Moda carioca
Postado por Thereza dia 22 de April de 2009 às 16:35 em Etc e Tal

Ontem estávamos conversando aqui nos comentários sobre a moda carioca. E antes que critiquem, todas eram cariocas, e apaixonadas pelo Rio. Mas comentávamos o quanto a moda carioca é limitada. Não no sentido criativo, onde existem ótimos estilistas e marcas, mas sim por culpa do público em geral.
fashion-rio1

Parece que no Rio as pessoas não se permitem, usam a “desculpa” de ser uma cidade de praia para se vestir de maneira simplória. No meu caso, nesse exato momento, estou no meu trabalho, com um clima de montanha (porém no nível do mar), com um mega casaco e um lenço. E em relação ao fator praia, eu só vou uma vez ao ano (tá, sou uma carioca atípica). Mas pelo menos a minha moda não é baseada nem em calor, nem em praia, mas sim baseada no meu desejo de me vestir bem e, consequentemente, me sentir bem.

Muitas vezes deixo de sair com produção x, porque eu sei que esse lugar y as pessoas estarão “super básicas”, e eu não tô dizendo que é pra ir na padaria, mas sim para bares e restaurantes. Você quer caprichar no visual e nos acessórios, mas esbarra no fato do dresscode velado da cidade, que é pedir menos, bem menos. Já tentou sair de chapéu por aí? As pessoas te olham torto, estranham esse adereço ultrajante na sua cabeça. Aqui no Rio chapéu você só vê na praia. A realidade é que a maioria dos cariocas usam a tal desculpa da praia+calor, por ter medo de ousar. O hábito de mostrar o corpo, fez com que as pessoas esquecessem que a roupa também é fruto da nossa personalidade.
carioca

Outra coisa que me irrita é esse “carioca way of life” que é vendido para o mundo e foi tema do Rio Summer. O esteriótipo da caipirinha, biquini e praia é chaaato, e o carioca merece mais. Além disso, parece que no final do dia, todos os caminhos te levam à praia, o que não é bem assim. Existem marcas (conheço duas), que usam esse estilo-de-vida como tema, e se você compra essas roupas, sai de lá fantasiado de carioca.

Amo minha cidade, mas em lugares como São Paulo, Nova York ou Londres, as pessoas são mais livres para se vestir, e se maquiar, da maneira que quiserem, enquanto aqui no Rio, a barreira, e até o preconceito, são constantes no dia-a-dia. E se você burlar esse “manual da moda do carioca”, corre o risco de ser taxado de  fashion victim.
se-carioca

Não me achem louca, e nem pensem que quero sair por aí feito uma drag-queen-eufórica, mas esse questionamento surgiu do post da Mischa, que se saíssemos feito ela (tá, com um pouco menos), aqui pelo Rio, as pessoas não iam entender, tampouco admirar. Apenas, inconscientemente, criticar.

Como a leitora Raq disse, a atriz carioca Fernanda Torres, sabiamente disse, que ficava constrangida de se arrumar aqui no Rio, e acabava saindo sempre básica, porque as pessoas olham torto pra quem sai do básico. Fernanda falou TUDO, o carioca parece que tem medo de sair da zona de conforto, e o conforto que estou falando não é a areia da praia, mas sim o armário mais próximo!



53 em \
  1. 1. monique disse:
    22/04/2009 às 17:05

    Gata,eu moro em Fortaleza, e aqui tbm rola o mesmo problema creio q isso deva rolar em todas as cidades com praia… e tbm odeio essas lojas q qrem vender estilo de vida e acabam mostrando fantasias aqui tbm rola isso é um monte de bordado(normalmenta mal feito e caro),vestido estampado e short… nada contra, até uso, mas nos somos mais do q isso e merecemos mais tbm… pf eu qro sol, praia , gente bem vestida e poder me vestir bem sem ser chamada de perua ou ficar pagando a louca!!!! O q eu tbm odeio são essas lojas q qrem fazer a Osklen e colocam uma bermuda por 700 arôs, alô dinheiro ñ nasce em arvores… Beijos,adorei o post.

