AS MAIS
LIDAS!

O Fantástico mundo da Zara

27/11/2012  •  Por Thereza  •  Compras, Moda

A Zara é quase unanimidade nesse mundo da moda e consumo. Queridinha em todas as classes sociais, é aquela fast fashion que agrada gregros, troianos, ricos and menos afortunados. Dar uma passadinha na Zara é hábito tipo tomar um cafezinho. E BEM antes dessa onda de blogs (e tendências e inspireds) ela já estava lá, linda e soberena.

Não é à toa que o tiozinho dono da Zara (O espanhol Amancio Ortega fundou a Inditex em 1963) é o 3o homem mais rico do mundo (muito às custas do nosso rico dinheirinho), vê sua marca crescer financeiramente cada vez mais, expande território (são abertas 500 lojas pro ano) e ainda consegue manter a moral (mesmo com aquele escândalo – aparentemente esclarecido – de trabalho escravo) e os bons costumes de criar roupas interessantes, acessíveis e atuais.

Mas qual é o mistério disso? Porque não tem nada parecido no mercado da moda? Lembro de uma aula que tive na FIT, onde a professora falou sobre o poder da marca e comentou que eles não fazem anúncios e tampouco cedem roupas para editoriais de moda. Enquanto empresas gastam pelo menos 20% em publicidade, a Zara gasta 0,5% (apenas para mencionar inauguração de loja ou algo mais informativo e bissexto). Eles se “orgulham” em dizer que o setor de marketing é um dos mais enxutos do grupo.

A filosofia da Zara é que não existe anúncio melhor que uma bela vitrine (e um cliente satisfeito e bem vestido) e a contar pelo sucesso, eles estão mais que certos!

Desde o início, a premissa da marca era fugir da ideia que uma loja dependesse em sua grande parte de designers e fornecedores terceirizados, o pensamento era criar tudo direto e internamente e esse perfil persiste até hoje na grande maioria dos casos. Seu Amancio pensou numa engrenangem rápida, onde a “tendência” vista nas passarelas pudesse chegar mais rápido às araras e com um preço razoável, trocando em miúdos, a essência da fast fashion foi desenvolvida e consagrada pela… Zara!

Todos sabem que é uma forma agressiva de atuação (que vez ou outra sofre algum revés e vira alvo de escândalo), mas que cada vez mais vem sido, que ironia, copiada por muitas empresas.

Agora por incrível que pareça, a maior parte das coleções são desenvolvidas 8-9 meses antes, mas apenas 1 mês antes do lançamento que os pedidos são feitos e em até 14 dias produzidos e enviados às lojas, tudo isso pra qualificar como fast fashion e aproximar cada vez mais das grandes coleções desfiladas. E eles dizem que seu diferencial não está no tecido de qualidade superior (às outras fast fashions), mas sim na impecabilidade do molde, corte e acabamento.

E eles reafirmam que enquanto as principais lojas desenham/vendem suas coleções baseadas nas apostas do estilistas, na Zara tudo é feito e moldado de acordo com o cliente. É o nosso interesse que norteia o que deve ser vendido e continuar, com isso, os produtos rejeitados, vão direto pra liquidação (e para muitos outlets da marca pelo mundo).

Esse termômetro é muito rápido e a Zara consegue “consertar” isso em poucos dias, seja pra repor uma peça de sucesso ou até pra retirar aquela encalhada (ocupa espaço e espaço és diñero!).

A questão de logística da empresa é item fundamental! As peças são compradas e repostas de acordo com a demanda e quem define isso são os compradores de cada loja e região, se uma roupa x acaba e tem uma procura grande, em questão de poucos dias (poucos mesmo, tipo 5) ela já está de volta e pronta pra ser vendida, o que não acontece na maioria das lojas, que tem uma reposição mais lenta.

Dado todo esse cenário, quando aquela vendedora apressada falar que aquela saia peplum belíssima nã0 tem mais, acredite, ela está falando a verdade! Agora se tiver, agarre, o estoque pode até ser reposto, mas o volume de interesse ainda é maior!

Achei interessante compartilhar informações que li recentemente da Zara por aí (essa matéria e vídeo do NYT são ótimos), pois não basta comprar, entender o sucesso também acho fundamental! É lógico que não podemos esquecer todas essas recentes polêmicas  (inclusive envolvendo outras questões e que certamente não são exclusividade da Zara, mas também de outras grandes empresas), mas o alerta foi dado e já é notório que a fiscalização está redobrada.

Depois de tudo isso, inegável ficar perplexo com essa máquina – eficiente e democrática – de fazer roupa, que certamente mudou todos os rumos da moda nas últimas décadas e que cada vez mais é admirada e estudada por vários, comprada e usada por muitos!

O post ficou enorme né, mas espero que tenham gostado (muitas fotos de insider!) e quem sabe pode virar tag pra dissecar outras marcas!


Deixe seu comentário!
*Preenchimento obrigatório (seu email não será divulgado).
Quer que a sua foto apareça no comentário? Clique aqui e cadastre-se!

139 Comentários
  1. Bruna Mello - 27/11/12 - 14h07

    Todo post nesse estilo eu comento a mesma coisa: só podia ser no Fashionismo! Você foge do comum e arrasa. Nós? Só temos a ganhar!

    Responder
    • Thereza - 27/11/12 - 14h12

      Ai que amor tks!!! ;)

  2. Paula - 27/11/12 - 14h09

    Olá, onde fica essa Zara da primeira foto que ilustra o post?

    Responder
    • Thereza - 27/11/12 - 14h11

      Fica em Roma, é a maior Zara do mundo (tirando as da Espanha)

  3. Fabricia Generozo - 27/11/12 - 14h09

    ameei de verdade saber de td isso…fiquei encantada mais ainda com o mundo da zara,parabéns pelo post!!! beeijos :)

    Responder
  4. Natália Vieira - 27/11/12 - 14h46

    Achei muito válido o post, muito bom saber pra onde tá indo nosso dinheiro sofrido aehiuaeh. sobre a manifestação de utilização de produtos tóxicos que o greenpeace acusou a zara de usar, você tem mais conhecimento?

    Responder
    • Thereza - 27/11/12 - 15h46

      Eu li tb Natália! Esse meu post já tava meio que rascunhado antes heheh mas eu vi e achei importante mencionar no post que mesmo com todo sucesso eles ainda tem esses escandalos e polemicas, mas nesse caso eu nao sei mto a fundo como isso esta sendo encarado e resolvido, mas sem duvida que as pessoas estao cada vez mais de olho ne ;)
      bjs!!

  5. Patricia - 27/11/12 - 14h59

    The,
    Torcendo pra virar Tag…adoro conhecer a tragetória das marcas. Adorei o post!
    Bjos

    Responder
    • Thereza - 27/11/12 - 15h23

      Bom te ver por aqui, Pat! E já vou pensar numa próxima marca, tb sou super curiosa e adoro fuxicar a fundo sobre essas lojas tipo império ;)

  6. Julia Pestana - 27/11/12 - 15h00

    Muito bom o post. O blog sai do “look do dia” e traz assuntos mto interessantes. Leio diariamente, está entre os meus favoritos. Parabéns!

