New York loves ME!

25/11/2009  •  Por Thereza  •  New York

Não, nada de pretensão, é apenas uma maneira de externar o quanto Nova York me acolheu bem nesses últimos quatro meses. Intensos. Inesquecíveis! A companhia foi maravilhosa, mas esses meses não seriam tão perfeitos se não fosse pela cidade.
ny-loves-me
Um sonho antigo! Antes de moda, antes do blog, sabe-se Deus porquê (ele deve saber), sempre que ia pra lá como turista-de-1-semana, falava, “ainda vou morar aqui”. E no auge dos meus 27 anos, consegui, graças ao meu esforço (os últimos 4 anos foram de cão, trabalhando 24/7 literalmente, precisava de um período sabático), e não posso ter agradecido mais aos meus pais por não terem me permetido ir com 16 ou 17 anos. Acho que precisa ser madura para morar em Nova York.

Seu eu pudesse dar um conselho pra todos os emails que recebo sobre o assunto a resposta teria 2 letras: VÁ! Você não vai se arrepender, eu não me arrependi, nem me esquecerei, afinal são 6420 fotos e uma centena de vídeos! Aproveitei todos os minutos, sem a pressa de um turista, com a calmaria de um new yorker.

Não, os new yorkers não são calmos, tampouco amigos. Eles são frios,  individualistas e sempre estão com pressa, porém suas peculiaridades, loucuras e estilo ímpar os transformam na melhor atração da cidade. Prefiro andar pela rua do que me enclausurar em museus. Prefiro o metrô, do que me individualizar num taxi. Andar, andar e andar é meu principal conselho, ande! Caminhe do hype, ao luxo, passando pelo Times Square, porque é lá que você se enche de energia e lembra que está em Nova York. Eu sempre fazia questão de LEMBRAR que estava em Nova York, dei valor a todos os dias, horas e minutos. Dei valor também ao sol, porque Nova York vive na própria sombra e se no meio do Midtown, um raio de sol bate em você, é libertador! Acredite, sem exagero.

Quanto à moda, foram momentos únicos e experiências (in)questionáveis, de office-girlwoman a assitente de stylist, inúmeras histórias, dezenas de currículos e alguns contatos valiosos. Os cursos foram incríveis, a FIT vale a pena e garanto, não é tão difícil fazer um curso lá, basta querer (e ler esse post ajuda).

Não sei se compartilhei todas minhas experiências na cidade, mas ainda tenho uma dezena de posts guardados para serem postados em breve. Esses meses dariam um livro e como muitos dizem, sou uma ótima guia turística da cidade, então espero ajudar sempre. E adoro compartilhar, da melhor batata frita a melhor sale,  é só perguntar!

A volta foi/está sendo traumática, a começar pelo calor insuportável, seguido pela carência de H&M’s, F21’s e porquê não de toda a haute couture que andava debaixo do meu nariz, quer queira, quer não, a moda está lá para todos, comprarem ou verem, mas acima de tudo está lá para ser admirada. E Nova York é de todos, com muita vontade e um pouco de planejamento todos podem ir. Indico, aconselho, recomendo. Nova York é tudo isso que falam.

nyc

No espírito do Thanksgiving! e super wannabe aparecendo, é que foi pra dar tchau