quer que a sua foto apareça no comentário? Clique aqui e cadastre-se!

36 Comentários
  1. […] diretamente na fonte: Fashionismo window.location = […]

    Responder
  2. Taís Aguiar - 01/10/12 - 18h20

    AMO a Emmanuelle! Como você mesma disse, ela detêm um dos cargos mais importantes do mundo da moda e para isso não se fantasia de página de revista, repleta de tendências. Não que isso seja errado, mas é bom ver a autenticidade nesse mundo em que as ‘tendências’ já nascem com prazo de validade.
    Acho que um ponto também é ser francesa. A própria Carine seguia uma linha básica, sem muitas afetações.

    Responder
  3. Silvana - 01/10/12 - 18h58

    Adorei! Simples assim!
    Bjos!

    Responder
  4. ana carolina - 01/10/12 - 19h17

    Emanuelle Alt >>>>>>> Anna Dello Russo
    E tenho dito ! haha

    Responder
  5. Pamela - 01/10/12 - 19h19

    Ela faz meio que o estilo Cleo Pires…simples e chique!!!

    Responder
  6. Geovana Weber - 01/10/12 - 19h38

    Clássica sem perder a “interessância”. Ela veste suas roupas, não são as roupas que vestem ela… isso poucas pessoas sabem fazer! Linda sempre!

    Responder
  7. Aida Camila - 01/10/12 - 19h45

    A Emanuelle me inspira desde sempre, até pork dá p copiar o look inteiroooo sem sair por aí vestida de estudante de moda afetada!! Adoro suas composíções e sabe ser chique como toda francesa!!!

    Responder
  8. Clarissa - 01/10/12 - 20h21

    Adoro o estilo da Emanuelle: simples e elegante. Confesso que também estou cansada desses modismos, todo mundo desesperado para segui-los e, no final, as pessoas acabam mais se fantasiando do que se vestindo. Fora que todo mundo acaba ficando igual.

    Responder
  9. Maira - 01/10/12 - 20h43

    Thereza, você conseguiu transcrever o que há tempos venho sentido em relação à moda. Acho tudo muito bonito para ser contemplado mas, na vida real, na hora de escolher o que comprar e o que vestir, sempre sigo o caminho do básico, do “limpo”, do que não causa “estranheza” no namorado nem nos familiares… Porque é possível sim manter o estilo, sem ter que se montar toda com maxicolares, maxitachas, maxisneakears… tô MAXIpreguiça de tendências! hahaha No fim das contas, quero me sentir bonita… e não consigo me sentir assim com toda essa produção… Enfim, só a minha singela opinião. :) Beijos!

    Responder
  10. Dulci - 01/10/12 - 21h46

    Reparei duas coisas, ela repete sempre um cinto lindo (vc sabe deconde eh The?) e que as camisas ficam num meio termo entre justas e largas. Gosto muito!

    Responder
  11. Carol - 01/10/12 - 21h48

    Adorei !!!
    Estou postando beauty tips e acessorios de Los Angeles,
    Take a look:

    http://www.thegavlaks.com

    Responder
  12. Bruna L. - 01/10/12 - 22h01

    Thereza,

    Eu acompanho seu blog a muito tempo (mais de ano), assino o feed, e no reader do iPad o Fashionismo é o primeiro. Eu acesso todos os dias, leio todas as portagens. Eu realmente admiro o seu trabalho.
    Nunca comentei, por motivos que me faltam agora, mas hoje não pude deixar passar.

    Se a Emanuelle é um oásis de simplicidade em meio a esse turbilhão de pulseirismos, sneakers, mistura de estampas, e outros modismos, o Fashionismo é um recanto aconchegante em meio aos blogs de moda brasileiros. É aquela xícara de café preto que acalenta e aquece a alma.

    Esse não é o canal adequado, é verdade, mas fica aqui o meu desabafo.
    Com algumas exceções todas as blogueiras hoje parecem que sairam da mesma forma. Mesmas roupas, mesmas bolsas, sapatos, poses, lugares. E sempre postam a mesma coisa: o que elas usam – ou recebem para usar.
    Sou a favor da publicidade em blogs, ninguém tem que trabalhar de graça, mas bom senso (na escrita, nas roupas) sempre é bom. Menos nunca deixou de ser mais.