  2. 2. Rachel disse:
    22/04/2009 às 17:26

    Me identifiquei totalmente com esse post! sou carioca e me moro há 5 anos em Vitória/ES. No começo eu era exatemente assim: achava um absurdo as pessoas se montarem completamente pra ir ao shopping ou simplesmente a um barzinho…estava ainda com minha mentalidade engessada e as pessoas aqui no ES são super vaidosas e sempre se arrumam pra sair, se arrumam mesmo! mas depois de 5 anos em terras capixabas virei outra pessoa. Antes iria a um barzinho super simples, hoje me produzo toda e adoro!!! e melhor: ninguém te olha feio, todos te olham, mas te admiram…nada como mudar de ares, né? mas ainda assim continuo amando o Rio!

  3. 3. Milaa disse:
    22/04/2009 às 17:42

    Sou gaúcha, e aqui em Porto Alegre, pelo menos o que eu vejo, as pessoas veem o Rio como praia meeesmo. É dificil não lembrar de praia falando do RJ!
    Agora falando aqui do RS, as pessoas ousam bastante siim, teem muuuita gente estilosa. Olhe esse site: http://www.lookslikepoa.com , mostra bastante o estilo do pessoal daqui. e eu adoooro.

    beeijos

  4. 4. Bruna disse:
    22/04/2009 às 17:48

    Eu concoro com você Tereza! Gostaria de me arrumar muito mais, mas realmente ficamos limitadas.
    Mas sabe o que acho engraçado?? Já me peguei várias vezes comentando comigo mesma, no shopping, em barzinhos… “meu Deus…onde essa mulher tá achando que vai vestida assim?!?! pra uma festa?!?! Quando na verdade eu queria era ter a coragem de me arrumar e não tá nem aí se ficarem me olhando. rs
    Passando pra visitinha básica do dia ;=)

    Beijooos!!

  5. 5. Bruna disse:
    22/04/2009 às 17:48

    Thereza**rs

  6. 6. Carla Lemos disse:
    22/04/2009 às 17:49

    Hoje mesmo fomos fazer uma matéria na rua e cara… impossível achar alguém de 20 e poucos anos bem vestido nessa cidade. Só nas mulheres-enta que a gente encontrou estilo. Talvez por já ter uma consciência maior do seu corpo, e saber que não precisa se mostrar pra ficar bonita.
    Agora como a amiguinha aqui de cima disse, acho que o problema é em cidades litorâneas mesmo. É tão quente que o povo tem preguiça de se vestir bem, de se maquiar, de entrar em outros sites que não sejam o orkut, de blogar…
    Santa Maresia. =/

  7. 7. Taissa disse:
    22/04/2009 às 17:50

    Aaaaih, sabe o que eu faço? Ignoro. hahaha
    Não é porque meu futuro próximo não inclui mudar para SP/NY/Londres que eu vou deixar de me vestir bem, né? Eu saio maquiada, montada e destoando mesmo! Sim, todo mundo olha mas eu aprendi a não ligar. A única coisa que eu realmente não consigo é usar salto alto todo dia, como as paulistas. Vou trabalhar maquiada e sinto que as pessoas estranham, não entendem. Mas eu também reparei que ninguém tem a cara-depau de comentar. Na verdade eu acho até desrespeito obrigar os outros a conviver com as minhas olheiras… hahahahaha

  8. 8. Yêda Alencar disse:
    22/04/2009 às 17:54

    The, (posso te chamar assim??? adoro apelidos… se tiver outro e preferir é só me avisar)
    Pois aqui é totalmente ao contrário, por ter não praia, creio eu, as pessoas saem sempre maquiadas e arrumadas, como disse a Rachel, são super vaidosas, tem umas q beiram o ridículo, outras q tem senso e noção. Eu vou ser mt sincera, depende do meu estado de espiríto, tem dias q coloco uma calça básica, uma havaiana, dou uma maquiada básica e pronto, mas tem outros q acho o máximo me arrumar, ai subo no salto e capricho na maquiagem. Mais no geral eu sou super básica e acho q iria amar morar no Rio, hahaha, agora amoooo chapéu, tenho 1 de praia, não compro outros pq aqui as pessoas tb olhariam tortos, apesar de gostarem de se arrumar, elas não ousam muito não. Mas iria adorar ter aquele blazer e aqueles lenços da Mischa e usá-los, amei mesmo. Iria adorar morar em SP, NY ou LO e poder abusar do blazer, do lenço, do casaco, aqui eu morro frita no calor se usar algo do tipo, detalhe é calor o ano inteiro, tem meses q até melhora, mas ainda sim não dá pra colocar aqueles casacões q eu acho lindo, e fico só babando, e acho q se me atrevesse as pessoas me levariam direto pro hospicio, acaba q eu nem gasto dinheiro com essas coisas, acabo sempre comprando peças básicas.
    Beijos

  9. 9. isa disse:
    22/04/2009 às 17:58

    definitivamente é um problema de cidades litoranea. sou de salvador e ao ler o texto achei que estivesse falando daqui.

