Eurotrip: Organizando a viagem

07/10/2014  •  Por Thereza  •  Viagem

Hoje é dia do capítulo 002 da minha #Eurotrip! Como muita gente pediu pra começar a falar da viagem pela parte técnica, cá estou! Como tudo começou, como me planejei (e eu sou adoravelmente freak, tipo, é muito bom viajar comigo haha, você só precisa ir e eu resolvo tudo), quem me ajudou, enfim, fiz um TOP4 de dicas úteis que acho que vão até além da ~eurotrip~ em questão e abrangem qualquer viagem e destino!

eurotrip-parte-2

Pesquisa: Como disse, é minha parte favorita! Ficar horas, dias e meses pesquisando uma viagem é tão bom e tão de graça que a gente se sente no Castelo da princesa, mesmo que no final das contas apenas passe na frente dele, e tenho meu local favorito pra pesquisar: o PINTEREST!

Sim, o bom e velho painel de imagens é uma fonte pras minhas viagens e planos, mas como? Coloco o nome da cidade e por lá viajo nas fotos, paisagens e no final penso “preciso ir nesse lugar pra tirar essa foto e colocar no Insta”, quem nunca? :) Mas além desse lado visual forte e ótima curadoria, o Pinterest tem uma ferramenta muito bacana que seleciona essas imagens – e muitas vem com a dica completa – num mapa, o que facilita a organização do roteiro ou simples inspiração.

E também tem uma pessoa que me ajuda com muitas dicas: o Anthony Bourdain! Acho que poucos o conhecem, mas ele é um chef/apresentador que tem os programas de viagem+culinária mais bacanas e peculiares de todos! Ele é uma figura, vai do luxo ao exótico, mas acima de tudo o imperdível de cada cidade que ele viaja (e são milhares). Seus programas passam aqui no TLC e tem temas tipo “em Paris por 48h” ou “achados gastrômicos baratos”, perdi a conta de quantos restaurantes coloquei na minha lista – e fui e amei! – por conta dele.

EUROTRIP-PINTEREST

Organizando a viagem: Eu fiquei meses organizando essa viagem, mas acabei deixando pra última hora os hotéis em si, pois esse é o tema onde sou mais cuidadosa: saber onde vou me hospedar, pois sou fresca. Não sou dessas que gosta de lugar bucólico ou agriturismo (a parte mais difícil foi achar hotel na Toscana), com isso fiquei muito tempo atrás de bons hotéis e obviamente não tem nada melhor que o Booking, mesmo pra quem vai comprar via agência de turismo, ele é uma excelente referência inicial de preços e fotos.

Eu fechei toda a nossa viagem com meu amigo Markson, ele é ótimo, SUPER paciente (porque toda hora eu chegava com um hotel novo haha coitado) e tem excelentes dicas extras. A agência dele fica no Centro, mas ele faz serviço personalizado, por telefone e email ([email protected]), ele sabe meu roteiro de cabo a rabo e super elogiou minha criativdade hehe.

Além disso, o Trip Advisor é aplicativo certeiro pra ver a pontuação, bem como fotos reais de cada hotel, sem contar que o app vai além e você faz uma pasta de favoritos por cidades e temas, que super ajuda no dia-a-dia da viagem. Outro que sempre uso é o Oyster, que tem excelentes fotos.

Mas no final das contas não me prendo assim taaanto, porque depois de fechar tudo fui ver as críticas negativas (tenho essa obsessão) no Trip do meu hotel em Paris e o que aconteceu? Li que um hóspede viu um rato nele, daí pensa o meu medo? No final, o hotel era ótimo e não vi nada hehe

EUROTRIP-EXTRAS

Carro: Parte MAIS complicada da viagem e nesse caso o Markson salvou nossa vida, porque estávamos prestes a ter que mudar todo o roteiro! Explico, tínhamos deixado a parte do transporte pra fazer à parte e sempre quando entrávamos nos sites de locadoras, quando colocávamos Milão-Paris, dava um preço ABSURDO, sério, muito caro! Com isso bateu o desespero porque sabia que não era tão caro assim, daí vimos que o problema é que pegar o carro em um país e devolver em outro, era o grande encarecedor da história (tipo €2000 a mais) e isso em toda e qualquer locadora.

Depois disso, e sem ter muito o que fazer, o Markson nos deu uma ideia, que foi a mais eficiente pro momento: devolver o carro na última parada na Itália e pegar um outro carro em Nice. E nesse meio de caminho? Trem! Pois bem, a solução foi essa e deu tudo certo.

Devolvemos o carro em Gênova, que é a cidade grande mais perto da França (pois antes eu queria passar de carro em Portofino), de lá pegamos um trem da Trenitalia até Ventimiglia, que é beeem fronteira com a França e de lá pegamos um outro trem, da SNCF, pra Nice.

