AS MAIS
LIDAS!

Era uma vez a Dolce & Gabbana…

26/06/2018  •  Por Thereza  •  Estilo

Uma marca italiana famosíssima, criada por Domenico Dolce e Stefano Gabbana, sempre com peças extravagantes, estampas mirabolantes e desfiles capotantes. Inegável sua força nos tapetes vermelhos, editoriais de moda e qualquer lugar que tenha moda, tem D&G. Ou teria?

Tudo muito bom, tudo muito bem. Eis que de uns anos pra cá, a marca tem sido mais falada por suas polêmicas em entrevistas e redes sociais, do que por seus – inegáveis – belíssimos vestidos e acessórios.

Tudo meio que começou em 2013, numa entrevista sobre sua coleção #DGFamily, ao ser questionado o fato de não ter filhos, Domenico afirmou, “uma criança quando nasce deve ter um pai e uma mãe. Ou pelo menos deveria ser assim. Não me convencem aqueles que eu chamo de filhos da química, crianças sintéticas. Úteros de aluguel, quase escolhidos por catálogo. E depois vá explicar a essas crianças quem é a mãe”.

A polêmica foi muito forte e na época, nomes como, Courtney Love, Madonna, Victoria Beckham e Elton John (que tem filhos através de fertilização in vitro), vieram a público demonstrar insatisfação e sugerir boicote à marca, com a #BoycottDolceGabbana.

Depois disso, foram muitas outras polêmicas e comentários preconceituosos e gordofóbicos no Instagram. Num deles, ao ser criticado por seu tênis escrito “Magra e maravilhosa”, ele respondeu assim, “Quando a idiotice distorce a realidade!!! Inacreditável!!! Da próxima vez vamos escrever ‘Amo ser gorda e cheia de colesterol’. Pra todos os haters: muuuuito obrigado, recebemos 20% mais pedidos por esses sapatos depois dos seus comentários. Amo vocês, eu sou magro e maravilhoso”.

Vale lembrar que o modelo “Thin & Gorgeous” de fato foi ~sucesso e até aqui no Brasil, a versão bolsa foi vista recentemente nas mãos de Giovanna Lancelotti, na estréia da última novela das 9. Gostaria de acreditar que ela não leu a mensagem (ou não sabe inglês?!??), mas quem usa uma afirmação dessa, compactua com a gordofobia.

E a mais recente polêmica da dupla mexeu com o fandom errado: Selena Gomez, a nº 1 do Instagram! Numa postagem com fotos da cantora, Stefano comentou do nada, “ela é tão feia!!!”. O bullying pegou muito mal e os Selenators não deixaram barato, mas parece que o estilista nem se importou e seguiu com o deboche.

Onde quero chegar com tudo isso? É que talvez as polêmicas finalmente passem a doer no bolso e no prestígio da dupla. Confesso que não entendo quem, em sã consciência dos acontecimentos, usa a marca, mas parece que já existe um movimento poderoso para boicotar Dolce & Gabbana dos tapetes vermelhos.

Na semana passada, rolou nos EUA um painel sobre “O futuro do tapete vermelho”, promovido pelo site The Business of Fashion, com diversos nomes importantes da área e a marca foi assunto.

A top stylist, Karla Welch (1° lugar no ranking do THR), que cuida de nomes como Justin Bieber, Lorde, Karlie Kloss e Amber Heard, disse que já estava atenta ao posicionamento da marca, mas com o caso de Selena foi a “gota d’água” e revelou que mandou tirar imediatamente todas as roupas e acessórios da marca de suas araras de produção.

Já Jason Bolden, stylist responsável pelos looks de Taraji P. Henson, Gabrielle Union e Mary J. Blidge contou que boicota a marca há anos, justamente por conta de seu lado controverso, “apesar dos belos vestidos”.

Nem Selena Gomez, nem Kate Young (stylist da cantora e de muitos outros nomes importantes, como Dakota Johnson e Michelle Williams), se posicionaram a respeito, mas sem dúvida a marca, que pouco fez, não fará mais parte do seu repertório fashion. Acho que já era hora e ainda bem que os stylists precisaram tomar a frente dessa situação desnecessária e ultrapassada.