  10. 10. Carol disse:
    22/04/2009 às 18:06

    Tereza,

    Falei, de uma certa forma, sobre isso tb no meu blog (http://carol-detudoumpouco.blogspot.com/2009/03/e-o-glamour-onde-e-que-fica.html) vc tem TODA A RAZÃO! Basta colocar uma coisinha diferente pra nego te olhar torto na rua. Ng merece!

    bjs

  11. 11. Beta disse:
    22/04/2009 às 18:15

    Como carioca que sou, não posso concordar MAIS com seu post e sua opinião! Agora na páscoa estive em Bs.As. e amei a moda que vi por lá, as lojas são lindas, com uma pegada bem diferente, moderna, ousada.. me vi querendo comprar várias coisas, que precisariam de um EVENTO especial para serem usadas. Aqui se saio com um jeans mais descolado e Blusa de seda as pessoas já ticam olhando tipo: pq não usou só uma malha?! hahaha

  12. 12. raq disse:
    22/04/2009 às 18:18

    queridaaa!! primeiro muito obrigada por ter mencionado meu nome no seu post. fico lisonjeada! este lance da fernanda torres eu li há anos e sempre me lembro pois percebi que sentia a mesma coisa.
    o rio parece liberal para quem olha de fora, mas na verdade é bem repressor em vááários aspectos.
    mas posso te dizer uma coisa,já melhorou bastante…
    no inicio dos anos 90 a coisa era muito pior. maquiagem nem pensar.ninguém usava. nada de nadica mesmo. hj em dia já vejo umas meninas de 20 e pouquinho com blush/rimel/gloss, mas naquela epoca (minha epoca de faculdade, tenho 35 hj) ninguem usava nada.

  13. 13. raq disse:
    22/04/2009 às 18:28

    ah! só para ficar registrado: acho o seu blog o melhor do gênero daqui do rio. por isso acho legal vc postar sobre coisas daqui, como eu já disse naquele post que vc pediu para dizermos o que gostaríamos de ver no seu blog.

  14. 14. Ana Luiza disse:
    22/04/2009 às 18:38

    Olha, você ainda ta bem Thereza e eu que moro em Belém do Pará e o pessoal do Brasil pensa que aqui é mata imagina a galera de fora eim! Minha mãe estava em São Francisco com uma amiga em um congresso, não por nada não mas a mamãe é super chic e a amiga dela também, ai né, ela tava conversando com um cara de lá e ele perguntou da onde ela era e ela falou que era do Brasil, o cara: ‘Rio? ‘, minha mãe : ‘no, amazonia’, o cara levou um susto e começou a olhar pra ela confuso, achou que aqui era mata e só índio, acreditem, vocês do Rio estão muito bem! Mas isso é verdade muita gente anda no basicão.

  15. 22/04/2009 às 18:40

    Querida, acho a moda do Rio demais! As estampas, o estilo…lindo lindo! Mas se você acha que aí é assim, imagina na minha cidade, interior de SP, totalmente industrial…eu usar o meu colar de pérolas já é demais! Menina, nosso lugar é NY!! RSRSRS BJOS!

  16. 16. Inês Falcão disse:
    22/04/2009 às 18:44

    Moro em Fortaleza e aqui acontece a mesma coisa! As vezes sinto vontade de usar coisas mais “fora do comum”, mas só de pensar na cara do pessoal olhando como se fosse uma estranha no ninho… é melhor se vestir mais simples mesmo!
    é muito chato isso… adoro morar numa cidade praiana, mas odeio isso ;//

    beijos

  17. 17. Luiza disse:
    22/04/2009 às 18:55

    Meninas, esse “privilégio” não se resume ao litoral, podem acreditar!!!
    Moro em Belo Horizonte e aqui, se colocou um jeans colorido as pessoas já te tacham de “fashion”, mas num sentido pejorativo, sabe? Como se o legal fosse ser basicão, comunzão e sem gração!!!

    E alguém falou aí pra cima da necessidade de um EVENTO para usar certas roupas… concordo também! Gente, qual o problema de dar uma montadinha extra num dia mais inspirado? Mesmo que seja pra ir trabalhar, ou ao shopping ou ao cinema!