    Responder
    • Thereza - 27/11/12 - 15h23

      Tks Julia! ;)

  7. Weber - 27/11/12 - 15h01

    AMOOOO Zara demais <3
    To no trabalho agora, e me dei conta que estou vestindo Zara desde a camisa ate o
    aqui meu top-sider…
    aqui em Vitória não ha muitas opções na loja da marca, mas ainda assim samba na cara das outras de departamento… E quando é época de liquidação entao, me acabo rsrs
    bjo Thê

    Responder
    • Thereza - 27/11/12 - 15h24

      Arassou Weber! Saudades de vc por aqui bjss

  8. Viviane Moreira - 27/11/12 - 15h04

    Desculpa mas não acho a Zara isso tudo não, as vezes entro na loja e acho tudo caro e não vejo essa qualidade que todo mundo comenta, juro não vejo, sou louca? Quando inauguraram uma aqui (na verdade reformaram) ficou linda demais e entrei pra ver, mas achei tudo caro demais e mais uma vez reparei na qualidade, essa Zara não me compra, mas todo mundo gosta…. é sou louca! rs
    Mas o post ta de parabéns! The, você e seu blog são sem dúvida de grande qualidade!
    Bjss
    Vi

    Responder
    • Thereza - 27/11/12 - 15h30

      Vivi, acho que comparada às outras fast fashions e até mesmo essas lojas ‘normais’ o preço continua bom e a qualidade superior a uma forever ou h&m da vida! Infelizmente lá fora continua sendo bem mais barato por aqui, mas hj em dia vemos tanto preço absurdo em marcas nacionais, que a zara é sempre uma boa opçao

    • sté - 29/11/12 - 15h13

      Viviane, você não é louca! Eu tbm acho a mesma coisa. Quando entro na Zara as vezes babo em algumas roupas, principalmente nos Blazers. Comparada a outras fast fashions realmente acho que ela tem um quê a mais, porém um preço que eu acho pouco camarada! Já vi blazer lá de 400 dinheirinhos! P/ mim um absurdo para uma loja de departamento com produçao em massa!! Tem lojas aqui no Rio, que não são de departamento (ou seja, sem fila no provador e atendimento muito melhor) como a Zimpy e a ZeroZen que na maioria das vezes vendem até mais barato, e as roupas tem boa qualidade!
      Obs: o Ebay está lotado de genéricos da Zara. As vezes é o mesmo Xing Ling quem faz, só muda a etiqueta. A camisa de 100 pratas na loja sai por 12 doletas

      Mesmo assim, grande abraço, The. Seu blog continua de qualidade e pé no chão. Se essa tag continuar, gostaria que falasse de uma fast fashion Nacional, até p/ gente comparar com o modo que é feito pela Zara (a grande mãe das fast fashions!!) e como é feito aqui!!!!

  9. Julia Posses - 27/11/12 - 15h07

    É por isso que eu adoro esse blog,a gente le sobre moda de verdade,sobre visões totalmente inusitadas de assunto que é tão comum. Obrigada Therez por descansar nossos olhos de todos esses looks do dia,esmalte do dia e make do dia..

    Responder
    • Thereza - 27/11/12 - 15h30

      Obrigada Julia!! :)

  10. Giulia Saldanha - 27/11/12 - 15h10

    É muito legal saber sobre a trajetória da marca!
    Acho uma pena que outras marcas da INDITEX, como a Pull&Bear, Strativarus e Bershka, que são destinadas ao publico mais jovem (e mais baratas que a Zara) não sejam encontradas ai no Brasil. Por enquanto só encontrei aqui na europa.
    Adorei o post! Beijos

    Responder
    • Bruna Lima - 27/11/12 - 15h13

      A Strativarus conquistou meu coração também! Comprei muito em viagem!!!

    • Thereza - 27/11/12 - 15h31

      Nunca entrei nessas outras lojas da Inditex! E nem sabia que elas eram pro publico mais jovem e mais baratas! Bom saber Giulia, tks!!

    • Fernanda - 27/11/12 - 16h43

      A Stradivarius e a Bershka eram meu paraíso quando morei na Espanha!! Excelente post!!!

    • Marcela - 27/11/12 - 17h58

      A bershka é maravilhosa e tem no México também. Comprei um jeans na stradivarius que foi de longe a melhor peça que já tive! Essas lojas em Portugal são tudo de bom! Vale super a pena… gostei de saber que são do mesmo grupo! E a Zara é bem mais carinha e as roupas não duram muito… :/ amei o post, the! Principalmente as curiosidades. Bjosss

  11. regina prestes - 27/11/12 - 15h11

    Post assim faz o diferencial deste blog! Adorei. Pra quem for a Portugal, vale a pena dar uma chegadinha no maior outlet da Europa, o Freeport, onde tem uma Zara enorme e boa demais.

    Responder
    • Thereza - 27/11/12 - 15h31

      Sortuda vc portuguesa, Regina!! Onde fica esse outlet? bjsss

    • regina prestes - 27/11/12 - 16h31

      O Freeport fica na Vila de Alcochete. Peguei um onibus na rodoviária de Lisboa que vai direto pra lá, cruzando a ponte Vasco da Gama . Não tem erro , vale a visita, outlet gigante e lindo. Bom, sou brasileira mesmo e moro em Brasília rsrs bjs

  12. Bruna Lima - 27/11/12 - 15h12

    Fiz um mochilão pela Espanha e Portugal, nas principais cidades eu brincava que tinha uma Zara em cada esquina… sempre impecável, fantástica e com preços ótimos! Algumas gigantes, multiandares e dava para se perder lá dentro!! Sempre bonitas e organizadas!! Eu tenho só elogios… mas esses dias recebi email do Greenpeace e fiquei #chateada! http://www.greenpeace.org/usa/en/campaigns/toxics/detox/zara/

    Responder
  13. carol $ - 27/11/12 - 15h14

    nossa que loja mais linda! eu adoro a zara!

    Carol $
    http://www.facebook.com/C666s999
    http://c666s999.blogspot.com.br

    Responder
  14. Gabriela - 27/11/12 - 15h18

    Nossa que post bem feito!!! Achei super informativo e muito bem feito!! Adoro a zara e suas roupas e o fato de não supervalorizar peças básicas. AMO os casquinhos de lá e faça chuva ou sol eles e as regatinhas segunda pele estão lá!
    Outro dia eu fui lá e comprei uma saia peplum “básica” pretinha por 59,90!!acho mt engraçado o fato das pessoas no provador ficarem de olho! Essa saia Tava meio que escondida, assim q eu vesti e sai do provador pra mostrar pra minha amiga, quando eu pedi para ele pegar outra cor só tinha uma!!! Hahaha morro de rir! Até eu fico de olho no povo provando quando eu vou lá! É muita roupa ;)
    Afinal, amei mesmo Thereza! Post de qualidade! As leitoras aprovam ;)
    Beijos ;*

    Responder
  15. Loredana - 27/11/12 - 15h31

    Nossa!! Excelente matéria!! Altamente informativa!
    Parabéns
    Beijosss

    http://www.granfinagem.com

    Responder
  16. Mayara - 27/11/12 - 15h35

    Thereza, você não é uma blogueira comum. Como jornalista posso dizer com propriedade: you are the best honney! Adorei o post e a ideia da tag! ;)

    Responder
  17. Nency Bertoldo - 27/11/12 - 15h40

    Amei o post! Só tu mesmo pra fazer um post com conteúdo de verdade!
    :**

    Responder
  18. Camyla Mendes - 27/11/12 - 15h41

    Adorei o post! É realmente incrível como eles não investem no marketing e fazem tanto sucesso…voto na tag fixa para dissecar outras marcas! ;)

    Responder
  19. Gi - 27/11/12 - 16h15

    Zara muito amoooor! Post demais! The arrasando, como sempre!
    Obs: tag fixa, tag fixa! o/

    Responder
  20. Samira Horta - 27/11/12 - 16h23

    Adorei o post!!!

    Responder
  21. Lívia - 27/11/12 - 16h26

    The, como sempre, venho agradecer e elogiar pelos posts perfeitos!!! Não tem blog igual ou melhor! Adoraria ver mais posts destes por aqui! Tb amo e aguardo ansiosamente sempre pelos posts de estilo de alguém!
    E a Allison William de Girls? Post estilo? =)))

    Responder
  22. Teresa - 27/11/12 - 16h37

    Olá Tereza. Eu gosto muito do seu blog, adoro dar uma relaxada no meu dia olhando as roupas que estão sendo usadas por aí e, quem sabe até, procurar algum modelo semelhante para mim (:

    Entretanto, confesso que eu acho engraçado você e tantas outras considerarem a Zara como uma loja com roupas “baratas”. Eu fui a única que leu com atenção que a Zara não paga nem R$5,00 para quem confeccionou suas calças jeans?

    E considerando que uma calça na Zara não sai por menos de R$ 120,00, mesmo que ela tenha uns R§30,00 em custos por peça como transporte, impostos, manutenção e etc, ainda possui um lucro GIGANTESCO, quando comparamos o valor ridículo que foi pago para o produto ser confeccionado?. E não é como se o material utilizado para confeccionar uma calça jeans da Zara fosse de qualidade superior, por que não é =/

    Eu sei que é impossível comprarmos em lojas que não utilizam trabalho escravo, por que é impossível saber com certeza. Mas eu acredito que se parássemos todas de comprar das marcas que são denunciadas, seria um grande passo para outros casos serem descobertos e a regulação a esse respeito fortalecida.

