COMO HARMONIZAR VINHOS PARA SUA CEIA DE NATAL

18/12/2015  •  Por Rodrigo  •  Gastronomia, Vinho

Então, é Natal. Isso mesmo, tempo de reunir a família, preparação para o fim de ano, confraternização com os amigos, ouvir o clássico da Simone e deixar todos os bons sentimentos aflorarem. Eu, particularmente, adoro essa data, seja pelo clima festivo, seja pelos momentos de reflexão, tudo no Natal gera uma atmosfera positiva e independente da sua religião ou crença, você pode se entregar.
Aqui em casa, a The e eu comandamos as panelas para preparar os pratos natalinos para a família. Não há nada mais gostoso do que fazer aquela bagunça na cozinha com as nossas receitas e, modéstia à parte, nós arrasamos.

christmas-wine
Mas o que beber? Fico só na cervejinha ou dá pra arriscar um vinho? Com certeza, existe uma série de vinhos que combinam perfeitamente com as comidas da ceia. Claro, que com esse calor de Tatooine (desculpem-me, mas estou meio tomado pelo clima Star Wars), não aconselho tintos muito potentes, uma vez que nós costumamos a exagerar na comida e pode dar uma saturada. Entretanto, brancos aromáticos, rosés e tintos leves e frescos podem dar aquele toque especial, realçar o sabor dos alimentos e surpreender os convidados.
E o que comprar? Apenas um estilo? Vários? Isso vai depender do tamanho da sua família e do que será servido. Minha dica é que se for comprar mais de uma garrafa, opte por rótulos diferentes, sem repetir. Assim você poderá ver a diferença entre os vinhos e harmonizar cada um com um prato, deixando tudo mais divertido e gostoso. Como não tem como saber a ceia de cada um, farei uma seleção com vinhos que eu indico para os pratos mais tradicionais de Natal.

Bacalhau: Independente do tipo, Zé do Pipo, gratinado ou bolinho, temos que ter em mente que bacalhau é um peixe salgado e que precisa de um vinho bem frutado pra casar bem os sabores. Sugiro brancos perfumados e com aromas de frutas maduras. Vinhos da uva Torrontes ou Riesling são perfeitos, pois tem aquele leve adocicado que quebra o salgado. Outra boa pedida é um Chardonnay com passagem por madeira e bom corpo pra amaciar os temperos do peixe. Portugal também tem ótimas alternativas de brancos, afinal, bacalhau com vinho português não é nada mau.

Artefacto Branco 2014 – Alentejo, Portugal: Belo vinho com aromas de frutas tropicais em calda, bem frutado e macio. Casa muito bem com pratos de bacalhau em posta. R$41 na Wine.com.

Santa Helena Siglo de Oro Reserva Chardonnay 2014 – Chile: Frutado, cremoso, com bom corpo e sabores de baunilha, pêssegos e abacaxi. Vai muito bem com bacalhau gratinado pela gordura do queijo. R$39 na Domus Vini.

Peru: A estrela do Natal, não pode faltar em nenhuma ceia. Aqui em casa, fazemos um temperado na manteiga de alecrim, super molhadinho e tenro. Por se tratar de uma carne branca, podemos escolher um vinho bem mineral e com boa acidez como o Sauvignon Blanc. Caso a ave venha com um molho adocicado, como o de laranja, vinhos brancos meio-secos cairão bem pela doçura.

Tamaya Estate Sauvignon Blanc 2012 – Chile: Refrescante, com excelente mineralidade e acidez, apresenta aromas de maracujá e tem um sabor delicado, quase vegetal. Perfeito para os cortes do peito do Peru. R$41 na DomusVini.

Emiliana Adobe Reserva Gewurztraminer 2014 – Chile: O nome da Uva parece um palavrão, mas esse branco orgânico, meio-seco é a pedida se o peru tiver um molho adocicado. Os sabores florais e cítricos do vinho ficarão em perfeita sintonia.  R$44,90 na Casa Palla.

turkey-christmas-dinner-7501

Carnes Suínas: Quem nunca viu a mãe ou a avó deixar uma peça de pernil marinando nos temperos de um dia para o outro? Essa carne está presente em muitas ceias e faz uma bela presença na mesa. Para a escolha do vinho, mais uma vez dependerá do tipo de tempero. Caso o pernil tenha uma pegada adocicada, como a famosa calda de abacaxi, um branco encorpado, aromático e com madeira acompanhará bem, ou quem sabe um Jerez fortificado, que também serve para o tender? Caso a carne tenha temperos mais picantes, podemos tentar um tinto italiano jovem com pouca passagem por madeira e corpo médio.

Casas Del Bosque Reserva Chardonnay Reserva 2012 – Chile: Branco untuoso com bastante presença de fruta madura e notas de mel e baunilha. Na boca tem uma bela acidez que não deixa o vinho ficar enjoativo e ajuda a harmonizar com os sabores do pernil. R$54 na Domus Vini.