E vocês, conseguem ainda admirar a marca ou pessoas preconceituosas não passarão, apesar dos lindos vestidos?!

 




Deixe seu comentário!
*Preenchimento obrigatório (seu email não será divulgado).
Quer que a sua foto apareça no comentário? Clique aqui e cadastre-se!

58 Comentários
  1. Valter Rosa - 26/06/18 - 13h52

    Olá, boa tarde para você.!!
    Prefiro, não comentar.!!!

    Responder
  2. Débora - 26/06/18 - 14h06

    Tanta estupidez querer ganhar holofote através de polêmica. Como vc mesma citou, há cinco anos comentários desrespeitosos começaram a ser ditos e divulgados, criações polemicas lançadas e comentários vazios escritos em rede social, quanta deselegância. O boicote veio então em boa hora! Ótimo post, The!

    Responder
  3. Mônica Pereira Ignacio - 26/06/18 - 15h19

    Boicote? Exagero, não vejo necessidade disso. Muito falatório e afetação! As pessoas se deixam levar por muito pouco.

    Responder
  4. liv - 26/06/18 - 15h42

    tem gente que não merece o talento que tem….

    Responder
  5. Yasnaya - 26/06/18 - 16h44

    Uó, sinceramente, que decepção, eu não sabia de nenhum acontecimento desse, francamente!!!!!!!
    Comentários irresponsáveis, mais amor meu Deus! Nem é questão de gosto pessoal, é falta de respeito com o outro, vish tô revoltada, parei.

    Responder
  6. Poliane - 26/06/18 - 17h17

    Caramba! Não sabia dessas tretas! E ACABEI de comprar uma bolsa DG…
    E o cara é SUPER amiguinho de varias artistas e socialites brasileiras né?! Super íntimo! Brasileiro adora um babaca.

    Responder
  7. Luiza - 26/06/18 - 17h26

    E é só ver como o Stefano age no Instagram a cada comentário diferente ao dele. Ele já bloqueou vários, incluindo eu. É de uma infantilidade só

    Responder
  8. Laís Athayde - 26/06/18 - 17h45

    Nossa, acho que ainda teria mais histórias pra contar desses dois, triste realidade!

    Responder
  9. eren - 26/06/18 - 18h10

    Aniita Curte

    Responder
  10. Marina - 26/06/18 - 18h59

    Eu acho um verdadeiro horror tudo o que eles falam. Ainda vejo muita gente “engajada” usando a marca. E prefiro também acreditar que as pessoas desconhecem o que vem acontecendo.
    O que me choca é que a marca continua fazendo bons desfiles e produtos, dentro da linha deles, mas mesmo assim prefere aparecer pelas polêmicas. Vai entender, né?

    Responder
  11. Natalia Nunes Andrade - 26/06/18 - 20h03

    Vestidos lindos, pena que os donos são esses ai.
    Tem que boicotar mesmo!

    Responder
  12. Luísa Moura - 26/06/18 - 22h04

    Sempre achei tudo da marca maravilhoso, mas sou bem a favor do boicote! (não que eu tivesse dinheiro pra comprar algo, mas enfim kkkk). Tantas pessoas talentosas ainda não firmaram o seu nome e merecem o nosso reconhecimento! Bora voltar os holofotes pra quem vale a pena :)

    Responder
  13. Junior Santos - 26/06/18 - 22h42

    às vezes sinto vontade de entender a cabeça de um cara desses. por que ele não usa a notoriedade dele pra algo bom? tem mesmo que apelar e cagar pelos dedos? tomara que o boicote à marca chegue em mais stylist

    Responder
  14. Stella Ravalhia - 26/06/18 - 23h07

    Insustentável nos tempos de hoje esse tipo de comportamento. Uma grande maison não se faz só de vestidos lindos, mas também por toda mitologia dos envolvidos. Infelizmente não tem beleza que segure tanta bosta dos próprios D&G

    Responder
  15. Ulisses - 27/06/18 - 08h15

    E Karl Lagerfeld segue falando o que quer, quando quer, sem sofrer consequência alguma.
    Inclusive, Vanessa Friedman escreveu esse artigo no NYT:

    https://nyti.ms/2L4pQzE

    Responder
    • Thereza - 28/06/18 - 19h23

      Essa matéria é babado, ele é muito intocável lá

  16. Ana - 27/06/18 - 09h21

    Não disseram nada demais. Polêmica vazia e sem sentido.

