9 dicas de restaurantes em Nova York

15/08/2017  •  Por Thereza  •  Gastronomia, New York, Viagem

Depois de falar de marcas de beleza na cidade, agora vamos à minha parte favorita: comida! Taurina, né mores, eu geralmente vou com uma lista de 30 ou 40 restaurantes pra conhecer, ok que na vida real isso é impossível, mas o que vale é a intenção e o post com dicas de restaurantes em Nova York!

No início do ano falei sobre novidades gastronômicas da cidade nesse post aqui, mas agora selecionei 7 lugares que fui e amei! Lembrando que é sempre importante fazer reserva, todas as minhas faço pelo Open Table e funciona muito bem.

VANDAL Esse foi o restaurante que escolhi pro meu aniver. O Vandal é um mix de restaurante com baladinha, música boa de se ouvir e tudo numa espécie de galeria de arte. O restaurante é enorme e em cada salão uma decor diferente e tudo com temática artsy. A comida é street food sofisticada, tapas e comida oriental, bom de ir pedindo e se fartando. Ótimo pra jantar entre amigos! {199 Bowery | Lower East Side} $$$$

CITY VINEYARD Gosta de vinho? Mesmo se não gosta, precisa conhecer esse novo point da cidade. O City Vineyard é um bar restaurante que fica às margens do Hudson River e debruçado sobre o Financial District, ou seja, pense na vista! E não só o visual, mas os frequentadores tem mais essa vibe local e isso deixa tudo muito legal. Vale ir ao happy hour e ver o pôr-do-sol. É importante reservar, mas caso não consiga, é possível beber bons drinks no bar. Imperdível! {233 West Street | Tribeca} $$$$

LOCANDA VERDE Robert de Niro é um dos donos desse restaurante italiano incrível e super badalado. Foi uma das melhores massas que comi na cidade, o ambiente é incrível, super chiquezinho, mas com aquela atmosfera descomplicada. Pra quem gosta de cruzar com um famoso ou ainda comer como um local, é uma excelente pedida! {377 Greenwich St | Tribeca} $$$$

OLIO E PIÚ Mais um italiano imperdível! Ele fica numa esquina super badalada do Village. Ele tem uma decor fofa e vale a pena ficar na varanda vendo o povo passar. A comida é mais típica do sul da Italia, mas remete cada delícia de todos os cantos do país. Recomendo um almoço ou brunch de final de semana. {3 Greenwich Ave | West Village} $$$$

CASA MONO/BAR JAMÓN Não conheço muitos rests espanhóis na cidade, mas o Mono me foi bem recomendado (ele tem 1* Michelin). Ele é bem mini, aconchegante e comida autoral, que mescla os clássicos do país, com boas surpresas. A carta de vinho é enxuta e certeira. É uma boa sugestão romântica e que ainda pode estender pra mais umas tacinhas de vinho no Bar ao lado (o Jamón, do mesmo dono). {125 E 17th St | Gramercy} $$$$

LUPULO Esse foi o restaurante que mais fui durante a viagem, pois ele ficava ao lado do meu hotel (postei sobre o Hyatt House aqui). O Lupulo é um restaurante português de um chef super renomado na cidade, o ambiente é super contemporâneo e a comida deliciosa típica do país, mas com toque moderno. Menção honrosa pra carta de vinhos e as diversas torneiras de cervejas. Boa sugestão pra quem tiver em meio às compras da Herald Square e quiser comer bem. {835 6Th Ave | Chelsea} $$$$

BOUCHERIE Lembram do Pastis? O icônico restaurante não existe mais, mas seu então chef abriu recentemente no West Village o Boucherie. Sua especialidade é carne e tudo da clássica culinária francesa, numa versão mais contemporânea americana. O rest é novo e super badalado, ótima sugestão para um jantar especial! Salivo só de lembrar desse jantar. {99 7th Ave S | West Village} $$$$

LE DISTRICT Pense na versão francesa do soberano Eataly. O Le District abriu há pouco no Brookfield Place e é uma excelente opção de almoço pra quem estiver pela região. Além do mercado clássico, é possível comer todo o tipo de gastronomia francesa e o bar ainda tem um happy hour com vinhos com excelentes preços. Vale muito a visita pra quem gosta desse universo. {225 Liberty St} $$$$

MURRAY’S CHEESE BAR Gosta de queijo? Então anote essa dica preciosa! O Murray’s é a extensão do super clássico mercado de bairro do mesmo nome e é um bar super descolado, sem muitos turistas e com uma carta incrível de vinhos e cervejas! Tem centenas de opções de queijos – alguns que você nunca ouviu falar – e você pode montar sua tábua com frios e quitutes delícias. Eu poderia morar nesse lugar. {264 Bleecker St | West Village} $$$$

Gostaram da seleção! Aguardem que ainda teremos mais posts da temporada Nova York!

