5 tendências da NYFW pra você colocar em prática já!

21/02/2018  •  Por Thereza  •  Fashion Week

Semana passada rolou a NYFW e a semana de moda americana é a principal no quesito tendências da – próxima – vez! Todo mundo observa e liga o radar, sejam os estilistas de fast fashion sedentos por ideias, mas também um pessoal vida real interessados em moda na prática. E eu acredito que a gente esteja nessa categoria, a de atentas!

E se a temporada foi de inverno (no caso, o deles, será à partir de setembro/outubro), que tal a gente se inspirar em 5 tendências que rolaram por lá e a gente consegue traduzir pra vida real e no outono que vem por aí? E a melhor parte, nada de muito difícil ou mirabolante, se bobear você tem uma tendência dessas no armário, só olhar com outros olhos!

NYFW-OMBRE

Esses looks no aspecto degradé foram os que mais me chamaram a atenção. Sério, todos lindos e quase um senso comum entre estilistas como Oscar de la Renta, Prabal Gurung, Sies Marjan e Pamella Roland.

Aliás, se alguma famosar usar esse longo plumas de uvas no tapete vermelho, tem todo meu amor! Sei que é difícil colocar em prática esse mix de cores tão incomum, mas vale ficar de olho!

NYFW-VERMELHo-E-ROSA

Pra mim essa duplinha é o novo preto e branco! Já falamos dela ano passado e essa temporada confirmou que esse colorblocking já pode ser considerado um belo clássico.

Estamos vivendo uma era de bold colors e, seja vermelho-e-rosa ou qualquer combinação similar (amo laranja nessa onda também), é um look com cara de atual. Eu amo e protejo!

NYFW-VERMELHO

Repare as fotos acima, looks tooodo vermelho! Da cabeça aos pés, do batom ao sapato. Seja um vermelho brilhante ou um vermelho quase vinho, esse ideal monocromático chamou a atenção na temporada. Menção mais que honrosa para a botinha vermelha, ela será o hit do outono/inverno!

NYFW-ONCINHA

“Ahh, mas oncinha nunca deixou de ser clássico”, diríamos todas nós! Eu amo essa estampa, mas ela andava difícil de ser encontrada por aí e andava meio tímida nas coleções. Outro dia mesmo fiz um post falando dessa saudade e sugerindo algumas opções.

Bom, se depender da NYFW,  ela volta fortíssima e poderosíssima! Seja no print clássico, mas também colorido, com mix de estampas, acessórios ou onde der na telha. Se os grandes estilistas são uníssonos na tendência, em breve veremos na prática por aqui.

NYFW-TRICO

Passou o carnaval e a gente já acha que o verão acabou, né? Bom, ainda temos mais um mês pela frente de calor oficial, mas atente que quando o frio chegar o tricozaço pode aparecer. Seja na modelagem giga ou numa trama maior, eles foram hit nas passarelas de lá e por aqui podemos ter modelos à nossa maneira, que tal?

 

Acima fiz um #Shopthepost só com peças na pegada do post, bom pra gente atualizar nosso armário da nova estação, preparadas?

 

A moda está feia (e isso é ótimo)!

19/02/2018  •  Por Thereza  •  Moda, Pense

Bom dia, leitoras! Passado janeiro, carnaval… feliz ano novo! Nosso “primeiro” post do ano vem com uma revelação, um sentimento, uma tendência meio que, digamos, abstrata, subjetiva, mas muito importante de se observar: a moda está feia. A moda está “desajeitada, mal ajambrada, esquisita, primitiva”. E isso é bom, explico.

Voltamos para 2016 e esse post aqui da Rihanna, fada precursora das moda. No tal texto, eu ligeiramente estranhava – mas reverenciava – que Rihanna estava usando umas roupas estranhas. Não que Riri fosse uma patricinha ou fashion victim convicta de sempre usar looks bonitinhos e da vez, mas ela estava um ponto fora da curva, bom, mal sabíamos que esse ponto já era 2018. O título era uma pergunta “O que Rihanna está querendo dizer com esses looks?” e eu mesma me respondo: lindíssima, falou tudo.

Agora explico, lembra desse post de janeiro dos “dad sneakers” e aqueles tênis feiões do papai? Pois bem, eles são uma febre, desejo, fascínio e sensação, a NYFW acabou e só se via isso, dos originais da Balenciaga, LV e Chanel, aos genéricos da Zara e qualquer outra marca acessível que queira capitalizar com essa moda feia.

Bom, podemos de cara pensar “nossa esse povo tudo fashion victim”, mas na real, vamos pensar além dos 2 segundos e um pouco do reflexo da Rihanna: a tal moda feia tem um propósito maior. Li uma matéria muito legal no WW falando um pouco disso e do tal ciclo da moda. Vocês conseguem me dizer qual era a grande febre fashion 10 anos atrás? Pois bem, refresco sua memória: Hervé Leger e o models body-con embalados a vácuo. Vestidos belíssimos, não podemos negar, mas zero confortáveis e não lá muito democráticos.