Antigniano RU Rosso di Umbria 2012 – Itália: Grande vinho da região central da Itália. Aromas de cereja e pimenta preta encantam o olfato. Na boca é rico e tem bom corpo, sabores condimentados e muito frescor. É a opção perfeita também, para carnes de cordeiro como pernil ou paleta. Vai fazer bonito. R$68 na Enoeventos.

f45b3477ac03ba02459aea036546a5b5

Para servir como aperitivo, sugiro um rosé geladinho que pode rolar a noite toda e combina com uma tábua de frutas secas como castanhas, nozes e damasco. No Final dessa orgia gastronômica, uma boa sugestão de digestivo é um Vinho do Porto, que além de saboroso, ainda vai ajudar na digestão. Fica perfeito com sobremesas e será o par ideal da rabanada pra fechar a noite.

Espero que tenham gostado das dicas. Se tiverem alguma dúvida sobre algum vinho ou prato, não deixem de perguntar. Feliz Natal!

EXPERIÊNCIA GASTRONÔMICA LE PRÉ CATELAN

11/12/2015  •  Por Rodrigo  •  Gastronomia, Vinho

Hoje farei algo um pouco diferente. Falarei de vinhos, é claro, porém com foco maior na harmonização, o que é um tema de grande importância, mas que ao mesmo tempo gera uma série de dúvidas.

Pois bem, mês passado, a Thereza e eu fomos jantar em um restaurante que consideramos como um dos melhores do Rio de Janeiro em diversos sentidos, o Le Pré Catelan. O restaurante possui atributos capazes de deixar qualquer um de queixo caído, a começar pelo salão com vista panorâmica para a praia de Copacabana, o charmoso bar revestido com madrepérola e lustres imponentes de cristal Swarovski (esse detalhe é dela!).

Tudo harmoniosamente pensado para proporcionar o máximo de conforto e satisfação. O Le Pré Catelan é conhecido também por ser a melhor gastronomia francesa do Rio de Janeiro, bem como um dos melhores do país, além de possuir uma estrela Michelin.

LEPRE

Quem comanda as panelas por lá é o premiadíssimo Roland Villard, famoso chef francês, que encontrou no Brasil, o lugar ideal para agraciar o público com seu talento e criatividade. Conhecido por misturar a técnica francesa com ingredientes nativos da Amazônia numa culinária de imersão, Roland conquistou não só o público, mas a crítica em geral. Junte isso à uma simpatia sem igual, e você encontra no Roland, um motivo a mais para ir ao restaurante se deliciar com as verdadeiras obras de arte que são servidas. Ele faz questão de visitar as mesas e explicar com todo carinho o conceito dos pratos servidos, a The e eu perguntamos tanta coisa que o resultado é uma aula com muita descontração.

O cara é inspiração pra muita gente, exemplo disso é o da Izabel, última vencedora do Master Chef, que agora faz parte do time. Enfim, o restaurante é o lugar ideal para transformar uma refeição numa experiência maravilhosa. A equipe, super competente e atenciosa, é capaz de fazer você vivenciar um ambiente sofisticado e intimista ao mesmo tempo.

Vamos aos trabalhos. Nosso jantar foi o da Semana Especial Harmonização/Wine Week, em comemoração ao Dia do Vinho, no qual os vinhos franceses são criteriosamente escolhidos para harmonizar com a sequência de pratos que veremos abaixo!

IMG_6110

Creme de ervilhas frescas e mousse de tomate: Maravilhosa combinação do creme quente quase crocante com tomate descontruído em forma de mousse. Harmonizado com um espumante Crémant de Bourgogne do Domaine Billard, cremoso, com um perlage (borbulhas) tão fino que parece areia explodindo na boca. Combinação certeira com o “choque” de temperaturas do tomate e da ervilha.

IMG_6123

Mousse de couve-flor com sabor de alga, lagostins grelhados e vinagrete de beterraba: Harmonizado com o vinho branco da Borgonha, Aligoté Vielles Vignes 2012 de Pierre Gille. Prato complexo e delicioso com a cremosidade da couve-flor e a suculência do lagostim. Casamento mais que perfeito com o vinho da uva Aligoté, com aromas de pêras maduras, flores e uma boca mineral que combinou como mágica com o sabor de mar e a leve doçura da beterraba do prato.

IMG_6119

Ovo de galinha caipira empanado meio cozido acompanhado de massa fregola ao leitão defumado: Uma festa para o paladar, a textura crocante do empanado com a gema que ao se partir molha a massa com o leitão fazendo uma autêntica carbonara. E o vinho? Eu sei o quanto é complicado harmonizar vinho com ovo, mas nesse caso, a escolha do Brouilly 2013 de Jean Béréziat, não poderia ser melhor.

