Ronda da Semana: Rihanna, Lady Gaga, Marchesa e religião

11/05/2018  •  Por Thereza  •  Celebridades, RDS

Olá, sexta-feira! Vamos pra nossa Ronda com os assuntos mais trepidantes e relevantes da semana?! Fiz uma seleção de temas legais pra gente conversar, chega mais!

SAVAGE X FENTY, A LINGERIE DA RIHANNA

O que faltava pro império da Rihanna? Sim, isso mesmo, uma linha de lingeries. Mas vindo de quem vem, não é uma linha qualquer, mas sim uma seleção de sutiãs, calcinhas e acessórios super democráticos, seja pelo preço, bem como tamanho e até mesmo cor (ela disse que tem todos os tons de nude).

Segundo Riri, “não existe regras quando o assunto é lingerie. Produtos fofos e ousados podem conviver numa mesma coleção e a ideia é essa. A Savage te desafia a experimentar algo novo, mas permanecendo completamente autêntico a si mesmo.” A coleção foi lançada hoje e são centenas de peças que vão de U$14 a U$99. Vale clicar aqui pra ver o tipo de lingerie Riri usa rsrs!

HAUS DA LADY GAGA

E nessa onda de cantoras lançarem suas próprias marcas, chegou a vez de Lady Gaga. Os fuxicadores de plantão descobriram que a empresa da cantora, a Ate My Heart, registrou o nome de outra marca chamada Haus e que contempla produtos de beleza, como maquiagem, perfume e até skincare. Ou seja, provavelmente Lady Gaga terá uma linha pra chamar de dela.

Suas últimas fotos no Instagram inclusive mostram muitas selfies e com make poderosa. Lembrando que Madonna também lançou recentemente sua Mdna Skin e Jennifer Lopez lançou uma linha de make com a Inglot.

O RETORNO DE MARCHESA

Depois do escândalo de assédio envolvendo o poderoso Harvey Weinsten, provavelmente uma das vítimas sofreu além, Georgina Chapman, sua agora ex-mulher. Você pode não estar ligando o nome à pessoa, mas Georgina é uma das fundadoras da Marchesa, ícone dos vestidos de festa glamurosos e desejados por 9 entre 10 celebridades.

Porém, desde o ápice do escândalo, a marca sumiu dos red carpets. Mesmo Georgina sendo uma das vítimas, as famosas não quiseram se envolver nesse escândalo e, eventualmente, “apoiar” uma marca que tem, digamos, dinheiro sujo do tal do Harvey. De 6 meses pra cá, a Marchesa não foi vista em mais nenhum tapete vermelho, seu desfile foi cancelado e frenesi minguado.

Bom, até essa última segunda. No Baile do Met, Scarlett Johansson resolveu acabar com isso e usou um look para apoiar a marca. Logo depois, Anna Wintour deu uma entrevista apoiando a decisão da atriz e também da marca em buscar se reinventar, “Georgina é uma estilista brilhante, e eu não acho que ela deva ser culpada pelo mau comportamento do marido. Acho que foi um grande gesto de apoio da parte de Scarlett usar um lindo vestido como esse em uma ocasião tão pública.”

Muito se especulava que nos áureos tempos de Marchesa, Harvey “induzia” as famosas de seu estúdio a usarem os vestidos de sua então mulher. O que é verdade, não sabemos, mas de fato a Marchesa não pode ser punida por essa questão. O que acham?

A EXPOSIÇÃO DO MET

Não custa lembrar que depois de toda a festança do Baile do Met, tem uma exposição que reúne muita moda, cultura e, nesse caso, religião. A “Heavenly Bodies: Fashion e Catholic Imagination” foi aberta essa semana e fica até agosto no Metropolitan Museum. Dizem que é a maior já feita e sem dúvida faz parte do roteiro de quem for pra NY no verão.

Bom fim de semana!

Ronda da Semana: Apologia ao nazismo, gordofobia e divórcio

20/04/2018  •  Por Thereza  •  RDS

Tivemos uma semana intensa, cheia de assuntos e polêmicas, portanto, é hora de Ronda da Semana! Trago 3 assuntos que vocês já devem ter lido por aí, mas é importante estender o tema e debater por aqui, vamos lá?!

LANÇA PERFUME E APOLOGIA AO NAZISMO

Nessa semana foi divulgada a campanha de inverno da Lança Perfume e, pasmem, as roupas trazem referências ao uniforme militar alemão usado na 2ª Guerra Mundial e também à Cruz de Ferro (condecoração dos tempos de guerra e usada por oficiais do exército de Hitler). As referências vão muito além e sou incapaz de compartilhar todas as fotos de campanha e lookbook em questão.

Depois de receber milhares de críticas, a marca contou que a ideia era “transmitir uma mensagem plural e elevada sobre a capital alemã e sua história”. E ainda afirmou que a tal Cruz de Ferro não é um símbolo nazista, mas que tem origem anterior à guerra, e concluiu “repudiamos o nazismo e o fascismo em todas as suas dimensões”.

A nós, restam algumas reflexões: desenvolver uma coleção não é apenas encontrar um tema x, mas sim pesquisar a fundo sua história além da moda, especialmente numa questão tão densa quanto esse. E sobre a Cruz de Ferro, mesmo tendo origem anterior, seu uso foi disseminado na época da guerra, portanto, de forma alguma deve ser recuperada por conta do triste simbolismo que carrega. Por fim, dizer que é “apenas ignorância da marca” é basicamente relevar algo muito grave.

