AS MAIS
LIDAS!

CANNES 2021: Os 12 melhores looks da temporada

19/07/2021  •  Por Thereza  •  Celebridades, Moda, Red Carpet

Pras bandas de lá a vida tenta voltar ao “normal” e, depois de um ano ~sabático por conta da pandemia, o festival mais glamuroso do calendário está de volta: Cannes!

E se você acompanha o Fashionismo no Instagram (me segue lá!), sabe que todo dia teve um recap dos looks e, logicamente, trago pra cá meus 12 looks favoritos de mais de uns 300 que vi e passou por lá! A pura nata, tentei focar nas artistas de destaque, mas tem de um tudo vem comigo e no final vote no seu favorito!

Bella Hadid sempre me impressiona positivamente no tapete vermelho pelo simples fato dela TENTAR! A top ousa, se diverte e se joga nos looks. Esse recém desfilado na semana couture é um Schiaparelli lindíssimo e cheio de simbolismo com esse pulmão à mostra e pra mim parece a raiz de uma árvore também, enfim, é 10/10 e olha que ela usou um outro look divino na temporada, mas esse me arrebatou!

Tilda Swinton foi uma das juradas da temporada, logo, foi look atrás de look! Esse foi meu favorito, dada a ousadia ainda que formal e esse quê de colorblocking futurista.

Nieves Alvarez preencheu a cota Elie Saab que a gente sente falta no tapete vermelho americano e que na edição francesa vem forte. Esse vestido é delicado, ainda que com esse ombro destacado, é belíssimo!

Mais um cota Elie Saab que eu amo com Paz Vega e esse vestido com quê art nouveau que não precisa de mais nada é perfeito!

Diane Kruger pode vestir um pijama da Minnie ou um saco de batata que provavelmente estará na minha lista “best dressed”. Esse Armani Privé é um deleite, suave, sexy, impecável. Amo a sutileza da transparência do tule e a gente vendo de leve as pernas dela. É uma graça de vestido

Na cota metalizada, Marion Cotillard com um modelo super lindo e moderno e amo que o comprimento é mais seco na ponta deixando o sapato bem à mostra.

Do prata pro dourado com Anna Cleveland, amei as multi texturas do vestido, eu amo um vestido com brilho estatuesco!

Jodie Turner Smith chegando na cota degradé de plumas que nunca tem erro!

Tina Kunakey com um Valentino couture super conceito, com cara de passarela e bem levado pra vida real!

Virginie Efira, atriz francesa super famosa, e um Dior impecável, discreto e muito elegante, aquele tipo de vestido que a gente não cansa de ver!

 

Ainda nos plissados, uma versão vaporosa e holográfica da influenciadora, Leonie Hanne. Achei esse vestido uma graça, fluido, com frescor e que chama muito a atenção de um disputado tapete vermelho francês (já viu a fila que fica pra ser fotografada?)

Fechando com Rosamund Pike, lúdica de Dior Couture e com um look que é a síntese de Cannes!

Qual foi seu favorito? Vote até em 3 e me conta!

 

CANNES 2021

  • PAZ VEGA (17%, 170 Votes)
  • VIRGINIE EFIRA (16%, 159 Votes)
  • BELLA HADID (13%, 134 Votes)
  • DIANE KRUGER (12%, 127 Votes)
  • LEONE HANNE (10%, 105 Votes)
  • ROSAMUND PIKE (8%, 86 Votes)
  • NIEVES ALVAREZ (8%, 84 Votes)
  • TILDA SWINTON (5%, 53 Votes)
  • ANNA CLEVELAND (5%, 51 Votes)
  • JODIE TURNER SMITH (2%, 19 Votes)
  • MARION COTILLARD (2%, 17 Votes)
  • TINA KUNAKEY (1%, 15 Votes)

Total de Votos: 548

Seria esse O RETORNO de Kim Kardashian?

07/07/2021  •  Por Thereza  •  Estilo

Você já ouviu falar no “revenge dress”, o vestido da vingança depois da primeira aparição oficial de Lady Di após o divórcio. Era um vestido preto, sexy, curto, com os ombros à mostra e mandava a mensagem que ela seguia plena e serena depois do conturbado fim.