Vinho da uva Gamay, de corpo leve, mas com acidez pronunciada, aromas de frutinhas frescas como cereja e morango silvestre formou uma inusitada, porém maravilhosa dupla com a untuosidade de ovo e o defumado do porco.

unnamed

Fatias de filet intercalado com creme de trufas e mini batata com flan de foie gras: Harmonizado com Vinsobres 2011, Domaine Chaume Arnauld. Sintonia fina de sabores, o filet mignon grelhado à perfeição, derretendo na boca, enriquecido com um aromático creme trufado foi o par desse vinho do Rhone, das uvas Greneche e Syrah. Encorpado, com sabores de geleia de cassis e especiarias, harmonizou com a maciez da carne e com o sabor forte do foie gras.

IMG_6131

Meli-melo de pâtisserie: Pegue tudo aquilo de mais gostoso que existe no mundo das sobremesas, mini eclair, sorvete artesanal, tarte tatin, mousse de chocolate e mais um tanto. Junte à criatividade e competência de um grande chef para repaginar essas delicias e deixá-las ainda mais deliciosas e pronto, uma explosão de sabores para todos os gostos.

E para acompanhar, um envolvente vinho de sobremesa, Sainte Croix du Mont 2006 de Crabitan Belleuve. Sedoso, com aromas inconfundíveis de doce de goiaba e pêssego em calda e ainda com uma acidez cortante capaz dar um frescor super bem vindo.

unnamed

Espero que tenham gostado, e quem tiver a oportunidade, não deixe de visitar o Le Pré Catelan, acredite, vale cada centavo! Você vai se surpreender com a inovação, qualidade dos pratos e do serviço, sofisticado sem ser esnobe. Clima acolhedor, carta de vinhos elaborada, menu que valoriza produtos orgânicos, de pequenos produtores e que inacreditavelmente, muda toda semana, graças à muita criatividade!

SUGESTÕES DE VINHOS PARA PRESENTEAR NO FINAL DO ANO – DA SUA MÃE AO SEU CHEFE!

19/11/2015  •  Por Rodrigo  •  Compras, Gastronomia, Vinho

E aí, pessoal? A Thereza pediu sugestões no #melhorgrupo dela de temas para o post de hoje! Primeiro, quero agradecer pelas dicas, foram muito úteis e certamente serão aproveitadas. Teve gente sugerindo post de vinhos para as festas de Natal e Reveillon, espumantes, formas de armazenamento, vinho verde e etc… Podem ficar tranquilos, pois tudo isso entrará em pauta mais pra frente e também até o final do ano nosso #VinhodeQuinta será semanal, ou seja, mais posts ainda!

Aproveitando o gancho de fim de ano, o post de hoje segue mais ou menos essa linha. Já estamos entrando no clima de confraternização e nada melhor do que presentear amigos e familiares com… vinhos! Seja reunião com parentes, comemoração em geral, amigo oculto, festa da firma, o que importa é inovar na escolha para agregar mais valor ao presente e dar aquele toque pessoal pra surpreender.

Assim sendo, vamos dividir os felizardos em grupos, para facilitar. Isso não é fórmula de bolo, tendo em vista que cada pessoa é um indivíduo, mas é legal pra dar uma noção do que oferecer em situações diferentes. O que vale mesmo é o carinho e preocupação que se tem para escolher um vinho.

10061DrinkThisWineTag

Parentes próximos: A minha mãe, por exemplo, adora um vinho bem docinho. Lembro de uma vez que ela ganhou um vinho espetacular e caro. Quando perguntei se ela havia gostado, minha querida progenitora disse que no começo não, mas depois de pingar duas gotinhas de adoçante, ficou divino. Após uma leve síncope e alguns segundos de silêncio, indiquei alguns vinhos italianos da uva Primitivo. São doces, mais em conta e principalmente não precisam de aspartame. Tente procurar por rótulos dessa casta que tenham a descrição de meio-seco. Outras boas opções são os brancos argentinos da uva Torrontes, são leves e tem aromas bem tropicais, as mulheres iniciantes costumam gostar.

Já para os pais, que tal oferecer aquele bom e velho vinho do Porto? É sempre uma boa pedida e existem belos exemplares no mercado, como o Fonseca Premium Reserva Bin 27.

Amigos: Nesse caso, o céu é o limite, mas acho que podemos ir numa opção certeira, fácil de agradar e que não estoure o orçamento. Que tal um belo Malbec, afinal, quem não gosta de um vinho macio e frutado?! O Crios de Susana Balbo Malbec é uma boa alternativa, assim como o Tilia Malbec, saboroso e encorpado.