10 séries e filmes da Netflix pra quem ama gastronomia e viagem!

07/07/2017  •  Por Rodrigo  •  tv, Viagem, Vinho

Televisão é sempre ótima pedida para esses dias de frio. Ficar em casa, debaixo das cobertas assistindo um bom filme é realmente uma delícia, e quando o tema  é gastronomia/vinhos, aí é que a coisa fica mais gostosa. Já virou quase um ritual aqui em casa, assistirmos séries e documentários sobre vinhos e culinária, e o mais legal é que a qualidade desses programas tem atingido níveis de perfeição, quem conhece sabe.

Além de serem fonte de entretenimento, as séries oferecem informações valiosas para quem se interessa e quer se aprofundar mais nesse universo. Pra mim mesmo, várias delas serviram de inspiração para posts, bem como para me deixar envolvido e apaixonado pela enogastronomia. Separei algumas séries e programas da Netflix, que vão fazer você mudar sua visão sobre gastronomia, viagem, vinhos e até cervejas.

Chefs Table: Obra prima indispensável para os amantes da alta gastronomia, ou simplesmente de imagens lindas. A série que está na terceira temporada, apresenta em cada capítulo a rotina de um chef conceituado. Com uma linguagem didática, é quase uma biografia do cozinheiro, falando das suas inspirações para criar e sobre sua vida pessoal. A variedade dos temas é incrível, desde um sofisticado chef de restaurante estilo farm to table em Nova York até um exclusivo chalé no interior da Suécia. A fotografia é um caso à parte. Tem até um episódio sobre o nosso Alex Atala, que te faz admirar ainda mais o estrelado chef brazuca.

Anthony Bourdain: Esse desbocado e carismático chef e apresentador é um dos messias quando o assunto é roteiro gastronômico que foge do habitual e turístico. Dá pra programar uma viagem com base nos seus programas, do Brooklyn até Taiwan, o cara arrebenta nas dicas e descrições dos lugares, tudo com uma edição primorosa.

A Year in Burgundy: Voltado para os vinhos, esse documentário mostra como tudo funciona numa das mais importantes regiões vinícolas do mundo, a Borgonha. Do plantio à vinificação, conseguimos entender a complexidade dessa indústria. Tem também o A Year in Champagne, que segue a mesma linha, só que voltado para as borbulhas mais famosas do mundo.

Somm: Documentário sobre alguns sommeliers que tentam passar no exame mais importante no mundo dos vinhos, para conseguirem a classificação de Master of Sommelier. Depois de assistir dá até pra achar o Enem fácil.

Sour Grapes: Outro documentário de vinhos, esse aborda o maior escândalo de falsificação da bebida da história. Tem humor, drama e investigação, e você ainda fica curioso pra saber o desfecho.

Decanted: Bem legal e técnico ao mesmo tempo, ele fala sobre a evolução da produção de vinhos na Califórnia. Dá pra ver que os caras fizeram por merecer o lugar de destaque na viticultura mundial. Se gosta do tema e região, já postamos sobre as vinícolas que visitamos aqui.

Crafting Nation: Para os aficcionados por cervejas artesanais esse documentário é um elixir, pois aborda o crescimento do segmento nos EUA, e como as pequenas cervejarias incrementam a economia das comunidades locais.

King George: Lindo documentário com um toque dramático, sobre como o estrelado chef francês George Perrier luta pra manter seu restaurante na Filadélfia aberto, mesmo sendo considerado como um dos melhores de culinária francesa do país. O mais legal é que mostra sem romantismo, o estresse dentro de uma cozinha.

Jiro Dreams of Sushi: Para os entusiastas de comida japonesa, esse simpático documentário fala sobre o sushiman Jiro, de 85 anos, dono de um micro restaurante em Tóquio, mas com três estrelas Michelan. A receita para o sucesso é simples, tradição e a melhor matéria-prima. Você vai passar a ver um sushi com outros olhos e querer  comprar passagens pro Japão.

