Um apartamento em Notting Hill

23/08/2016  •  Por Thereza  •  Decorismo

Já imaginou como seria um apartamento em Notting Hill, uma das regiões mais charmosas de Londres? Bom, acredito que esse reflita muito bem o estilo supercool londrino do bairro, olha só!

008-eco-house-notting-hill

007-eco-house-notting-hill

006-eco-house-notting-hill

003-eco-house-notting-hill

044-eco-house-notting-hill

042-eco-house-notting-hill

025-eco-house-notting-hill

018-eco-house-notting-hill

DICA DE VIAGEM: A LONDRES DE GABRIELA GANEM

29/07/2015  •  Por Thereza  •  Viagem

Mais um post colaborativo de viagem! Depois de descobrir a Nova York de Alê Garattoni, chegou a hora de conhecer a Londres da Gabriela Ganem do blog Starving. A Gabi morou em Londres por um bom tempo e conhece a cidade como ninguém, então se você quer ler dicas de insider e que fuja do óbvio, vamos lá!

LONDRES-GABI-GANEM

Primeira lembrança de Londres? Batata frita! Na primeira vez que fui, ainda era criança. Minhas irmãs e eu comemos tanta batata frita que fiquei anos sem tocar em uma, rs. Enjoei mesmo. Até hoje não sou muito apegada. Me lembro dos museus também. Menos mal.

Restaurantes que você vai todas as vezes que está na cidade: Londres pode ser o melhor ou pior lugar do mundo para comer, rs. Dá para se alimentar bem por 10 Libras se você souber onde ir. Do contrário, mesmo com pequenas fortunas, você pode se dar mal. Um bom exemplo de comida boa e barata é o Busaba Eathai, um tailandês maravilhoso e muito acessível. Sento numa das mesas compartilhadas, peço um pad thai maravilhoso com água da bica (lá é limpa) e pago uns 10,00 pounds.

Neste mesmo esquema tem o Rossopomodoro, pizzaria napolitana. Pizza de Nápoles é sempre perfeita. Esqueça Jamie’s Italian. Sério. Se eu quiser inve$tir num bom jantar, vou no Zuma, um asiático com foco em frutos do mar que tem a melhor lagosta. É com Green Chilli. Britânicos amam chilli demais, mas nessa até eu tive que ceder. Lá tem também o melhor Edamame. Nunca peçam sobremesa. Em lugar nenhum. Saiam do restaurante e procurem um Ben’s Cookies. De nada.

Programação que te faz sentir como uma londrina: Escutar rock num Pub! A playlist é sempre a mesma, misteriosamente. Pode contar com Sweet Home Alabama, Mr. Brightside, Oasis e Bon Jovi. Muito me agrada esta lista! Para beber num pub, além da clássica cerveja, vale conhecer a jarra de Pimm’s, feita com frutas. Não esqueçam que também dá para comer em Pubs. Sempre vai ter torta ou fish’n’chips.

Passeio turístico favorito: As feiras! Dá para comprar, dá para comer, ouvir música… E ver gente! Em Londres, as pessoas são a maior atração. Tem gente do mundo todo e os próprios londrinos, que merecem uma atenção especial. Adoro ir a Brick Lane aos domingos, à feira gastronômica em Borough Market e a Camden Town.

Programa de índio que não recomenda à ninguém: Westminster Abbey. Nunca fui, mas não recomendo. O ingresso é caro, rs. Não se esqueça que cada Libra vale muito mais do que os 5,00 Reais da conversão. Uma libra pode te render muitas coisas!

Alguma experiência/memória negativa com a cidade: O clima! Londres é fria e cinza. Certeza que “winter is coming” está escrito em algum lugar na bandeira inglesa. No verão é frio. Pode ser que você presencie calor. Talvez quando os planetas se alinharem… Leve sempre um casaco e desconfie.

LONDRES1

Lojas imperdíveis: Tantas! Tenho medo de ser esquecida. Primeiramente, Primark. Mas nada de ir naquela manjadíssima de Marble Arch. Tem que ir na flagship de Tottenham! Para quem não conhece, Primark é quase um supermercado de roupas. É muito barato e dá para garimpar lindamente, se você tiver paciência. Eles vendem malas também… Entenderam a escala? Pena que este câmbio está uma covardia.

Outra que amo: River Island! É um pouco jovem para o meu gosto, mas com um bom olho você encontra peças muito singulares um jeans maravilhoso. All Saints! Esta loja, é algo muito especial. Tem um estilo tão característico que você reconhece sem ver a etiqueta. Lembra da moda das sainhas bordadas? All Saints. Adoro a Reiss também, mas não comprava lá porque o preço não é competitivo, rs.

Um achado/segredo londrino que você só revela pros amigos e, agora, pra gente: Ao final de Brick Lane tem umas lojinhas de couro que vendem jaquetas e afins a preços maravilhosos. Comprei a minha por 55,00 Libras… Acho que ficou mais mainstream desde que morei lá e deve ter subido um pouco. Sempre pechinchem por lá!

Um hotel que te faz sentir em casa: Jamais fico em hotel em Londres… Tenho um bocado de gente lá. O que eu faria é me hospedar em West London, em regiões próximas a High Street Kensington, Notting Hill, South Kensington… Prefiro. Mas Camden é o máximo também.

Época do ano favorita? Verão! São 4 horas de noite no verão… Uma delícia! E qualquer coisa diferente de verão é inverno.