Agora o que os inocentes tênis do papai indicam? Que a moda tá esquisita sim, meio feiosa ok, mas confortável e desapegada. É aquilo que já profetizou nossa pensadora contemporânea, Tati Quebra Barraco, “é feio, mas tá na moda”. E vamos ver pelo lado positivo, todo mundo ganha, mas sabe como? Desapega também.

Pensa na expressão do comprimento ingrato? Vamos exercitar nosso olhar pra isso ser apenas mais um comprimento, vamos nos habituar e inserí-lo na nossa estética. Tipo como temos feito, por exemplo, com a pochete. A famigerada pochete é mais que item fashion vigente (ainda mais depois do carnaval), ela deve ser elevada a status de clássico e muito nesse caso pelo fato da gente simplesmente desapegar de achar que tá aumentando a barriga ou nos livrar de qualquer estereótipo que vem acoplado nela – e de quebra a danada ainda é super prática.

Voltando ao universo fashion na prática, sabe 2 responsáveis por essa revolução, digamos, espiritual? Uma é a marca Vetementes (já falamos dela aqui, vale ler pra entender um pouco sua estética), que desconstrói looks, shapes, proporções, alegorias e adereços. De bônus, Demna Gvsalia, estilista da marca, agora também bate ponto na Balenciaga, a responsável pela febre do tal tênis do pai. Além deles, a Gucci vem fortíssima na transformação do bonito, com uma moda mais extravagante e adoravelmente exagerada. Aquelas desfiles que a gente não entende? Algumas temporadas depois vem transformando nossa estética na prática.

Por fim (e talvez o mais importante), sabe a moda ostentação que a gente observa por aí e eventualmente nos repele tamanha a não-identificação? Essa tal “moda feia” é um passo importante para a quebra desse ciclo vicioso e saturado, é o toque de realidade que faz falta e vai tirar essa beleza engessada que vivemos nessa era Instagram. A Bella Hadid usando roupas feias terá um belo propósito a médio prazo, acredite.

Todas as fotos do post foram dessa temporada da NYFW, você vai necessariamente usar igual? Você que sabe, mas sem dúvida podemos receber o recado que a moda está ampliando, diversificando e deixando a tal estética mais frouxa e livre. Um bom indicativo na prática é só ver a nova coleção da Zara que vem um pouco assim, peças mais amplas, um quê genderless, misturas inusitadas e muito conforto. A sempre tão segregadora moda agora está mais tolerante e descontruída, e é basicamente isso que a gente leva, é libertador e vale ficar atenta pro ano que começa!

E vocês, já perceberam essa gradual mudança e como encaram essa nova estética?

 

5 Tendências da temporada de alta costura pra usar na vida real!

25/01/2018  •  Por Thereza  •  Fashion Week

Esse é um título de post bastante utópico, pois “alta costura” e “vida real” não cabem numa mesma frase, mas explico. É que acompanhando os 3 dias da temporada couture em Paris (onde mais seria?!), reparei algumas coisas em comum e que, quem sabe, podemos adaptar pra vida real, mas 100% antenada.

Lógico que isso naturalmente acontece em qualquer tipo de semana de moda, até mesmo na bastante exclusiva alta costura, mas essas são espécies de tendência que valem pra gente ligar o radar e quem sabe  buscar traduzir à no$$a maneira!

LAÇAROTE

O que é um detalhe que geralmente compõe looks românticos, se tornou carro-chefe de muitas apresentações, como a do Elie Saab que postamos aqui, mas também esteve presente de Valli a Vauthier. Será que com o fim momentâneo do minimalismo teremos de volta a era mais fofa romântica?

OCLINHOS

Essa é uma confirmação de uma tendência que começou meio que marotamente há um ano. Encabeçado pelas instamodels, os oclinhos que não tampam nenhum sol (teve post também aqui) ganharam um respiro na temporada de alta costura. Do retangular com Vauthier até no shape gatinho – e com outra trend, correntes! – com Saab. Preparadas?

TULE NA CABEÇA

Eu esqueci o nome oficial disso (#blogueirafail), mas os tules dos mais diversos formatos estiveram presente em vários desfiles da temporada. Seja com bolinhas ou apliques, não faço a mínima ideia de como usaríamos isso na vida real, mas uma coisa é certa, achei bem lúdico para o momento carnaval, que tal?!

FLASH TATTOO

Há uns 3 anos, as Flash tatoos eram moda e a gente aplicava por qualque canto do corpo. Será que a tendência volta? Parece que sim! Maria Grazia Chiuri criou modelos especiais pra Dior com mensagens de ordem e que são a cara da nova fase da marca. Por mim tudo bem!

BRINCÃO

Acho que a moda mais real de toda, brincões. Eles não vão a lugar algum! Teve versão argolona com pérolas, olhos e correntes extras longas. Pras apaixonadas por brincão _o/ nada de minimalismo!

Qual dessas tendências voc6es adaptariam pra vida real?!