Mind of Chef: Produzido e narrado pelo nosso querido Anthony Bordain, essa série que está na quinta temporada, tem um apresentador diferente em cada uma. O bom da série é que alinha gastronomia, história, viagem e até ciência, com foco nas inspirações e estilos de cada chef. Já no primeiro episódio você fica sabendo sobre como o tradicional e barato macarrão instantâneo teve impacto na cultura do mundo. Dá até pra aprender a transformar um miojo num super prato de chef.

Espero que tenham gostado das dicas e se interessado em assistir. Posso garantir que é gratificante e útil. Se tiverem dúvidas ou sugestões de mais séries é só deixar um comentário.

Dica de hotel em Nova York: Hyatt House Chelsea

12/06/2017  •  Por Thereza  •  New York, Viagem

Vocês acompanharam no Instagram que no último mês passei 1 semana em Nova York unindo o útil ao agradável! Foi justamente durante a semana do meu aniversário na cidade que mais amo na vida e ainda aproveitei pra ver novidades, selecionar muitas dicas pro blog e ainda preparar algo muito especial que no final do mês conto pra vocês!

E dessa vez me hospedei num hotel que certeza já entrou pra lista de favoritos da cidade! Gosto muito da rede Hyatt, já me hospedei no Hyatt Regency de Aruba, no Grand Hyatt daqui do Rio (local do #Melhorgrupoday2) e agora foi a vez de prestigiar o novíssimo Hyatt House que abriu no Chelsea, coração de Manhattan!

HYATT-HOUSE-CHELSEA

E tem coisa melhor que ficar em hotel novíssimo? Não tem, ainda mais em Nova York, com uma grande variedade de hotéis – alguns deles bem antigos, ter certeza de um hotel novinho em folha é meio caminho andado. E o legal do Hyatt House é que ele tem uma proposta… house!

Ele tem um quarto espaçoso com copa, ótima opção pra quem busca um pouco a mais no quarto! Sempre quando viajava com meus pais optávamos por ficar nesse tipo de acomodação pois até facilita pra quem quiser fazer um café da manhã reforçado ou quem sabe jantar especial. E eles tem estrutura de casa mesmo, de apetrechos de cozinha até jogos de tabuleiro, tem de tudo pra transformar sua experiência em como se fosse sua casa, só que em Nova York.

HYATT-HOUSE-CHELSEA

O hotel foi inaugurado há 2 meses e fica muito bem localizado, na 6a ave com a 28th st, sobe um pouco e está no Times Square, desce um pouco e está no Meatpacking/Village. E, apesar de Manhattan ser “compacta”, um hotel com boa localização faz toda a diferença, pois você pode andar e andar, mas sabe que por perto sempre tem o seu hotel.

E o Hyatt House além de ser centralizado, fica na minha região favorita de Nova York: o quarteirão das flores! Não realidade são vários quarteirões dedicados exclusivamente às flores, como tudo em NY é muito bem dividido, ali é o local das flores… e inclua aí, peônias! Era bem inspirador acordar e já passear pelas lojas e ver uma variedade enorme de flores, nem parece que você está em Nova York.

HYATT-HOUSE-CHELSEA

Voltando pro hotel, além do diferencial casa, da excelente localização, ele tem dois fatores que fazem a diferença em Nova York! Um rooftop que te deixa debruçada no Empire State, é muito lindo, eu acordava e dava de cara com essa beleza! O rooftop tem uma vista de quase 360º da cidade e ótimo point pra boas fotos, atualmente tem uma academia por lá e em breve eles inauguram um bar!

Pra completar, e isso é bem raro na cidade, o café da manhã é incluso! E o deles é no capricho, dos clássico até um omelete bar (que foi a alegria do Rodrigo).

Pra quem tinha perguntado durante a viagem, postei no Instagram e o chip que usei mais uma vez foi da Travel Mobile, já saio com ele funcionando daqui e é a melhor coisa do que ter que entrar em loja de telefonia gringa porque eles nunca são lá muito bem dispostos. O legal da Travel é que funciona na América do Norte e Europa.

HYATT-HOUSE-CHELSEA

Pra quem busca uma hospedagem na cidade bem localizada, com quartos novos e aconchegantes e ainda com um excelente custo x benefício, vale pesquisar o House Hyatt, tanto no site oficial, quanto no Booking tem boas tarifas!

E fiquem ligadas que teremos uma série de posts da cidade, à partir da semana que vem!