    Vocês consumidoras da Zara não se sentem revoltadas por aqueles que trabalham mais de 12h horas por dia sem condições humanas de trabalho e remuneração inferior a R$1,00 por peça? É tão mais importante sair desfilando por aí com suas roupas da Zara, às vezes tão semelhantes às de lojas mais populares, do que prestar apoio àqueles que trabalham miseravelmente para confeccionar o que vocês vestem?

    O simples fato de você abdicar o consumo na loja e conscientizar aqueles ao seu redor, pode talvez gerar uma atitude em massa e a marca percebe que cobrar R§ 50.000 reais por fornecedor que desobedece as condições de trabalho não é lá nenhum prejuízo para os bolsos deles, mas apenas uma medida “para inglês ver”, como diria meu pai.

    E eu acho que blogueiras como você, Tereza, que possuem tantos seguidores e influencia tantas garotas, poderiam adotar uma atitude mais consciente em relação a esse desreipeito tão constantemente praticado pelas marcas (independente que o trabalho seja terceirizado, eles contrataram, eles concordam com o que é oferecido, se não os preços não seriam tão absurdamente baixos).

    Menos preocupação com a moda e mas consciência social, minhas caras ):

    Responder
    • Thereza - 27/11/12 - 17h22

      Oi Teresa, tudo bem? Primeiramente obrigada pelo comentário educado e informativo.
      Quando pensei no post, tentei buscar um foco diferente, mas sabia que iria acabar também seguindo pra esse lado dos escândalos e não deixei de inserir no texto esses fatos.

      Acho tb que todas essas questões não são exclusivas à Zara, já ouvi casos que acontecem em todas essas grandes empresas praticamente sem exceção, de Chanel a Zara, todas tem casos, o que não isenta de forma alguma nossa parte em fiscalizar, questionar e ponderar.
      Por ser um espaço democrático, sabia que os comentários também iriam cair pra esse lado, o que acho super importante refletirmos e repassarmos essa informação, mesmo que o foco desse post seja outro, não deixei de colocar o link com a solução daquele caso em particular. Acima de tudo, o espaço foi aberto pro tema, seja no meu texto, seja no comentário de vcs.
      Aqui no Fashionismo certeza que além do apreço pela a moda tb temos consciência social, seja questionando, discutindo e conversando, como também em passar essas informações que muitas pessoas não sabem e esclarecer muitas outras questões que ficam em aberto. Na condição de blogueira e como você falou da influência, deixo o espaço aberto pra conversas o que a gente sabe que hj em dia é mto raro, a ideia é sempre ir além do look do dia e dessa obsesssão por consumo, tentei mostrar uma Zara diferente, que um dia já postei sobre a urban outfitters e amanhã pode ser outra marca :)

      Bjs!!

  23. Cristiane Rosa - 27/11/12 - 16h43

    O que faltou na lista é o trabalho escravo que a Zara promove!

    http://goo.gl/8prtY

    Sinceramente, acho péssimo essa valorização por uma loja como essa.

    Responder
    • Thereza - 27/11/12 - 17h23

      Faltou não Cristiane! dá uma lida que no segundo parágrafo já menciono essa questão e com um link mais esclarecedor e recente que o seu
      bjus

  24. Juliana - 27/11/12 - 18h00

    Tanta gente reclamando da Zara,mas aposto que não pesquisam as outras lojas antes de comprar alguma coisa nelas. A diferença é que o caso deles chama atenção, por ser uma marca reconhecida mundialmente. Quanto ao preço, vai lá comprar na C&A e diga se a qualidade da roupa é a mesma.. Não que eu não compre, mas não tem como discutir, dizendo que eles cobram muito caro por peças que têm em outras lojas e com qualidade semelhante.. Muito fácil vir aqui e criticar a Thê, mas como ela mesma disse “TODAS AS LOJAS TÊM ESSES ESCÂNDALOS”. Se formos deixar de comprar em todas as lojas que cometem algum crime, acho que vamos ter que começar a fazer nossas roupas em casa.

    Thê, sua linda, te vi no sábado lá na arezzo.. Muito mais linda pessoalmente! Parabéns pelo seu trabalho, torço pra que vire tag, adoro conhecer melhor a história das lojas!
    Beijão!

    Responder
    • Thereza - 29/11/12 - 01h46

      Concordo Juliana, acho que esses questionamentos nao sao so exclusivos à Zara, mas dada seu tamanho, suas proporçoes seguem a linha!
      bjus e obrigada!!

  25. Flávia Genari - 27/11/12 - 18h20

    thereza, amei o post! sempre tive essas curiosidades sobre a zara. amo ver como funcionam essas grandes empresas tão presentes no nosso dia a dia, com uma relação direta com o consumidor. mas me diga uma coisa.. aonde você pegou todas essas informações?? queria ler mais sobre..! parabénssss, querida! beijocas

    Responder
    • Thereza - 29/11/12 - 01h45

      Flavia, grande parte foi dessa matéria do NYT que coloquei o link abaixo do video, mas vi outras matérias espalhadas em sites portugueses e espanhois, dps que descobri q a fabria era em arteixo, foi bem facil dar um search mais profundo no querido google ;)
      bjus

  26. gabriela antunes - 27/11/12 - 18h50

    Thereza, é por isso que eu amo de mais o blog!! Só tem post bem feito, bem escrito, pesquisa de verdade, sabe?! Não queria entrar no mérito dos problemas sociais que a zara como tantas outras lojas criam, só queria dizer mesmo que esse texto foi muito interessante, porque mostra a estrutura de uma das maiores empresas do mundo.
    Porém, já entrando na polêmica, acho que a gente, que é consumidora, fica entre a cruz e a espada quando quer comprar, mas pensa na situação dos trabalhadores (podendo ser considerados escravos). Acho que o Estado deve agir mais fortemente pq é inviável simplesmente paramos de comprar os artigos da zara, o público da loja é muito grande… não tenho solução pra o problema além de dizer o óbvio: não deveríamos consumir freneticamente, e o estado não deveria punir de forma tão benevolente.

    Responder
    • Thereza - 29/11/12 - 01h44

      Falou tudo Gabriela, acho que o estado tem muita responsabilidade sobre isso e nao devemos ir apenas atras da zara, mas sim dos nosso governantes e de uma forma de coibir esses escadalos futuros. Tb nao consigo deixar de pensar que a zara seja a única a cometer esses tipos de ato ilícitos, mas ai ja é outra hsitoria e certeza que o problema é bem mais profundo e distante do nosso conhecimento
      bjss

  27. Amanda Garcia - 27/11/12 - 18h53

    The, fiquei mt feliz de ler esse post! Trabalhei na Zara do Barra Shopping/ RJ, por 1 ano ( e te vi lá várias vezes! haha) e confesso que é mesmo uma empresa incrível, que valoriza seus funcionários e que merece mesmo todo prestígio que tem! Como qualquer outro empresa, tem seus problemas, mas sou muito feliz de ter feito parte da equipe da Zara, aprendi muito sobre comércio, sobre logística, sobre clientes, sobre Visual Merchandising, e minha paixão por moda só aumentou… vou levar pra vida toda essa experiência! Foi meu primeiro emprego, e tenho muito orgulho disso!
    Post lindo e eu orgulhosa!
    Obrigada!
    ;)

    Responder
    • Thereza - 29/11/12 - 01h42

      Mentira?? Pq vc nunca falou cmg? Sabe q eu sempre pensava se tinha alguma funcionaria da Zara leitora do blog haha #alocka, uma amiga q estudou moda comigo trabalhou la!
      E obrigada por dar sua visao de funcionaria, se tiver mais comentarios de insider contai!!

      bjuss

  28. Amanda Garcia - 27/11/12 - 18h59

    Ahhh, deixa eu falar outra coisa! Pra quem não trabalha com moda é dificil entender e acreditar, mas já trabalhei em outra empresa, no estilo, e gente, quando vc repassa uma peça pra um fornecedor fazer É IMPOSSÍVEL saber como ele faz! Muitas vezes a gente recebe a peça por correio, ou por transportadora, pq encomendamos de confecções e facções bem distantes…
    Não tem como controlar isso! A Zara foi pega pq é uma empresa enorme e de visibilidade… mas isso não é culpa deles não. Falo isso pq como funcionária vi como eles valorizam todo mundo, e duvido muito que fariam vista grossa sobre isso. A Zara investe pouco em propaganda, e se preocupa MUITO com sua imagem.. nós como funcionários éramos lembrados disso o tempo todo. Eles, definitivamente, não correriam esse risco.