    Abaixo a ditadura do básico!

  18. Thereza disse:
    22/04/2009 às 18:59

    Realmente o fato de ser cidade litorânea aumenta esse aspecto, e o Rio ainda piora por ter esse “way of life”bel clichê.

    Bruna, esse fato da gente comentar dos outros é super verdade mesmo, inevitável! Mas no fundo queríamos ter a coragem de sair assim.

    Carla, realmente a maioria das meninas de 20 e poucos anos se veste de maneira bem simples, às vezes é chaaato. E se você for no centro da cidade, o uniforme tailleur ou terninho impera.
    E quando chega o inverno? Os ácaros invadem a cidade com casacos cheirando a mofo.

    Taíssa, As vezes tb tenho vontade de ignorar, mas em nem todos os lugares é possível. Lugares como trabalho o festa da vó, tem-se que manter o tal do dresscode carioca. E obrigada pelo elogio ao blog, a tend6encia é melhorar!

    Y6eda, pdoe chamar de Th6e sim! Todas podem, é meu apelido oficial! O que o povo tem que saber é o limite do escracho, do exagero, da vulgaridade, aí é que mora o perigo!

    Raq, obrigada pela dica da Fernanda, ela disse tudo! E o fato que melhorou é pura verdade. Há 10 anos atrás nem se usava tanto maquiagem, hj qq menina de 13 já tem seu ki completo

    Beta, Quando vou trabalahr (num ambiente extremamente machista, onde sou a única mulher), e resolvo colocar uma calça social e um scarpin básico, os homens estranham, perguntam se tô indo pra uma festa. Isso pq a camisa é básica, a maquiagem é zero e cabelo tá preso. E eu mooorro de vergonha de ficar “chamando a atenção”.

    Ana, esse preconceito bobo existe e muito lá fora! Lembro que uma vez estava conversando cum uma moça, e disse pra ela que era do Rio (sem antes dizer Brasil), ela nem sabia do que se tratava, se era um bairro, uma cidade ou país. Americanos são bem ignorantes quanto à geogafia alheia!

    Barbara, A moda do Rio é ótima mesmo, a gente que nào sabe muito usá-la! Entào vamos pra NY vestir o que dá na telha!!!

  19. Thereza disse:
    22/04/2009 às 19:01

    Luiza, até em BH acontece isso? Achei que aí fosse como SP. Tem anos que não vou praí, e da última vez que fui minha lembrança era do pessoal todo chique.
    Inclusive minha mãe sempre fala de um bairro ou rua que tem aí que só tem vestidos de festas maravilhosos e que não se vê em lugar nenhum do Brasil. Vc conhece?

    Abaixo a ditadura do básico!

  20. 18. Cintia disse:
    22/04/2009 às 19:14

    Eu morava em Fortaleza, em dezembro vim morar em Trappes na França bem perto de Paris e achava que esse problema de nao poder sair do basico ia acabar, mas nao mesmo morando beeeeem perto de Paris isso nao acabou, acho que é porque em Trappes tem muito imigrante mas pelos menos deveriam respeitar. Esse post foi muito bem escrito.Bjs

  21. 19. Lalah disse:
    22/04/2009 às 19:23

    Ótimo o post. É difícil mesmo. Quem falou da necessidade de um Evento pra poder usar certas roupas está muito certa. Na faculdade, quando vou um tantinho mais arrumada, já escuto um “noooossa, mas pra que essa produção toda?”. Parece que querer se arrumar é um crime. Tá, também sou uma carioca atípica, já faz um bom tempinho que não vou na praia, e até entendo o calor e tal, mas peraí, tem certos lugares/momentos do dia que dá pra se produzir mais. Isso soa pra mim como desculpa para não ousar. hehehehe
    Abaixo a ditadura do básico! [2]

  22. 20. Bebel disse:
    22/04/2009 às 19:25

    Thereza!
    Eu, carioca como você, concordo em vários pontos do seu post. Vou estar repetindo as coisas que vc disse, mas é inevitável né? Porque carioca é assim mesmo, acho que se acostumou a jeans + blusa larguinha ou bata + havaianas e não é isso que tem no armário! Tá bom que eu sou super adepta de havaianas, em várias situações, mas gente, não é a única coisa que existe — nem elas, nem as sandálias Reef ou aqueles tênis que parecem um hamburguer e virou moda entre as cocotinhas playssons da cidade, que eu acho o cúmulo da falta de cérebro…
    Acho que associam o Rio demais à moda praia/sol/mar/surf, e embora sejam lindas lojas como a Farm (espírito carioca way of life total) a gente é mesmo mais que isso!
    Cariocasss, ouçam suas irmãs fashionistas, vamos mudaaaar hahahaha
    Beijão!

