Água com gás na sua rotina de beleza

18/06/2018  •  Por Thereza  •  Beleza

Eu amo água com gás! Eu não entendo como alguém não gosta de água com gás. Uma coisa tão gracinha, faz cosquinha, melhor que a pura e simples água, é água com twist! Enfim, respeito quem tem ranço, mas sinto muito, viu!

Agora se você não é de beber água com gás ou bebe todo dia (foi meu truque da vida pra reduzir drasticamente meu consumo de coca zero), anote essa dica de beleza: água com gás no rosto!

Mais uma vez, dica das orientais espertas e ano-luz na nossa frente no quesito beleza. Lembra que outro dia postei um “truque” delas na hora de aplicar o creme? Pois bem, o da vez envolve a tal água com gás!

Li uma matéria muito bacana no Coveteur falando da técnica criada no Japão, mas popularizada na Coréia do Sul, que ao usar água com gás na rotina de beleza, não apenas purifica, como dá até mais firmeza à pele. A gasosa funciona como base pra tratamento de diversos spas locais e elas usam até naquelas saunas faciais (postamos aqui) e também em tratamentos capilares para melhorar a saúde do couro cabeludo. Além disso, vários produtos que levam a simples h2o, agora estão sendo substituídos pela versão gaseificada, criando assim um tratamento ainda mais benéfico.

Ok, mas afinal, qual é a vantagem da água gaseificada? Simples, ela pode ajudar a manter as células entre as fibras de colágeno mais resistentes, ajudando a firmeza geral e a plenitude da pele. A água com gás também é conhecida por ajudar a lavar mecanicamente os poros de maneira mais suave. Como esse tratamento é compatível com todos os tipos de pele, os esteticistas podem recorrer a ele sem se preocupar muito com a irritação da pele.

Vai gastar uma garrafinha com gás todo o dia pra limpar o rosto? Não precisa, especialistas dizem que uma vez por semana você pode fazer aquela limpeza geral e embebedar um pouquinho da água no algodão e finalizar sua limpeza facial, dando assim um boost à sua pele.

Já as coreanas são tão aficcionadas e as marcas de beleza tão espertas, que existem sachês com pó pra você fazer sua própria água com gás de beleza. Daí você prepara o líquido precioso (metade com e a outra metade sem gás) e enfia sua cara no pote! O recomendado é ficar 15-20 segundos, mas muitas ficam até quando a respiração aguenta, bom, em se tratando de água, mal não deve fazer, mas não custa experimentar uns segundos só pra ver como a água reage!

Como eu sou uma sparkling water lover, vou nem esperar a versão pózinho, já vou comprar uma Minalba ou São Lourenço esperta e enfiar a cara no pote. Volto com novidades.

E vocês, já tinham ouvido falar dos benefícios da água com gás na pele?!

 

 

Dignidade fitness: como cuidar do seu cabelo depois da academia!

04/06/2018  •  Por Thereza  •  Beleza, Cabelos, Saúde

Depois de #Thethezen, vem aí #ThetheFitness! Já tem 2 anos que frequento a academia acima da minha média de vida (que era zero rsrs), mas foi nesses últimos meses que intensifiquei minha rotina de treino junto com uma reeducação alimentar que vem mudando até meu sono (conto em breve).

Se antigamente ia à academia 3 ou 4 vezes por semana e focava só na musculação (aka suar um menos), agora tenho ido 6x e feito 50 minutos de musc e 40 de cardio. Ok, vocês podem estar dizendo, ihh lá vem outra blogueira pagar de fitness, bom, nada disso! Onde eu quero chegar é que: essa rotina de suadouro tem mudado minha experiência capilar!

Quem me acompanha no Stories sabe que adoro uma boa e bela escovinha pra deixar meu cabelo intacto e ela sempre durava 3 ou 4 dias (com muito esforço e shampoo seco), mas agora os tempos são outros e ela dura apenas sexta e chega sábado com muito sufoco (adoro academia aos finais de semana #vazia). Com isso, tenho lavado muito mais o cabelo em casa e sentido que o suor tem mexido com ele. Li algumas matérias sobre e vai que o meu problema é o seu problema.