    Responder
    • Thereza - 29/11/12 - 01h41

      Tks Amanda! Muito bom saber a visao de quem trabalha dentro do mercado, pois sabemos q muitas vezes a verdade e realidade sao outras!

  29. Raquel Cunha - 27/11/12 - 19h47

    Eu moro no México e aqui também tem muita loja da Zara e o mais legal é que é mais barato que o Brasil e mais barato que os Estados Unidos! :)
    Além da Zara este empresario tem mais duas marcas fantasticas a Breshka e Pull and Beer, a primeira é mais street e a segunda tem um estilo mais hippie chic. Seria incrivel se vc pudesse falar dessas marcas também! Nao sei exatamente como é o preço delas da Europa mas aqui no Mexico é precinho de C&A.

    Responder
  30. fer - 27/11/12 - 19h56

    The, adoro seu blog, mas você pecou em não colocar COMO o seu Amancio tá rico assim..
    Trabalho escravo né baby, só olhar no e-bay, no youtube entre outros documentários que mostram a exploração da mão-de-obra barata chinesa, sul-americana, entre outros países pobres.
    Embora sejam lindas e relativamente em conta, infelizmente as roupas da zara levam a escravidão consigo..

    Responder
    • Thereza - 27/11/12 - 21h53

      Fer! Mas eu citei a questao do trabalho escravo sim!
      E até onde sei (pelo que li e o link que coloquei), parece que foi uma questao interna no brasil de representantes locais que fizeram de forma ilegal. De forma alguma estou isentando a Zara da culpa, mas acho que esse caso meio que foi esclarecido, mas acima de tudo eu coloquei a info sim!
      bjsss

  31. Ludmila - 27/11/12 - 20h23

    Isso é que informação com qualidade! A cada dia amo mais esse blog!
    The, sem querer ser chata, mas já sendo: escreva um livro menina! O que você tem é um dom! A dosagem de informação, humor e ironia é PERFEITA!
    Beijinhos mil

    PS: A Zara é linda demais né? Só acho que essa história de reposição é meio conversa fiada, pois por mais que a demanda seja alta, NUNCA mais se vê aquela peça desejo que já esgotou!

    Responder
    • Mari - 28/11/12 - 01h45

      Acho que depende bem da peça mesmo… cardiganzinho colorido nunca falta! haha ou umas blusinhas básicas q eles ficam uns dois anos vendendo igual. nossa, uns 3 anos atrás só dava uma camisa polo listrada em varias cores com uma blusinha falsa por baixo do decote. mil vezes já fui trabalhar c quase a mesma roupa de alguém.
      se por um lado tvz seja ruim que eles vendam essas roupas por tanto tempo, pq todo mundo compra igual, eu gosto de lá que tem essas coisas bem básicas de verdade pra combinar com outras coisas. tem loja q só tem tendencinha, vc quer comprar uma blusinha simples lisa e não acha.
      mas não acho lá tão barato não. é barato pra quem está acostumado em comprar em grifes, mas pra quem tem o armário baseado em fast fashion, é das mais carinhas. nenhuma é barata mais, e também já achei coisas bem baratas na zara, mas é um nivel acima em preço e tvz qualidade (na verdade, mais niveis acima em preço do q qualidade rs).

    • Thereza - 29/11/12 - 01h31

      li que essas peças básicas tem sempre, tipo non stop pq é aquele clássico q todo mundo procura lá e sabe que tem e funciona em zara de qq lugar do mundo, tipo aqueles casaquinhas de 59 heheh bjsu

    • Thereza - 29/11/12 - 01h40

      sabe que eu ja pensei em escrever? ja recebi ate convite de editora hehe mas preciso pensar em algo interessante ;)
      bjuss

  32. Érica - 27/11/12 - 20h30

    Thereza, gostei do post. Apesar de nunca mais ter comprado na Zara depois do escândalo relacionado ao trabalho escravo, reconheço que você é uma das únicas blogueiras brasileiras que tem a decência/consciência de citar a polêmica num post como esse. A maioria prefere esquecer das questões complicadas e inevitavelmente intrínsecas ao mercado da moda. Parabéns pela pesquisa. bj!

    Responder
    • Thereza - 29/11/12 - 01h39

      Poisé Erica, sabia que esse post daria brecha pra esse tipo de comentários e argumentaçoes e ainda sim segui em frente pois acho importante. Agora imagina se esse rebuliço rolasse nos posts de looks do dia qdo alguem veste zara? nao ne ;) por isso que acho importante o debate! bjus

  33. Dani - 27/11/12 - 21h07

    Sempre leio, nunca comento. Hoje nao resisti. Excelente post Thereza, matou a pau!!!

    Responder
    • Thereza - 29/11/12 - 01h37

      aeee adoro conquistar novas comentadoras heheh bjuss

  34. Lisiane - 27/11/12 - 21h47

    Oi The. Eu realmente acho as roupas da Zara bonitas, mas nao acho baratas nao! Hoje em dia nem a CeA é barata mais. Nunca paguei mais 80 reais num jeans. E pagar 60 por exemplo numa blusa nao acho barato. Se eu puder, compro. E gosto muito! Mas é um “luxo” que me dou.

    Responder
    • Thereza - 29/11/12 - 01h37

      eu ainda acho que das fast fashions a zara é que vale mais a pena, é a mais carinha, mas a que tem o melhor benefício, daqui do br a renner é a melhor disparada
      agora hj andei pela riachuelo e leader (q nao costumo frequentar mt pq n tem perto de casa – a riachuelo) e fiquei tipo impressionada, blusinha de alcinha de tecido “tipo seda 50, 60 reais, nao é nada tao baratinho assim, no nivel de preço da renner, porem padrao bem abaixo!

  35. Isabella Jordani - 27/11/12 - 21h53

    The, adorei o post. Não posso deixar de comentar também que a questão da ilegalidade que pressupõe preços baixos ultrapassa o mundo da moda e está presente nos cosméticos (teste com animais), na comida que você come e em grande maioria nos meios de produção em massa. A começar pela sonegação de impostos fiscais, que ocorre na grande maioria das lojas e lembrando que a arrecadação de impostos constitui receita pública de destinação genérica a implementações de políticas públicas que levam o país pra frente. Também pode estar presente no camelo onde voce compra pilha pro seu controle remoto, que pode ser roubada. A bolsa que voce compra no camelo é produto de falsificação etc etc.
    Se voce for pensar na ilegalidade em cada coisa do seu dia, voce vai descobrir. Claro que aí também cabe uma consideração do que é mais importante, porque a escravidão é direito fundamental tido como absoluto, ao passo que os valores ligados ao patrimonio podem ser sopesados.
    Mas é como aquela história de voce viajar e começar a converter o dinheiro: voce fica louca!
    Acredito que realmente a Zara deva pagar pela escravidão, e ela paga na justiça, ta sofrendo processo e tudo. Mas é como voce também falou, há muitas outras que também têm a escravidao por debaixo dos panos e as pessoas nao sabem porque falta publicidade ou nao pesquisam mesmo. Mas claro, admiro quem se filia à causa e tenta boicotar da sua forma.

    The, seu blog é sempre construtivo, meu favorito!! Beijinhos

    Responder
    • Thereza - 29/11/12 - 01h35

      Isabella, muito obrigada pelo seu comentário!
      Complementou mto bem e foi além do foco Zara, mas estendeu essa polemica à outras marcas e setores que a gente sabe que, infelizmente, existe ;/
      bjsss

  36. Clarice - 27/11/12 - 22h02

    Adorei o post The, gostaria de ver outros parecidos sim!
    Beijos!