  23. 21. Bebel disse:
    22/04/2009 às 19:37

    PS: esqueci de comentar o carioca atípica… rs

    Sabe o que é engraçado? Eu amo Ipanema, é a minha praia favorita (nossa, que original…), amo passear pelo bairro, o calçadão e ir à feira. Já tive meu tempo de torrar no sol e amar o bronzeado! Mas agora, morro de medo de queimar demais e ficar com o tom errado de base e corretivo — porque M.A.C no Rio é cara e em Luanda não existe! hahahahahahaha

    Eu acho melhor a gente começar uma revolução pró-fashionismo… rs

  24. 22. Beta disse:
    22/04/2009 às 19:55

    Adorei a visitinha! :)
    Estou só começando… mas já amando! rs
    Vou pegar o ritmo da coisa! rsrsrs
    Bjs!

  25. 23. Lucky disse:
    22/04/2009 às 20:06

    Thereza! Amo seu blog, ele está no meu google reader, e é definitivamente the new black! Mas permita-me discordar desse post.
    Não sou carioca. Moro em Salvador, e se vc acha que as pessoas no Rio se vestem de maneira simplória, Em Salvador todos vão às ruas com as piores roupas, onde bermuda, chinelão e regata são o uniforme da noite nos barzinhos.. As mulheres até se vestem melhor na noite soteropolitana, mas no geral a população vai às ruas como se estivesse no aconchego do lar. Amo muito o Rio e sempre estou por aí, e observo que os cariocas, ainda que possuam um estilo despojado, possuem um ESTILO bastante peculiar, o que me deixa encantada!
    Embora vc ache um tédio esse estilo carioca-exportação, a minha visão, de quem vem de fora, é que esse regionalismo deveria ser o must-have de todas as demais cidades brasileiras! Eu adoraria ter uma marca de roupas/ acessórios em Salvador que valorizasse o Farol da Barra, o Pelourinho, o acarajé (tal qual os biscoitos globo e o chá mate) tirando o clichê turístico e trazendo para um outro foco: a moda, o orgulho regionalista!
    Amo São Paulo também! Amo muito mesmo a diversidade e a liberdade de estilos, poder se permitir ousar. Mas por outro lado, como vc mesma falou, SP, New York, London.. tanto faz! Perderam o que o Rio tem de melhor e peculiar: sua cultura própria! Acho lindo demais! Veja por esse outro ângulo.
    Beijos!

  26. 22/04/2009 às 20:32

    Super te apoio, acho que é assim mesmo. Aqui em Fortaleza é a mesma coisa (só que bem pior).
    Como eu vi um dia uma atriz falando: No Rio, até as peruas são meio chinelinho no dedo.

  27. 25. Vanessa disse:
    22/04/2009 às 21:13

    Concordo plenamente!
    Moro no rio e tb acho q as pessoas são mto limitadas qto ao vestuário.
    No geral eu sou uma pessoa básica, mas gosto de dar uma incrementada com acessórios. Já fui de chapéu pro shopping (e olha q era bem normal, boné tipo cap sabe?), e mta gente ficava me olhando como se eu fosse louca e/ou retardada.
    Mas o negócio é não ligar mesmo.
    Na maioria das vezes é só recalque…
    Bjosss!

  28. 26. Luigi Torre disse:
    22/04/2009 às 21:25

    Então, não posso falar muito porque fui pouquíssimas vezes ao Rio… Já tinha ouvido falar nesse preconceito dos cariocas com qualquer comportamento – de vestir ou qualquer outro – que não se encaixe nesse dito jeito carioca. Mas não sei, não… Talvez por eu ser de São Paulo, mas acho que não é de todo mal esse estilo básico e descomprometido do carioca. Acho que é simplesmente uma adaptação ao estilo de vida daí, com sua dose de praticidade e funcionalidade. Para quem não é carioca, esse tal carioca way of life cai super bem para o estilo de vida no Rio.

