Maria Grazia Chiuri e a nova era feminista da Dior

30/09/2016  •  Por Thereza  •  Celebridades, Desfiles, Fashion Week

Depois da prematura e inesperada saída de Raf Simons da Dior, um ano atrás, finalmente Maria Grazia Chiuri assumiu a maison francesa. Pra quem não está ligando o nome à pessoa, a estilista italiana trabalhou 17 anos na Valentino (nos últimos 9 anos como co-diretora criativa) e agora assume um dos principais postos da moda.

Christian Dior : Runway - Paris Fashion Week Womenswear Spring/Summer 2017

O que significa isso? Maria é a primeira estilista/diretora criativa da Dior nos 69 anos de existência da marca  e, se olharmos pra esse universo fashion, uma das poucas a ocupar um cargo de uma grande maison, geralmente ocupados por homens. Isso tudo é muito importante e representativo.

Em entrevista, o chefe executivo da marca disse, “tinha em mente que interessante agora seria uma designer assumindo esse posto”. O que eles querem de Maria? Que ela desenhe roupa para mulheres, simples assim.

Ele completa, “Quando você escuta uma mulher falar sobre outra mulher, não é de forma conceitual, é na prática. Maria Grazia é muito prática, além do seu tempo, clara, objetiva e sem medo. Ela tem uma família e uma vida real.”

Dior - Runway RTW - Spring 2017 - Paris Fashion Week

Em seu período na Valentino, ela foi uma das responsáveis pela retomada do vigor e novo estilo da marca. Sabe aqueles vestidos fluidos, românticos e aquela aura lúdica que a marca vinha apresentado nas últimas temporadas? Responsabilidade dela. Junto a isso, é famosa pelo seu estilo pé no chão, moderno e feminista. Dito tudo isso, vamos aos destaques do desfile de estréia da 1a mulher à frente da Christian Dior, que rolou hoje em Paris.

dior-feminism

Alguém falou feminismo? E a peça que mais chamou a atenção, foi a mais clicada e filmada entre os 64 looks do desfile… foi uma camiseta, sinal dos tempos? Sim, e tais tempos sugerem que toda mulher deveria ser feminista. Longe de ser uma brusinha 2 dígitos, mas fica o recado. Pra completar, Maria anunciou a Dior(R)evolution.

dior-dress-valentino

Mas o auge do desfile mesmo foi uma ode à… Valentino! Se você acompanha desfiles de moda, poderia facilmente se confundir com os vestidos. Li fóruns especializados por aí que justamente lamentam essa semelhança excessiva e de como Maria não conseguiu trazer nenhum do dna – fortíssimo – da marca ao seu desfile.

A herança estética e ideias da marca são tão fortes, que seria mais fácil homenageá-la e iniciar sua história com um apanhado de clássicos, ao invés de copiar a “concorrência”. Uns foram mais longe e ainda falaram que alguéns itens (os corações) remetem a versão mais baratinha da italiana, a Red Valentino. Críticas à parte, é bonito, mas de fato não é novo.

dior-jlaw
Agora além dos vestidos transparentes e lúdicos apresentados (foram dezenas), também vimos vestidos estilo red carpet e a gente lembra de quem? Jennier Lawrence, claro! A eterna contratada da Dior deve estar torcendo pra esse feat dar certo e ela usar mais looks da marca. Entre os 4, torço pra ela usar o curtinho, sei que não é o estilo dela, mas é adorável demais feito ela!

dior-streetstyle

Saindo um pouco da essência da Valentino, Maria Grazia apresentou muitos looks na pegada streetwear, prefeitos pra multiplicar a palavra imagem da marca pelos looks do dia mundo afora.

A pegada tem um quê de esgrimista, tudo preto no branco e muito usável. Do tênis a calça corsário, essas peças de fato entrarão no radar das marcas fast fashions em breve.

dior-detalhes-acessorios

Junto a tudo isso, o que se viu foram profusões de acessórios marcantes e que deram vida ao desfile. Se você acha que sua amada choker já saturou? Que nada, na passarela da dior ela foi revista, seja com pingentes ou o J’ADIOR fofo.

Por fim, a reafirmação da logomania mundial, seja na bolsa, na alça do sutiã ou na chielona, aliás, outra que não vai a lugar algum.

dior-squad-spring-17

E pro início de uma nova era, a marca reuniu suas influenciadoras e entusiastas em peso! De Rihanna a Olivia Palermo, de Kate Moss a Marina Ruy Barbosa representando o Br com louvor. Quem estava em Paris, provavelmente foi!

Pra finalizar, uma galeria com mais detalhes, beleza e todo o cenário envolvido! E vocês, gostaram dessa nova fase Dior ou preferem um Raf Simons mais estrutura minimal?!

Desfile Elie Saab Couture17 e uma Nova York glamourosa!

06/07/2016  •  Por Thereza  •  Desfiles, Fashion Week

Nas últimas 3 ou 4 temporadas, temos observado Elie Saab deixar de ser clássico e romântico como sempre, pra transformar sua moda em algo mais streetstyle e menos red carpet. Agora se você acha que pra essa coleção couture outono/inverno 2017, apresentada hoje em Paris, ele seguiu nessa nova linha, prepare-se…

Temos a volta do Elie Saab poderoso, canutilho, paetê, tapete vermelho, ousadia e impetuosidade. Uma palavra em inglês pode descrever essa coleção: bold. Um Elie carregado nas tintas da ousadia, que lembra um pouco Gaultier ou Westwood. Os vestidos são dramáticos, fortes, audaciosos e sem muito sinal de delicadeza, bom, até chegar a vez dos inéditos lookinhos couture, bateu até o espírito maternal aqui.