    Responder
  37. Julia Rafalski - 27/11/12 - 22h06

    Que in-crí-vel!
    Sou apaixonada pela Zara e não sabia de tudo isso. Informações super relevantes para entender o dinamismo da loja e das vendas. Além de facilitar a busca pelo blazer de listras que caiba em mim…
    Sou de Vitória, ES, e a nossa Zara (só temos uma) chegou há uns 2 anos e meio. Acho bem mais em conta que as demais “marcas de sucesso” e as roupas são diferenciadas e com um acabamento bem melhor que as marcas populares, o que faz valer a pena comprar na Zara.

    Parabéns! Adorei o post e compartilhei!
    Beijos!

    Responder
  38. Tássia Tostes - 27/11/12 - 22h51

    Falando nela, além do bla bla bla trabalho-escravo temos também a questão de toxinas nas roupas. Vale dar uma olhada e assinar…
    http://www.greenpeace.org/brasil/pt/O-que-fazemos/Toxicos/Zara/

    Beijos!!

    Responder
  39. Flávia - 28/11/12 - 00h11

    Thê, como sempre vc nos brinda com um post super interessante, incomum e inesperado. Posts como esse abrem nossos olhos para questões que tangem à econômia, à visão de mercado e, enfim, nos mostram um outro lado da moda. Parabéns por estar sempre atualizada, sempre buscando melhorar e inovar conteúdo. No mais, estive nessa Zara de Roma em agosto deste ano (saudades, hehe) e gostei bastante. São 4 andares, se eu não me engano, sendo que o térreo é de crianças. Mas não dá sensação de lugar imenso, sabia? É até aconchegante (pros padrões de uma fast fashion, claro). Como as araras não são grudadas umas nas outras – há espaço de sobra – as pessoas não ficam se esbarrando, sabe? Isso é ótimo! hehe

    Responder
    • Thereza - 29/11/12 - 01h34

      To doida pra conhecer essa Zara! Li que é a maior do mundo (exceto pelas flagships na espanha) e parece ser aconchegante mesmo ;)
      bjus

  40. fran - 28/11/12 - 00h17

    Post sensacional, parabéns! Você realmente sai do comum com posts bem escritos, bem pesquisados e muito informativos! Esse foi um dos que mais gostei pode ter certeza!

    Responder
    • Thereza - 29/11/12 - 01h33

      tks fran! bjus

  41. Luize Lemos - 28/11/12 - 00h36

    Oi Thê, primeiramente, parabéns pelo post. Agora, quanto a questão de a Zara utilizar produtos tóxicos, bem, ela também está tomando providências quanto a isso. Ainda bem.
    Eu fiz um post no meu blog falando sobre o problema (quem tiver interesse em ler eu vou adorar, hehe) e estou acompanhando o movimento.
    Parece que 2 dias depois da abertura da petição, a marca já entrou em contato com o Greenpeace, se dispondo a mudar a sua postura e este se dispôs também a ajudar, propondo medidas que a Zara poderia adotar para solucionar o problema.
    É isso, espero estar acrescentando com essa informação!
    Grande beijo!

    Responder
    • Thereza - 29/11/12 - 01h33

      Luize, coloca o link q nao achei!!
      so achei o da alisson e amei hehehe #antmlover

  42. natalia - 28/11/12 - 00h53

    thê, a matéria ficou ótima!!
    muito bom saber mais sobre as marcas que a gente adora!

    Responder
  43. natalia - 28/11/12 - 00h53

    a zara é a melhor loja de todas, só acho uma pena o precinho brasileiro não ser tão bom quanto o europeu!

    Responder
  44. Gabi - 28/11/12 - 01h02

    Aqui em Brasília também chega coisas novas na quarta e sexta :)

    Responder
    • Thereza - 29/11/12 - 01h31

      hahaha eu sempre me informo dessas coisas #espertezas

  45. Dulci - 28/11/12 - 01h30

    Amei o post e amo a Zara, Woman, Baby and Home, fiquei chocada que aqui na Filadélfia só tem uma no centro da cidade. Adoro saber sobre a história das pessoas, e de como alcançaram o sucesso….beijos

    Responder
  46. Larissa - 28/11/12 - 02h37

    Parabens pelo post, The! Você sempre nos surpreendendo e saindo do comum da grande maioria dos blogs. Bjs

    Responder
  47. Talita - 28/11/12 - 02h51

    Adorei o post Thereza e espero, sim, que vire uma tag!!

    Sou uma consumidora assídua da Zara e acho a marca tudo de bom e mais um pouco apesar de às vezes me revoltar com a comparação dos preços entre a Zara Brasil e resto do mundo.

    Me revolto também com a questão do trabalho escravo utilizado por TODAS as confecções conhecidas ou não, ou passa pela cabeça de alguém aqui que aquela calça que vc paga R$ 30,00 sorrindo no centro de São Paulo ou nas Riachuelos da vida, foi confeccionada por trabalhadores registrados e com seus direitos assegurados?

    Acho válida a ação de boicote de algumas consumidoras para com a marca, mas para que o movimento se enriqueça e realmente cumpra seu propósito. investiguem a fundo as confecções antes de cada compra. Se realmente seguirem a risca o boicote e forem fiéis a sua consciência social passarão a andar nuas, pois nem costureira resolverá seu problema uma vez que o tecido vem da China o que dispensa comentários sobre a mão de obra utilizada na fabricação.

    Àquelas que possuem a consciência social, cobrem do Estado uma fiscalização mais efetiva, investiguem as confecções e denunciem às autoridades a utilização da mão de obra escrava, não comprem calças de R$ 20,00 pois elas foram confeccionadas por trabalhadores irregulares. Não comprem CDs/DVDs do ambulante, imitações de bolsas, relógios e afins, pois se não são produtos de roubo são derivados do crime organizado, não se apeguem apenas no caso divulgado na TV e, mais importante, divulguem o resultado de suas ações de alguma maneira, a publicidade sempre é uma ferramenta importantíssima.

    The, adoro seu blog, esta na minha listinha de favoritos!!

    Bjs

    Responder
    • Thereza - 29/11/12 - 01h29

      Concordo muito, Talita!
      Acho que a Zara (assim como a Nike que sempre se envolveu nesses escandalos), acabam tendo mais destaque pq sao empresas enormes, mas nao duvido nada que empresas médias e até menores tenham essas questoes abusivas, vai da gente acompanhar e saber discernir

      bjus!

  48. lucaslube@hotmail.com - 28/11/12 - 03h01

    tenho várias roupas da Zara e nao concordo com alguns comentários falando da má qualidade das peças… todas as minhas roupas estão intactas e sem nenhum rasgadinho, furinho, ziper pocado ou eteceteras… e olha que tenho roupas da Zara de 3,4 anos atrás…

    Responder
    • Thereza - 29/11/12 - 01h27

      tb Lucas! nao lembro de ter algum problema assim tao gritante com as roupas deles nao so com um sapato que comprei hehe n gosto de comprar sapato lá

  49. Beatriz - 28/11/12 - 08h52

    Oi Thereza, parabéns pelo post, muito bacana! Gostaria que virasse tag sim =)

    Para quem quiser saber mais sobre a história da Zara e do grupo INDITEX, indico o livro De Zero a Zara, primeiro estudo publicado sobre a marca.
    Lá eles também destacam essa questão das vitrines como uma força de venda.

    Bjs e mais uma vez parabéns pelo blog, é o melhor de todos!

    Responder
    • Thereza - 29/11/12 - 01h27

      Mto boa a dica, Beatriz! Nao sabia que existia livro sobre! ja vou comprar e quem sabe vira outro post heheh bjus

  50. Manuela Gaspar - 28/11/12 - 08h55

    Post espetacular! Leria mais dez páginas sobre o assunto. Histórias de sucesso e empreendedorismo deveriam ser sempre divulgadas para servirem de inspiração. Show. Ainda por cima, sou louca pela Zara! Mas, quem não é? Bjs, Manu.

    Responder
    • Thereza - 29/11/12 - 01h26

      tb adoro ler essas historias de empreendedorismo, manu! super incentiva, inspira e até mesmo aprendemos com o erro dos outros heheh bjus

  51. Manuela Gaspar - 28/11/12 - 09h02

    Complementando a polêmica do trabalho escravo: R$ 622,00 é salário? Pra mim, é escravidão (velada) legitimada por decreto presidencial… Tudo é relativo! Se vc disser na Europa, mesmo em recessão, que ganha por mês, pouco mais de 200 euros, vão dizer que seu trabalho é escravo!

