Eurotrip: Restaurante em Firenze

23/10/2014  •  Por Thereza  •  Viagem

No episódio de hoje da minha Eurotrip :) Momento DE-LÍ-CIA! Fiz uma seleção dos meus 5 restaurantes favoritos em Firenze e que foram, provavelmente, os melhores de toda a viagem, sério, e olha quer tudo isso sem comer um pedaço de pizza (nada contra hein pizzinha) e indo aos restaurantes mais ecléticos, do número 1 baratex do Trip Advisor até um dos mais chiques – e que valeu cada centavo de euro – da cidade.

Eu já tinha ido duas vezes à Firenze e sempre de passagem, mas agora dedicamos 4 noites na cidade e 2 só andando – e se perdendo por ela. Como não farei um post sobre hotel, compartilho aqui que fiquei no Grand Cavour e AMEI! Foi um dos hotéis mais simpáticos da viagem, super bem localizado (quase no quarteirão da Duomo), quartos charmosos (compactos, mas bonitos!), um rooftop lindo (com visual incri da cidade) e café da manhã gostoso, ah… o preço! Hospedagem em Firenze não é cara e esse, apesar de um 4 estrelas básico, teve um bom preço! Agora vamos falar de comida…

eurotrip-firenze

Buca Mario: Acho que foi minha comida favorita da viagem e pelo pacote completo! O ambiente aconchegante típico italiano, garçons falantes e simpáticos e tipo uma torre de babel (só que de Pisa, só que perto hehe), gente de tudo quanto é lugar e estilo. Por lá, pedimos o clássico: Bisteca Fiorentina: meu Deus! Eu sou tipo carnivoríssima e essa era de salivar.

Pra acompanhar zucchinis e as batatas fritas caseiras mais deliciosas de todas, não é aquela de saquinho, ela é tipo batata frita que mãe faz, muito amor. O atendimento é maravilhoso e depois da conta fechar, eles te ‘obrigam’ a tomar uma saideirinha de limoncello, aliás, em toda a Itália acho que tem essa prática, se não aceitar é ofensa.

No final, ainda ganhamos um avental de presente – sabe-se lá porque – e a memória de um jantar perfeito. Agora é fundamental: faça reserva. Eu tentei ir na Buca dell’Oraffo e Buca Lapi e não consegui reservar no dia. Aliás, essas 3 Bucas são as mais faladas e comentadas da cidade., sem alguém tiver alguma parecer sobre qual é a melhor, identifique-se :p

restaurante-buca-mario-florenca

Se-Sto: Reservamos o saturday night pra um jantar chiquezinho, subir no salto e tal. Descobri pelo blog da Consuelo (peguei muitas dicas lá) sobre esse rest que fica na cobertura hotel WestIn, logo tem uma vista do Rio Arno, da cidade toda e até do Forte Belvedere (nota da editora: onde Kim kasou). O local é sofisticado, mas não é intimidador, tem decor contemporânea, tem um quê de romântico, porém bem atual, ou seja, um charme completo

A cozinha é bem internacional, nada muito italianona, mas nos fartamos, pedimos menu especial e foi tudo delicioso. Não foi dos mais baratos (para 2 com vinho e 6 pratos, acho que ficou em torno de €250), mas foi daquele tipo de jantar memorável e que a gente faz de vez ou outra. É preciso reservar e, se o tempo permitir, opte pela varanda de tirar o fôlego!

restaurante-se-sto-florenca

Vincanto: Restaurante charmosinho e muito frequentado por locais, ele fica na praça da Igreja Santa Maria Novella, com isso uma bela vista. Por lá rola ficar nos drinks, mas também tem finger food, comidinhas e prato principal. Bom preço e ótimo pra ficar na varanda e ver a vida passar.

restaurante-vincanto-dica-firenze

La Prosciutteria: Esse é popular e MUITO falado, várias pessoas me deram a dica, logo fui! Ele, junto com o All’Antico Vinaio,  se revezam na lista do TOP1 recomendados na cidade e numa cidade como Firenze, REPLETA de rests incríveis, isso já é mega um elogio. O restaurante é um bar bem apertado, então não espere por conforto, mas a comida, MARA!

Na realidade por lá é só sobre antipasti, e isso é minha comida favorita da vida, presuntos, salames, pastas e pães, tudo de mais delicioso e com muita fartura, sem contar que é barato. É um ótimo lugar pra um pit stop pra matar fome ou passar a noite curtindo um lance e vendo o povo passar (essa rua fica agitadinha à noite).

restaurante-la-prosciutteria-firenze

Mercato Centrale Firenze: Eu adoro frequentar mercados municipais das cidade, acho uma pena aqui o Rio não ter um assim (adoro o de SP), então não pude deixar de passar no de Firenze.

