O que a Rihanna esta querendo dizer com esses looks looks?

23/08/2016  •  Por Thereza  •  Celebridades, Estilo

Eu gosto muito da Rihanna, gosto bastante mesmo. Sem dúvidas ela é minha popstar favorita. Gosto das músicas, faço questão de comprar cd pra ter guardado comigo, adoro a vibe dela [email protected] tô nem aí, chega até mesmo a ser inspirador ver uma uber famosa desconstruída, dona do seu próprio nariz e sem aquele projeto de perfeição, gosto mesmo.

Sobre moda, Rihanna sempre foi ousada, sempre vestiu o que quis, foi do sexy conceitual ao couture Dior entre um look e outro e isso sempre foi louvável. Agora nos últimos meses ela tem mudado um pouco o estilo, alguma coisa está acontecendo com a RiHanna, Ela está querendo dizer aLguma coisaP. Vamos observar algumas das principais fotos desses últimos meses.

rihanna vetements

rihanna over the knee

rihanna nightclub

Over the knee, tipo de calçado clássico entre as popstars, seja no palco ou na vida real. No caso da Rihanna a over vira quase calça, é muito ousada. O primeiro look foi recente de um festival de música e mostra Rihanna poderosa com botinha Vetements (se não conhece a marca, sugiro ler esse post).

A versão jeans é dela própria em parceria com Manolo Blahnik, o que poderia ser uma bota “normal”, no caso da Rihanna os dois looks vem carregados de informação de moda, mesmo com t-shirt e “camisa social”. Ok, as botas são um ponto a mais na nova fase Rihanna, vamos ao mais expressivo.

rihanna stripes

rihanna floral vetements

rihanna floral dress

Rihanna é sexy, mas suas roupas não (mais). Veja bem, existem decotes, fendas e recortes que mostram o corpo feminino e exaltam tal sexualidade, mas Rihanna tem andado escondida, mas não menos sexy, aquela tal da personalidade.

Um ponto importante que todos nós devemos rever – ou quebrar – é no que tange a proporção e shapes. A moda tem revisto bastante isso (a calça cullote é um exemplo clássico) e Rihanna é uma embaixadora  do estilo muito pano e sem aquele famigerado look-que-mostra-o-corpo. A gente pode até não seguir isso na prática e de maneira tão literal, mas é sim sinal dos tempos.

rihanna

rihanna look

rihanna balenciaga

Voltemos ao corpo de fora, mas segue o exagero, seja do casaco caído (ja tivemos post desse “truque de styling” aqui) do comprimento ~ingrato ou casaco o-defunto-era-maior. Rihanna é ousada, Rihanna é avant garde e esses looks looks dizem alguma coisa que nos influenciarão digitalmente, quem sabe talvez, num futuro breve.

Lógico que não sairemos à la popstar por aí, mas acredito que esse é um bom sinal que a moda se transforma e faz mulheres sem permitirem algo a mais. Não sei, pode ser apenas uma singela reflexão minha que quis compartilhar com vocês, mas em se tratando de Rihanna, vale ficar de olho!

Queria saber o que vocês acham desse “novo” estilo dela e desse outro momento fashion!

O QUE É CAFONA PRA VOCÊ?

03/08/2015  •  Por Thereza  •  Estilo, Moda, Pense

Pro dicionário é adj m+f De mau gosto: Chapéu cafona. s m+f 1 Pessoa que se caracteriza pela falta de bom gosto ou pelo gosto estragado, principalmente no trajar e nas coisas da vida cotidiana. 2 Pessoa sem modos, acafajestada.

E sabe de onde vem a origem da palavra cafona? Segundo meu amigo etimólogo, Deonísio da Silva, autor do livro “De onde vêm as palavras” (e de tantos outros, sem contar que também é vizinho blogueiro!)veio do Italiano “cafone”, palavra derivada do Latim “Cafo”, nome de um centurião romano de hábitos rudes, grosseiros.

b2fcb4e96b5a7a5c17419f9debbd4f6a

Digo tudo isso porque outro dia vi uma pessoa falando que uma peça x era “muuuito cafona”. Daí pensei, “iiisso é cafona?”, mas por quê? Nunca imaginei que tal coisa pudesse ser chamada de cafona (se eu contar vocês nem acreditam). Tipo, não era algo ~popularmente cafona~ como uma pochete ou um saruel, era uma roupa normal, do cotidiano, que você aí usa de boa e que essa pessoa simplesmente achou (“muuuito”) cafona.  Ué, mas por que esse danado é considerado cafona? Porque essa pessoa definiu isso como cafona? Acho que ela tem todo o direito, mas também acho arbitrário.