Ainda não foi oficialmente comunicado o divórcio de Kim Kardashian e Kanye West, mas na última semana ela fez uma espécie de “revenge trip”, uma viagem pra Roma casamigas e que também mandava uma mensagem: a Kim Kardashian tá de volta.

Bom isso tudo é o que eu acho, né? E sabe pq tô falando isso, é que me pareceu muito a energia Kim Kardashiana do início da década passada, quando ela era mais livre e, digamos, espontânea nos looks.

Nada de minimalismo, roupas cobertas e com comprimento ingrato, mas muita ousadia e o sexy de volta.

Esse vestido de tartaruga é simplesmente TUDO pra mim, queria uma versão Zara rs. Apesar de ser um Dolce & Gabbana, esse look é 100% Kim nos seus dias gloriosos.

Mais um com selinho Kim de qualidade, um John Galliano com quê de slim dress e a cara do verão (e da Kim). E o boné? rs

Sainha curta, decote e barriga de fora? Temos. Um look com uma pegada anos 2000 e ainda com essa sandália. E a Kim mandando o megarrér pra ver, gostei da energia.

Isso não vem ao caso, mas aos 18 anos fui barrada no Vaticano por usar uma blusa sem manga e meio curta e essa é Kim visitando a Capela Sisitina.

Ela depois contou que estava coberta lá dentro, mas fica o registro de um look BEM KIM rendado e com ombros à mostra. Será que ela tá querendo fazer a renda acontecer novamente?

Eis um pouco de Fashionismo com uma bermudinha pugilista e uma brusinha branca. A sandália é tipo chinela que tá na moda.

Pra finalizar, uma Kim com um quê no passado, um vestido extra midi (pra não dizer comprimento ingrato) e um bolerinho que não serve de nada rsrs. Ela ainda tentou fazer o boné acontecer (ou a escova tava passada).

E vocês, acham que a Kim de antigamente tá de volta?

A nova era de Schiaparelli

06/07/2021  •  Por Thereza  •  Moda

Schiaparelli é uma das marcas de moda mais antigas e tradicionais em atividade e  tem vivido um grande momento. Em 2020 foi celebrado os 130 de sua criadora, Elsa Schiaparelli, que por toda sua vida foi mais conhecida como a “rival de Chanel”, mas a marca é MUITO mais do que isso.

SCHIAPARELLI

Elsa basicamente inventou a cor rosa-choque e, se você tiver boa memória vai lembrar, sabe aquele batom rosa da Nars que a blogueira aqui ama e sempre falou sobre? Sim, Schiap foi uma homenagem à marca que também sempre foi conhecida por sua ousadia, relacionamento intenso e profundo com o surrealismo e obras de arte em formato de roupa

Agora pq estou falando da estilista italiana, que morou em NY, e criou sua base criativa em Paris? É que seu legado está mais vivo do que nunca e tudo graças a ele: Daniel Rosberry, o estilista texano de apenas 32 anos vem não apenas reinventando  Schiap, mas a alta costura como um todo.

Quando você pensa em couture, de cara vem em mente os vestidos bordados, femininos e delicados de Elie Saab ou Dior, certo? Mas Schiaparelli é justamente o oposto a isso e é essa irreverência e ousadia que tem chamado a atenção e feito a gente suspirar em tempos tão difíceis.

No seu flerte com o surrealismo, a marca sempre buscou símbolos e figuras marcantes que acompanhavam as coleções, tal como, estampas de lagostas, ossos da costela e ainda partes do corpo, como olhos, unhas, mãos e pés, vistos de maneira lúdica e inusitada.

E é nesse simbolismo que Daniel vem se apegando e ainda trazendo uma dose de frescor à marca. Nessa semana tá rolando a semana de alta costura e sua nova coleção deu o que falar.

Ao mesmo tempo que você enxerga toda essa ousadia e conceitualidade, muitos vestidos impactantes que a gente torce para que mulheres como Lady Gaga, Cate Blanchett, Beyoncé ou Ashley Graham usem em breve (só pra citar algumas famosas que usaram a marca recentemente).

Pra quem enxerga a moda como algo lúdico, disruptivo e parte de um sonho, vale acompanhar e suspirar mais pela marca. As fotos desse post são só da última coleção e que veremos muito em breve em prática.