REVIEW: 50 TONS DE CINZA, O FILME!

13/02/2015  •  Por Thereza  •  Moda, News

463199258

Dois anos e meio depois de fazer o primeiro post sobre o livro 50 Tons de Cinza, cá estou pra comentar sobre o filme que vi nessa madrugada (as fotos do post são da premiere do filme que rolou ontem em Berlim).

CALMA, ainda não vem spoiler (até porque este é relativo quando se trata de um filme sobre um livro, mas vou avisar quando for um possível), mas primeiro um desabafo:

Que gente chata que fica cricriticando a tal da saga FSOG, que é um filme raso, que a autora escreve mal blá blá, gente, é apenas um filme de puro entretenimento, eu nunca o levei tão a sério assim e ninguém quer (re)inventar a roda ou a penicilina não, o filme virou moda e sorte a dele. Bom, passado esse momento, uma informação relevante pra quem assistiu ou não:

HAVERÁ SEQUÊNCIA!

Será uma trilogia, exatamente como o livro (ou Crepúsculo, rs) e isso já diz muito sobre esse primeiro filme e, como nobre entusiasta da saga, posso afirmar, o filme foi fiel ao livro, se isso é bom ou não, saberemos abaixo.

Quero assistir ao filme de novo, com calma e concentrada (a mulherada na sessão tava achando gargalhando nas cenas que eu até desconcentrei, mas talvez se eu fosse com amigas faria igual), mas já tenho minha visão, depois de tanta expectativa.

'Fifty Shades of Grey' Premiere - 65th Berlinale International Film Festival

Agora vamos às questões que passavam pela nossa cabeça ao longo desse período pré paredão filme, não é necessariamente spoiler, mas é minha concepção sobre o filme, vou puxar o tópico e deixar um espaço caso você não queira ler :)

É UM FILME DIGNO DE OSCAR? É PURO ENTRETENIMENTO? É UMA GRANDE DECEPÇÃO?

É entretenimento! Nada que você saia embasbacada aguardando as estatuetas, tampouco uma decepção “perdi minha juventude com isso?!“. É um filme bem feito, redondo e fim. Como fã (não tali) não sai decepcionada e nem senti que desperdicei R$53 (que ingresso caro hehe).

O CHRISTIAN E A ANA FUNCIONAM? JAMIE E DAKOTA TRABALHAM BEM?

Lembra do tempo que a gente torcia por Ryan Gosling (ok, Matt Bomer) e Emma Watson? Achei bem bom eles ficarem quietinhos no canto deles. A decisão de serem duas (praticamente) new faces, foi a melhor tomada.

Jamie é muito charmoso, tem uma atuação contida e correta (tô me sentindo A crítica kkkK), é bom pro papel e não deixou nosso ~imaginário~ se decepcionar. Já Dakota me surpreendeu, a personagem não é fácil, é chata, mas a atriz se entregou e quando digo isso, falo pelas cenas de nudez, que ela estava lá de corpo, alma e peitos de fora, merece o reconhecimento.

A QUÍMICA DOS DOIS???

Não vou dizer que achei algo surpreendente UAU OMG PERDI O FÔLEGO, mas rolou uma boa sintonia. Poderia ser mais? Sim, mas foi correto, interessante e bem produzido na maior parte do filme. Rodrigo me acompanhou (obg dscpl!!), não sabia NADA do filme, e disse que era uma versão Crepúsculo mais adulta, e é mais ou menos isso.

SOBRE A PRODUÇÃO CENAS E CENÁRIOS DO FILME?

Ele também me perguntou se era filme low budget kkkk, de fato certos cenários poderiam ser mais caprichados, a sala de reunião tem muita cara de estúdio dos anos 90, o apartamento dele é frio demais e eu SEI que a intenção era essa, mas poderia ser mais bem trabalhado, sofisticado e natural. Mas o quarto da dor em si é fiel ao filme, poderia ser mais “boudoir” e “lúdico”, mas foi bem reproduzido. Assim como o figurino, ele sempre impecável e ela sempre… ela. Agora sobre a trilha sonora: INCRÍVEL! Foi um ponto importante e que fez muita diferença!

AS CENAS DE SEXO?

Muito bem produzidas! São de fato quentes (a do gelo foi a melhor), com takes certeiros, não é nada constrangedor, chocante, tampouco decepcionante, achei muito bom e no limite do bom senso de um filme que não passa no xvideos. No total são 20 minutos de cenas de sexo (o filme tem 125 minutos), achei bem razoável, porque o legal do filne também é o ~desabrochar~ do conturbado relacionamento.