FLUVIA PRECISOU DESENHAR SEU PRÓPRIO VESTIDO

A modelo plus size, Fluvia Lacerda, contou que precisou desenhar seu vestido de gala porque ninguém quis fazer um pra ela. Pois é. Fluvia foi uma das convidadas do amfAR e revelou o absurdo em seu Instagram “Esse vestido foi um sonho meu, imaginado depois de tantas portas fechadas na tentativa de ser vestida por uma marca ou designer nacional. Nunca vesti uma peça de roupa com tanto orgulho!”.

Sabe essa onda de representatividade, empoderamento feminino, inclusão e etc? Na prática, para muitos isso é balela, pois as marcas seguem excludentes e segregadoras, euzinha mesma já vivi casos parecidos.

Parecer inclusiva e atenta é apenas um token para não ser criticada, mas no fundo mesmo é tudo pra lacrar nas redes sociais e nada mais, afinal, a grade vai até 42 e-olhe-lá. Espero que num futuro próximo isso seja menos exceção e mais regra. Enquanto isso, que valorizemos marcas reais e que coloquem o tal discurso bonito 100% em prática.

YAN ACIOLI NÃO É MAIS O STYLIST DA SABRINA SATO

Essa semana a apresentadora Sabrina Sato anunciou que Yan Acioli não é mais seu stylist, depois de 13 anos de uma parceria muito bem sucedida (quem assume o cargo é Pedro Salles). A foto acima foi a última profissional da dupla, com look YSL para o amfAR.

Já participei de um bate-papo com a dupla e ali a sinergia era perfeita, dava pra perceber a gratidão mútua e com certeza a moda teve muito peso na ascensão e história de Sabrina. Enquanto Yan entrava com altas doses de fashionismo e muita informação de moda, Sabrina segurava todo e qualquer look, pra mim um dos casamentos mais perfeitos da moda. Eles contam que a amizade continua, mas cada um seguirá um caminho profissional. Acredito que depois de uma era extravagante fashion, Sabrina seguirá um momento mais cool minimal. Façam suas apostas!

Bom fim de semana!

Ronda da Semana: Stylists poderosos, Gisele escritora e Britney Fashionista

23/03/2018  •  Por Thereza  •  Celebridades, RDS

Sexta-feira é dia de que? Sim, de milhares de coisas incríveis, mas também de Ronda da Semana e nosso apanhado de coisas importantes que aconteceram por aí. Só lembrando que segunda agora será um dia muito importante para o Fashionismo, portanto, conto com a presença de vocês aqui (assim como todos os dias do ano rsrs).

AS SYTLISTS MAIS PODEROSAS

Todo ano a revista The Hollywood Reporter faz uma lista dos 25 stylists mais poderosos de Hollywood. Mais do que glamour, esse anos os profissionais que se destacaram, ganharam espaço graças ao movimento Time’s Up. De um pin estratégico até o look todo preto do Golden Globes, a moda se tornou política. E quem surgiu no topo foi a sempre vencedora, Kate Young (já fizemos o profile dela aqui), que cuida de nomes como Margot Robbie, Dakota Johnson, Selena Gomez, Natalie Portman, Sienna Miller.

Como a própria revista cita, stylist é mais que luxo ou fashionismo, é se posicionar num mercado riquíssmo como a moda. Pra você ter ideia, no último mês, a sempre consistente no tapete vermelho, Emma Stone, conseguiu um contrato milionário (literalmente falando, ela ganhou 10 milhões de dólares), para ser a nova embaixadora da Louis Vuitton. Junto à ela, Margot Robbie agora será exclusiva da Chanel. Com isso, elas basicamente só usarão looks da marca nos próximos red carpets, sendo um desafio maior pros stylists manterem uma coerência e fugirem do óbvio (já pra gente é mais fácil adivinhar o look, alô JLaw e Dior).

A lista segue com: Elizabeth Saltzman (Saoirse Ronan, Gwyneth Paltrow), Samantha McMillen (Elle Fanning, Dakota Fanning, Daisy Ridley), Elizabeth Stewart (Gal Gadot, Viola Davis, Cate Blanchett, Jessica Chastain), Julia von Boehm (Nicole Kidman). Para ver a lista completa e ainda uma mesa redonda com os stylists, só clicar aqui.

GISELE ESCRITORA

O que faltava pra carreira da Gisele Bundchen, a top mais famosa de todos os tempos? Sim, escrever um livro! Mas não é um livro qualquer, “Resgatei algumas histórias que vivi, o que aprendi nestes meus 37 anos, assim como os valores e as ferramentas que me guiaram para chegar onde cheguei tem sido uma experiência profunda e transformadora”, conta  a top.

Todo mundo sabe que ela tem um lifestyle super zen, centrada e cheios de preceitos trabalhados na espiritualidade e natureza. O livro será lançado (já está em pré-venda na Amazon) em outubro e parece ser uma boa leitura não apenas pra ser a brazilian next top model, mas viver melhor nesse universo wellness.

BRITNEY FASHIONISTA

Se tem uma pessoa que merece tudo de bom nessa vida, o nome dela é Britney. Nossa princesinha do pop já passou por poucas e boas, mas hoje segue firme, forte e icônica. Sua residência em Vegas é sucesso absoluto, vai voltar a fazer shows em estádios e o que falta pra Britoca? Sim, uma campanha de moda.

Não mais! A cantora é a nova garota propaganda da Kenzo e a união disso é uma coleção super cool, descolada, com um quê anos 90, é praticamente uma Britney primeira geração. A #Kenzolovesbritneys já está à vendas nas lojas e site da marca.

 

Bom final de semana!

Página 1 de 1612345Última »