Foi perrenguinho? Foi. O Rodrigo carregou 4 malas no ombro? Carregou. Mas foi a solução mais eficiente e que o povo de lá mais faz pra cruzar os países. Os trens da SNCF são incríveis, em contrapartida os da Trenitalia velhíssimos, o que sugiro é comprar com antecedência uma 1a classe que é só um pouquinho mais caro (o total por pessoa por esses trechos foi de +- $40). No final das contas fizemos tudo isso em 3 horas e foi até divertido ter essa outra visão de transporte.

No dia seguinte alugamos um outro carro em Nice e, voilá, devolvemos tranquilamente em Paris! E como não queríamos nada muito luxuoso, algumamos um Fiat 500 I (atentem pro I) que é uma graça, espaçoso e coube todas nossas malas.

Fizemos o trecho italiano com a Hertz e o francês com a Avis (que teve um atendimento complicado, cobrou a mais no cartão e ainda trocou o modelo do carro que escolhi na hora e eu achei uó, então recomendo a Hertz hehe).

EUROTRIP-CARRO

Chip: Na Itália compramos um Chip da Tré (€12) logo no aero e ele durou todos os 10 dias no país 100% bem, inclusive não alugamos carro com GPS e o Google Maps foi mais que eficiente (nunca mais esquecerei a mulher repetindo ad nauseum “vire a rotarória”, eta país pra ter rotatória).

Agora na França, o terror, compramos um chip na Orange, foi carinho (acho que €40) e ele não durou 48horas, sério! E olha que eu desligava, usava wifi, mas é muito caro e toda hora tinha que recarregar.

Mas uma solução incrível que agora vou levar pra vida é comprar chip DO BRASIL! Antes de ir pra NY recebi um chip de uma empresa que faz esse serviço, achei a ideia ótima e SUPER eficiente, ele começa a funcionar já do avião, ótimo pra quem quer tirar aquela foto imperdível da asa. No site da Travel Mobile tem todos os planos e opções, achei a ideia gênia porque economiza uma horinha da sua viagem com atendente mal humorado de telefonia e o plano envolve não só internet, como ligação e mensagem.

banfiii

Bom, capítulo 2 foi enorme, mas acho que deu pra situar toda a parte técnica da viagem, acho que no próximo já vou focar na parte etílica e contar todos os locais de degustação que fui, o que acham? Quem tiver alguma dúvida, pode perguntar e quem tiver alguma dica, só falar!

Um dia em Burano, a cidade mais pinterestíca do mundo!

03/10/2014  •  Por Thereza  •  Decorismo, Viagem

Se o Pinterest fosse uma cidade, ele seria Burano! E à partir de agora, quando eu pensar em Veneza, não pensarei mais nas gôndolas e na praça San Marco, mas sim em Burano e seus 50 (mil) tons de cores.
Queria começar oficialmente a falar da viagem aqui no Decorismo, pois Burano (não confundir com Murano, a ilha dos vidros, que fica perto) foi uma das primeiras cidades que visitei e provavelmente a mais charmosa, peculiar e fotogênica!

Burano fica a 1 hora de Veneza de vaporetto, que é a maneira mais eficiente de visitá-la. Por lá, uma cidade de pescadores, que viu nas cores uma maneira de se destacar na neblina existente na região e, logicamente, chamar a atenção pro seu comércio, que vai além de peixes, mas também se destaca por sua renda-de-Burano, muito usada pelos principais estilistas italianos nas décadas passadas e que eu logicamente comprei! O legal é que pra comprar  a gente entra na casa das senhorinhas, observa um pouco sua cultura e ~lifestyle~, um charme!

A cidade é mini, em 3 horas conseguimos percorrê-la e ainda tivemos tempo para um excelente almoço na Osteria da Romano, vale ficar atenta no horário do vaporetto e se perder pela pequena ilha mais garcinha – e colorida! – do mundo.

Como tirei muitas fotos de lá (tudo de iphone, porque minha máquina me deixou na mão afe) e fui incapaz de escolher uma ou outra, fiz um apanhadão de tudo que vi e me encantei em Burano!

IMG_3672

Azul bebê + verde escuro + roxo. Por lá a gente descobre uma nova combinação de cores!

IMG_3681

Toda casa tem um detalhe, um charminho na varanda (e suas donas geralmente sempre ficam na frente dela batendo papo num típico italian way of life)

IMG_3690

Muitas plantas – vi taaantos tipos de suculentas – e essa espécie de cortina externa provavelmente poupando as casa do sol de rachar

IMG_3711

Isso é verdade! E se reparar cada casa uma cor, eles dizem que buscam ao máximo não repeti-las

IMG_3723

Muito lençol na varanda e pouca gente nas calçadas

IMG_3756

Calle Caletta

IMG_3765

É muito amor <3

IMG_3767

Acho que Burano é daquele tipo de cidade que serve de inspiração pra uma coleção inteira, se eu fosse estilista faria assim!

IMG_3779

Laranja, rosa e azul!

IMG_3788

Um sorvetinho de Burano pra encerar uma manhã incrível!

Diário de viagem: Eurotrip, como tudo começou!