    Responder
  52. Vivian Alves - 28/11/12 - 10h11

    Vou parafrasear outra leitora, “só podia ser no Fashionismo”. AMEI!!! Nossa, faça mais posts assim com outras marcas. Fiquei impressionada com a história da Zara, realmente não conhecia muita coisa. Valeu The, por isso você é minha blogueira favorita e o Fashionismo é o melhor :D
    Sério mesmo, admiro o seu trabalho.

    Beijos

    Responder
    • Thereza - 29/11/12 - 01h26

      fofa!! super tks viu? bjuss

  53. Isabel - 28/11/12 - 11h52
    Responder
    • Thereza - 29/11/12 - 01h25

      sim!! colocaram já esse link e alguém já colocou a resposta e resolução do caso, mas vamos sempre observar bjuss

    • Thereza - 29/11/12 - 01h53

      aqui tem a resposta do proprio site do greenpeace falando que a zara assumiu o compromisso de eliminar lançamentos de produtos quimicos
      http://www.greenpeace.org/brasil/pt/Noticias/Zara-proibe-moda-toxica/

      fui ler outras infos e vi que isso nao é “exclusividade” da zara, mas de outras marcas como: Metersbonwe, Levi’s, C&A, Mango, Calvin Klein, Jack&Jones e Marks&Spencer.

      ou seja…tenso!

  54. Ines Tavares - 28/11/12 - 12h28

    Adoro o seu blog, muito diferente dos outros e super interessante…sempre!!!parabéns!! Aqui em Portugal há uma verdadeira loucura em torno da Zara e de todas as lojas do grupo Inditex. Além das outras lojas já mencionadas voce tem de conhecer tb do grupo a Uterque que é de melhor qualidade do que a Zara (com bolsas e sapatos lindooos) e a Massimo Dutti (tudo maravilhoso, blusas de grande qualidade por custo muito razoavel). Polémicas à parte (todas as marcas têm mas menos publicitadas..logico) estes 2 ultimos anos a Zara elevou a sua qualidade e as colecções têm sido lindas demais, além de que na Europa o preço é mesmo metade do que no Brasil, é uma pena voces pagarem tantas taxas…ridiculo!!!
    Um beijo e tudo de bom para voce
    Sua fã portuguesa Inês

    Responder
    • Thereza - 29/11/12 - 01h25

      AAAdoooro leitoras portuguesas acho mto chique hihih bjusss e que sorte ser cheias de zaras por ai hehehe

  55. Sara - 28/11/12 - 14h09

    O que eu acho simplesmente incrível no seu blog, é o seu jeito educado de responder os comentários e de interagir com o seu público! Esse post foi muito legal. Independente dos escândalos da loja, independente de como tal pessoa ficou rica, achei legal ver as curiosidades! Se quiser fazer mais posts assim será ótimo! beijos

    Responder
    • Thereza - 29/11/12 - 01h24

      Sara, acho o mais legal de um blog quando a gente nao so se depara com um post legal, mas com comentarios ricos e complementares como esse aqui ;))
      aprendi e entendi muita coisa lendo cada comentários, isso pra mim é super válido! Por isso que eu adoro receber um comentário, nao pra encher a caixinha, mas sim pra enriquecer o tema!!
      bjuss

  56. Amannda Ferreira - 28/11/12 - 15h18

    Leio o fashionismo toda semana e quase nunca comento, mas dessa vez tenho que comentar! Que post excelente!!! Palmas pra vc, eu como consumidora assidua da Zara amei saber um pouquinho mais da historia da marca! Beijos

    Responder
    • Thereza - 29/11/12 - 01h23

      tks ;))) comente mais viuuu

  57. Vil Muniz - 28/11/12 - 17h40

    Muuuuuito interessante o post, não sabia de muita coisa dita aqui…concordo com você, além de vestir também é muito legal a gente ter uma noção da história daquela marca/grife, enfim, AMEI O POST!!!!!!e ainda mais sendo da Zara, que amoooooooooooooooooooo!!!!
    beijocas The!!!

    Responder
  58. Janine - 28/11/12 - 21h42

    Adorei o post! A filosofia do Sr. Zara é realmente eficiente e nós amamos: fast fashion com qualidade (hello, Daslu para Riachuelo) e preço (quase sempre) bom! Quem não tem pelo menos um suéter Zara no guarda roupa? Amooo!!!

    Responder
    • Thereza - 29/11/12 - 01h22

      esses sueters sao clááássicos, acho que tenho umas 5 ou 6 cores heheh bjus

  59. Tayse Souza - 28/11/12 - 21h58

    Thê, sério! Quem mais teria esta dedicação à pesquisa e a ideia de um post tão diferente, mas ao mesmo tempo relevante? Só você mesmo!
    Por isso o Fashionismo é caso de amor ♥

    Acho que pode virar tag djá!

    Parabéns, sua Linda!

    Responder
    • Thereza - 29/11/12 - 01h22

      Tks amore!!!

  60. Karla Pereira - 28/11/12 - 23h26

    The, eu já comento um monte no seu blog (e na fan page do FB), nem preciso ficar dizendo de novo como eu admiro o seu jeito de escrever, sempre com profissionalismo e ainda assim demonstrando uma relação estreita com as leitoras. Aposto que a maioria, assim como eu, te sente como uma amiga! hehehe

    Não podia ser diferente, vc ARRASOU com esse post! Foi informativo, cheio de curiosidades (geminianas adooooram!) interessantes sobre a marca, com belas fotos e sem esquecer as polêmicas em torno da marca. Discordo do que algumas pessoas comentaram aqui, acho que vc FEZ BEM em só dar o link sobre a mão de obra escrava e não discutir abertamente sobre o tema. Não que essas questões não sejam importante, de fato são. Trabalho escravo deve ser combatido! Mas pelo que eu percebi a sua intenção foi justamente fomentar o nosso pensamento, sobre o que tem por trás daquelas araras cheias de roupas lindas, ao invés de fazer militância contra essa ou aquela marca.
    Parabéns The, adorei ler esse post imenso, além de todos os comentários, e por mim essa tag vira constante! ;)

    Responder
    • Thereza - 29/11/12 - 01h22

      Brigada querida!! E adoro todos seus comentários, fico feliz com toda sua interação, pode deixar que vai ser uma tag constante!! ja vou caçar coisas fa forever 21 quem sabe heheh bjuss

  61. Natalia - 29/11/12 - 01h01

    Estou escrevendo pq eu gosto de vc e te respeito mais q as pessoas q só te adulam.
    Nao é possivel q vc nao saiba das condições de trabalho da produção da Zara, nao saiba de td q esta acontecendo.
    Qdo a gente se vende assim demais, sem nem pensar no q é certo ou errado, a gente cai. Vc sobe e sobe e depois cai. E eu te digo, vc pode nao acreditar: eu nao quero isso p vc. Vc esta comprometendo o seu trabalho e a sua pessoa em troca de coisas materiais. Pare e veja q vc esta deslumbrada com seu proprio sucesso.
    Vc é legal e original e inteligente, eu nao queria perder a admiração q eu tenho por vc e seu trabalho.

    Responder
    • Thereza - 29/11/12 - 01h49

      Natalia, primeiramente obrigada pelo carinho e até mesmo preocupação hehe
      mas no segundo parágrafo já falo sobre esse tema e coloco um link que esclarece bem mais o assunto.
      Tentei focar na questao de comercio/empreendedorismo da empresa, mas mencionei sim as polemicas e se vc perceber os comentários aqui estao cheios de informaçoes e opinioes sobre o tema.
      Como ja falei aqui, acho que a ideia inicial foi deixar um canal aberto ao debate e estender pensamentos sobre a marca, sejam eles positivos ou negativos!

