Dica de restaurante: Le Vin, francês na essência

30/06/2016  •  Por Rodrigo  •  Gastronomia, Moda, Rio de Janeiro, Vinho

Mês de junho, conhecido também como o mês dos namorados e toda aquela atmosfera de romance, daí se levarmos em conta o inverno que realmente deu as caras, o programa mais propício, é sem dúvidas, comer bem.

Nada melhor do que ir a um restaurante legal, se encantar com pratos diferentes e deixar um bom vinho aquecer o coração nesse clima tão gostoso. E como aqui em casa seguimos essa filosofia, no dia 12, fomos ao Le Vin, no Barra Shopping.

le vin

Já somos fãs de longa data do restaurante, pois ele oferece o melhor da gastronomia clássica francesa, com receitas que vão desde o Steak Tartare com fritas no melhor estilo Bistrô aos pratos mais trabalhados, como o tradicionalíssimo Cassoulet, carinhosamente chamado de feijoada francesa. O cardápio engloba praticamente tudo com sotaque francês e não deixa nenhum paladar de fora, terrines cremosos, aves com diferentes preparos, seleção de ostras frescas, massas recheadas e carnes como o Entrecôte com molho Béarnaise que te leva à Paris!

le vin entrada

Vamos ao jantar. O couvert foi o clássico pão caseiro recém saído do forno, com patê e manteiga te convida comer a sem parar, mas bom segurar ímpeto para poder aproveitar os pratos. De entrada, pedimos a Brandade de bacalhau, que mais parecia um creme e ainda um Carpaccio de carne finíssimo, super delicado.

le vin barra shopping

Para o prato principal, a Thereza foi certeira na escolha da paleta de cordeiro assada lentamente no próprio molho, verdadeiro deleite pra quem ama carne de cordeiro que além de desfiar no garfo, tinha um sabor rico e encorpado pela suculência do molho. O prato ainda vinha com um risoto cremoso de funghi.

A minha pedida foi para o lado mais clássico da França, o confit de pato com batatas sautés. A coxa de pato, quase caramelizada tinha aquela crocância deliciosa e a carne desmanchava na boca. Até a Thereza, que não curte muito pato, roubou umas garfadas e deu o braço a torcer pra ave. Nunca pensei que fosse testemunhar minha esposa se deliciando com pato, mas rolou!

Antes da sobremesa ainda pegamos uma tábua de queijos variados para terminarmos de harmonizar com o vinho. E por falar em vinho, o Le Vin faz jus ao nome e tem uma carta muito bem elaborada apresentada no Ipad, com diversas informações para auxiliar sua escolha. Além disso, a unidade do Barra Shopping ainda conta com uma sommelière, isso mesmo, uma mulher, formada em nada mais nada menos do que Bordeaux para apresentar os vinhos e indicar a melhor opção para combinar com seu prato.

Posso dizer que ela acertou em cheio quando nos sugeriu o Chateau Bel Air Perponcher da própria região de Bordeaux. O vinho estava perfeito, repleto de aromas de amoras frescas e especiarias com leve toque de madeira. Outra coisa legal é que há diversas opções de vinhos em taça dos mais variados valores, entre brancos, espumantes, tintos, fortificados e até Champagne, o que não é tão comum em restaurantes no Brasil.

le vin sobremosa

E como não poderia faltar… a sobremesa! Pra fechar com chave de ouro, uma sensacional rabanada de brioche, super aerada com uma bola de sorvete de baunilha que derretia em cima. Pra completar, um bolo quente de chocolate versão petit gateau, assado na hora e com o recheio escorrendo pelo prato. Impossível não se deliciar!

Enfim, o Le Vin tem tudo pra fazer você ficar imerso no universo francês, decoração de Bistrô, ambiente aconchegante e romântico e uma gastronomia autêntica, muito bem elaborada e recheada de opções. Perfeito para um clima especial ou para quem simplesmente gosta de excelente comida!