Se quiser uma opção de branco, um Chardonnay com envelhecimento em madeira vai cair bem. O Casas del Bosque Reserva Chardonnay tem aquele gostinho de baunilha e tostado que agrada muita gente.

Namorado, Namorada, Marido ou Esposa: Hora de caprichar! Oportunidade perfeita para degustar o presente junto da pessoa amada, portanto nem pense em errar, eu que o diga! Indicar um rótulo sem conhecer o gosto da pessoa é delicado, então para o seu namorado ou marido, sugiro vinhos que caem mais no gosto masculino, mas sem serem pesados a ponto de você não poder degustar. Minha dica é escolher vinhos com bastante tanino (componente que deixa o paladar seco) e corpo um pouco mais robusto, de preferência de uvas como a Cabernet Sauvignon ou Syrah, com passagem por madeira.

O Antigniano Santa Caterina Torgiano Rosso Riserva 2007 é um excepcional vinho da Umbria, região central da Itália, com aromas já evoluídos pelos seus 8 anos de idade. Na boca tem grande estrutura e sabores de frutas negras e couro. Se quiser mostrar conhecimento, pode dizer que por se tratar de uma safra mais antiga, o vinho já apresenta notas balsâmicas. Complexo e fora do óbvio.

Um outro bom vinho pra apetecer o paladar é o Ferraton Crozes-Hermitage La Matiniere 2010. Taí um presente que eu adoraria ganhar. Vinho francês da região do Rhone, elaborado com a uva Syrah. Aromas de especiarias e café e na boca, um sabor defumado maravilhoso.

Para os rapazes presentearem as respectivas, um conselho – tirem o escorpião do bolso e comprem um belo Champagne. A Thereza, por exemplo, adora o Perrier Jouet, com sua cremosidade e sabor amanteigado. Uma outra sugestão é o Chandon Passsion, o nome já é romântico por si só e taí um espumante mais adocicado e que agrada à todas as mulheres.

Wine-Gift-Giving-Guide-and-Tips-750x400

Chefe: Quem nunca ficou na dúvida na hora de dar um presente de final de ano para o chefe ou algum contato profissional importante? Posso dizer uma coisa, vinho não tem erro. Seja para o seu companheiro de trabalho #networking ou até mesmo médico de família ou gerente de banco, que dá aquela segurada no seu cheque especial, um belo vinho fará com que eles se lembrem de você com carinho na hora da degustação. Entretanto, o que dar?

Se seu chef for um conhecedor do assunto, presentear com rótulos de regiões tradicionais, pode não impressionar muito, além de você correr o risco dele já conhecer. Desse modo, que tal surpreender com vinhos de locais menos usuais e que saiam da rota tradicional? Com certeza isso será uma surpresa gratificante.

Imagine um vinho proveniente do berço da democracia? Um vinho grego já tem história própria e o Opap Nemea Boutari 2008,  é simplesmente fabuloso. Produzido com a casta regional Agiorgitiko, é exótico no melhor sentido da palavra. Se preferir uma opção mais em conta, do mesmo país, aconselho o Ionos Red 2013. Leve, delicado e muito agradável.

Há diversas regiões menos conhecidas que você pode procurar. Bulgária, Líbano, Israel, Áustria, Marrocos, Hungria são apenas alguns exemplos. Agora, pra surpreender mesmo, um vinho da Transilvânia cumpre esse papel. Sério, a Romênia produz grandes exemplares e um dos melhores vinhos do país é o Principele R,  elaborado com a uva Feteasca Neagra, é o vinho oficial do governo de lá. Está longe de ser um vinho barato, mas é algo totalmente fora da curva e de qualidade excepcional. Quem puder, vale a pena. Afinal, presentear o Chefe com um vinho da terra Natal do Drácula, é uma boa forma de dizer que você está dando o sangue pela empresa rsrs!

110525_obama_toast_ap_283_regular

Lembrança de última hora: Sabe quando você quer presentear um conhecido, tem uma verba pequena ou simplesmente quer ter aquela lembrança curinga guardada pra esse período? Vinhos podem ser uma ótima solução e até mesmo com R$30 você encontra bons e democráticos rótulos. O Canepa Novisimo Pinot Grigio é um branco super fresco, levíssimo e perfeito para aplacar esse calor vigente e não tem quem não goste. Pra quem quer ter aquela sugestão no mercado mais próximo, o Pão de Açucar (que tem pelo Br todo) tem uma boa seleção de espumantes, vale destacar o brasileiro Salton e o da Concha y Toro, ambos nessa faixa de R$30 e rótulos sem erro.

Espero que tenham gostado. Não precisam seguir à risca, são só algumas opções para que vocês tenham uma visão interessante de vinhos como presente. Como disse no início, o mais legal é o carinho de pesquisar e escolher algo pensado para a pessoa. Se tiverem alguma dúvida, deixem um comentário que eu respondo.