    O que não é legal é tomar isso como regra. Aí sim, essa coisa do preconceito, do medo de ousar fica chato. Fora isso, acho que até dá para ousar de certo modo sem sair desse básico que marca o estilo aí do Rio. E também é um básico muito próprio daí. É diferente do báscio aqui de São Paulo ou de NY. Rola toda uma adaptação, adequação e até um depsojamento característico do estilo de vida da cidade…

    Ah, e não conhecia o blog antes, mas estou adorando os posts! Parabéns!

  29. 27. Julia Gutierre disse:
    22/04/2009 às 22:39

    Sensacional este post Thereza. Sou paulistanissima e infelizmente não tive a oportunidade de conhecr o Rio ainda. Mas todas as pessoas que convivem no mundo da moda (sou fotógrafa) e que já passaram um bom tempo no Rio sempre dizem a mesma coisa sobre o vestuário. Talvez seja o comodismo mesmo que faz com que as pessoas não ousem mais, pois existem cidades grandes praianas(Barcelona por exemplo) onde a liberdade de expressão através do guarda roupa é muito mais natural.

    Talvez por isso não conseguimos fotos de grandes ideias fashionistas das nossas celebridades brazucas. Por que a maioria delas é ator/atriz da Globo e o Projac tem os ares Cariocas…

    Beijão!

  30. 28. Luiza disse:
    22/04/2009 às 23:12

    Thê, é claro que dei uma exageradinha básica! Aqui é possível encontrar gente bem-vestida sim (tipo eu! rsrsrs), mas um bem-vestida totalmente previsível, sabe?
    E claro que tem os moderninhos também, mas nada que se compare a outras metrópoles mundiais! Estive em São Paulo no final de março e nem saí pra balada meeesmo lá, e ainda assim, vi cada look na rua que quase parava a pessoa e pedia pra tirar foto!!!

    O lugar que a sua mãe falou deve ser o bairro de Lourdes. Lá tem várias lojas phynas, muitas delas especializadas em roupas de festa.
    E agora, para a nossa salvação, têm aparecido umas lojas bem bacanas, com moda jovem e nem por isso desleixada!
    http://iwantmycupcake.blogspot.com/ é uma delas!
    Dá próxima vez que vier, te ajudo a montar um itinerário fashion!

  31. 29. Márcia disse:
    23/04/2009 às 00:22

    Concordo plenamente com o seu post! Morei nos EUA por alguns meses e sentia muito mais liberdade para me vestir, tem coisas que nunca mais usei desde que voltei de lá.
    Na minha faculdade as pessoas julgam muito qualquer tipo de montação que não envolva uma Havaiana…

    Beijos!

  32. 30. Márcia disse:
    23/04/2009 às 01:07

    Outra coisa! É tão comum ouvir dos brasileiros que viajam que os estrangeiros se vestem mal, quando tudo que eles fazem é sair do lugar comum jeans+sandália anabella+blusa com mega decote de malha fria!
    Eu entendo que a moda deve demonstrar traços da sua personalidade e seu humor, e não te igualar a todos…

  33. 31. Ludmila disse:
    23/04/2009 às 01:10

    Aqui no sul é até o contrario.. Moro em Porto Alegre e se decido sair de havaianas pra ir na padaria, olham feio! heheheh mas ok, pq gostamos de nos montar e dai fica até mais dificil se render à preguiça..

  34. 32. Milaa disse:
    23/04/2009 às 01:42

    Ah, The. Só para não perder o costume, aqui vai o ultimo ep. que foi ao ar de GG! *.*
    http://www.brazil-series.com/gg/2t/gg2t_ep21.htm

    Beeijos

  35. 33. Marina Vasconcelos disse:
    23/04/2009 às 09:23

    Se no Rio é assim, imagina em Fortaleza! O pessoal daqui é atrasado demais e moda é, sempre foi, e na verdade tô começando a achar que vai ser pra sempre igual.

  36. 34. raq disse:
    23/04/2009 às 10:29

    até o sartorialist esteve aqui e pouco (ou nada) conseguiu tirar de interessante…
    e uma coisa é ter um estilo característico da cidade, outra coisa é rejeitar quem é diferente. londres tem um estilo bem caracteristico. conseguimos associar várias coisas à cidade, mas ninguém rejeita/critica/olha torto quem é diferente.