Dica de restaurante: Cozinha Artagão no Barra Shopping

01/06/2016  •  Por Rodrigo  •  Gastronomia, Rio de Janeiro

Como todo mundo aqui sabe, ou pelo menos deveria saber rsrs, semana passada foi aniversário da Thereza. Pra celebrar a data, fomos ao Cozinha Artagão no Barra Shopping e o jantar foi uma verdadeira experiência gastronômica. Inaugurado no ano passado, o restaurante é do mesmo proprietário do famoso Irajá, de Botafogo, e que agora na Barra da Tijuca, vem encantando a todos com sua releitura da cozinha tradicional com um toque diferenciado!

rest barra shop

O estilo do Artagão é baseado na gastronomia caseira, porém com uma pegada especial no preparo e escolha dos ingredientes, que dão uma roupagem sofisticada e saborosa aos pratos do dia-a-dia.

A casa possui uma área bastante aconchegante e com cozinha aberta, o que eu acho ótimo, pois dá pra ver de perto o agito das panelas – e aromas que saem dela! O atendimento é maravilhoso da entrada à sobremesa, com uma equipe pra lá de simpática pra explicar cada prato e dar sugestões.

unnamed-20

Começamos pelas entradinhas, não pulem essa parte, as opções são variadas e muito criativas. Os croquetes de pernil com compota de abacaxi são deliciosos e deixam aquele gostinho agridoce na boca. Os pães de queijo são um caso à parte, feitos com massa de tapioca, tem um sabor leve, textura aerada e uma crosta delicadíssima pra te deixar salivando!

Já o Carpaccio Cipriani, servido com fatias rústicas de filet mignon e uma farofa crocante de pão, ainda tem por cima queijo grana padano ralado que mais parece uma nuvem, bela combinação e homenagem ao original italiano! Pra completar, ainda experimentamos um tartar de atum delicioso, dos melhores que já comi.

COZINHA ARTAGAO

Para os pratos principais, fiquem tranquilos, pois as dúvidas vão surgir. Em meio a tantas alternativas de dar água na boca só de ler no cardápio, é normal rolar aquela indecisão. Sem problema, o pessoal da casa te ajuda! Fiquei em dúvida entre o Porquinho ao Barbecue e a Carne Assada por 12 horas no molho, mas acabei optando pela segunda, e posso dizer que essas 12 horinhas de panela fizeram toda diferença. A carne, que de tão macia dispensava a faca, desfiava no garfo, era suculenta e ficou perfeita com o spaghettini com gorgonzola.

A Thereza, que é apaixonada por steak, foi de Bife Ancho com risoto de 4 queijos e batata frita. A carne, grelhada no ponto, ainda deu um toque de churrasco no jantar.

unnamed-25

E a sobremesa? É aquela hora de usar aquele segundo estômago reservado para os doces. A Thereza foi no clássico da casa, Bolo quente de brigadeiro, delicioso, tenro e molhadinho, ainda mais depois que se derrama leite de baunilha, é melhor parar por aí. No meu caso, me fiz com o Naked Cake de Cheesecake, levinho e ideal pra alegrar o final da orgia gastronômica!

13315419_628503993964259_3870717795626257413_n

Nosso jantar foi acompanhado por um vinho americano de Columbia Valley, o 14 Hands Hot to Trot, frutado, sedoso, com sabor marcante de geleia de cereja e caramelo. A casa tem uma carta de vinhos enxuta, bem selecionada e com bons preços. Há também opções de vinhos em taça.

Espero que tenham gostado (a aniversariante adorou), o Artagão é o tipo de restaurante que utiliza o que há de melhor na culinária brasileira, valoriza os nossos ingredientes, cultura e usa a inovação sem perder o foco no elemento principal, o gosto. Excelente escolha pra quem gosta de sabores ricos e comida criativa.

No site do Cozinha Artagão você consegue ver mais fotos e também o menu completo. Boa sugestão pro dia dos namorados!

Dica de restaurante especial: Cipriani, no Copacabana Palace

07/04/2016  •  Por Rodrigo  •  Gastronomia, Rio de Janeiro, Viagem, Vinho

A Thereza já contou nesse post aqui, que outro dia celebramos nossos 4 anos de casamento no Copacabana Palace e por lá tivemos um jantar incrível no Cipriani e, como o meu assunto é comida e vinhos, falarei hoje sobre esse jantar especial!