      Agora quanto a “se vender demais”, se a Zara não anuncia na Vogue, Elle ou qualquer veículo mundial, porque aqui seria um publi? nao faz sentido ne? ainda mais pq TODOS meus publis sao identificados e td mundo ja esta ciente da dinamica! O post foi so pra compartilhar essas infos mesmo e ir além do comum Bjs e fique tranquila que aqui o blog é transparente e acho que consigo me manter com a mesma ideia inicial, nada me seduz ;)))

  62. Tassia - 29/11/12 - 04h13

    Ah, eu me lembro bem de voltar da minha primeira viagem à Portugal, em 2001, enlouquecidamente apaixonada pela Zara, e me perguntando porque ainda nãi tínhamos uma loja no Brasil! Apesar de a Zara ser discriminada por lá, onde as portuguesas tem medo de sair com uma peça da Zara e encontrar 20 pessoas com a mesma peça, eu acho que a loja cumpre o papel de fast fashion da forma mais incrível, e semore fui fã! Muito legal saber mais sobre a história da marca :)

    Responder
  63. Ju - 29/11/12 - 08h50

    Parabéns, Thereza. Post interessantíssimo, a Zara é muito amor mesmo…só acho que poderiam ter mais lojas no Rio…só acho..rsrsrs :)

    Responder
  64. Pri Le Blush - 29/11/12 - 09h48

    Oi Thereza queria te parabenizar pelo post. Incrível!!!! Acompanho o seu blog desde o comecinho e sem duvida é o melhor! Fico impressionada com a sua dedicação. Parabéns!!
    Eu devo confessar que amoooo a Zara, sempre quando entro fico pensando: meu Deus quero tuuudo… rs Uma pena nao ter loja online no Brasil.

    http://www.leblush.com.br

    beijinhos

    Responder
  65. Ana cláudia - 29/11/12 - 10h03

    Amo a zara, apesar das VARIASS polemicas.
    UMA DUVIDA: nos eua a Zara eh tipo uma H&M da vida?? Ou melhor??
    Bjoss The

    Responder
  66. Ana cláudia - 29/11/12 - 10h08

    Amei o post!!!! Torcendo pra virar TAG!!!

    Responder
  67. Ana cláudia - 29/11/12 - 10h09

    Amei o post!!!! Torcendo pra virar TAG, e podia ser sobre a forever 21 e H&M!!!

    Responder
  68. ana carolina - 29/11/12 - 14h31

    já tava indo dormir qnd abri o Fashionismo e dei de cara com esse post ontem !! Comecei a ler a primeira linha e não consegui parar, pq foi mt bem escrito e mt interessante, ta de parabenss The !! só deixei pra comentar hj pq ja tava morrendo de sono hehe

    ahh ! e eu amooooo a zara e acredito que essa situação do trabalho escravo/substâncias toxicas ja ta mais do que esclarecida. Os blazers e cardigans de lá são amor pra vida toda <3 haha beeijos

    Responder
  69. Paula Serafini - 29/11/12 - 20h53

    Parabéns pela matéria, realmente demais… Obrigada!!!

    Responder
  70. Luísa - 29/11/12 - 22h14

    The, parabéns pelo post, muito bem escrito e cheio de informações que a gente não costuma encontrar por aí, mas que são fundamentais pra uma compra consciente! Beijinhos!

    Responder
  71. Filipa Mota - 30/11/12 - 00h40

    Oi The! Sou de Portugal e leio o blog há muito tempo e nunca comentei. Mas ao ler esse post não o poderia deixar de fazer. Trabalhei na Zara e agora trabalho na Lefties que é uma nova empresa do grupo Inditex (tem de ver!), e tenho super orgulho! Acho incrivel a forma como conquistam os consumidores só através do bom atendimento e das suas vitrines. Um dos primeiros lemas que aprendi foi que a nossa publicidade é feita com os nossos sacos que passeiam pelas ruas nas mãos dos compradores. Acho que o grupo tem o maior respeito pelos seus funcionários, ajudando-os e motivando-os sempre! E dão-nos oportunidade de ir mais além dentro da empresa, em vez de chamarem logo alguém de fora! Temos imensas formações e sempre ideias para melhorar o atendimento e o trabalho. E o cliente é uma enorme prioridade. Tivemos um calçado que esgotou em pouco tempo e logo o armazém arranjou maneira de o repor para satisfazer a procura.
    Em relação aos escandalos, não é só na Zara que acontece… E se deixassemos de comprar em todas essas lojas, não teriamos o que vestir! Podem ter errado sim, mas estão a tentar solucionar o problema.
    Mas será que estão a par de todas as campanhas de solidariedade que também fazem?? A Zara doa imensos milhões causas sociais, como a Caritas, o desastre ocorrido no Japao, etc.. Tivemos até em Portugal uma funcionaria que necessitava de um transplante de medula e todas as outras lojas do grupo receberam um comunicado para ajudarem a encontrar alguém compativel! Este cuidado com uma unica pessoa, dentro de uma empresa tão grande, é algo notável! Além de que, nas lojas, existe uma enorme preocupação com a reciclagem e a poupança do meio ambiente.
    Aqui a Zara é muito mais barata que ai (sorte a nossa) e eu gosto muito de fazer parte deste mundo!
    Parabéns pelo blog fantástico! Sou fa! :)
    Beijo

    Responder
  72. Talita - 30/11/12 - 12h04

    Oi The, nem sei se você vai ler/ responder… Como tô num momento-aperto no semestre e sempre acabo lendo as coisas atrasada, e muitas vezes nem comento porque sei que ninguém volta pra ler rs, mas dessa vez não quis deixar de comentar.
    Acho que o post é legal, por mostrar a trajetória da marca e tal, gostei! Assim como tinha adorado o post sobre a Urban Outfitters (Só elogios pro seu trabalho!!! Invista sim no seu lado escritora, eu seria a primeira a comprar um livro seu, tenho certeza que você não iria produzir um simples lixo editorial pra conseguir dinheiro), mas –não tem como não ter um mas nesse caso- os escândalos e polêmicas que envolvem a marca não podem ser minimizados com comentários do tipo “não acontecesse só lá”, “quem tem que fiscalizar é o governo”, “se for ficar atrás disso você fica louca”. Os boatos/acusações são sérios.
    Concordo que talvez não dê pra construir um “império” sem passar por cima de certas questões éticas, mas sabe, estamos em 2012… Uma marca como a Zara, que já construiu tanta coisa, já deve estar apta a lucrar MUITO sem ter que apelar pra meios ilegais/ antiéticos, e também pra fiscalizar com que tipo empresa terceirizada eles andam trabalhando (acho impossível que eles não chequem direito…). O mimimi “a Zara sofre porque é mais visada” não pode ser sério, se é a mais visada é porque é uma das que mais lucram e tem mais capacidade de não cometer esses tipos de erros e servir de exemplo.
    Acho que, como consumidoras, o que temos que fazer é nos informar o máximo que conseguirmos, sobre a Zara, sobre a empresa da Maria da esquina, sobre qualquer coisa (e como uma das meninas falou, isso não se limita as lojas de roupa), pra depois fazermos nossas escolhas de maneira consciente, optando por comprar aqui ou ali. E sabe, repito: estamos no século XXI, existem muitas empresas (de roupas, de cosméticos, alimentícias…) responsáveis e conscientes que oferecem serviços os mais corretos possíveis, então tá aí a “novidade”: dá pra ser consciente e andar vestida, comer, etc, etc, etc.
    Fica aí minha dica pra um próximo post detalhado The: falar sobre o trabalho de alguém mega conscientizado/ politizado e que deu certo, pra gente ver como funciona.

    Responder
    • Thereza - 30/11/12 - 18h02

      Claro que vou ;)))

      eu tb adorei fazer o post da UO, ainda bem que vc lembro dele, pq segue esse estilo, vou procurar outras marcas tb!!

      E eu concordo com vc sim, além de nao podermos generalizar, temos que ter noção e atitude e não dependermos só do governo pra “resolver” as coisas. Concordo que se posicionar seja mto importante, assim como ser justa e não se fazer de ignorante tipo “prefiro não saber”. Confesso do fundo do coração, que dps desse escandalo do trabalho escravo eu fiquei decepcionada sim, talvez possa nao ter entrado na loja por 1 ou 2 meses, mas acabei continuando e acredito q mta gente tb.

      Agora eu adorei a ideia da proxima marca ser uma mais consciente, tipo uma stella mccartney da vida. outro dia postei de uma marca de beleza que segue essa linha e ela tá super ‘queridinha’ das famosas engajadas, pode ser uma tb

      bjs e obrigada pelo comentario!

