Investindo na bolsa: edição Brasil 2017!

10/08/2017  •  Por Thereza  •  Compras

A tag #QuerPagarComo é uma das mais pedidas do Fashionismo e consiste na gente fazer aquele comparativo esperto de onde comprar uma ~it-bag mais barato, seja em dólar, euro ou real mesmo. Essa tag surgiu com o dólar a R$1,99, ou seja, eram tempos mais razoáveis, sem crise, enfim, saudades 2012, volta!

Depois disso o dólar foi subindo e até mesmo nossa consciência e foco se transformando, daí a tag sumiu! Mas agora, apesar do cenário político instável e assustador, mas com o dólar dando aquela caidinha de leve, a gente gastando menos com tranqueirinhas, enfim, sempre me pedem pra fazer um novo apanhado de bolsas grifadas e que vão um pouco além do budget.

É inegável que uma bolsa de qualidade (ok, marca) é algo que dura muito e, pra quem gosta desse universo, vale a pena. Antigamente o foco era na próxima viagem, mas hoje em dia muitas dessas marcas tem não só loja física, mas também podemos encontrar online por aqui e sempre com um preço competitivo com a moeda de origem.

Com isso, fiz um #InvestindonaBolsa só com marcas gringas e que podemos comprar online (nesse quesito, a Farfetch é sumidade no assunto e ainda parcela rs) e o limite é R$4.000, vai que você juntou um dinheiro, tem o ir, fgts, sei lá, você acha que você merece e pode. Vem comigo!

PROENZA SCHOULER R$3.920 | GUCCI R$3.870 | EMPORIO ARMANI R$2.850 | TORY BURCH R$2.120 | MARC JACOBS R$1.990 | RED VALENTINO R$3.120 | COACH R$1.698 | MICHAEL KORS R$1.300 | MANSUR GRAVIEL R$3.720 | SEE BY CHLOE R$1.960

Como uma boa bag lover, confesso que compraria todas! Gosto de bolsa colorida, diferente e, a melhor parte, sempre quando é uma cor fora do óbvio, ela costuma ser mais barata que uma tradicional preta, por exemplo. Dentre a seleção, foco na mini PS1 da Proenza Schouler, bom tipo de bolsa pra quem é modernete, mas ainda discreta, já que não tem logomania.

A Gucci Soho é um clássico e esse preço é um achado. Se você é uma mulher elegante e quer uma bolsa um pouquinho maior, essa Armani é lindíssima e que cor bonita! Já a Tory Burch é elegantíssima, super clássica, tem um quê de Birkin, mas com alguns dígitos a menos rs.

Para os entusiastas de Marc Jacobs, esse modelo é lindo e super utilitário. Pra quem gosta de uma estrelinha, a Red Valentino tem modelos lindos. Outra bolsa sensação que todo mundo ama – e tem em várias cores – é essa da Coach. Já para as entusiastas de Michael Kors, achei esse modelo uma graça. Por fim, Mansur Graviel e uma bucket bag clássica e a versão See by Chloé pra quem gosta da marca francesa.

YSL R$3.620 –  R$3.280R$3.420 | GIVENCHY  R$3.660  –  R$2.500

Opa, por falar em França! Olha essa seleção da YSL e Givenchy, sério eu usaria toda e qualquer bolsa dessas. A blogger bag é lançamento e um xodó, tenho uma parecida deles e uso muito, até durante o dia e acho essa cor dourada quase neutra. Já pra quem gosta de espaço, a versão Tote azul Mondrian é ótima. Pra fechar, a Loulou vinho é uma lindeza, quero.

Já na Givenchy, essa preta e branca é uma graça, bem como a Clutch logomania pra quem gosta de versão menor pra sair à noite, lá tem vários outros modelos nessa faixa de preço.

E vocês, tem investido na bolsa e buscado modelos mais razoáveis e agora aqui no Brasil?!

O novo monograma desconstruído da Yves Saint Laurent

20/04/2017  •  Por Thereza  •  Acessórios, Moda

Já fiz alguns posts aqui no Fashionismo falando da minha paixão pela Yves Saint Laurent. Adoro a marca, sua pegada super cool e ~alternativa, comparada às suas conterrâneas francesas, Chanel e Dior. E nos últimos anos ela tem vivido uma revolução a olhos vistos, percebeu?

Hedi Slimane foi estilista da marca de 2012 a 2016 e nesse período institui uma mudança que foi MUITO polêmica,  ele basicamente tirou o YVES e a marca se tornou Saint Laurent. A decisão fez muita gente torcer o nariz e, tempos depois, ele saiu da marca para a entrada de Anthony Vaccarello e o que ele fez?