    Responder
  17. Luana - 27/06/18 - 10h25

    E a Chanel, The? Pq Karl Lagerfeld fala o que quer e não sofre boicote? Lembro do que ele falou sobre a Adele ter o rosto lindo e ser gorda, fora outras declarações, onde ele se mostra gordofobico e preconceituoso… e ninguém queimou suas bolsas em protesto… não vejo ninguém sendo questionado por usar a marca. Acho tudo isso de uma hipocrisia gigante,.

    Responder
    • Mariana - 27/06/18 - 18h20

      Infelizmente acho que ele é intocável.

    • Karol - 28/06/18 - 01h31

      Bem lembrado

    • Thereza - 28/06/18 - 19h23

      Super! Karl tem muitos comentários péssimos, mas acho que ele não usando Instagram assim integralmente acaba “amenizando”.
      E acho que ele sendo pessoa “física” e não usando o Instagram da Chanel, acaba sendo menos polêmico, mas mesmo assim lamentável.
      A questão é que ele tem de fato um contrato vitalício com a Chanel, só sai quando morrer ou se aposentar (que pelo que leio, no caso dele, só quando morrer).

      Lembrando que o Galliano saiu da Dior por um comentário antissemita e lembro que na época foi muuito falado. Imagina se essa moda pega? O problema de D&G é que eles são os donos diretos e não fazem parte de nenhum conglomerado.
      Bjs!

  18. Alexandra - 27/06/18 - 11h18

    Venho acompanhando isso tudo, é lamentável! Se eu achar um vestido D&G lindo, não vou dizer que ele é feio por causa disso. Maaaas comprar é outra história! Se achasse o vestido lindo e muito ryca fosse, NÃO COMPRARIA! Não vou sustentar quem tem esse tipo de mensagem pra um mundo já tão difícil, tão cheio de preconceito e discriminação! Simplesmente compraria outro vestido lindo, de outra marca. Existem tantas marcas maravilhosas, opções não faltam.

    Responder
    • Thereza - 28/06/18 - 19h19

      Sim, os vestidos são lindos, com certeza se eu vi um no tapete vermelho irei elogiar, maaas, não podemos fechar os olhos pra o que acontece por trás da marca :(
      Bjs!

  19. Ana Paula - 27/06/18 - 11h58

    Sinceramente, acho exagero td isso! Nós não pregamos q todo mundo tem direito a opinião?, nós não escrevemos o q pensamos em todo espaço de comentários? Se o cara acha a Selena feia, problema dele, acha q ela tá preocupada? Eu no lugar dela, com a grana dela iria pra uma loja deles e compraria td q gostasse, pagaria à vista, postaria uma foto bem feliz. Mas nunca aceitaria nada de graça deles. Sobre filhos, eles foram questionados sobre a vida pessoal deles, e responderam. Mas na época o que se divulgou é que eles não apoiam gays tendo filhos porque acreditam q crianças precisam de pai e mãe. Por isso não tinham filhos.

    Responder
    • Thereza - 28/06/18 - 19h18

      Você não acha que existe opinIão preconceituosa, comentário racista, pitaco homofóbico? Também é “opinião”, então pode?? Acho que devemos nos atentar pra como essas minorias vem sofrendo preconceito disfarçado de opinião, isso mata inclusive. Já é ruim no dia a dia, ainda mais numa marca como a dolce & gabbana

    • Naty - 02/07/18 - 15h28

      Exatamente! Eles são homossexuais respondendo sobre uma pergunta que diz respeito a uma situação específica e pessoal deles. Eles não tem direito à voz sobre suas próprias questões? Pq isso é homofóbico? Só porque vai contra determinada opinião (internacionalmente financiada e com forte interesse político/ideológico)? Ps. Concordo que os outros comentários foram bastante infelizes

  20. mic - 27/06/18 - 12h28

    O ranço foi instalado lá na época das “crianças sintéticas”, depois disso ele só piorou a cada rebosteada preconceituosa. Boicote fácil e lindo!