  37. 35. Juliana Fish disse:
    23/04/2009 às 10:53

    Como carioca que mora em SP, vou dar meu palpite. Concordo com você, a carioca realmente tem a tendência da roupa básica. É cultural mesmo, não tem jeito. Aqui em SP eu acabo fazendo umas produções muito mais elaboradas do que fazia no Rio. Sem falar na maquiagem, que eu eu uso muito mais aqui. Mas ai tem a ver com o lance de suar menos, a pele fica menos oleosa e dá mais vontade de usar os produtinhos sabendo que não vão ficar o ó até o final do dia. Mas eu aqui também sinto muita falta da moda carioca. Não tem jeito, a carioca (ou moradora de cidade litorânea) usa mais cores, roupas mais alegres. Eu sinto falta de cores quando vou comprar roupa aqui em SP, sinto falta de estampas. Sinto falta de roupas mais informais (e não básicas). Eu fico completamente dividida com o tema, pois adoro ter a possibilidade das produções mais elaboradas, mas tem dias que tudo que eu queria era colocar uma rasteirinha, um jeans e uma blusinha basica pra ir na rua sem que a mulherada me olhe com a cara de “onde ela vai assim???”
    Bjs

  38. 36. Karine disse:
    23/04/2009 às 12:01

    Oi Theresa! Concordo totalmente contigo viu!
    Não sou carioca, mas sempre vou ao Rio e percebo bem esse jeito carioca de ser…tipo, “não tô nem ai pro que to vestindo”, até meio desleixado, sem quereer ofender, pelamor!!!. Não custa nada carpichar um tiquinho mais na montação, e estar na praia não deveria condenar isso à morte né?! Beijos e parabéns pelo discernimento!

  39. 37. Paloma Peruna disse:
    23/04/2009 às 13:47

    Meninas, em salvador o problema é EXATAMENTE O MESMO! Tá um friozinho gostoso hj e coloquei uma pashmina de lã, super levinha. Motivo para olhares e comentários. Na maioria dos dias não estou nem aí mas as vezes cansa ser olhada cmo uma ET (e olha q sou super básica!). Vamos inaugurar um movimento? Sairmos todas lindas em no dia X: será o dia do bem vestida! kkkkkkkkkkkkkkkkk Bjos

    • Thereza disse:
      23/04/2009 às 13:52

      Paloma! Eu SUPER concordo!

      Fashionismo pelo fim do básico!
      Odeio povo básico de mais!
      Boooring

  40. 38. Marcela Souza disse:
    23/04/2009 às 14:16

    Moro em um lugar que nem tem praia e nem sonhamos em ter uma (medidas geográficas), porém isso não signifique que eu não goste de praia, pelo contrário eu adoro. E engraçado quando vou pra praia meus modelitos que vão na mala sempre são muito centro-são paulo- e fico me sentindo a coisa mais Drag que existe auhsahuhuas, e lógico nada básica. Daí dá um tite de sair de havaianas essas coisas que aqui seria impossível, mas também é só para os primeiros 30 min. depois passa. Mas seria super legal se todas nós fizesse que nem a Paloma todas por um dia FASHIONISMO SUPER ON! heheheh

    eu toparia!
    besitos.

  41. 39. Marcela Souza disse:
    23/04/2009 às 14:17

    *aaa incluiriam sandálias pesadas casacos e boyfriends jackt’s!

    adoroo.

  42. 40. camilla disse:
    23/04/2009 às 15:03

    pois é, em moro no Recife e aqui acontece a mesma coisa, as pessoas que tem estilo, se sair do jeans e ousar mais já é vitima de fofoca e jeguice, me privo de comprar muitas coisas pois sei que aqui não dá pra usar!! odeio essa sociedade padronizada.

  43. 41. Caroline® disse:
    23/04/2009 às 15:48

    Conterrânea Paloma, já aderi ao movimento! Vamos abalar Salvador em chamas! O povo aqui é muuuuito caipira (com algumas exceções, claro). Se eu sair com uma saia de cintura alta, um chapéu, ou qualquer coisa que não esteja bem batida e cansada, as pessoas olham com aquela cara de :O. Um saco. E quando eu uso batom vermelho – coisa que deveria ser muito normal? Parece que tem uma melancia no meu pescoço. Pra vocês terem uma noção, legging curta ainda é moda aqui…. Terror!

