Guia da Arquitetura

09/02/2010  •  Por Thereza  •  Moda

Outro dia fiquei pensando cá com meus botões: sim adoro moda, adoro ler sobre o assunto, pesquisar, fuxicar, mas eu amo e entendo mesmo é de arquitetura. Acho um desperdício não usar meu blog pra falar também do que realmente sei e me graduei – com honras!

Sorry Gloria, desculpa Costanza, mas muitas querem ser Oscar Niemeyer, foi o formspring que me ajudou a ver que MUITAS pessoas estão interessadas em seguir a carreira de Arquitetura e Urbanismo. Então resolvi fazer um guia do estudante de arquitetura, transformar em post as dúvidas mais comuns do vestibulando, e quem tiver mais dúvidas ou for um colega de profissão, compartilhe nos comentários.
arq

Teste de Habilidade Específica (THE) e o vestibular

Se você está pensando no vestibular, pense antes no THE, as principais faculdades públicas exigem esse teste que é onde você tem que mostras que você entende do riscado, literalmente. É uma prova MUITO difícil e eu me enrolei no tempo (hehe), se você não passar nessa, obviamente nem o vestibular faz. Caso isso te assuste, recorra às universidades particulares que não fazem uso desse critério doloroso.
Dependendo da universidade, o curso pode se encaixar em Ciências Humanas ou Exatas, e as específicas são sempre matemática (ó vida) e física.

O Curso

A faculdade dura ao menos 5 anos, mas não pense que o curso é um mar de rosas, pois desde o primeiro período você vai virar noites e noites debruçadas numa prancheta. E sim, você vai querer comprar uma mega prancheta, que 3 períodos depois ela vai mofar no canto do seu quarto, porque afinal, AutoCad é o nosso melhor amigo! Não conheço UM arquiteto que não ame o Autocad. Outra coisa importante, você vai gastar uma grana com “material escolar”, não com livros, mas sim equipamentos pra você desenvolver o traçado. De Caran D’Ache a esquadro de acrílico.
arq-2

Matérias

Lembro que meu primeiro dia de aula era aprender a fazer letra-de-arquiteto, pois com ela você  é obrigado a escrever de acordo na plantas da vida e é uma letra fofa, então nunca mais abandonei! Além disso, todo período tem uma matéria de projeto, onde você começa fazendo uma casa, depois uma escola, hospital e vai ficando mais puxado e detalhado. No último período, nada de monografia, um projeto final à sua livre escolha, no meu caso, fiz um equipamento público da Prefeitura, e modéstia à parte ficou muito bom, aqui tem até vídeo da apresentação (o vídeo tá tosco).
Mas não pense que tudo é criativide, existem matérias chatas  tipo Estática, Isostática, Instalações, Resistência dos Materiais e Fundações. Se você não ama cálculos, ou reveja seus conceitos ou se dedique dobrado, pois é muito difícil, mas nada desesperador.

Orgulho de ser arquiteta(o)

Não ache que todo arquiteto é como o Jorge da novela das 8, aliás ele é o  exemplo clássico de arquiteto caricato, porque na vida real a gente rala MUITO, com capacete na cabeça e nenhum apelo fashion. Agora um fato comum, não confunda arquitetura com decoração de interiores, na  minha faculdade, tive apenas uma matéria de interiores e foi bem básica. Arquitetura é mais complexa e talvez você nem saiba as técnicas do feng shui, porque isso NÃO dá na faculdade.
Quanto aos engenheiros, eles são uma raça! Totalmente (des)necessários, rola muita rixa, mas no final somos todos iguais, você vai ouvir piada de engXarq, mas no final, provavelmente você vai se casar com um deles.
arq-1

Mercado de Trabalho

Enquanto estagiário, são inúmeras oportunidades  que você descola nos murais da faculdade ou até mesmo no Catho. Depois que você se forma é que complica, você tem que se “filiar” ao CREA, que é o conselho da nossa área  (e dos engenheiros), mas não precisa fazer prova, apenas pague uma generosa anuidade.
Se você tiver um bom networking pode tentar a difícil arte de ser freelancer e trabalhar por conta própria em reforma ou interiores. Caso queira ser uma funcionária, a área tem dois ramos bem diferentes de atuação: Escritórios de Arquitetura ou Construtoras.
Escritórios de arquiteta: O lado bom é que você vai conviver com gente jovem e vai exercer um pouco mais da sua criatividade, mas o lado negativo, salvo raras exceções, é que você não vai ganhar bem e eles não vão pagar o piso do sindicato (8 salários e meio) e você pode virar noites detalhando marcenaria.

Construtoras: O lado bom é que você tem to-dos seus direitos, tem muita segurança e estabilidade profissional, além do fato de você conviver com pessoas experientes e vivenciar grandes obras. O lado negativo é que se você não vigiar, pode mudar de profissão e ir pra alguma área burocrática demais pra sua criatividade.
arq-cdm

Minha experiência

Acho que daria um outro post, mas vou ser bem breve porque minha história pode se misturar com a política, aí lá se vão milhares de caracteres. Nos últimos 4 anos trabalhei na construção da Cidade da Música, quem é carioca conhece suas polêmicas, mas, infelizmente, são poucos que reconhecem seu valor e necessidade. Por politicagem a obra ficou um tempo parada,  mas depois do carnaval volta (!) pra terminar o pouco que faltou.

Ir pra NY, implicou nessa grande decisão que foi abandonar (mesmo que talvez temporariamente) a obra, pois independente de polêmicas (não acredite no que lê), para qualquer profissional é um orgulho trabalhar num projeto (feito pelo arquiteto francês Christian de Portzamparc, e mais premiado e reconhecido lá fora do que aqui dentro) como esse. Comecei estagiária, e logo que me formei fui efetivada e acredito que passei por todas as fases da obra, de organizar as mais de 5.000(!) plantas a gerenciamento e planejamento de projeto. Uma experiência única que fez com que eu me realizasse na profissão, e obviamente tudo que conquistei (after-formada) foi graças a essa experiência, única e inesquecível.

Links utéis

Links úteis pra quem já é do meio, pra quem quer fazer parte, pra quem é curioso ou um simples apaixonado pelo belo:
Arcoweb: A bíblia virtual do arquiteto, onde você vê projetos detalhados e fica por dentro de materiais e novidades.

Great Buildings: Os melhores arquitetos e mais bonitos prédios do mundo

Vestibulando: Pra quem quer saber mais detalhes da carreira.

Skycrapercity: Forum que discute o setor e compartilha informações.

Vitruvius: Outra excelente fonte pra trabalhos acadêmicos e assuntos relacionados.

Cidade da Música: O site oficial; pra ver a maquete eletrônica; pra conhecer o projeto; e pra ler textos interessantes clique  aqui; aqui e aqui.

Página 5 de 512345