    Responder
  21. Fernanda Camara - 27/06/18 - 13h25

    Fico abismada com alguns comentários aqui, alegando que eles estão certos, pois estão exercendo sua “liberdade de expressão”. Incrível como confundem esse direito constitucional à pura falta de educação e humanidade, além da arrogância. O boicote em si pode até parecer exagero… mas o ato de pensar nesse assunto é fundamental! Obrigada por nos proporcionar esse momento de reflexão, The.. Não há mais espaço para maldade gratuita e livre expressão de ódio! Beijos da sua super fã!

    Responder
    • Thereza - 28/06/18 - 19h16

      Obrigada, Fê, também fiquei um pouco preocupada e triste hehe
      Bjs!

  22. Letícia Santana - 27/06/18 - 13h55

    Excelente texto! O mais complexo é que é uma marca tão consolidada no mercado de luxo… Precisamos falar sobre isso pra que mais e mais pessoas fiquem sabendo de todos esses podres. Venho pensando sobre isso há um tempinho, inclusive cheguei a fazer um vídeo no meu canal: https://youtu.be/-j-slGsvF2E

    Responder
    • Thereza - 28/06/18 - 19h16

      Que bacana, vou ver o vídeo! Bjs!

  23. Natalha - 28/06/18 - 00h11

    Olha, não vou negar que a gordofobia existe, mas acho que tem mta hipocrisia rolando no mundo… sinceramente, eu adoraria ser magra e maravilhosa, e não vejo problema algum nisso! A bolsa da Giovanna é linda e se ela quer usá-la, qual problema? Menos julgamento, por favor!
    Hoje em dia mto se fala em liberdade de expressão, Liberdade pra ser como quiser, liberdade pra aceitar o diferente, etc, mas o que eu vejo é totalmente o contrário. Acho que cada vez menos as pessoas têm liberdade de expressão, parece que todo mundo tem que pensar igual! Não se pode achar mais ninguém feio, todo mundo é lindo! Eu assisto entrevistas de artistas e todos apresentam o mesmo discurso, tudo milimetricamente atento ao politicamente correto! E eu nem os julgo, pq eu sei que qualquer opinião mais fora do padrão vira motivo pra um bombardeio de críticas!
    Eu acho tudo isso bem paradoxal, pq ao mesmo tempo que pedimos mais liberdade, ninguém mais pode falar o que de fato pensa!
    Enfim, não concordo com as afirmações dos “Dolce e Gabbana”, mas no fundo eu admiro quem ainda tem coragem de se expressar e falar o que pensa!

    Responder
    • Karol - 28/06/18 - 01h34

      Falou tudo

    • BETHANIA QUEMELLI FREITAS - 28/06/18 - 10h00

      PAUMAS!!!! MARAVILHOSAAAA!!!

    • Talita Rocha - 28/06/18 - 17h47

      E sem falar que boicote não se trata apenas de ideologia… falir uma empresa que gera tantos empregos é muito sério. Você vai estar tirando a comida da mesa de milhares de famílias, por conta de uma ideologia que beira a hipopcrisia.
      Triste..
      Sem contar a falta de bom senso por criticar quem usa alguma peça da marca, comprada com seu próprio dinheiro.
      Usar uma coisa não te faz concordar com ideologia X ou Y. Errado é você impor a outra pessoa uma visão que é sua sem nem ao menos perguntar o que a outra pensa.

      Amo o Fashionismo, mas esse post, pra mim, foi tão intolerante quanto à critica pela intolerância que o próprio post fez.