Fomos num domingo, mas recomendo ir num dia onde o mercado de peixes/flores e etc esteja funcionando, mas fomos no segundo andar do galpão enorme e é tudo bem moderninho, clean e tem de tudo quanto é tipo de restaurantes e quiosques, de pizzas, massas, frutos do mar, cerveja e até um Eataly (com lojinha fofa). Adoro esse tipo de passeio, você tem uma outra visão da cidade e pessoas e ainda come BEM e BARATO!

mercado-centrale-florenca

Estão gostando do meu reality trip? Acho que o próximo post já aprto pra França. E amo essa parte gastronômica, quem quiser contribuir com mais dicas fiorentinas só falar <3 quem tiver dúvidas também :)

Eurotrip: Vinícolas na Toscana

15/10/2014  •  Por Thereza  •  Viagem, Vinho

Eu tô adorando tanto falar da minha viagem por aqui, ainda mais dividida assim por capítulos, me sinto a roteirista do Travel Channel e já tô pensando na próxima viagem hehe

Bom, o capítulo de hoje é todo etílico e que fundamenta a concepção da viagem: conhecer as vinícolas! Vocês sabem que adoro vinho e nunca tínhamos visitado vinhedos, daí nada melhor que começar em grande estilo entre Chiantis e Brunellos, fiz um resumo das 4 vinícolas que visitamos na Itália.

eurotrip-fashionismo-roteiro-etilico

Mas antes disso, uma dúvida que me perguntaram: beber e dirigir? Aqui no Brasil a lei é clara e seca, mas lá na Itália o cenário muda um pouquinho, afinal a Toscana é turisticamente conhecida pelos seus vinhos incríveis e nada melhor do que conhecermos tudo de carro.

Você vai encher a cara? Não. Degustações te deixam bêbado? Muito menos (a não ser que você não tenha o hábito de beber, o que não deve ser o caso de quem vai numa vinícola hehe). No nosso caso, eu fui um pouco mais comedida que meu marido (logo, dirigi!), mas entre uma degustação e outra, bebíamos bastante água e comemos o suficiente, mas o principal foi dirigir apenas de dia e fazer uso do bom senso, claro!

Não quero ser nenhuma fora da lei aqui hehe, mas todo lugar que íamos, perguntávamos sobre e ninguém nos preocupava com isso, mas no final das contas o que fica é a consciência e prudência. Agora vamos às minhas escolhidas!

antinori

Antinori: Seus vinhos estão entre os mais famosos e vendidos do mundo, com isso nada melhor que um local suntuoso pra receber os visitantes – e produzir os vinhos, claro! Ela fica a 30 minutos de Firenze e eu tive o prazer de ter uma tarde especial toda organizada pela Cavist – restaurante que amo e já teve post aqui.

Por lá, além de contemplar a arquitetura lindíssima, acompanhamos todo o processo de produção de vinho e por fim, tivemos um almoço – bisteca fiorentina, salivando!! – que está no TOP3 da viagem (ou da vida mesmo). Tudo com uma vista incrível das videiras em crescimento.

Foi na loja enoorme de Antinori onde compramos mais vinhos. Rótulos incríveis como Tignanello que por aqui custa R$500 e por lá pagamos €45, aliás, trouxemos 15 vinhos na mala (o permitido são 12 litros e foi tudo tranquilo e sem derramamentos).

Aqui no Brasil vale ficar de olho nos rótulos de Antinori, meus favoritos são: Villa Antinori, Pèppoli e Pian delle Vigne , todos tem na Cavist :) E por ser enorme e muito famosa, o site da Antinori é muito completo e dá pra agendar visitas no próprio site, falo isso, pois é bem difícil ter uma informação tão organizada assim!

vinicola-antinori-toscana

Biondi Santi:  – Esse foi especial, pois a Villa ficava na cidade charmosíssima – e imperdível – de Montalcino e esse vinho foi o primeiro brunello feito no mundo! A visita foi bem íntima – na realidade só Rodrigo e eu haha – mas assim facilitou o processo e todas as curiosidades que ele tinha.

