9 Dicas de restaurantes em Lisboa

27/08/2020  •  Por Thereza  •  Viagem

[post feito antes da pandemia]

Oi, pessoal, tudo bom? Rodrigo, quem vos escreve, para falar sobre Lisboa, ou melhor, experiências enogastronômicas em Lisboa. Primeiro, devo fazer um mea culpa por demorar tanto para conhecer essa cidade incrível. Sempre que a agente viajava para a Europa, acabava pulando, não sei por que Lisboa, mesmo com todo hype que a cidade tem ostentado há pelo menos uma década. Entretanto, com um certo atraso, visitamos e nos apaixonamos pela capital portuguesa, e assim sendo, nada mais justo do que compartilhar por aqui os restaurantes e bares que mais gostamos.

Acredito que muita gente saiba, mas é bom ressaltar, em Portugal come-se muito, muito bem e barato! Mesmo com o euro x real do jeito que está, dá pra ficar impressionado com o preço tão acessível de restaurantes tão incríveis. E pra quem é fã de vinhos, aí que a coisa fica ainda mais interessante! Por isso, o post tem essa inclinação, digamos assim, enoinformativa.

Time Out Market

É quase que uma obrigação para quem chega em Lisboa, antes de mais nada, visitar o Time Out Market para ter uma imersão rápida na gastronomia lusitana. Esse moderno mercadão municipal foi totalmente revitalizado para encantar turistas e moradores, sem perder a essência culinária local. Você pode explorar os inúmeros stands e saborear pratos, de frutos do mar até porco alentejano, os tradicionais bolinhos de bacalhau e os populares pastéis de nata (que causaram um certo vício na Thereza). A maioria dos stands vendem vinho, mas minha dica é pegar uma taça no bar de vinhos do mercado e apreciar numa mesa compartilhada.

Restaurantes do Avillez

O talentoso e estrelado Chef José Avillez, conhecido aqui no Brasil por ser jurado do Mestre do Sabor, possui vários restaurantes em Lisboa, com diferentes propostas. Nós conhecemos o Mini Bar, com foco em experiências de culinária fusion, tapas e molecular. Fomos também ao charmoso Páteo do Avillez com gastronomia clássica e o Cantinho do Avillez (noso favorito dos 3) com deliciosas releituras da culinária Portuguesa.

Todos com belas cartas de vinho e muitas opções em taça (muito bem servidas). No Cantinho, por exemplo, pedimos entradas pratos principais, sobremesa e algumas (muitas) taças de vinho, incluindo Champagne, e a conta ficou em 80 euros.

Cervejaria Ramiro

Outra parada obrigatória! Portugal tem uma gastronomia muito rica, mas quando falamos em frutos do mar, Lisboa é a rainha dos crustáceos. Posso afirmar que me esbaldei com a variedade de lagostas, carabineiros, percebes, sapateira, camarões, ostras e muito mais… Até a Thereza que não curte muito, amou!

Foi o restaurante mais caro que fomos (uns 200 euros), mas se levarmos em consideração a quantidade quase irresponsável de frutos do mar que comemos e ainda tomamos cerveja e um belo rótulo de vinho branco pra harmonizar, foi uma experiência transcendental. Sem exagero! E a experiência ainda é divertida e o ambiente tradicional e despretensioso.

Solar dos Presuntos

Tradicionalíssimo restaurante com os clássicos portugueses, e o preferido do nosso querido Rei da América, Jorge Jesus. Excepcional variedade de peixes, carnes, queijos e cordeiro, mas minha sugestão é degustar uma enorme posta de bacalhau e torcer para o Mister dar o ar da graça.

By The Wine

Moderno, aconchegante e descolado! Esse bar de vinhos no boêmio bairro do Chiado é mais que perfeito para conhecer deliciosos vinhos do Alentejo e da Península de Setúbal de forma super descontraída com taças a partir de 2 euros. Tem uma cozinha bem legal com ótimos pratos de tapas, petiscos e chacrutaria numa pegada bem novos chefs. Obs: tem muito brasileiro trabalhando lá.

JNCQUOI

Talvez o lugar mais internacional e hypado de Lisboa, O JNCQUOI na Avenida Liberdade é um espaço que reúne lojas de roupas, vinhos, livraria e restaurante com pegada asiática. Não tem nada de tradicional, mas a cozinha contemporânea é incrível. Nós fomos no Red Bar, no andar de baixo. Super bem decorado e sofisticado, logo pensei, deve ser caro!

Pra minha surpresa, ao abrir a carta de vinhos, me deparei com várias sugestões de taça a partir de 6 euros, então me deleitei com ótimos rótulos do Douro, Alentejo e Bairrada, tudo muito bem servido. Ainda tem o Happy Hour com taças de Champagne a preço promocional (a Thereza agradece). O Lugar é lindo, você senta no balcão e fica vendo os chefs preparando deliciosos pratos ali na sua frente e ainda tem um DJ pra animar.

A Cevicheria

Pra quem ama ceviche, esse restaurante do badaladíssimo Chef Kiko, é a pedida. Com clássicos peruanos, mas com uma pegada portuguesa e apresentação impecável, é uma bela experiência. Minha dica é pedir uma taça de Rosé pra acompanhar os sabores fortes e apimentados das construções do Chef. A decoração é charmosa e com um giga polvo flutuando pelo salão.

Espero que tenham curtido as dicas! Eu amei Lisboa e já quero voltar para conhecer mais de Portugal! Se tiver alguma dica, é só comentar.