    Você nunca postou um “look do dia”, mas seu blog nunca foi menos pessoal por isso; na verdade, isso só o tornou mais pessoal, mais especial.
    Eu praticamente não acompanho mais nenhum blog brasileiro (infelizmente), eu não quero ver garotas diferentes vestindo as mesmas coisas. De repente, todo mundo tem um (dois, três, quatro..) “Loubies”, bolsas Chanel, ou vintages compradas em algum “brechó luxo” em Paris, e usam a mesma estilista que surgiu do nada. Como se fosse normal uma pessoa na casa dos vinte anos ter um armário tão amplo e diversificado, com as mais desejadas marcas. Isso cansa.
    Esses blogs se tornaram verdadeiras vitrines do que essas pessoas possuem de “caro”, porque exclusivo, obviamente, não é; não é mais uma questão de estilo pessoal, mas de pura ostentação.

    Thereza, eu adoro seu blog e o seu trabalho, e irei continuar como leitora fiel do Fashionismo enquanto perdurar essa essência.
    Em tempos de críticas a tendência é generalizar, mas o seu blog é ímpar e não merece estar no meio desse furacão.

    Obrigada, (:

    Responder
    • fAbI - 02/10/12 - 09h15

      Nossa, Bruna! Acho que você falou por muitas de nós – leitoras do Fashionismo. The, é por post como este que eu apareço por aqui todo santo dia. bjO

    • lari - 02/10/12 - 14h15

      Nossa Bruna, parabéns!
      Falou exatamente o que eu penso!!! Agente dá uma passadinha nos blogs por aí e parece que a coisa MAIS FÁCIL – e barata – DO MUNDO é comprar coisas importadas e de marca, uma bolsa caríssima, Jimmy Choo’s e etc…. Elas esquecem que para a grande maioria do país para o qual elas escrevem, isso são coisas um pouco distantes e para algumas mais ainda.
      Ainda que graças a Deus eu tenha uma ótima condição de vida, não sou do tipo que compro a primeira coisa modinha a preço absurdo. Não acho que gastar 4928320 reais em cosméticos e roupas importadas seja o negócio do ano. E eu acho realmente cafona como algumas confundem REVIEW de um produto com ostentação.
      Eu também não leio nenhum outro blog sobre moda, nem brasileiro nem nada, pois nunca nenhum chamou minha atenção, pela futilidade. Diferente do Fashionismo.
      A Thereza mostra que é possível falar de MODA com conteúdo.

    • Thereza - 02/10/12 - 17h05

      Meninas, que incrível, agora que consegui ler todos os comentários com calma e estou absurdamente feliz!
      Esse foi um mini desabafo, bem básico, que nao imaginei q tantas leitoras pensassem igual (pra vc ter ideia tava ate com medo de postar isso hehe)! Muito feliz com todas as palavras de vcs e com todo o carinho, vcs nao fazem ideia que esse é o gás que preciso pra continuar sempre e sempre, mas da mesma maneira ;))

      Muito obrigada por tudo! E como uma de vcs falou, tb adoto os posts de ‘reflexão’ se alguem tiver uma pauta, fala ai que podemos pensar juntas sobre isso!!

      bjusss e tks demaiss
      ;DDD

  13. Cecília - 01/10/12 - 22h18

    Olá, Thereza! Nunca comentei aqui, só no instagram 1 vez, e vc foi super atenciosa comigo!
    Adoro seu blog, e amei esse post! Gosto de “modas” e tendências, mas tem horas q cansa, e, como vc disse está na moda ser normal, vestir-se normal.. Parabéns! Seu bom gosto e percepção são incríveis!
    Um beijo!

    Responder
  14. lucas - 01/10/12 - 22h44

    adoro a “Manu” mas sou #teamcarine desde criancinha!

    Responder
  15. Julia Reis - 01/10/12 - 23h08

    Sou totalmente a favor do simples e do que esteja a favor do seu estilo! Tendências só são boas se se aplicam a você, caso contrário… vítima da moda, nunca!
    Beiju!

    sim, 27! | http://simvintesete.blogspot.com.br/2012/09/look-me-7.html

    Responder
  16. Tassia - 01/10/12 - 23h47

    Pois é, todo mundo acha o máximo, mas eu mesmo vi um bando de meninas apedrejando a Camila Coutinho no instagram outro dia, porque ela estava “muito simples” num desfile em Paris.

    Eu concordo MUITO, The, não dá pra fingir que todo mundo é super inspirado e faz super looks todo dia!