Depois da temporada na India (você viu aqui), Elie aterrisou em Nova York, numa época de art nouveau e muito glamour. Assim que comecei a ver os looks pipocando no Instagram, dei de cara com um que era uma clara referência ao Chrysler Building, outros tinham uma sutil lembrança à estátua da liberdade, mas nada impediu Saab de trazer o glamour dos outros tempos e uma expectativa futura de red carpets arrasadores.  Aqui você pode ler e ver toda a inspiração da coleção.

elie saab couture

Pense em drama, veludo, bordados, pássaros, flores, corações e tudo que esperamos do estilista. Fiz um apanhado dos meus looks favoritos e no final ainda tem uma galeria repleta de outros lôoks (a noiva foi de rosa!) e ângulos e ainda, claro, vídeo pra ver tudo isso em movimento!

KIM_0081

Uma das versões couture do famoso Chrysler. A estética art nouveau é constante inspiração de estilistas e Elie seguiu firme nas referências de uma era de ouro!

Elie Saab Couture

Um dos meus favoritos da apresentação, tô amando essa vibe veludo sexy e ele trouxe vários modelos nessa pegada!

Elie Saab Couture

Mas é claro que temos o clássico Elie com tule, bordados, fendas e transparências. Te cuida, award season!

Elie Saab Couture

Os pássaros tinham todo um simbolismo, que começava no convite e saltava os olhos nos vestidos.

KIM_0789

E Elie também lançou couture for kids, por que não, né?!

Elie Saab Couture

Tivemos uns vestidos de coração, porque é tudo isso que sentimos por Nova York! Esses foi um dos meus favoritos da temporada.

Elie Saab Couture

E além dos shapes clássicos, novas formas – e materiais – de vestidos de festa. Pra completar, styling apurado e maquiagem ousada, pra combinar com os looks.

KIM_0358

Ou um grande clássico de décadas passadas, toca um jazz, dj!

KIM_0225

Por fim, preto, dourado e uma Nova York glamourosa, ainda que sombria. Me lembrou um pouquinho o vestido de formatura da Blair Waldorf, aliás, ela faria um estrago nessa coleção, concordam?!

Gostou das fotos, imagina em movimento! Aperto o play <3

 

Gostou do vídeo e quer o registro disso tudo? Outras dezenas de fotos em muitos ângulos, puro deleite!

O que acharam da coleção, curtem esse Elie Saab mais ousado e provocante?!

Ronda da Semana #4

04/03/2016  •  Por Thereza  •  Acessórios, Celebridades, Desfiles, Fashion Week, Moda

Semaninha pós-Oscar muito agitada! Gostaria de agradecer a todos que participaram das dúzias de posts sobre o tema, muito obrigada! E menção mais que honrosa pro aqui à vencedora da enquete, Cate Blanchett. Vida que segue, amanhã tem aquele tradicional post do desfile do Elie Saab e agora vamos com nossa Ronda da Semana!

diorrr

HOJE É DIA DE DIOR Enquanto o novo estilista não vem, a marca apostou numa coleção discreta, onde o destaque mesmo foram os acessórios. Anotem que essa pegada de multianéis & brincos vem forte por aí. Das argolinhas aos anéis super informativos, teve de tudo!

rihanna manolo

RIHANNA NÃO SOSSEGA E 2016 já tá de muito workworkwork, depois de finalmente lançar seu Anti, de apresentar sua parceria criativa com a Puma, hoje foi divulgado mais um trabalho da cantora: parceria com Manolo Blahnik em uma coleção-cápsula de sapatos.

Ao todo serão 6 modelos na faixa de U$895 to U$3995, todos com a pegada fashionista da cantora e foco total no jeans, mais anos 90 impossível! Pra completar, a parceria foi anunciada na capa da nova Vogue UK! Às interessadas, a coleção será lançada dia 5 de maio.

Vale ler: Nada de Kanye, é Pharrell quem está ajudando a Adida$!

31D4CEF800000578-3476227-New_look_Kendall_20_had_gone_blonde_to_appear_in_the_Balmain_sho-a-91_1457084066910

KENGI SQUAD Como diz aquela maravilhosa música, depois do show vem a after-party e a da Balmain foi recheada de fashionistas, todas de Balmain duh, claro! Eu sou apaixonada pela marca e especialmente por esse lifestyle glamuroso francês, acho Olivier genial e seu squad é poderoso!

No post de ontem, mostrei o desfile e o look saída da Kendall e Gigi, agora tô apaixonada mesmo pelo look da festa, tô fascinada por esse rosinha corado!

50 tons

A VOLTA DOS QUE FORAM Já contei numa outra Ronda que as gravações da continuação de 50 Tons seguem firme e forte e agora, finalmente, Jamie Dornan começou sua função como Mr Grey. Só assim pra aplacar um pouco a aansiedade de um ano inteeeiro de expectativa, já que o filme 2 só será lançado em fev/2017.

Vale ler: As marcas mais usadas na temporada 2016 do tapete vermelho!

rds serena

COMERCIAL DE MARGARINA Pra finalizar o dia, fofurice chamada James! Depois de muito tempo discretos e escondidos, parece que Blake Lively  e Ryan Reynold já estão vivendo a rotina com sua baby James! E que menina fofa, mix perfeito dos seus belos pais, não acham!