Ao final, basicamente degustamos o principal vinho deles, um Brunello Riserva 97, que no Brasil a garrafa custa R$5000 (ele achou que era jabá por eu ser ~blogueira~ e me amou um pouco mais depois disso, mas acho que a italianinha fofa nem sabia do que se tratava e só quis ser gentil), mas tem opções com preços vida realtrouxemos um Super Toscano ótimo de €20.

vinicola-biondi-santi-montalcino

Castello Banfi: Já ouvi falar muito dos vinhos do Banfi e do Castello em si, que tem uma localização de tirar o fôlego (e vimos veadinhos pulando na estrada de terra) e restaurante bem recomendado.

Infelizmente não consegui agendar a visita à vinícola (é necessário antecedência!), mas tivemos um almoço muito delícia e pudemos degustar alguns vinhos na loja e bater um bom papo, aliás, não teve um lugar que fomos onde as pessoas não foram gentis e também amavam falar sobre vinho, comida e Itália :)

No site dá pra saber infos sobre hospedagem, visita ou almoço e os vinhos do Banfi vendem aqui pela na Worldwine e são maravilhosos, recomendo!

vinicola-castello-banfi-toscana

Rocca dellE Macie: Essa foi a favorita do meu marido de toda a viagem, por ser a mais completa em termos de ver o processo do vinho (confesso que euzinha aqui às vezes ficava no mundo da lua com tanto termo técnico e só pensava a parte dos bons drinks vinhos) e também por ser a mais sem pressa. Por lá, vimos todo o processo, da videira ao engarrafamento (e isso não acontece em todas as vinícolas).

Ao final, foi uma degustação caprichada, 7 vinhos ótimos e ainda degustação de mel e azeite produzidos por eles. O Rocca fica no coração de Chianti e a uns 45 minutos de Firenze (vale bate-volta), nesse dia fizemos Rocca e Antinori e foi perfeito.

vinicola-rocca-della-macie-chianti

Sobre preços, não é nada muito caro, a degustação sai em média €20-40 por pessoa, mas também não pensem que é fartura, golinho pra degustar mesmo (disfarça, cheira o vinho e vira haha). Quem tiver alguma outra boa sugestão de vinícolas na Itália, faz favor de compartilhar :) E no Decorismo estendi o post com mais 10 imagens dos meus dias na Toscana!

10 imagens dos meus dias na Toscana – parte 1

15/10/2014  •  Por Thereza  •  Decorismo, Viagem

Já que o post no Fashionismo ficou enooorme, trago pra cá mais algumas fotos – logo dicas – dos dias que passamos de carro entre Montalcino, Siena, San Gimignano e Chianti, sério, são os lugares mais inexplicavemente acolhedores do mundo (ou ao menos dos que já fui na vida). Aqui separei uma visão decorística e paisagística :)

antinori-firenze

Entrada da Antinori e nada melhor que videiras decorando – e funcionando! – a fachada. O projeto arquitetônico é muito legal, vale pesquisar sobre.

flores-lindas-montalcino

Flores em Montalcino! Eu não resistia em tirar foto de toda e qualquer flor (e lá na frente à direita, um pontinho rosa, o Rodrigo carregando minha bolsa agora que vi haha)

flores-montalcino

Mais flores e cactos e suculentas, aliás, vi as suculentas mais lindas – e enooormes! – pela Itália!

girassois-ai-que-lindos

Girassóis por TUDO quanto é lugar! No primeiro dia, na estrada Siena-Montalcino, eu dava um gritinho de alegria pra cada montanha amarela que via (sim, exalto os pequenos grandes momentos da vida) :DD

montalcino-lindo

Mais de Montalcino e o estacionamento charmoso, por lá temos que largar o carro longe e sair andando e subindo montanhas (paguei meus pecados)

no-meio-do-caminho

E no meio da estrada tinha uma torre. Não faço ideia o nome da cidade, mas em cada lugar que íamos passávamos por uma desconhecida cidade charmosa.

panzano-chianti-dario-cecchini

Pracinha em Panzano in Chianti, uma ode ao vinho! Nessa cidade que fica o Dário Cecchini, açougueiro mais famoso do mundo e fomos lá tietar (essa parte foi mais dedicada ao Rodrigo).

restaurante-antinori

O restaurante de Antinori, uma das melhores refeições da viagem, literalmente – e caloríficamente – sob o sol da Toscana.

restaurante-siena

Restaurante em Siena chamado alla Speranza, comi uma das melhores massas da viagem, ele fica em frente ao Campo e tem uma decor subterrânea incri

san-gimignano-torres

Por fim, chegando em San Gimignano e suas famosas torres (que era uma disputa de famílias da cidade pra ver quem construía mais – e maiores – torres! hehe)

Curtiram as fotos? No capítulo da semana que vem volto com mais fotos!