  73. Cristiane - 30/11/12 - 14h44

    Parabens pelo post. O seu blog eh unico sobre moda que eu nao tenho vergonha de ler hehehe Muito pelo contrario, eh motivo de orgulho pq vc se supera sempre: no trato gentil e educado com os leitores, nas materias surpreendentes, no cuidado com a escrita. Vc eh mesmo muito especial, e demonstra ser uma pessoa muito boa e equilibrada: ao mesmo tempo consciente e antenada com o mundo.
    So um adendo: nao tem zara no outlet freeport nos arredores de Lisboa. A loja que tem la eh a Lefties.

    Responder
    • Thereza - 30/11/12 - 17h56

      Brigada Cristiane! De vardade fico feliz que vcs ainda valorizem um post bem trabalhado, pensado e super longo hehe (tipo 15 parágrafos). Pq as vezes a gente (blogueiras) fica com a impressao que os posts mais curtos e dinamicos geram mais comentarios, mas acho o mix fundamental bjsss

  74. Cristiane - 30/11/12 - 17h53

    Esqueci de esclarecer que o adendo foi para um comentario feito, e nao para o post. Bjs

    Responder
  75. […] Na última terça-feria a Thereza publicou lá no seu Fashionismo um post contando um pouco sobre a filosofia Zara de produzir. Bem interessante de […]

    Responder
  76. Fernanda - 01/12/12 - 21h31

    Aqui em SP a Zara deixa a desejar. Sempre vejo poeira no chão dos provadores, loja bagunçada e provadores com cabides quebrados. Também acho que as peças com preços mais acessíveis são de péssima qualidade, coisas que depois da primeira lavagem já estragam. E já peguei blusas de malha com furinho e roupa de criança com costura torta.

    Responder
  77. PAMELA - 02/12/12 - 20h09

    adorei o post! o blog está ótimo, como sempre.parabéns!

    Responder
  78. Pat Camargo - 03/12/12 - 11h28

    The, que post bárbaro, amei!
    Sou viciada na Zara, sempre brinco com mu marido que só viajo para países que tenham a loja hahaha acho a qualidade ok pro preço que é cobrado. Dessa vez em NY entrei na H&M e me senti no Bom Retiro, nunca vi tanta porcaria junto, e olha que eu sou boa de pinceladas. Ja na Zara queria levar a loja inteira, pena que nos US a loja não é tão barata quanto na Europa.
    Amei o post, pena que tentei assistir o video e estava fora do ar
    Parabens

    Responder
  79. Grazielle - 08/12/12 - 20h48

    Oi, vi este post só agora, mas amei, disse tudo de uma maneira bem jornalista, vc escreveu muito bem, parabéns pelo trabalho.

    Responder
  80. Vanessa - 08/12/12 - 23h43

    excelente post!!!Mesmo sendo leitora antiga, nunca tinha comentado. Acho que vale investir em posts assim tb!

    Responder
  81. LLi LLi - 05/03/13 - 16h15

    Ai esse post eh mais antigo, mas tenho que comentar!! gostei do post, eu particularmente não idolatro taanto a Zara, não pq não gosto das roupas, mas por achá-la uma fast-fashion um tanto caro e por ver toooodo mundo usando ZAra. Alem disso, como vi que comentaram por aqui, as outras marcas tbem da inditex como pull&Bear, stradivarus e a minha favorita Bershka, sao beeeem mais baratas e vc encontra meio que o mesmo ( n exatamente, mas o conceito, enfim) Ahh e tem o outlet da Inditex a LEFTIES que é bem bacana e muuuito barato, vc compra casacos de frio por 15euros em pleno inverno, vale conferir, Em Lisboa e na Espanha tem muitas!

    E qto ao trabalho escravo acho o mesmo que mta gente mencionou acima, quer dizer é dificil saber com certeza se é ou não assim e assado. E isso sao todas, nao sejamos ingenuas em achar que marisas, renners e c&a’s da vida não utilizam trabalho escravo. Enfim, é triste essa realidade, mas ja que nao temos fortunas pra comprarmos em lojas que suuuuper sabemos as procedencias e etc, que compremos nas fast-fashions da vida que nos deixam felizes e bonitas, né?

    Responder
  82. Anna - 28/06/13 - 15h27

    Sou uma mulher vaidosa. Adoro moda e amo me vestir bem (ao meu gosto claro), mas sou ultra sensível e penso mais no ser humano do que no produto (é uma tendência genética que tenho).
    Meu sogro tem uma empresa de construção civil que empreita lojas da Zara, dois de meus cunhados são engenheiros responsáveis por algumas lojas (realmente eles investem uma grana e tanto na estrutura).
    Não gosto da marca. Acho possível ser linda, saber se vestir, mas não abrir mão de suas convicções, em outras palavras jamais usar uma peça onde todo um sistema escravo existe por trás de uma confecção (mesmo que isso pareça utópico). Consumir algo onde os direitos mínimos são negados, não é nada vantajoso (é o mesmo que não cuidar do planeta sabendo que dependemos dele para sobreviver).
    Acredito que a forma de consumir deve ser revista, e que devemos sempre colocar o ser humano na frente de um produto (se não tenderemos para superficialidade), afinal é isso que nos torna humanos (nos colocar no lugar do nosso próximo).
    O seu Amancio Ortega pode ser um puta empresário, mas… Bem, existe o “mas”.
    Sou paulista, e como tal sei valorizar uma mulher elegante, cuidada e bem vestida (as mulheres paulistas são um exemplo neste quesito), mas acredito que daria pra se vestir bem, com menos dinheiro investido e mais sensibilidade empregada.
    Logo quando saiu a calça listrada, fiquei enlouquecida por uma peça preta e branca, na época só tinha na Zara (lançamento). Rodei Sampa inteiro, encontrei uma de sarja linda, muito bem feita (qualidade mesmo) com uns 40% a menos do que eu teria pago na Zara. Não tenho uma vaidade exacerbada, pra mim roupa tem que me vestir bem e ter qualidade, marca é indiferente pra mim.
    Mas essa é a minha opinião, e como um ser racional e tolerante respeito às demais opiniões.

    Responder
  83. Emanoel - 07/03/14 - 12h12

    Adorei….

    Responder
  84. Karen Fernandes - 01/04/14 - 15h21

    Parabéns pelo artigo.
    Aproveito para apresentar a loja virtual KIN´STORE. Compre roupa da Zara ou de outras marcas aos preços baixos da Europa. Envios para todo o brasil, com um processo de compra simples e 100% seguro.
    Não deixe de conhecer em http://www.kinstore.net e boas compras!
    Bjs

    Responder
  85. Zara Roupas - 30/06/14 - 15h45

    Outro post top, lindas imagens e todo o processo mostrado, por isso amo acompanhar seu blog, você sempre está inovando em seus artigos. Sim o post ficou enorme mas quando feito com carinho da prazer em ler.

    Beijinhos =*

    Responder
  86. Aline Lima Louzada - 01/06/15 - 13h04

    The, amei o post! Sua maneira de escrever é incrivel, por mais longo que seja, não tem como parar de ler é viciante esse blog. Sigo você e alguns blogs há anos, porém ultimamente percebo que vários já não tem um conteúdo de qualidade como seu. Hoje em dia o fashionismo é o único que visito todos os dias. The continue nos divertindo e nos informando com esse seu jeitinho que só você sabe. Beijos e desejo sucesso sempre, pois você merece!

    Responder
  87. Leonardo Barros - 14/07/15 - 22h39

    Boa noite, tenho interesse em estar contratando um personal stylist, alguém poderia me indicar um em São Paulo. sou de Campinas e gostaria de estar mudando meu estilo.
    Gostaria de um renomado, qualquer dúvida tenho meu e-mail: lr-barros@live.com ou meu Whatsapp 19-98101.6004

    Responder
  88. Mallu Hollanda - 04/04/16 - 14h47

    oi! acabei de ler a reportagem e gostaria de saber de qual país vem as roupas da Zara, qual coleção é igual à nossa? a de Portugal ou a da Espanha? obrigada!

    Responder
  89. Suzana Shin - 19/08/16 - 21h27

    Adoro a zara e sou apaixonada!! Pois encontro tdo que preciso!! Showww

    Responder