Selfridge’s ou Harrods? Selfridge’s! Visitem a Shoe Gallery!

Como é um dia perfeito pra você em Londres? Com sol, tomando um chá da tarde na Fortnum and Mason com o Benedict Cumberbatch. Mas se ele não aceitar meu convite, acho que daria um pulinho em Richmond, um subúrbio bem gracinha. Diziam que os Beckhams moravam lá.

O que te faz voltar pra Londres sempre? Me sinto em casa! Amo a diversidade cultural… É um mini mundo. Além disso, é uma cidade fácil de circular e bonita. Isso sem contar as compras! Eu sou o tipo de pessoa que passou um mês nos Estados Unidos, foi e voltou com uma mala. Em Londres eu pago sobrepeso, rs. Não é bem o preço (às vezes é) e sim a oferta. Tem seção de mignon, tem seção de altas e os tamanhos são abrangentes. Melhor lugar para compras no planeta.

LONDRES-23

Obrigada Gabi por ter compartilhado suas dicas e principalmente sua visão de Londres! Espero que tenham gostado das dicas e aguardem os próximos convidados, quem quiser sugerir cidade ou pessoa, só falar!

2 MARCAS DE BELEZA QUE VOCÊ PRECISA CONHECER NA SUA PRÓXIMA VIAGEM

06/04/2015  •  Por Thereza  •  Beleza, Compras, New York

Mesmo com o dólar oscilante do jeito que tá, ainda temos uma ligeira fé e ânimo pra pensar numa próxima viagem, certo? Bom, eu tenho! E ainda venho com duas dicas daquelas bem no capricho e que eu já estava há tempos querendo compartilhar com vocês.

MARCAS-DE-BELEZA

Depois que a gente vira blogueira, tentamos fugir do óbvio e buscar novos horizontes, logo dicas especiais e novas marcas que chamem a atenção e mereçam seus – agora mais do que nunca – sofridos dólares! E essas duas marcas se tornaram parte da minha rotina de beauté e eu recomendo pra qualquer um.

MALIN-GOETZ

Pensa num casal tipicamente nova iorquino, super antenado e de olho no mercado de beleza? Pois bem, foi assim que Matthew Malin e Andrew Goetz criaram em 2004 a Malin+Goetz, com a premissa de fazer produtos com ingredientes naturais, tecnologia de ponta e estética diferenciada. O que antes era uma pequena linha de itens para pele, hoje tem  produtos pra cabelo, corpo, casa, pet e além.

Eu conheci a M+G quando me hospedei no Mondrian de NY (postei aqui) e por lá surrupiei suas adoráveis miniaturas do banheiro (Ross feelings :D), depois disso dei de cara com um corner da marca na Bloomingdale’s e comprei a versão big do meu shower gel favorito: o de bergamota. Pensa numa coisa cheirosa e cremosa? <3

Além disso, seus produtos vão de shampoo, vela e até dog beauty e envolvem materiais como: coentro, bergamota, sálvia, rum, eucalipto, camomila, mojito, cannabis entre tantos outros. Daquele tipo de produto que é curioso de experimentar, conhecer novos ares, líquidos e também ótima opção de presente praquela pessoa descolada que ~acha~ que conhece tudo!

Tem loja própria da Malin+Goetz em NY e dá pra encontrar a marca em vários corners de lojas de departamento, aqui tem uma lista.

LE-LABO

Vocês sabem que só percebemos que um perfume é bom quando ele dura mais de 30 minutos na pele? Agora se ele durar mais de 1h, ele é muito bom e por aí vai! E proposta da Le Labo é justamente essa, criar uma experiência de alta qualidade na compra e produzir fragrâncias mais ricas e, principalmente duradouras. O preço disso? Não é dos mais baratos, mas vale cada centavo.

Conheci essa marca francesa (mais precisamente da Riviera) numa visita à sua loja – super charmosa! – no Soho e, desde então, é um dos meus perfumes favoritos! Por lá, é tudo feito sob medida, você experimenta as opções de fragrâncias e no final o perfume é montado na hora e na sua frente, ou seja, da forma mais natural possível, aliás, até com embalagem personalizada com seu nome.

A decoração da loja parece uma farmárcia antiga e o atendimento é mais que especial. Se você é uma pessoa que tem limitações com perfumes, vale conhecer pra te indicarem um melhor e se você acha que já experimentou todos, também vale conhecer essa opção.

Sobre $$$, eu comprei um mini de 15ml do Jasmin 17 e foi U$70 :ooo e o de 100ml custa U$240 OUCH! Eles acreditam que comprar na Le Labo não é uma experiência de consumo, mas sim que eles conquistam o cliente com o tempo e qualidade do produto. Eles não vão te vender algo no minuto 1, mas acreditam que depois você voltará pra comprar sempre.

E os produtos justificam o valor alto, por exemplo, a linha Rose 31 tem pétalas de rosa que são colhidas numa cidade do interior da França e por aí vai. Sei que perfume é um tipo de produto que sempre estamos disposto$ a gastar um pouco mais, então vocês precisam conhecer a Le Labo, aqui tem a lista com endereços. Além das lojas físicas, também tem corners em Sak’s e etc, mas vale muito ir em uma loja própria!

Gostaram das dicas, conheciam essas marcas? Alguém recomenda alguma outra marca não-mainstream e que merece ser compartilhada?