    • Thereza - 28/06/18 - 19h07

      Oi Talita, onde você acha que eu fui intolerante?
      Pq eu só trouxe os assuntos abordados e no final deixei aberto ao debate.
      Eu, Thereza, jamais compactuaria com uma marca como essa, mas o post foi pra mostrar a situação geral. Acho que se pensarmos que marca x ou y emprega pessoas, nunca vamos deixar de promover e financiar empresas homofóbicas, racistas e preconceituosas em geral. Quem sabe quando doer no bolso deles, ao menos mude algo no posicionamento ou até comando. No mais, o post foi aberto ao debate. Bjs!

    • Thereza - 28/06/18 - 19h14

      A gente só não pode confundir “liberdade de expressão” com preconceito velado (ou escancarado mesmo), de resto tá show, pode ser magra, verde, o que a pessoa quiser! Bjokas

  24. Natalha - 28/06/18 - 00h22

    Eu acho que seria mais uma grande hipocrisia se a Giovanna Lancelotti magra desse jeito, que deve se alimentar de água e vento, viesse falar que não liga pra magreza e que o “importante é ser feliz”! Zzzzzzzzzzzzz! Vamos deixar as pessoas terem vontade própria! Quem quiser fazer boicote a marca que faça, mas daí a julgar quem não faz já é demais…

    Responder
    • BETHANIA QUEMELLI FREITAS - 28/06/18 - 09h58

      VOCE É MARAVILHOSA! Falou tudo amiga!

    • Thereza - 28/06/18 - 19h13

      Mas você acha que uma pessoa magra não acha que o “importante é ser feliz” não entendi hehe

  25. BETHANIA QUEMELLI FREITAS - 28/06/18 - 09h57

    Mesmo sendo ridiculas as posições, fazer roupas é o trampo dos caras… Ainda acho os vestidos maravilhosos e consigo separar uma coisa da outra! É a mesma coisa que você deixar de ser amigo de alguém por causa da posição política ou das bobagens que eles falam no facebook! Os caras são uns idiotas e acho maravilhoso a internet cair em cima, pessoas que se sentirem ofendidas boicotar, mas eu não!

    Responder
    • Thereza - 28/06/18 - 19h12

      Mas eu acho que a diferença praquele “amigo sem noção” é que a gente não financia, logo, compactua com o negócio dele. É que talvez, e isso é muito lamentável, o ponto que ele tocou só incomode quem sente na pele, tipo mulheres gordas que sofrem preconceito ou pessoas que fizeram uso de FIV, de repente precisa doer no calo de outras pessoas para elas sentirem mais, Acho que falta empatia pra entender que esse é um assunto sério e não pode ser falado dessa forma.

  26. Mariana - 28/06/18 - 16h06

    Incrível como as coisas são né? A gota d’água p stylist foi uma indelicadeza dele, com muita falta de noção, direcionada a uma celebridade específica, mas não a gordofobia nem o desrespeito a todo um grupo de pessoas que não podem ter filhos naturalmente. A indústria ainda tem muito a crescer, mas não acho que o fim tá próximo p D&G a não ser que continuem soltando mt merda que não dê mais p ignorar e que atinja mais gente grande.

    Responder
    • Thereza - 28/06/18 - 19h09

      Pelo que foi dito na mesa redonda, ela pouco usava a marca e com certeza não usava as peças de cunho gordofóbico, mas depois do que aconteceu com a cantora ela viu que de fato não era uma marca a se confiar. Acho que ela está mais certa do que outras stylists e famosas que simplesmente ignoram a questão. Bjs!

  27. Bruna Lima - 29/06/18 - 12h01

    Em alguns pontos verdadeiros, em outros polêmicos. Para a maioria esmagadora do planeta, não tem influência alguma, pois a grife está a kms de distancia da realidade.