MINHA EXPECTATIVA X MINHA REALIDADE

O que eu achei num todo? Tava muito animada e ansiosa! Depois do filme não saí da sala eufórica e entusiasmada, sabe? Tipo não me decepcioneeeei, mas também não me surpreendi. Era exatamente aquilo que esperava, apesar de terem cortado muitas cenas (lógico), no final foram bem fiéis ao livro, talvez até demais!

Sei que é um livro questionável, cativante, mas nada revolucionário. No fundo esperava que o toque hollywoodiano pudesse deixá-lo mais surpreendente, mas no final das contas, com tanta expectativa do povo, eles buscaram agradar quem de fato leu o livro e esperou esse tempo todo pelo filme! Acho que o final é positivo, o tombo poderia ser maior e por aqui sigo curtindo a saga e, logicamente, aguardando pelo desenrolar!

463209778

'Fifty Shades of Grey' Premiere - 65th Berlinale International Film Festival

'Fifty Shades of Grey' Premiere - 65th Berlinale International Film Festival

E vocês, já viram? Tô muito curiosa pra saber a visão de vocês do filme, me contem!!!

A decepção veste Prada

17/03/2014  •  Por Thereza  •  Moda, News

Na realidade ela veste mais pra uma Zara mesmo, pois essa sou eu, depois de ler “A Vingança veste Prada”. O livro é a sequência do “Diabo”, a memorável história de Andy Sachs e Miranda Priestly que tanto lemos e também vemos e revemos sempre que podemos!

PRADA1

Antes de qualquer spoiler, o livro narra da história de Andy, 10 anos depois, bem sucedida, noiva de um dos caras mais cobiçados de NY, melhor amiga de até então sua desafeta Emily, que juntas lançaram uma revista sobre casamentos, a The Plunge, que se tornou revelação no meio editorial.

Até aí essas informações são oficiais e tudo parece promissor, certo? Que reviravolta! Meu Deus, será que Anne Hathaway, Meryl Streep e Emily Blunt aceitarão fazer a continuação? Quem será o tal bofe de ouro que interpretará o noivo da Andy? Quando o filme começará a ser gravado? Partiu cinema?

Comecei a ler o livro, agora vamos falar com spoilers.

Que decepção. Primeiro eu achei o livro arrastado. Diferente do primeiro, os fatos são narrados tão lentamente que em certos momentos se você pular umas folhas, você não perde nada. Enquanto isso, partes interessantes ficavam espremidas entre trechos desnecessários. Agora o que mais me deixou abismada foi quem abduziu Lauren Weisberger, a autora? Pois o que mais me choca no livro é que a Andy parece que mudou de personalidade, andou pra trás, ficou chata e zero decidida.

REVENGE PRADA

Ok que a personagem era um pouco insegura, não se habituou ao tal glamour, mas ao longo do 1o livro ela tinha crescido e amadurecido. Parece que no 2o, depois de construir uma revista de sucesso, ela de repente fica insegura. Sua única determinação no livro era não marcar a tal reunião com a Miranda e fugir da, ainda diaba, pelas longas 400 página.

E o mote do livro é a proposta que a Elias-Clark faz para que elas vendam a revista, porém elas teriam que conviver por um ano com a Miranda, que supervisionaria essa transição. E esse era o x da questão da Andy, ao invés de encarar como desafio, ela via pela ótica do medo do passado.

Daí quando surge essa tal convite, pensei, das duas uma: ou elas topariam e a história giraria em torno desse convívio com a Miranda, porém agora Andy e Emily numa versão mais poderosa, o que seria legal pois seriam embates interessantes e no final todas viveriam felizes para sempre. Ou outra: elas não venderiam, competiriam diretamente e se tornariam rivais, daí a tal vingança de Andrea.

Acho que pensando num filme, a primeira opção seria mais interessante e poderia ter um desenvolvimento legal, já a segunda seria também provável e que faria jus ao título, mas nada disso aconteceu. Quando fiquei sabendo do livro, achei que seria a vingança da Andy, mas não, a própria Miranda se vinga mais uma vez e that’s all, queridinhas.

565

Agora confesso que mesmo me decepcionando, recomendo a leitura pois ainda tem trechos legais, especialmente da amizade da Emily e Andy e como tudo se desenvolveu, agora pra quem não quer ler, um resumo final bem rápido: Andy ficou o livro todo enrolando pra tomar a tal deci$ão, enquanto todos (Emily e os maridos das duas) queriam vender, afinal era uma experiência multimilionária.