29/09/2014  •  Por Thereza  •  Gastronomia, Moda, Viagem

Demorei, mas cá estou! Pronta pra finalmente falar da viagem que tanto sonhei, realizei e vocês puderam acompanhar no meu Instagram durante 25 dias do último mês tudo que vivenciei por cidades da Itália e da França.

Sabe aquela viagem que você planeja tanto, mas sem nenhuma pressa? Que os meses precedentes já são deliciosamente dominados pelo assunto? Com muitos roteiros, ideias, dicas de amigos e junto a isso uma ansiedade que já é quase tão boa quanto a viagem em si?

Pois bem, essa nossa viagem era pra ser de lua-de-mel, mas o Rodrigo não conseguiu tirar 1 semana, quem dirá 3, daí esse agosto foi o momento certo e deu tudo tão certo! Os 3 meses precedentes foram intensos (acho que eu deixei até um pouquiiinho o blog de lado, dscpl) e de MUITO planejamento, vídeos turísticos, livros temáticos e pesquisas minunciosas – sim, sou a louca do planejamento – que chegou uma hora que a gente resolveu parar de “estudar” pra não saturar e deixar cada cidade nos surpreender!

eurotrip-fashionismo

E nossa viagem teve um tema: etílico gastronômico. Vocês sabem que somos apaixonados por vinho, especialmente meu marido, que é o entendido de verdade no assunto – e trabalha no ramo da gastronomia – daí nada melhor que um roteiro todo focado em degustações de vinhos e restaurantes especiais. Dado o tema, escolhemos as cidades baseadas num vinho favorito x ou num prato específico y :)

Nossa viagem foi praticamente toda de carro (tivemos que fazer um mini trecho de trem, depois conto!) e passou por Milão, Veneza, Siena, Florença, Nice, Beaune, Reims e terminou em Paris. Cito essas cidades, pois elas serviram de base para percorrermos todos outras dezenas de lugares que encantaram nossa alma, encheram nossos olhos e até hoje, 1 mês depois, somos incapazes de escolher um melhor lugar, restaurante ou paisagem, foi tudo  inesquecível e além do que planejávamos. Mesmo com tudo tão organizado, nos surpreendemos com cada lugar, pessoa, vinho e cultura.

4-VIAGEM-MONTALCINO

A ideia de viajar mais de 3.000km de carro pode parecer meio doida, mas confesso que AMO dirigir – eu que sou a pilota da relação! – e acho que alugar um carro (o que é bem complicado, especialmente quando você cruza países, posso fazer um post só sobre isso) te deixa mais livre pra criar roteiros mais orgânicos, de acordo com uma dica de um local ou uma necessidade de aproveitar mais ou menos tempo em cada cidade.

2-VIAGEM-SIENA

Já tinha feito 2 viagens assim com meus pais pela Europa, uma fomos de Roma até Amsterdã e depois Paris e foram 30 dias inesquecíveis! Eu tinha 17 anos e mesmo não tendo noção pra valorizá-la tanto como hoje (tipo bebendo bons vinhos da Toscana ou visitando museus em Paris) sei o quanto essas experiências da adolescência me encheram de cultura e memória, me fizeram conhecer lugares incríveis e sempre desejei repetir isso, dessa vez com meu marido!

Recomendo de olhos fechados que pelo menos uma vez na vida (ou todo ano quem sabe, rs) você pegue o carro e se perca, conheça lugares que você talvez nunca pensou em conhecer, mas que provavelmente irá te surpreender tanto que logo entrará pro seu roteiro clássico. Foi bem isso que aconteceu com a gente em muitos lugares que já desejamos voltar!

1-VIAGEM-CANNES

Algumas cidades eu já conhecia, mas visitá-la com um olhar mais maduro – e com uma companhia mais romântica – fizeram todo o sentido e outras cidades e regiões (como a Riviera Francesa e Borgonha) eu descobri e me apaixonei! Sem querer ser piegas ou me estender muito, mas foi uma viagem dos sonhos e acho que vamos ter que nos superar pra fazer uma viagem de férias 2015 melhor que essa, ou quem sabe essa de novo :) Agora como eu sei que vocês muito pediram durante toda minha viagem, quero compartilhar em capítulos cada momento da viagem!

Seja com dica gastronômica, de hotéis (parte delicaaada!), turismo etílico e/ou roteiro personalizado! Vou tentar seguir a ordem começando pela Toscana, até chegar em Paris, mas queria saber de vocês o que gostariam de saber, algo específico, enfim, isso vai me ajudar a fazer um post bem direcionado e espero que nada chato!

3-VIAGEM-BEAUNE

Minha ideia é fazer um post por semana e tentar ajudar ao máximo quem pensa em viajar por essas regiões, pois na minha época de pesquisa, tive dificuldade em certos lugares, mas por outro lado descobri um maravilhoso mundo paralelo de blogs e sites de viagens!

É isso, essa semana volto com as primeiras dicas e quem tiver sugestões pro meu “Diário Eurotrip” só falar!