Considero o Cipriani o lugar ideal para ocasiões especiais, pois consegue juntar um estilo sofisticado a um ambiente intimista e aconchegante. Desde o piano bar, onde você pode experimentar os mais variados e deliciosos drinks (experimentem o Belini), até o serviço impecável e atencioso.

Cipriani_ambiente-1050x700

A decoração é um caso à parte, salões amplos no estilo clássico proporcionam uma atmosfera especial, isso sem falar na vista da piscina mais charmosa do Rio.

Fizemos o menu degustação harmonizado, que é uma excelente opção. A cozinha do Cipriani traz o melhor da gastronomia italiana, com pratos cuidadosamente desenvolvidos por um chefe vindo diretamente da Itália. O mais interessante é que, mesmo com a sofisticação e criatividade empregados nos pratos, o sabor é que vem em primeiro lugar. O foco é encantar as papilas gustativas.

cipriani copacabana palace

No menu degustação, você tem a oportunidade de viajar pelos melhores sabores do país da bota e os vinhos, ahh os vinhos! A seleção não poderia ser melhor, unindo dos tradicionais aos mais inusitados e difíceis de encontrar.

O serviço começou com pães artesanais variados, acompanhados de azeite, manteiga e tudo o que tem direito. É bom não se empolgar muito, pois os pães são tão bons, que é capaz de você se satisfazer antes da hora (isso é a cara da Thereza). Logo depois, recebemos uma entrada de boas-vindas com uma fina fatia de robalo super delicada que fez a expectativa só aumentar.

cipriani 2

A segunda entrada foi algo surpreendente, mozzarella de Búfala com tomate cereja e manjericão, mas o que surpreenderia numa caprese? A cremosidade do queijo, os tomates reconstruídos numa espécie de gelatina e o manjericão em forma de sorbet. Que combinação de texturas!

O primeiro prato teve uma combinação de sabores espetacular. Scialatielli, que é uma massa fresca e leve da região da Campana, com alcachofras, linguiça caseira e queijo pecorino. A leveza da massa com a intensidade da linguiça e a picância do queijo não sairão da minha memória. O vinho foi um branco da raríssima denominação ‘Est! Est!! Est!!!’, com a mineralidade e frescor necessários para combinar com tantos sabores diferentes.

cipriani 3

O segundo prato faria qualquer um salivar, risotto crocante com lagostins e açafrão. Impressionante a textura do risotto. O vinho não poderia ser mais inusitado e gostoso, um autêntico vinho laranja, sim, esse é um estilo de vinho comum no leste europeu, no qual as uvas brancas são vinificadas com as cascas e amadurecidas em ânforas.

O que degustamos foi da região da Sardenha e seus aromas de tangerina e damasco amaciavam o paladar para os suculentos lagostins.

cipriani 4

Quando pensava que não tinha como ficar melhor, eis que me surge meu prato favorito na vida, Ossobuco com salsa de limão siciliano que ainda veio acompanhado de cogumelos porcini e risotto de parmesão. A carne, que desmanchava na boca, era tão rica em sabor, que só mesmo um espetacular vinho Ripasso, do Vêneto com seus aromas maduros de uvas passas e chocolate harmonizaria com tamanha perfeição.

Olha que ainda tem a sobremesa! Esfera de chocolate e frutas vermelhas com calda de caramelo e especiarias, tão boa que a Thereza nem fotografou (mas fez Snap). Um detalhe, a calda não vem no prato, ela é despejada na bola de chocolate que derrete se misturando às frutas no melhor estilo food porn.

Pois bem, o Cipriani é um daqueles restaurantes que melhor pode acolher seu momento especial. Você não precisa estar hospedado no Copacabana Palace pra poder aproveitar essa incrível gastronomia e viver uma experiência que vai ficar na memória. Seja um aniversário de casamento, comemoração entre amigos, enfim, vez ou outra nos permitimos ocasiões assim e vale muito a pena!

Página 5 de 18« Primeira34567Última »