    Responder
    • fAbI - 02/10/12 - 09h22

      Thassia, eu penso que as leitoras são reflexos das blogueiras. Não estou falando mal da Camila, eu leio o GE e acho que tem muito conteúdo, porém sou mais seletiva com as matérias publicadas por lá. E acho que a Camila é um pouco/muito deslumbrada e o perfil de suas leitoras é semelhante. Esse tipo de comentário nunca é visto por aqui, ou por demais blogs que não fazem look do dia.

  17. Tayse Souza - 02/10/12 - 00h09

    Este é o tipo de post que transcende o tema moda e isso pode ser percebido facilmente nos comentários. A personalidade de ir contra a corrente vigente da ostentação exacerbada é realmente admirável.
    Você sempre arrasa quando toca no tema comportamento + moda. Quem não se lembra daqueles posts como a “Não banalização dos blogs”?
    Acho que a tag Reflexão pode aparecer com mais frequência neah.

    E eu escrevi 6 linhas e nenhuma piadinha infame… Eike Adulta!

    Responder
  18. Patricia - 02/10/12 - 09h20

    Isso prova uma coisa, não precisamos de muita coisa pra estarmos bem vestidas. Ela usa praticamente a mesma calça, cinto e sapato e ainda assim tá lindíssima.

    Responder
  19. Caroline® - 02/10/12 - 10h05

    Acho que todo mundo que leva a moda a sério, como um reflexo do comportamento e da vida das pessoas, está cansando dessas tendências excessivas. E também reparei que as pessoas mais importantes da moda, como Anna Wintour, Carine Roitfeld, a própria Emanuelle, e as nossas Costanza, Glória Kalil e Regina Guerreiro, não entram nessa roda viva de se fantasiar a cada estação. Elas são elas mesmas. Eu, como pessoa básica e apreciadora dos clássicos, admiro. Não me vejo com um colar gigante, um sapato que parece uma pedra amarrada no pé e um vestido de estampa de abacaxi!

    Responder
  20. Marta - 02/10/12 - 10h05

    Post refresco para os olhos e a alma, Thê! Realmente concordo com isso. Acho que as tendências estão tão rápidas e tão apelativas, que as pessoas esqueceram de uma coisa básica que é o estilo próprio. E a gente ainda escuta coisas absurdas, como preto & branco ser tendência. Preto e branco é e sempre foi uma instituição, hehehe.

    beijos.

    Responder
  21. Juliana Martins - 02/10/12 - 10h33

    Concordo com tudo o que você disse, Thereza. Acho que ás vezes a moda nos confunde um pouco. Nunca esqueço que o Michael Kors disse uma vez que ele era super fashion victim, mas que depois de um tempo ele passou a se vestir mega básico e encontrou “seu estilo” ali (algo assim, rs). Acho que é por ai. É claro que vamos ver tendências bombarem e vamos querer usar também, mas o mais importante é que aquilo esteja de acordo com a nossa personalidade e estilo de vida, né? Senão, de que adianta?
    Um beijo!

    Responder
  22. Leticia - 02/10/12 - 11h06

    Cansa mesmo essa overdose de tendências pra lá e pra cá, seu post veio em uma boa hora para defender que ser chic é muito mais que tendências de moda!!!

    Responder
  23. Camila - 02/10/12 - 12h18

    E é por isso que o Fashionismo é simplesmente o melhor! Você nunca cansa, nunca dá preguiça, nunca aparece com um “mix de pulseiras” com cara de camelô e outras tendências horrorosas do tipo. Deixando os modismos de lado, qualidades como boa escrita, apontamentos bem humorados e dicas realmente úteis são itens que nunca perdem o seu valor. No meio de tanta chatice e excesso de informação sobre coisa nenhuma, você se destaca por ter a sensibilidade de escrever sobre aquilo que suas leitoras realmente querem ler (mesmo que seja fofoca de celebridade e a vida das Kardashians – também prefiro a Kourtney). E principalmente: nunca termino de ler um post seu sem dar pelo menos uma risadinha de canto de boca, acho suas tiradas sensacionais! Obrigada por adicionar esse momento de bom humor nos meus dias! Beijos.

