Dicas de uma ex-noiva!

09/05/2012  •  Por Thereza  •  Casamento

Acho que agora já posso me considerar uma ex-noiva, certo? Ok que estou com saudades desse título (afinal, ele é cheio de privilégios e funciona como desculpa pra tudo “não posso carregar peso, vou me casar em xx dias” entre outras hehe), daí que a idéia desse post surgiu exatamente no dia do casamento, de tentar ompartilhar dicas “técnicas” e intuições pra viver cada momento e saber aproveitar da melhor maneira, afinal, o tempo é curto, mas o dindin é longo!

Dica 1: Não pule ou troque etapas! Toda nova noiva compra aquelas agendas especiais temáticas (tenho umas 3 e não usei nenhuma, você provavelmente também não usará) e dentro dela tem uma ordem de datas e contratações de serviços! Tente ao máximo respeitar a ordem, não importa se em 1 mês ou 1 ano, respeite a ordem.

Confesso que comecei errando, achei que ia dar conta do recado, já que sou um pouco auto-suficiente e troquei a ordem das coisas, contratei o decorador, depois escolhi o lugar e fui deixando o tempo passar. Errado! Antes de tudo contrate o cerimonialista, ele vai te ajudar a orçar e até barganhar, e nas horas vagas será guia espiritual e psicológico, perceba se há afinidade de cara, empatia, isso é fundamental! Você pode não ir com a cara da tia que fará as forminhas dos doces, mas o cerimonialista (tem estado que chamam de assessor) tem que ser seu bff.

Dica 2: Furadas, você precisa de uma história pra contar! Toda noiva tem pelo menos uma história de furada e problema nos preparativos do casamento, quer saber a minha? Pasmem, minha cerimonialista su-miu faltando um mês pro casamento. Desapareceu, escafedeu-se. Agora eu rio (na realidade ainda me revolto), mas foi horrível, super conturbado, inadmissível.

Pensei várias vezes em compartilhar isso com vocês o quanto antes, inclusive o nome da impostora (mais infos nos comentários), mas a dica que eu posso dar é: tenha excelentes referências e, acima de tudo, garantias e muita empatia. Eu não tive desde o início e fui achando que poderia levar, pura inocência! Ainda bem que o Claudio Tironi veio logo depois pra salvar minha vida e já está bookado até pros 15 anos da minha filha que ainda não tenho.

Dica 3: O tal dos cumprimentos! Rola muita polêmica, tem gente que acha ultrapassado, outros acham educado. Como o Copa tem 2 salões, eu cumprimentei o povo do salão que nao tinha a pista, ou seja, onde estava o pessoal mais velho, uma cumprimentadinha rápida, já no outro salão acabamos cumprimentando na pista mesmo e acho que deu super certo e não tomou muito tempo! A dica safadinha é: vai cumprimentar? Quer seja na hora do jantar, certeza que o seu convidado naão vai querer prolongar a conversa, afinal, o badejo tá divino. E sempre fala um “Bom que você veio, te vejo na pista!”.

Dica 4: Casamento é tipo obra! Sabe aquela história que o valor orçado pra uma obra acaba ficando sempre 20% mais caro? Pois bem, com casamento é sempre assim também. Ou mais! Um mês antes bate um desespero, você corta um lustre ali, uma frescura acolá, mas nos últimos 10 dias, atentem pra ele, você fica alocka querendo levar tudo, tipo quando faltam 10 minutos pra fechar a loja!?

Então atentem para os últimos dias e controlem-se! Eu não me controlei e escuto do Rodrigo até hoje #relacionamentos. Por falar nisso, as brigas orçamentárias acontecem, vai rolar comparação “com esse casamento dá pra comprar um [insira uma riqueza aqui]”, mas a desculpa “casamento é só uma vez na vida” é sempre bem-vinda e no final das contas (literalmente falando) sempre funciona!

Dica 5:  A semana antes! É um terror! Primeiro eu achei que ia pegar dengue, depois achei que o meu siso ia surtar, por fim (isso foi real), usei um spray de bronze em casa que fiquei quase Leighton Meester no Met, é sério. Sabe dica de véspera de vestibular onde seu professor fala “vai pro cinema, relaxa”, na teoria matrimonial é quase isso, mas você não vai! Eu, atrasada que só, deixei várias coisas e reuniões pro fim, descontei tudo na minha mãe (coitada), já que eu nem tava podendo ficar muito perto do Rodrigo (coitado). Só fui relaxar quando fui fazer o check-in no Copa, sexta à tarde, daí sim, comecou meu final de semana de paparico.

