Você deve estar enganada sobre o seu tipo de pele!

26/10/2017  •  Por Thereza  •  Beleza

Lembro que num bate-papo (que virou post aqui) com a maquiadora oficial da MAC, Fabiana Gomes, ela contou que a maioria de pessoas que vão na loja à procura de maquiagem e com foco na pele, elas geralmente erram o próprio tipo de pele. E mais, aqui no Brasil, muito por conta do calor, as mulheres tem o hábito de definir sua pele como: oleosa, sendo que nem sempre é!

Outro dia li uma matéria muito legal no BeautyEditor que falava um pouco disso e faz muito sentido, nela tinha uma informação óbvia, “Sua pele sempre muda!”, ou seja, é impossível definir o tipo de pele na hora de escolher uma base ou até mesmo definir um creme eterno.

Nossa pele pode mudar por diversos fatores, tais como, questões hormonais, dieta, emocional e até o sol que a gente pega pode afetar nossa condição de mais “mista” pra menos “seca” ou “oleosa”. Especialistas dizem, “você não nasceu com um tipo de pele e muito menos está com o destino traçado para tê-la sempre”.

Afinal, qual é o seu tipo de pele? Bom, vale conversar com sua dermatologista ou até mesmo visitar uma loja de maquiagem mais próxima (além da MAC, a Clinique também sempre ajuda na identificação mais precisa), mas basicamente toda pele é mista! E isso se deve ao fato de sempre termos duas questões a serem “resolvidas”, pode ser acne e marcas de sol; rosácea e olheiras; secura e cravos; e por aí vai. Com isso, limitar sua pele a um tipo acaba sendo um grande desserviço pra ela, logo, pra você.

E ao definir o tal padrão da pele, acabamos usando sempre os mesmos tratamentos, ou seja, camuflando outros problemas que merecem nossa atenção. O que os experts recomendam é que ao invés comprar um produto baseado no “tipo” de pele, escolha um produtos e ingredientes com base em problemas específicos.

Resumindo, deixe de lado as crenças limitantes sobre o seu “tipo de pele” e comece a pensar fora da caixa sobre o assunto, seja na hora de definir uma base ou hidratante. Ao invés de se perguntar “isso é certo para meu tipo de pele?”, pense em como sua pele parece e se sente neste momento.

“Sinta a sua pele”, eu nunca tinha parado pra pensar nessa forma, mas agora vou perceber mais sobre! E vocês, já quebraram o padrão da pele também?!

.