Riley Rose, a empreitada de beauté da Forever 21

01/10/2017  •  Por Thereza  •  Beleza, Compras, Viagem

Não satisfeita em dominar a moda com brusinhas de 2 dígitos, viscolycra e bodies, agora a Forever 21 investe em novos negócios, mais precisamente beleza! Riley Rose é a nova marca da empresa, desenvolvida pelas filhas do Sr. Chang, Linda e Ester (falamos dela e do império todo nesse post imperdível aqui, vale ler).

Enquanto a marca mãe vende até um ou outro produto de beleza (aqui no Br só chegam os acessórios, como esponjas e afins), a Riley promete ser uma loja só sobre maquiagem e pronta pra competir com gigantes, como Sephora e Ulta, porém com foco nos millennials.

A marca venderá marcas como TonyMoly, Winky Lux, Essie, R+Co, Stila e Laura Geller. Dos achadinhos coreanos (dna da F21) às marcas dessa nova geração criada no celeiro digital, sem dúvida uma boa opção para as maníacas por beleza. E um dos diferenciais da Riley, será nos produtos difíceis de achar, de marcas cult, novos talentos e alternativos, especialmente nesse universo de beauté coreano. Sobre os preços, de  U$2 to U$189, ou seja, de um tudo!

O lançamento da primeira Riley Rose ocorreu nesse final de semana em Glendale, na California e a contar pelas fotos da decoração, foi feita pra atrair justamente essa parcela jovem (mas eu, com 35, fui atraída com sucesso), onde cada cantinho é um flash pro Instagram.

Acima, fotos da 1a campanha e aos interessados, a empresa contou que até o fim do ano serão abertas outras Riley Rose pelo país e em novembro será a vez do e-commerce. Quem sabe dentro de algumas décadas teremos Riley brasileira.

 

 

 

Carta aberta ao body!

28/09/2017  •  Por Thereza  •  Moda

Apenas pare!

Eu não tô pedindo pra você, estimada marca, deixar de fazer body, eles podem ser muito úteis pro cofrinho não aparecer, pra você ficar menos confortável na hora de amarrar o cadarço, mas foi bom demais, adeus!

Body pode ter um lado bom, mas você já precisou fazer xixi na pressa? Dentro de um banheiro apertado? Esse banheiro é químico? Você bebeu 3 cervejas? Você não conseguiu virar contorcionista e encaçapar um botão no outro lá nos confins da virilha?

Sem querer ser chata, repito, bodies são legais, mas vamos deixar pra um look ou outro. Marcas, nem todas as blusas devem virar bodies, ok?

Um dia eu comprei um body da Forever 21, era um projeto de blusa tão linda, mas um belo dia um estilista decidiu que ele deveria virar body. Eu comprei mesmo assim. Comprei no intuito de burlar esse sistema fashion e cortar o body pra virar uma brusinha. Não deu certo, porque o tecido era fino e enrolou e virou cropped, daí chegamos a esse post aqui da carta aberta às blusinhas curtas. Se a brusinha curta nasceu e foi ao cabide prematuramente, o body parece que já passou do ponto.

Confesso que eu até uso um ou outro body que eu tenho, mas às vezes eu nem fecho, deixo ele aberto por dentro da roupa. Um dia eu vi uma pessoa com o rabicózinho do body pra fora, ela desistiu!! Ouvi até dizer que tem body sem botão, com certeza foi arte de um estilista homem.

Quantas vezes a gente passeando por uma Zara ou Renner da vida, muito bem intencionada em busca de uma blusinha bonita e sincera (às vezes a gente até aceita 3 dígitos), daí você olha, pega, puxa……… é body.

Eu até achava que essa questão era minha sei lá, mas abri o assunto do Twitter e foi chuva de gente reclamando, logo, virou post! Vocês são meu termômetro, obrigada!

Portanto, prezadas marcas. rusodies são legais, podem ser úteis, mas não precisa TODA-SANTA-BLUSINHA-VIRAR-BODY. Disfarça, faz um ou outro, mas saiba que é totalmente possível fazer blusa 2 cm mais comprida, daí você agrada a todos. Ou quem sabe você pode fazer um extensor de blusa, daí a pessoa que gosta de body acopla da blusinha e pronto rs. No mais, deixa umas brusinhas simpresmentes nascerem brusinhas.

Pela atenção, obrigada

 

Blazer brilhoso da Rosie e da Renner

27/09/2017  •  Por Thereza  •  Compras, Moda

Outro dia, passeando pelo Instagram, dei de cara com esse vídeo maravilhoso da igualmente maravilhosa, Rosie Huntington Whiteley. Primeiro que ela também deve usar o app que falamos nesse post aqui, outra que eu pensei, ué, conheço esse blazer de algum lugar…

mood ✨

Uma publicação compartilhada por Rosie HW (@rosiehw) em

Linda, beautiful.

Não que eu conheça esse blazer dos editoriais de moda ou looks do dia, mas eu já vi esse danado ao vivo…

Daí pensei e pensei, logo, concluí: Rosie tá de Renner!

risos nervosos

Guardada as devidas proporções do blazer original da Rosie (seria um Balmain ou Saint Laurent?), eu experimentei esse blazer (tem aqui na loja online) e ele é lindo ao vivo. Eu só não levei porque a Renner tá com precinho de Zara ele é prata. Lembro que até brinquei com a vendedora pedindo pra fazerem uma versão dourada (oi, Renner #fikdik), mas vendo agora assim a Rosie brilhosa e em movimento, bate aquele arrependimento, sabe?

Tudo bem que eu tenho uma meia dúzia de blazers pretos parecidos, mas esse é tão bonito, apesar de minimal, tem um quê oitentista, com o brilho (é uma espécie de tecido telado) e os ombros são mais marcados, enfim! Rosie, you stole my look versão fast fashion!

Página 1 de 9912345Última »