A dica é: Tente antecipar tudo, mas acima de tudo extravase, relaxe, tome bons drinks, evite experiências que você (nem sua pele) não estão acostumadas. E no dia, chore, se entregue, não tente fazer a valentona. Meu casamento foi há 2 meses atrás (ainda não recebi as fotos oficiais, mas já tá na Inesquecível Casamento, depois olhem ;D), não tenho muitas lembranças visuais, mas é inexplicável a sensação que tenho na hora de lembrar cada emoção que vivi. É bobo falar, mas quem já passou por isso sabe o valor de cada choro, de cada palpitação ou ansiedade, se entregue!

E vocês, que conselho de mãe (ou recêm-casada) dariam pra uma amiga noiva? Conta o seu segredo!

Guia final dos penteados para festa!

05/03/2012  •  Por Thereza  •  Beleza, Cabelos, Casamento

Vocês sabem que é nesse sábado que – finalmente – mudo o status do meu Facebook huhu, daí como eu sou uma noiva boazinha (mentira, tô soltando fogo pelas ventas) e quero todas as convidadas lindas and penteadas, fiz um resumo final dos penteados mais bonitos que vi nessas andanças cibernéticas.

E como vocês também sempre me pedem novas inspirações para festas, formaturas, batizados e afins, vamos matar dois coelhos com uma postzada só!? Não vou falar muito, pois um emboladinho ali outro acolá, vale mais que mil caracteres.

Pra começar, visto de costas! De lado é bom, mas é de costas que mandamos pro cabeleireiro amigo! E seja bagunçado, mirabolante, com ou sem trança, acho que casamentos são os momentos bissextos da vida onde podemos caprichar na arte escultora capilar.

Agora sejam coques ou projetos de, com cabelo desfiado, encaracolado, com tiara ou aplique, opções é o que não falta. Dessa leva, menção honrosa ao coque twist carpado da Sienna Miller, parece fácil e deve até ser e o resultado ficou bem bonito!

Sei, sei, você gosta é de um cabelo solto, né? Também sou dessas, but, tem versões soltas e similares, e igualmente incrementadas, vai dá gente nos permitir #filosofias. Aliás, um rabo de cavalo desse da Kate Beckinsale é exemplo clássico e altamente copiável!

Enfim, são MUITAS dicas e opções pra gente fugir do escovex de sempre! Coloquei no Facebook do blog essas fotos e dezenas de outras, me curte lá! E quem sabe ainda essa semana faço um guia final da maquiagem, que tal?!

Identificando tecidos!

03/11/2011  •  Por Thereza  •  Casamento, Moda

Confesso que sou uma negação em  identificar nomes de tecidos. Minhas definições giram em torno de  “aquele tecido geladinho que fica meio amarrotado” ou “aquele tecido brilhosinho que pinica”, enfim, nada muito profundo. Agora imagino que essa deficiência fashion não seja uma exclusividade minha, mas também de outras mocinhas interessadas por moda, mas sem muito traquejo para definições precisas.

Daí que na semana passada, recebi a revista Noivas Rio de Janeirobíblia no assunto matrimonial – e tinha uma matéria muito bacana, que serve pra gente guardar, independente de sermos noivas, casadas, solteiras, é útilidade fashionista pública. A matéria – feita na Casa Assuf, super tradicional aqui no Rio – além de contar a história dos tecidos mais nobres e artesanais, mostrava fotos de diversos tipos de renda, bem bacana!  Fiz a seleção de algumas pra compartilhar por aqui.

Segundo o Dicionário da Moda, de Marcos Sabino, “Renda é um tecido delicado, confeccionado à mão ou à máquina, constituído por uma trama aberta, onde fios se entrelaçam, criando desenhos.”

Da renda chantilly francesa (minha favorita), passando pela Jackard e Guipure, ótimo dar nome às rendas, até mesmo pra futuras pesquisas. Mais do que a renda do vestido de noiva, porque não encontrar a perfeira (com nome e sobrenome) pra um vestido aleatório qualquer, não preciso falar que renda é mais que tendência, é um clássico atualíssimo.

Daí que semana passada, lendo outra revista de casamento (já contei que cheguei na parte piracional dos preparativos?), dessa vez a The Knot, e tinha uma matéria igualmente interessante sobre tecidos. Dessa vez mostrava cada tecido usado para noivas, mas que certamente são pra vida real também.

Desculpe se foi direto em inglês mas achei a arte fofa, mas em linhas gerais fala dos prós e contras de tecidos muito usados para vestidos de noivas e festas, ou seja, uma boa análise pra escolher o modelo perfeito, mas acima de tudo, termos um mínimo de conhecimento sobre o que estamos vestindo!

Página 1 de 212