O MITO DE LAVAR O CABELO TODO DIA

Nossas mães nos ensinou a lavar o cabelo todo dia, certo? Pois bem, daí crescemos e lemos que você pode ficar 3, 4, 5 (tem gringa que fica 7) dias sem lavar o cabelo e tá tudo ok, afinal, a oleosidade natural que o cabelo produz também faz bem. Mas recentemente li algumas matérias dizendo que o ideal é lavar o cabelo todo dia sim. Daí, junte tudo isso o fator suor nível 5.

Se antes eu lavava o cabelo mais no salão, agora tenho lavado mais em casa e basicamente todos os dias. Acho que nesses casos, vai de cabelo pra cabelo. Muita gente diz que o sal do suor faz mal aos fios, mas lavar o cabelo diariamente também, com isso, como a gente fica? Sim, nesse caso vale conversar com sua dermato, pois cada caso é um couro cabeludo e nesse quesito não tem como afirmar definitivamente.

FUJA DO ELÁSTICO

Não o exercício, mas a presilha! Sabia que essa belezura é uma das maiores causas de quebra do fio? Minha cabeleireira fica desesperada sempre que chego com aquele elástico bem puxado. Dicas, não temos muitas, mas vale variar a altura do rabo pra ele nem sempre ficar na mesma área e também focar mais num coque, mas não muito puxado, pois isso quebra também!

PRATICANTE DE BANHO DE GATO?

Na vida real você chega tarde do trabalho, vai mais tarde ainda pra academia, logo, chega em casa e fica com preguiça de lavar-e-secar o cabelo pra começar tudo de novo no dia seguinte? Daí o que muita gente faz? Dá uma molhadinha com a mão mesmo na pia e passa um condicionador de leve pra desembaraçar. PÉÉN, errado!

Li uma matéria na Allure falando que não é muito recomendável, “Isso é tão ruim para o seu cabelo, pois não só você está espalhando o suor salgado para as suas extremidades, mas a água também resseca o cabelo e oxida até mesmo sua cor. Além disso, condicionador é feito para ir em cabelos limpos. Se for em cabelos sujos, você vai ter um acúmulo de ligações protéicas encontradas no condicionador, o que pode eventualmente fazer com que o cabelo resseseque e comece a quebrar”.

Quer um banho de gato improvisado? se você for molhar o cabelo, é melhor usar shampoo mesmo! Lá fora, numa era pós shampoo seco, muitas marcas tem lançado o “Shampoo Foam”, versão mousse espuminha e ótimo pra essa ocasião.

A ORDEM DO SHAMPOO A SECO IMPORTA

Daí que você não vai tomar banho de gato, mas aplicar aquele shampoo a seco esperto pós malhação. PÉÉN, errado também! Nessa mesma matéria eles contam que “se o seu cabelo está encharcado de suor, nenhum shampoo a seco será forte o suficiente para absorver isso. Além disso, certos shampoos a seco têm muito álcool em sua composição e a mistura dele com suor vai ressecar seriamente o seu cabelo”.

Eu não sabia dessa e fiquei chocada, na matéria eles ainda dizem que vale pra qualquer produto em spray rico em álcool. Ou seja, vale procurar um dry shampoo sem álcool ou com pouco álcool em sua composição (se ele não estiver em primeiro lugar na lista de ingredientes da embalagem, já ajuda!).

ESCOVE O CABELO

Dica trivial, mas importante! Nosso cabelo pode se nutrir de seus próprios óleos naturais, mas esses óleos não chegam ao meio do cabelo a menos que a gente escove! “Certifique-se de escovar o cabelo com uma escova de cerdas, que ajuda não só a distribuir os óleos para os comprimentos do cabelo, mas também impede qualquer congestionamento que você possa ter no couro cabeludo”.

Tenho penteado muito mais o cabelo em casa antes e depois da malhação e sempre tenho usado o  Uniq One Coconut da Revlon, que é um Leave-In cheio de benefícios e que no caso da academia, combate o frizz do momento e ainda deixa com um aspecto mais simpático (sem ficar descabelada depois de um agachamento).