  44. 42. Viv disse:
    23/04/2009 às 16:58

    Queria eu morar perto da praia! Moro na roça, perto de petropolis.. e apesar de aqui já estar um frio siberiano, se alguem sair botas, meias, lenços e afins o povo já fica nervoso!!! Mas eu não tô nem aí.. comprei mesmo uma wet legging linda, renovei meu estoque de lenços.. comprei bota de cowboy.. e vou usar! Nem ligo quando o povo comenta, alias.. adoro! E quase todo fim de semana eu vou pro rio, pra umas boatezinhas na zona sul.. e ai meeesmo que eu uso! se alguem quiser olhar torto, q se danem.. ngm me conhece mesmo rsrs

  45. 43. Viv disse:
    23/04/2009 às 17:02

    aaa, li ali no comentario da Caroline®.. nem liga amiga.. hoje mesmo já vi 3 loucas usando legging curtaa. se mataaa rsrs

  46. 44. Fernanda Diniz disse:
    25/04/2009 às 16:34

    Eu nunca tinha pensado nisso, mas como eu uso short c/ camiseta não ta no gibi. Tbm sinto falta d um glam a mais no visu.

  47. 45. Eva disse:
    30/04/2009 às 10:36

    Sabe, conheço seu blog a poucos dias mas já virei fã e estou lendo os posts antigos tb!
    Eu tb sou carioca e na veradde odeio praia!! E é bem dificl.. meus pais tem ate casa de prai, mas eu não suporto! Acho uó ficar la me queimando em trajes sumarios…
    Eu tenho essa vontade de me vestir com lenços e principalmente meias calaças opacas, coloridas.. mas não consigo achar clima pra isso, acho q talvez eu não tenha coragem de sair por ai usando algo que ninguem por aqui usa.. ia me sentir deslocada! Seria melhor estar em uma capital como as que vc citou… onde ha gente de todo tipo e estilo!
    Ahh ainda não vi, mas vc podia fazer um post sobre meias calças ainda mais em temperaturas que nunca ficam baixas… quando é melhor usar!

    • Thereza disse:
      30/04/2009 às 10:59

      Eva! Somos duas então! Detesto praia, e se for pra me queimar, que seja numa piscina, boiando na água ou em cima de uma graminha.
      Areia + suor? Detesto!

      E também morro de vontade de sair mais emperequetada por aí eheheheh
      Vamos cominar um dia de saírmos juntas então hahehhe, pra gente acostumar esse povo carioca a variar um pouco
      Eu fiz um post de meia-calça no ano passado, mas vou ver se semana que vem faço um novo
      Beijos!!!!”
      Thê

  48. 46. marjorie disse:
    17/03/2011 às 14:17

    Acho de muito mal gosto as criticas que dizem que os cariocas se vestem mal. E necessario um grau de discernimento e consideracao consigo para nao se importar com o que os outros pensam. Moro nos EUA e aqui todos tem os seus momentos relax para ir ao shopping de chinelos, camiseta de time que usam em todas as horas que nao de missa e de trabalho.A cultura do sentir-se bem, por aqui e a mais difundida e nao a das grandes marcas que tentam vender seus produtos. Aqui, Levis e calca de trabalhador(que necessita de roupa resistente) roupas como adidas e perfumes famosissimos das mais famosas marcas sao vendidos nos supermercados.E nem por isso perde o glamour. Vai no Brasil vender um Tierry Mugler no walmart q ninguem compra pq a marca ta quebrada e ja era…

  49. 02/10/2011 às 22:22

    adoro sair toda maquiada por ai!vou em dezembro para o rio naum sei cmo me vestir!
    to dezesperi falar q os cariocas são muito largadosada,por que ouv

  50. 02/10/2011 às 22:28

    por favor alguem me dar um loock pra eu usar naquele sol maldito do rio!!!!!!!!!!!!
    em pleno dezembro !!!!!!!!!

  51. 49. Claudia disse:
    20/11/2011 às 22:18

    sabe que eu admiro o estilo carioca pois a mulher por mais simples que esteja ela fica feminina e é isto que admiramos nas cariocas pois aqui no sul a gente se produz demais e eu gosto disso mas acho legal vc simplesmente ficar bonita sem nenhum esforço que é isto que a carioca passa pois ela é a única mulher que conhecço que coloca saia longa, bolsa cara de marca com havaianas para ir ao shoping e fica muito bem e de longe a gente vê que ela tem bom gosto e acesso a grandes marcas mas usa havaianas por que quer!e eu como turista, mesmo tendo um jeito de baiana,mesmo sendo gaúcha,abuso de chapéu,acessórios e decotes que aqui em Porto alegre não combina muito só as idosas que usam direto!!!!