Volta com o Yves! E na melhor forma, através de seu logo! Se estamos em momento de logomania, pra mim o YSL é a mais bonita e icônico e Anthony poderia simplesmente resgatar um clássico, mas ele foi além e desconstruiu, o resultado? Hit, mores! Seja na versão broche, brinco, sapato e bolsa… quero!

monograma-ysl

A primeira coleção do estilista foi a de verão 2017 e nas revistas gringas o que mais tenho visto são os tais brincos Y S L. Eles podem ser usados de diversas formas e dão aquela pegada cool parisian que define muito bem a marca.

Não satisfeito, o estilista foi além e transformou o icônico scarpin Opium em… YSL! Imagina um sapato pisando no logo? Pois bem, desejo atendido e o modelo já é soldout pelo mundo e desejo absoluto e incontestável. Eu, como nobre apaixonada pelo modelo, simplesmente desejo!

E sabe as bolsas monogramadas que também são sucesso da marca (já teve um post comparativo de preço delas aqui)? Alguns modelos também receberam upgrade e o YSL desconstruído. Eu amo esse modelo de bolsa, é uma das que mais uso e certeza que um clássico.

Muito bom ver uma marca se transformando assim a olhos vistos, ainda mais do calibre da Yves Saint Laurent, que retorna às origens, estando mais moderna que nunca!

Guccimania e suas bolsas desejo da temporada [3 dígitos edition]!

03/11/2016  •  Por Thereza  •  Acessórios, Compras, Moda

Na história recente da moda, está muito difícil superar a supremacia Gucci! Desde a chegada de seu novo diretor criativo, Alessandro Michele, é hit após hit, algo surreal num momento de entresafra criativa e uma transição mundial nos rumos e ideais fashion.

Bolsa Gucci

Já falei aqui sobre a bolsa sensação da marca, a Dionysus, mas eles foram além e tem uma dúzia, talvez dezenas de bolsas que foram vistas e revistas nas últimas semanas de moda e também na vida mais – ou menos – real!

Nessa minha última ida à Nova York, fiquei impressionada com a profusão de bolsas Gucci sendo carregadas sejam pelas mocinhas do Upper East Side, mas também nas descoladas de Downtown. Não era uma banalização, mas sim um desejo incontrolável de logomania, bordados e modelos indefectíveis.

No último dia de viagem, fui tão convencida a comprar um dos modelos que tanto via (o Marmont), que pena (ou não né $) que quando cheguei na loja, a cor que eu queria estava soldout.

 

gucci-elas-usam

Agora a parte boa de tudo isso! A Gucci é até parceira, enquanto marcas como Chanel e Dior crescem seus valores num piscar dos olhos, a italiana é razoável nos dígitos impressos na etiqueta. Na nossa tag #querpagarcomo também vemos que o valor convertido no Brasil é até razoável (1o-15%) e o melhor de tudo: eles tem vááários modelos de 3 dígitos!

Baseado nisso e na nossa alegria do dólar ter dado uma diminuida básica (semana passada eu vi a R$3,11 #esperanças), fiz uma seleção de modelos da Gucci por 3 dígitos (fui truqueirinha e não incluir a taxa, ok?! Vai que você vai pra New Jersey, lá não tem hehe). Nem todas tem aqui no Brasil ainda, segundo o pessoal da loja do Village Mall, mas hoje em dia esse gap anda cada vez menor, então até o Natal…

gucci-bolsa-3-digitos

Esse modelo Original é muito amor! Estou apaixonada pela abelhinha, aliás, esses dois modelos foram os que mais vi pelas ruas de NY e todas soldout na loja. Já a versão Signature e Icons, ambas em verniz, são modelos clássicos e perfeitos pra festa ou momentos sociais.

Outra febre vigente é a Marmont, ela tem em vários tamanhos (esse valor equivale ao P) e cores! Eu fiquei super apegada à preta (eu tenho tanta bolsa colorida, que resolvi variar), mas por lá vi num arco-íris de cores. Gosto dela, pois ela não tem o logo e é daquele modelo que a gente vai levar pra vida, assim espero.

Nessa faixa também tem versão escrita e com as estampas da temporada. Por fim, a Soho classicona numa versão bicolor (amo rosa + vermelho!) e a outra hit da vez, a Supreme, que segue esse estilo compacta.

Enfim, fim do ano chegando e se bater aquele desejo de se presentear com algo mais, digamos, de valor, vale ficar de olho na Gucci gringa e na Br, já que muitos desses modelos já estão por aqui e o valor não foge da margem!

Página 1 de 712345Última »