    Responder
  24. celi - 02/10/12 - 13h49

    thereza,
    não tem a ver com post, mas acho que quando um trabalho é bem feito precisa ser elogiado! parabéns pelo blog!
    já entro nesse cantinho há um tempo, e sempre tem post novo, sempre tem novidades e NUNCA vi o fashionismo como uma coluna social, ou com publicidade oculta.
    acabei de entrar no blog de uma mocinha que jurou que suas leitoras mandaram emails pedindo a marca de um soutien que mal aparece em uma personagem de novela (e não é a débora de Av brasil). PFVR, né?
    você nunca quis fazer suas leitoras de bestas, quando faz publicidade é às claras e tem mto respeito pela gente.
    aqui sinto como se todas fossem amigas, é a mesma sensação q tenho ao acessar o futilish (outro blog q adoro). isso é maravilhoso.
    antes eu nao entendia pq vc não fazia looks do dia, hj vejo q se vc fizesse poderia lucrar muito, mas não é oq vc prioriza, pq este é um blog associado a conteúdo!!!
    parabéns!!!!!!!!!!!
    adoro seu blog. bjss

    Responder
  25. lari - 02/10/12 - 14h02

    ADOREIIIII este post, principalmente por que eu adoro peças diferentes, com cores vibrantes… Sapatos com “candy colors” e tudo mais… MAS há dias em que estou simplesmente cansada de usar minhas peças coloridas e AMO um básico chic. Pra mim ela é um exemplo de estilo! Realmente ela mostra que há como usar o básico sem ser tediante. Sem ser sem graça.
    Fora que peças atemporais complementam muito melhor um guarda roupa justamente por que daqui a 1 ano (2,10,30 ahaha) ela estará lá, pronta para ser usada!
    Agora, vai usar uma peça cor neon daqui a 5 anos. ÉÉÉÉ, pode ser que de para usar, pode ser que não! Veja, ela usou a messsma calça 3 vezes e não tem nada demais! É perfeito. Vai fazer isso com a tal peça neon…. Complica!

    Responder
  26. Ana Carla - 02/10/12 - 17h16

    Depois de uma overdose de blogs de moda, nada como vir aqui e ler o seu texto, The. Parabéns pelo trabalho :)

    Responder
  27. lili - 03/10/12 - 10h46

    Ufa! Agorma me deu um alívio… Enfim um blog de moda sensato !

    Responder
  28. Hetero porém antenado - 03/10/12 - 11h29

    Ai Thê! como eu fiquei feliz lendo esse seu post, graças a Deus , temos uma blogueira que se dá ao luxo de ser simples sabe… essa semana que se passou para mim foi o ápice do exagero por parte da maioria das bloguetes do FH, sério!!! deixei de acessar mesmo, o único blog que entro todos os dias é o seu, por que sei que vou encontrar um texto sincero, coeso e o mais importante com a sua OPINIÃO, e não algo deturpado por $$$…

    GRATO POR VOCÊ SER A VOZ DE MILHARES DE LEITORES ATRAVÉS DESSE POST !!
    Bejão sei que você lê tudo!!!

    HT

    Responder
  29. Vil Muniz - 03/10/12 - 13h01

    Concordo com você da primeira letra a última,tem hora que a gente quer abusar…fazer extravagâncias, mas tem dia,pelo amor de Deus,!!! que a gente quer é aquele basiquinho,simples,sem tendências,modismo…deseja o básico, claro sem perder a elegância e o nosso estilo!!
    valeu!! amei o post!!!
    beijocas!!!

    Responder
  30. Rachel - 04/10/12 - 10h40

    Amei muito! nossa fico mega cansada dessa coisa de mil tendencias toda hora.. haja dinheiro e disposição para estar sempre seguindo essas tendencias.. é uma busca cansativa de quem faz isso. fazia muito isso quando era nova. agora estou feliz em ser básica, muitas tendências cansam minha beleza. amei os looks dela. Ver uma editora da Vogue que se veste como “gente como a gente” é muito tranquilizador. rs. Beijos

    Responder
  31. Gabi Teixeira - 04/10/12 - 13h59

    Um dos posts que mais gostei no seu blog até hoje, The. Eu também sou super básica, vide meus looks no meu blog, e nçao dispenso um bom jeans e um blazer! Emmanuelle é sem dúvida uma grande inspiração, pois prova que estilo e moda não precisam da overdose de tendências. Parabéns pelo post!

    sistematicas.com.br

    Responder
  32. Emi - 11/10/12 - 12h08

    Gostei da reflexão desse post e das respostas das leitoras. Essa simplicidade que tantas sentem falta talvez seja uma tendência em harmonia ao que vem acontecendo pelo mundo. Se vestir de forma mais simples, como a Emmanuelle, é mais sustentável. Essa consciência (ou até necessidade) acaba refletindo na moda. Parece filosofia mas não seria sensato pensar assim?! Beijos

    Responder