Daí me veio outra historia que li na última semana da jornalista que sou fã, Cora Rónai, que em sua coluna chamou algo de espelunca, esse algo (uma pizzaria) se sentiu logicamente ofendido e Cora fez uma excelente mea culpa e reflexão sobre o poder das palavras. Em cada ouvido, uma sentença e um peso que pode ser razoável para uns, mas pode soar infeliz para outros.

Voltando à cafonice, se você acompanha o blog há 7 dias ou 7 anos sabe que evito ao máximo (e geralmente  consigo) empregar a palavra cafona. Acho pesado e até grosseiro usar o termo assim deliberadamente. Existem maneiras bem mais sutis – e inteligentes! – de desgostar de algo, de achar feio, ultrapassado, demodé (taí palavra demodé, demodé). Chamar uma coisa x de cafona é muito raso e generaliza algo individual. Também acho um pouco arrogante e, eventualmente cafona, alguém com a pretensão de ditar o que é cafona ou não.

anigif_enhanced-31373-1400113150-1

É óbvio que no nosso dia a dia chamar algo de cafona é mais que natural, mas ao mesmo tempo, rótulos assim não estão ultrapassados? Palavra como essa não tem um peso desnecessário, ou pior, soa esnobe? Lógico que a pessoa em questão era pública, com isso o peso muda e a força da palavra também. Eu, enquanto blogueira, me preocupo mil vezes – até demais – com o tom das minhas palavras, preciso ser responsável e cuidadosa e, no que diz respeito à cafonice, jamais me atrevo a ditar algo tão relativo, salvo raras e inevitáveis exceções… como a pochete, tô brincando pochete, você foi só um caso clássico! :)

Acho que nos dias de hoje, nos quais as pessoas estão bem mais conscientes, libertas de rótulos e livres de preconceitos, cafona se torna uma palavra desnecessária, com o perdão do nobre centurião italiano.

Resumindo, pra mim, cafona é ditar algo de cafona e pra você, afinal, o que é cafona?

A BEYONCÉ SAIU BÁSICA PELA RUA

15/07/2015  •  Por Thereza  •  Estilo, Pense

E quando a Beyoncé sai básica na rua, isso significa muita coisa, e também um post.

2A81D55D00000578-0-image-m-74_1436835934595

É sabido por todos, Beyoncé é a mulher mais poderosa do mundo. Ela é pop, é referência, é sucesso. Não apenas o que ela toca vira ouro, mas tudo que ela veste se torna representativo. Beyoncé não sai em vão. Se ela saiu de um jeito x, é porque: ela viu algo, quer dizer algo ou mostrar pro mundo que vai rolar algo.

E eu tô falando de moda, é claro! Beyoncé não só lança tendência, mas afirma muita coisa. E se ano passado foi o ano do normcore, onde a moda não era moda e a ideia era vestir qualquer coisa apenas pra tapar suas partes íntimas, ~digamos assim~, Beyoncé realizou e pensou, ok, voltarei ao básico.

Falo tudo isso por conta desse look de ontem…

main.original.585x0

Enquanto Lady Gaga anda toda trabalhada na fantasia, Rihanna anda toda trabalhada na V1d4lok1ce e até Kimberly West anda toda trabalhada no fashionismo nonsense, chegou a Beyoncé e subverteu usando SIMPLESMENTE: jeans, camiseta e tênis.

Cara, BEY, a gente já usou esse look em 1997, obrigada! Quando Beyoncé sai pelas ruas do verão nova iorquino usando apenas jeans+camiseta+tênis, eu vejo como uma mensagem.

Captei, captei a vossa mensagem divina Bey!

Se nos últimos anos vivemos a onda do exagero, multi acessórios, exibicionismos desmedidos, in$halá… daí quando a mulher mais poderosa+influente+famosa do mundo me sai de jeans e camiseta, migas… ela tá dizendo alguma coisa.

E o melhor, ela não tá “mandando” você sair de jeans e camiseta, mas ela tá falando: ué, sai do jeito que você quiser! Mas sim, o momento é mais introspectivo, estamos passando por uma transição de pensamento e lifestyle (como conversamos nesse post aqui) e eu acho incrível como um simples look pode  endossar e colaborar para um momento tão importante.

Adoro a Beyoncé, não sou Beyoncenática, mas consigo enxergar um pouco além do simples look, vocês também?

Página 3 de 612345Última »