Mas lááá no final do livro, na hora que Andy decide não vender, os 3 vão lá e assinam o contrato (os maridos também eram sócios e fizeram uma jogada sacaninha) e a pegam de surpresa. Daí ela se separa dele (aliás, eles tinham uma filha juntos, a doce Clementine), acaba a amizade com a Emily e ela vende a parte dela (ok, ela fica rica), tudo isso assim em questão de uma página, num desfecho mal elaborado.

Agora pra culminar a decepção, Andy volta a fazer freela pra uma revista, usa um escritório compartilhado e, pasmem, vota praquele namorado chef que tinha terminado com ela logo depois e que era contra todo o “momento fashion” dela. Antes ela tivesse voltado pro Mentalista!

Enfim, Andy cresce, erra, joga o celular no chafariz, aprende, recomeça, toma o rumo, cre$ce, forma família, fica insegura e volta tudo lá onde começou. Ok que as pessoas tem direito a recomeçar, mas quem leu os dois livros se choca com a transformação negativa da Andy e torcia por um relacionamento maior direto com a Miranda, o que pouco teve.

ELENCO

Eu confesso que fiquei decepcionada com a história mais pelo fato de não consigo imaginar nada disso no cinema. A história contada em tela grande provavelmente ficaria pior ainda que no livro, o que é uma pena. Alguém aqui já leu, o que achou? Será que foi só minha essa sensação de decepção?!

Review: A pomada do Oscar Blandi

14/01/2014  •  Por Thereza  •  Beleza, Cabelos

8

Tô com muita resenha capilar pra compartilhar por aqui, se preparem! Agora como o tema do meu corte da cebelo continua e no post eu mencionei um produto que agora não vivo sem, então foco nele!

Como vocês sabem, meu cabelo é mega fino e fica oleoso rápido, daí toda pomada que comprava pra fazer um truquinho, logo deixava de lado porque sentia meu cabelo pesado e oleoso e eu não gosto de nada disso. A única coisa que uso nesse tema é o spray Let It Shine da Bumble & Bumble, que acho maravilhoso, pena que não vende no Brasil.

Daí logo depois que cortei o cabelo, dei uma passadinha na Sephora e entre uma gôndola e outra, parei na prateleira do Oscar Blandi. Lembram que ano passado falei aqui do Home Salon Glaze pra envernizar – aka dar brilho – o cabelo? Pois bem, o produto é mara e depois recebi vários comentários de leitoras que compraram e também amaram. Dada a boa impressão da marca, experimentei a sua pomada pra dar uma bagunçadinha nas minhas novas camadas capilares.

Oscar blandi pomade

O nome dela é Pronto Dry Sculpting Pomade, no seu diferencial, um acabamento matte (sem aquele visual “molhadinho” que muitas pomadas tem) e super leve. Diferente das outras, a textura dela é bem levinha e com muito pouco você já bagunça o cabelo todo. Em sua composição tem proteína de soja que garante volume e força e Vitamina E pra reparar e proteger, ou seja, modela e cuida. 

Pra quem não sabe, Oscar Blandi é um hairstylist que tem salão em NY e é mega famoso, atende celebs como Jennifer Lawrence, Jessica Biel, Alba e muitas outras. Dado o tamanho sucesso,  criou sua linha de produtos capilares e em toda revista que leio, só dá ele, o cara é bom!

POMADA OSCAR

Minha opinião sobre a pomada: É super levinha sim, aplico bem nas pontinhas e numa quantidade muito pequena e já sinto efeito imediato e, o principal, diferente das outras que já experimentei, o efeito dura e olha que eu tenho a irritante mania de ficar mexendo no cabelo sem parar.

Eu comprei na Sephora e também vende aqui no e-commerce da marca. Não é das coisas mais baratas do mundo (geralmente pomadas são assim), mas certeza absulota que vai durar MUITO tempo, porque tipo com bem pouquinho funciona muito!

oscar blandi sienna miller

Dando uma pesquisada sobre a pomada, descobri que Sienna Miller – popularmente conhecida pelo cabelo mais maravilhoso do mundo –  se preparou pro último Baile do Met com o Oscar e ele contou que usou a pomada. No caso dela foi diferente, porque pra dar o aspecto “punk” do tema, ele aplicou em muita quantidade e inclusive na raiz pra dar uma marcada, o que não é nosso caso na vida real, but se Sienninha usa, tá aprovado #soudessas

4 chuckes e meio

Nota final 4,5 Chucks de qualidade! É super eficiente, meio carinha, mas vale cada centaco, vai pra listinha! Quem também busca um produto pra deixar o cabelo caprichadinho, mas sem pesar ou sujar, precisa experimentar!