E vocês, tem truques de beleza pro momento pré ou pós academia? Compartilha com a gente!

4 livros imperdíveis sobre Mindfulness (Atenção Plena)

04/04/2018  •  Por Thereza  •  Saúde

Em janeiro postei sobre minha iniciação ao universo mindfulness e como ele tem mudado minha perspectiva sobre a vida em geral, das coisas mais mundanas às questões mais profundas. A atenção plena é uma técnica científica de meditação, é basicamente um estilo de vida que te faz simplesmente prestar a atenção no momento presente, te faz recuperar os sentidos. É um treino mental que te tira do piloto automático da vida e te mantém atenta, porém relaxada. Enfim, você pode ler o post aqui e entender essa viagem.

Mindfulness Atenção Plena

Agora uma coisa eu tenho percebido, se a moda é cíclica, existem outras tendências que são de “fase”. Se há uns anos vivemos o boom da era digital + vida saudável, exercícios físicos e muita malhação entre uma foto e outra, agora estamos iniciando uma fase mais zen. Se o mote era cuidar do corpo, agora também cuida-se da alma e é aí que entra o mindfulness, não só com suas técnicas de respiração, mas um reencontro com você mesmo em tempos de muitas informações, fomo e overdose de redes sociais. A atenção plena é simplesmente viver o momento presente. No final das contas, seja corpo ou alma, o que fica é buscar o equilíbrio, mas no agora.

E se no outro post eu compartilhei minha iniciação, agora falo de livros pra quem quer entrar de cabeça no tema! São títulos pra iniciante, pra você flertar com o tema, livros de cabeceira, enfim, mais conteúdo pra você se entregar de vez ao conteúdo mindfulness.

Mindfulness Atenção Plena

Mindfulness, 100 cartas com exercícios para a atençao plena e redução e stress (Patricia Calazans)

Quem me acompanha no Instagram (clica aqui!), sabe que sempre posto nos stories umas fichas de Mindfulness com a tag #ThetheZen e todas vem desse box com pílulas de respiração e reflexão. Eu criei o hábito de ler uma ficha antes de dormir e é ótimo, recomendo! Aliás, o box é um bom presente para você dar a amigos que não conhecem esse universo, mas gostariam de entrar, é um presente fofo (no Natal dei para várias pessoas!). [aqui R$24,90]

Atenção plena em poucas palavras, 10 minutos por dia para uma vida mais tranquila e menos estressante (Dra Patrizia Collard)

Livro gracinha, rápido e tipo pocket pra você carregar na bolsa. Você lê em 1 horinha e já tem uma percepção rápida e eficiente sobre esse mundo. O livro apresenta a técnica, fala de onde surgiu, traz reflexões e exercícios simples pra você começar a praticar a Atenção Plena. O legal é que os exercícios são bem divididos por minutos e temas. Acho que até funciona bem para um público mais jovem (e eventualmente menos interessado, pois ele prende bem). [aqui R$15,30]

Mindfulness, o diário – Companhia indispensável para um dia sem stress (Corinne Sweet)

Esse foi o último que li e gostei muito! Ele traz a apresentação básica da técnica, explica porque praticar e porque está se popularizando. Seu início é bem técnico e direto, praticamente tópicos que desvendam o sucesso e eficácia da prática. Depois disso são centenas de páginas com técnicas, exercícios e dizeres sobre a meditação em geral. O livro também é uma graça, bom pra ter na cabeceira e ainda e com ótimas ilustrações, é zero maçante. [aqui R$22,00]

Atenção Plena, Mindfulness – O plano que libertou milhões de pessoas do stress e da ansiedade do dia a dia (Padraig O’ Morain)

Estou começando a ler agora, pois foi muito recomendado, mas ainda não tenho muitas condições pra falar. Mas pelo pouco que li, gostei bastante! Ele me lembra um pouco o Atenção Plena (que falei no Post 1), é bem didático e completo, pra quem quer chegar já com imersão profunda. [aqui R$28,10]

 

Você tem algum livro sobre o  tema que adora e recomenda? Conta pra gente!

Página 3 de 41234