    Responder
  28. Ana - 29/06/18 - 15h59

    Oi the, podia ter citado a yasmin brunet também, que fica pagando de ativista vegetariana no instagram, ataca meio mundo de forma desrespeitosa e foi desfilar pra DG e ainda defendeu a marca…

    Responder
  29. Joana - 29/06/18 - 16h30

    As nossas celebs brazukas seguem amando a dupla e o amor é recíproco. Vai ver a conta do instagram deles, só dá Anita. O casal Bruno Gagliasso e Giovana Ewbank também.
    O mercado brasileiro, mesmo em tempos de crise, é potente e eles escolheram a dedo os maiores influenciadores da moda por aqui. Todo o figurino da Anita no show de Rock in Rio Lisboa foi deles. Mico, na minha opinião. Não sei se tem o aval de stylist o que que é, mas por aqui, tudo segue normalmente sem a discussão desses valores agregados à moda.

    Responder
  30. Aiade Guerra - 30/06/18 - 14h26

    A primeira vez que senti nojo da marca foi no caso absurdo de sonegação e, desde então, só venho tendo mais motivos que corroboram minhas opiniões. Com tanta gente talentosa e criativa no mundo da moda, não acho que existam mais justificativas para quem ainda insiste em D&G.

    Responder
  31. Ana Clara Sixel - 01/07/18 - 19h47

    Deus me livreeee!!! Tenho até tremedeira quando ouço o nome desses dois… piores pessoas!

    Responder
  32. gabi - 02/07/18 - 14h31

    “Confesso que não entendo quem, em sã consciência dos acontecimentos, usa a marca” – todas as pessoas que concordam com eles são um exemplo.
    A intolerância e o preconceito que eles pregam não impediram Lady Kitty Spencer de ser considerada uma das mais bem vestidas do casamento real com um vestido da marca. E isso é tudo que eles querem. Ademais, é uma boa dose de vontade de aparecer. Eles provaram o falem bem ou falem mal, mas falem de mim.
    Da mesma forma como existem pessoas que boicotam a D&G pela intolerância, existem aquelas que usam justamente por se identificarem com esses ideais. Cada um no seu quadrado?

    Responder
  33. Carla Aires - 02/07/18 - 14h50

    Thereza eu te adoro, sério mesmo! Umas duas semanas parei de seguir algumas blogueiras por falta de posicionamento. Não precisa falar de política não, mas vcs tem sim como se posicionar dentro do mundo de trabalho de vcs e vc nunca desaponta! Sério mesmo, vc é diferenciada, parabéns pelo excelente trabalho sempre!!

    Responder
  34. Carolina B - 02/07/18 - 17h40

    Ameeeeeei, é n adianta a pessoa demostrar seus valores e dpois usar a marca q prega o contrário só pq o vestido é bom. Tá aí o pq da giselle com suas roupas de acordo com o q acredita. No Brasil teem mtooooos stylists e blogueiras q usam a marca, Marina Ruy, Thássia, a mãe da Gio Ewbank q é stylist…. pena q os donos da marca são assim!

    Responder
  35. Natalia - 03/07/18 - 13h48

    Acho que em algumas situações ele foi preconceituoso e desrespeitoso massssss convenhamos tá tudo muito chato, minha gente! aff Ele quis causar bafão.

    Responder
  36. Ana Luiza - 03/07/18 - 14h12

    Acho que “belos vestidos” podemos encontrar muitos por aí, o mundo da moda está sempre se reinventando, sempre mudando, então não tem porquê exaltar uma marca de pessoas preconceituosas só porque eles fazem vestidos bonitos, sabe?

    Responder
  37. SILVIA ELAINE DA SILVA - 05/07/18 - 13h55

    Que post, The!!! Amei muito… Eu não compraria nada, pois são muito babacas

    Responder
  38. SILVIA ELAINE DA SILVA - 05/07/18 - 13h56

    Que vergonha de alguns comentários aqui, Jesus, socorro… Dó de vc ter que ler certas coisas, The…

    Responder
  39. Vitória Gonçalves - 08/07/18 - 21h19

    longe de mim a poder aquisitivo para boicotar de propósito D&G mas acho muito importante cobrar esse posicionamento dos consumidores da marca e criticar sim quem continuam fazendo de doida e ignorando os absurdos falados e feitos

    Responder
  40. Michele - 10/07/18 - 15h41

    Estou chocada com isso, não fazia ideia dessa polêmica toda, uma pena pensarem assim!! Beijinhos The

    Responder